Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Física, eletricidade e Nikola Tesla

De Marcia, publicado dia 16/09/2019 Blog > Apoio Escolar > Física > A brilhante luz de Nikola Tesla

Quem não gosta de ter seus esforços reconhecidos? Todos, não é mesmo? Inclusive os grandes cientistas da história. Mas infelizmente não é sempre assim que acontece. Nikola Tesla, por exemplo, nem sempre tem seu nome associado às grandes invenções que realizou.

Para você ter uma ideia, se não fossem suas invenções, você provavelmente não estaria em frente a um computador (ou celular), lendo um texto, nesse exato momento. Aliás, até mesmo a primeira transmissão de rádio sem fio talvez não tivesse ocorrido.

O verdadeiro inventor da lâmpada foi Nikola Tesla.

Embora tenha recebido diversas homenagens devido aos progressos que proporcionou ao mundo, graças às suas descobertas, Tesla viveu seus últimos dias quase no anonimato. Por alguns, era considerado louco.

Se você deseja entender melhor por que esse homem foi tão importante para a tecnologia, continue a leitura. Dedicamos este artigo a ele para espalhar conhecimento e também como forma de homenagem. Vamos lá!

Quem foi Nikola Tesla?

Nikola Tesla nasceu em 1856 em uma parte da Croácia que ainda fazia parte do império Austríaco/Húngaro. Filho de um sacerdote ortodoxo e de uma inventora, o interesse pela eletricidade foi despertado na época da faculdade.

Era filho de uma família de 5 irmãos e, na escola, conseguiu fazer 4 anos em apenas 3. Há quem defenda que ele foi graduado na Universidade de Graz, localizada na cidade homônima, mas há uma outra vertente que afirma que ele não teria concluído o curso. Ao deixar a cidade, cortou totalmente relações com a família. Alguns amigos acreditavam que estava morto, inclusive.

Foi quando começou a trabalhar como assistente de engenharia na Eslovênia e, incentivado pelo pai, passou a frequentar a Universidade Carolina, em Praga. Entretanto, abalado pelo falecimento do pai, ele novamente abandonou o curso superior.

Tesla relatava que enxergava alguns clarões diante de seus olhos, normalmente associados a ideias. Tais eventos, muitas vezes vinham acompanhados de mal-estares. Há cineastas atuais que relatam sensações semelhantes. Além disso, tinha alguns flashbacks de acontecimentos de sua infância.

É como se a física o levasse a vencer limites físicos.

Em 1880, conseguiu trabalho como engenheiro elétrico em uma companhia telegráfica em Budapeste. Mais tarde, a empresa migrou para a telefonia, e ele cresceu de cargo. Era a primeira empresa de telefonia do país.

Tesla queria, de certa forma, conquistar o mundo. Seu sonho de menino era ir aos Estados Unidos. E ele não só o realizou como passou a trabalhar em Nova Iorque no laboratório de Thomas Edison. Tesla atuava em melhorias das linhas de dínamos criadas por Thomas e, anos mais tarde, os dois cientistas começaram a se desentender devido a uma opinião divergente relacionada a corrente contínua e alternada.

Tais divergências tomaram tamanha proporção que eles se recusaram a dividir o prêmio Nobel da física de 1912. Assim, o prêmio acabou não ficando com nenhum dos dois: foi dado a um terceiro pesquisador da época.

Tesla entrou em choque com Thomas Edison, devido as suas divergências quanto a correntes elétricas.

Tesla chegou à conclusão de que o melhor modelo a ser usado para tomadas elétricas era o modelo polifásico alternado. Á época, foram registradas mais de 40 patentes relacionadas a esse estudo… sendo todas compradas por George Westinghouse.

E foi então que o conflito com Edison se intensificou ainda mais: esse defendia a corrente contínua, enquanto Tesla e Westinghouse defendiam a alternada. Como essa última apresentava tecnologia superior, ela foi a “vencedora”.

Ao longo de sua vida, foram mais de 700 patentes no mundo todo. Ele estava à frente do seu tempo. Prova disso é que, àquela época, já defendia o uso de energia solar e marítima, além de comunicações entre planetas e satélites.

Tesla falava 8 idiomas e sofria de algumas fobias e manias, provenientes do TOC (Transtorno obsessivo-compulsivo). Embora nunca tenha se casado, era admirado pelas mulheres de seu tempo e, socialmente, era visto como um sujeito sociável e de bom-gosto, tanto para música, quanto para culinária e poesia.

Contraditoriamente, viveu seus últimos anos no escuro, já que sofria de sensibilidade extrema à luz, que foi se agravando com o avanço da idade. Sim, suas condições de saúde o afastaram da luz que ele próprio ajudou a inventar.

As invenções de Tesla

Quando questionados sobre quem inventou a luz elétrica, normalmente associamos o feito a Thomas Edison, certo? Pois bem, trata-se de uma grande injustiça, já que a corrente que venceu a “guerra” foi a de Tesla. Seu sistema conseguia gerar energia com cabos menores e voltagens maiores. Portanto, ele sim deve ser considerado o “pai da eletricidade”.

Além disso, Tesla também inventou o motor elétrico, a lâmpada fluorescente, o controle remoto… Seus admiradores costumam dizer, inclusive, que ele também teve outras invenções, que hoje são desconhecidas já que preferiu não registrá-las.

Logo após a “guerra das correntes”, o laboratório de Tesla, com todas as suas pesquisas pegou fogo. Àquela época, em que ainda não existiam sistemas de armazenamento em nuvem, muito material foi perdido. Ele pesquisava formas de fornecer energia elétrica gratuita para todos, e pode ser que tinha alguns opositores a essa vontade.

Em certa ocasião, ele construiu uma torre em Nova Iorque que seria capaz de fornecer energia a longas distâncias sem o uso de fios: era o primeiro sistema wireless. A criação nunca chegou a funcionar, já que o empresário que financiava a sua construção cortou investimentos quando se deu conta de que não lucraria com o fornecimento de energia. Hoje em dia, afirma-se que ela jamais funcionaria efetivamente. Entretanto, tal projeto é uma prova de que Tesla era um homem bom, que queria beneficiar a todos com a sua invenção.

A primeira usina hidrelétrica do mundo foi construída por Tesla, nas Cataratas do Niágara, quando de sua estadia nos Estados Unidos. Também contribuiu, com centenas de inovações, para o desenvolvimento do transistor, que permite o funcionamento de computadores modernos. As primeiras ondas de rádio do espaço também foram captadas por ele.

Há quem acredite que ele foi também o inventor de um raio que seria capaz de destruir uma cidade inteira. Entretanto, esse projeto nunca se tornou público. Dizem que está nas mãos do governo estadunidense, após quase ser vendido para a Inglaterra durante a Segunda Guerra Mundial. A negociação, entretanto, nunca aconteceu de fato.

Física não se resume às leis de Newton.

A poderosa Bobina de Tesla

Inventada por volta de 1890, a Bobina de Tesla é um transformador de estrutura simples, mas que gera altíssima tensão. Provavelmente, você já tenha ouvido falar dela em suas aulas de física. Aliás, talvez seja por isso que o nome de Nikola Tesla não lhe parecia estranho quando começou a ler este artigo.

Essas seriam as faíscas geradas pela Bobina de Tesla.

Um capacitor é carregado por um transformador que, por sua vez, transmite a tensão gerada para um centelhador. É dessa forma que a energia chega à primeira bobina. Ela está conectada a uma segunda bobina que é ligada à terra. As oscilações entre alta e baixa tensão precisam estar em harmonia em ambas as estruturas.

Como ela é formada por duas estruturas interligadas, a passagem de energia de uma para a outra pode produzir faíscas, que são lançadas a metros. Normalmente isso ocorre quando a bobina primária deixa de funcionar e transfere seu trabalho à secundária.

Os primeiros transmissores de rádio utilizavam a Bobina de Tesla para propagar a energia de suas ondas. Geradores de alta tensão também costumam aplicá-la para garantir a propagação da energia.

O sistema de funcionamento da bobina é tão simples que poderia até ser reconstituído em casa, salvas as proporções. Entretanto, os riscos de queimaduras graves e até mesmo morte é alto.

Tesla e a invenção da lâmpada fluorescente

Outra notável invenção de Tesla foi a lâmpada fluorescente. Disponível no mercado desde 1938, tratou-se, à época, de uma inovação, já que surgia um modelo capaz de produzir mais energia em forma de luz do que de calor. Mesmo após a sua criação, Tesla ainda contribuiu para o aprimoramento dessa sua invenção.

Ele foi o primeiro do seu tempo a realizar experimentos com raios catódicos, adicionando a eles uma substância que ele próprio havia descoberto.

Tais lâmpadas representariam, anos mais tarde, após a sua popularização, uma opção mais econômica, seja em termos de consumo de energia elétrica ou durabilidade.

Ao transformar luz negra em luz visível, Tesla desenvolveu os primeiros painéis com luzes de neon, hoje tão comuns em nosso dia a dia.

Os painéis de neon, tão usados hoje em dia, foram criados por Tesla.

Portanto, da próxima vez que lhe perguntarem quem inventou a lâmpada, lembre-se de Tesla e dê uma resposta justa e respeitosa.

Percebeu como, na história da física, nem sempre tudo é o que parece ser? Está surpreso por descobrir o quanto Nikola Tesla, de quem talvez você tenha ouvido falar apenas uma ou duas vezes, foi fundamental para que você tenha hoje energia elétrica em sua casa?

E assim a física também guarda outros segredos e curiosidades que você só conseguirá descobrir se dedicar-se à estudá-la. E não faça isso só em busca de melhores notas em sua escola ou faculdade. Seja como Tesla e tome como exemplo a sua humildade e altruísmo. Faça-o pelo conhecimento. Entenda que a física não é só para grandes gênios como Einstein e Planck.

Ficou com vontade de ir para a aula de física após conhecer a história de Nikola Tesla? Então não deixe de acompanhar o nosso blog, sempre cheio de novidades. Aproveite também para dar uma olhada em nossa plataforma de professores. Quem sabe você não encontra a oportunidade de fazer algumas aulas de física com um de nossos professores?

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (média de5,00 sob 5 de 1 votos)
Loading...
avatar