Hoje em dia saber interpretar um texto e se expressar pela escrita é uma habilidade exigida em muitos aspectos da vida social. Em um processo seletivo, para ir bem no vestibular, para ser promovido, fazer uma apresentação, escrever um artigo, ter um bom desempenho escolar, fazer uma carta... Mas ter as competências e habilidades para redigir um bom texto não é tão simples assim.

É por isso que a carreira de professor de redação tem um amplo mercado de trabalho. De tutor particular a professor universitário, esse profissional tem muitas oportunidades de atuação, em função do perfil e dos objetivos financeiros e pessoais de cada um.

Mas você sabe quais são as principais vantagens e desvantagens de atuar como professor de produção textual? Descubra tudo isso aqui neste artigo!

Os melhores professores de Redação disponíveis
Felipe
5
5 (33 avaliações)
Felipe
R$75
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Cássia
5
5 (35 avaliações)
Cássia
R$250
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Juliana
5
5 (51 avaliações)
Juliana
R$80
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Karina
5
5 (39 avaliações)
Karina
R$120
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Maria alice
5
5 (146 avaliações)
Maria alice
R$105
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Aristeu
5
5 (31 avaliações)
Aristeu
R$60
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Eduardo
5
5 (13 avaliações)
Eduardo
R$60
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Jorge
5
5 (73 avaliações)
Jorge
R$50
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Felipe
5
5 (33 avaliações)
Felipe
R$75
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Cássia
5
5 (35 avaliações)
Cássia
R$250
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Juliana
5
5 (51 avaliações)
Juliana
R$80
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Karina
5
5 (39 avaliações)
Karina
R$120
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Maria alice
5
5 (146 avaliações)
Maria alice
R$105
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Aristeu
5
5 (31 avaliações)
Aristeu
R$60
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Eduardo
5
5 (13 avaliações)
Eduardo
R$60
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Jorge
5
5 (73 avaliações)
Jorge
R$50
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Vamos lá

Uma visão global o mercado das aulas de redação

Um caderno com caneta e folhas amassadas.
O mercado de trabalho de um professor de redação pode oferecer muitas oportunidades, mas também é bem competitivo.

Atuar no mercado de aulas de português direcionadas para a escrita é uma profissão que está sempre em crescente expansão. De reforço escolar para alunos de ensino fundamental e médio, cursos preparatórios para Enem e vestibular, intensivos para concursos, especializações em áreas como jornalismo ou publicidade e propaganda... A língua portuguesa está presente em todos os momentos da vida de qualquer cidadão brasileiro.

E nossa língua é conhecida por possuir suas complexidades, entre inúmeras regras e exceções. Saber se expressar pela escrita exige competências e habilidades específicas, que nem sempre conseguimos consolidar em nossa vida escolar básica. Além disso, cada vez mais concursos públicos incluem a língua portuguesa e a redação como conteúdo obrigatório para todos os cargos, em todos os níveis. E apesar disso, muitos candidatos subvalorizam o português como disciplina e priorizam as matérias específicas, resultando na reprovação das questões de língua portuguesa.

Neste sentido, cada vez mais são criados cursos na área da produção textual para o público adulto e o reforço de aulas para o público jovem, garantindo a ampla oferta de vagas para professores de redação nas mais diversas áreas. Apesar da ampla oferta, o mercado caracteriza-se como bastante concorrido e muito competitivo. Isso porque dependendo da área de atuação, experiência e formação são critérios exigidos e que determinam o salário e a ascensão do profissional.

Mão escrevendo um texto em caderno
Para atuar como professor de redação, é necessário conhecer bem seu mercado de trabalho.

Confira abaixo algumas especificidades em função da especialidade do educador de produção textual:

Professor de redação da rede pública de ensino

Se você pretende dar aulas de redação nas escolas públicas de Ensino Fundamental e Médio, é necessário ser formado no curso superior de Letras, modalidade licenciatura. Como regra geral, a seleção para educadores do Fundamental se dá por concurso público nas prefeituras e do Ensino Médio por meio de concursos estaduais. Segundo o Ministério da Educação, o piso salarial dos profissionais da rede pública da educação básica em início de carreira é de R$ 2.886,24 (em 2020) para jornada de trabalho de 4o horas semanais. O piso salarial é definido pela Lei nº 11.738, de 16 de julho de 2008. A lei abrange todos os professores de Português em atividade no setor público brasileiro.

Professor de redação em cursinhos

Cursinhos costumam exigir graduação superior em Letras. No entanto, como o mercado é bem concorrido, quanto mais reconhecida fora a escola, mais exigências costumam adotar. O perfil de professor de cursinho também é diferente se comparado ao professor de educação básica: o profissional precisa ser descontraído, deve ter autonomia e precisa estabelecer uma relação colaborativa com seus alunos. A licenciatura é em geral o critério mínimo, seguido de cursos de especialização e mestrado, entre outros. Os salários para professores em cursinhos podem chegar a até 20 mil reais, mas saiba que é preciso estar preparado para enfrentar salas cheias e ter um ritmo pesado de trabalho.

Professor de redação no Ensino Superior

Cursos de graduação como Jornalismo, Comunicação Social, Letras, Publicidade e Propaganda têm como disciplina obrigatória a redação. Para atuar como professor em uma Universidade, é necessário também possuir licenciatura em Letras em uma universidade reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC). No entanto, o acesso a universidades federais, por exemplo, é obtido apenas por concursos públicos. E nesse caso, para se obter um bom salário, é necessário investir em formação de alto nível (mestrado, doutorado, especialização).

Tutor particular de redação

Não existe diploma exigido para atuar como professor particular de redação. Em geral, a formação mínima depende também do seu público-alvo: você pode muito bem ser estudante de Letras e dar aulas particulares para alunos do ensino fundamental e médio. Você também pode ser recém-graduado em bacharelado de Letras e dar aulas de redação voltadas para o Enem. No mercado de aulas particulares, experiência e habilidades pedagógicas contam muito. O tutor particular, diferente de profissionais contratados sob regime CLT, tem autonomia, flexibilidade e liberdade em sua profissão. Mas nem todos os educadores se adaptam a esse perfil.

Os pontos positivos de dar aula de redação

Quando falamos na profissão de professor de redação, uma das primeiras vantagens é o mercado de trabalho. Isso porque, como já mencionamos acima, saber se expressar por meio da escrita é uma habilidade muito importante hoje em dia, exigida em todas as profissões e áreas do conhecimento. Quando você possui competências e habilidades ao escrever um texto você tem muitas portas abertas ao longo da vida escolar e profissional: você tem mais chances de conseguir um emprego, tem mais autonomia pessoal e profissional, tem acesso aos direitos básicos como saúde, emprego e educação, tem mais chances de obter uma promoção, além de facilitar a comunicação em todos os aspectos básicos da vida social.

O professor de português e de redação pode atuar nas mais diversas instituições:

  • rede pública e privada de ensino
  • órgãos públicos municipais, estaduais e federais
  • instituições de ensino superior
  • cursinhos
  • escolas de idiomas
  • associações culturais
  • editoras
  • ambientes corporativos
  • aulas particulares de redação
  • assessoria pedagógica especializada
Uma criança estudando em uma sala de aula
Educar é transformar realidades! Uma aula de redação pode contribuir para mudança de vida de muitas pessoas.

Portanto, é por isso que uma das primeiras vantagens de se tornar professor de produção textual é a ampla oferta de vagas e oportunidades no mercado, nas mais diversas áreas.

E isso nos leva à segunda vantagem: a flexibilidade de área de atuação. Você tem acesso aos mais diversificados campos de atuação, desde cursos em instituições de ensino superior como Comunicação Social e Advocacia, até associações de incentivo à leitura ou inclusão social de jovens. Tudo vai depender dos seus objetivos como profissional e de quanto pretende ganhar para o seu sustento.

Além disso, o educador possui uma das profissões mais inspiradoras que existe. Como já dizia Paulo Freire, educar é transformar. Alunos podem ter suas vidas transformadas por um professor. Não há trabalho mais valioso do que lecionar e contribuir para que estudantes transformem seu entorno e tenham acesso aos direitos básicos como cidadãos, se integrando plenamente na vida social e profissional. Além disso, ao ensinar sobre expressão escrita, você também contribui para o incentivo do protagonismo juvenil e autonomia de crianças e adolescentes.

Por fim, todo ato de lecionar também demanda uma aprendizagem constante. Ao dar aulas de redação, você está sempre em processo de aprendizagem junto de seu aluno. Troca de conhecimentos, atualização profissional, interação relacional... Ministrar um curso para seus alunos não se resume a transmitir o conteúdo de sua especialidade, mas também significa participar ativamente de um processo de construção de conhecimento coletivo.

Os pontos negativos de ser professor de redação

Uma sala de aula vazia
Quais são os maiores desafios do educador de produção textual?

Toda profissão possui o seus prós e os seus contras. O importante é entender e reconhecer os desafios existentes em cada área de atuação, tendo sempre em mente seus objetivos iniciais, sejam eles profissionais ou pessoais.

Dito isso, sabe-se que o trabalho do professor em geral é subvalorizado no Brasil, sobretudo em função de questões sociais e econômicas brasileiras. Mesmo com a formação mínima exigida, o profissional da educação ganha menores salários perto de outras profissões, como na área de engenharia, medicina e advocacia. Ainda, o educador do ensino público muitas vezes é levado a enfrentar um cenário delicado: baixos salários, falta de infraestrutura escolar, violência, preconceito, dificuldade de acesso, entre outras.

Além disso, os profissionais que trabalham sob regime CLT muitas vezes cumprem muito mais do que sua carga horária mínima semanal para conseguirem dar conta do recado: da preparação de aulas e organização da semana pedagógica à correção de provas e atividades. A criatividade e o bom humor são exigidos diariamente do professor, que precisa ter habilidades suficientes para driblar os desafios constantes.

Por fim, podemos também citar a concorrência do mercado. Para se alcançar melhores oportunidades, o profissional da educação tem que investir muito em formações de alto nível (especialização, mestrado e doutorado) como em estudos complementares para conseguir ser aprovado em um concurso público e progredir na carreira com salários mais altos.

E então, está preparado para começar a carreira de tutor de redação dos seus sonhos? 

>

A plataforma que conecta profes particulares e alunos

1ª aula gratuita

Gostou desse artigo? Deixe uma nota!

5,00 (1 note(s))
Loading...

Fernanda

Socióloga e mestre em Letras Modernas pela Sorbonne. Entre França e Brasil, trabalho com jornalismo e projetos socioeducativos há 20 anos. Apaixonada por música, cinema e yoga. Acredito na cultura e na educação como pilares de transformação da sociedade.