"Só existe uma maneira certa de falhar: desistir antes de chegar ao sucesso." Georges Clemenceau

Você nunca passou em um concurso público, fala inglês como uma vaca espanhola ou sente que não tem as habilidades necessárias para dar uma reviravolta em sua carreira e finalmente poder viver do que gosta?

E vai fazer o que agora? Não vai nem tentar por medo de não conseguir?

Fazer aulas de reforço quando você já é adulto pode parecer estranho. Mas pare para pensar: talvez seja esse o momento mais propício. E quando você mais precisa, uma vez que já sabe exatamente o que quer e pode focar em seus objetivos.

Ainda tem dúvidas? Então aqui estão 10 boas razões para ter aulas particulares quando já se está fora da escola há muito tempo.

1. Você pode passar em um exame concorrido

Concursos públicos, exames de admissão para uma escola de engenharia, vestibulares, provas para vagas de emprego... Mesmo quando começamos nossa vida profissional, ainda é necessário estudar

Sabe aquela ilusão da criança, que não vê a hora de ser adulta para não ter mais que estudar? Pois bem... A gente cresce e percebe que os estudos nos acompanharão por toda a vida profissional também.

Para quem almeja um cargo público, os cursos preparatórios nem sempre são viáveis: além de caros, muitas vezes são do outro lado da cidade.

Procurando por reforço escolar?

Passe nos concursos
Estudar sozinho para concursos pode fazer com que você não passe e fique desanimado.

É por isso que as aulas particulares costumam ser mais acessíveis e permitem que você se prepare, recebendo o suporte personalizado de acordo com suas metas e necessidades.

Maria alice
Maria alice
Profe de Reforço escolar
5.00 5.00 (89) R$95/h
1a aula grátis!
Vera lúcia
Vera lúcia
Profe de Reforço escolar
5.00 5.00 (4) R$60/h
1a aula grátis!
Guacira
Guacira
Profe de Reforço escolar
5.00 5.00 (16) R$129/h
1a aula grátis!
Adriano
Adriano
Profe de Reforço escolar
5.00 5.00 (81) R$70/h
1a aula grátis!
Silvana
Silvana
Profe de Reforço escolar
5.00 5.00 (14) R$90/h
1a aula grátis!
Lucas
Lucas
Profe de Reforço escolar
4.95 4.95 (6) R$30/h
1a aula grátis!
Ana
Ana
Profe de Reforço escolar
5.00 5.00 (22) R$60/h
1a aula grátis!
Jordana
Jordana
Profe de Reforço escolar
5.00 5.00 (13) R$60/h
1a aula grátis!

2. Aprender uma língua estrangeira será mais rápido

Classes de espanhol, cursos de italiano, aulas particulares de inglês... Não importa qual idioma você quer aprender, você encontrará um bom professor para lhe ensinar.

Na atual configuração do mercado, saber uma língua estrangeira é importantíssimo e não tê-la aprendido desde criança não é motivo para se desesperar.

Todos estamos sujeitos a uma necessidade de mudança de emprego, uma oportunidade de subir de cargo na empresa ou mesmo precisar mudar-se a trabalho para outra cidade ou país. Isso pode envolver o aprendizado de uma nova língua estrangeira.

Você já parou para pensar em quantas oportunidades já perdeu por não falar inglês? E então? Vai continuar perdendo ou deseja fazer algo para mudar essa situação?

Aulas particulares de idiomas permitem a você aprender de maneira regular e consistente. Ao mesmo tempo que a sua memória pode não ser a mesma de quando era mais jovem, agora você tem mais maturidade para saber o que quer e qual a forma de aprendizado que mais lhe traz resultados.

Isso certamente ajudará na hora de encontrar um experiente professor particular.

3. Você pode retomar assuntos da faculdade

Pode ser que você tenha entrado no mercado de trabalho logo após o ensino médio (ou nos primeiros anos da faculdade, em uma área diferente da sua) por necessidade ou escolha. Saiba que nunca é tarde, entretanto para retomar assuntos que você já viu em algum outro momento de vida, durante os estudos.

Há histórias de pessoas que se formam e não vão para a área. Até que perdem o emprego ou percebem que sua vida profissional anda meio estagnada. É aí que uma guinada se faz necessária! Pode ser que você seja formado em psicologia, por exemplo, e agora queira se especializar em crianças.

Retomar algumas matérias da faculdade antes de partir para uma pós-graduação é uma atitude válida.

Você é recém formado e gostaria de continuar a educar, cuidar e se sentir integrado à sociedade? Por que não um bacharel de letras modernas ou história e geografia? Essa seria uma oportunidade para saciar sua sede de conhecimento.

Aulas de reforço são uma maneira efetiva de retomar assuntos dos tempos de escola e voltar a desenvolver bons hábitos, no que diz respeito aos estudos.

As lições individuais permitem que você faça qualquer pergunta sobre o conteúdo do curso, algo que nem sempre é possível em uma palestra com centenas de outros alunos.

4. Você tem salário para investir em si mesmo

Na infância ou adolescência, você depende dos seus responsáveis para aprender o que quer que seja. Não basta querer fazer um curso de russo ou história da economia africana: seus pais precisam aprovar essa vontade e pagar pelo curso.

Quando adultos, e já no mercado de trabalho, somos responsáveis por nós mesmos e podemos investir nosso dinheiro em qualificação.

Pague pela sua educação
A vantagem de estudar depois de adulto é que agora você tem dinheiro para investir em si mesmo.

As aulas de reforço podem se tornar importantíssimas nessa fase: você tem recursos financeiros para investir e maturidade para saber o que quer.

Não parece a combinação perfeita para finalmente aprender algo que poderá se tornar uma profissão prazerosa e gratificante?

5. Suas aulas são focadas em teoria e prática profissional

Na idade adulta, as aulas de apoio ou particulares são focadas em preparar você para o mercado de trabalho. Afinal, agora, mais do que nunca, é para isso que você estuda.

E assim você pode escolher um professor bem qualificado em sua área de interesse, com um perfil que vá ao encontro do que você está buscando.

Bastante literário, científico ou puramente operacional, muitos assuntos permitem que você mude profissionalmente por convicção, necessidade ou aborrecimento com seu antigo emprego.

Além disso, você pode obter um certificado oficial de língua estrangeira, que certamente abrirá muitas portas no mercado profissional.

O professor estará lá para apoiá-lo ou apoiá-la individualmente e de acordo com seus pontos fortes e fracos.

6. É possível restaurar a autoconfiança através de aulas particulares

Mudar de emprego, arriscar-se em uma nova área ou estudar para uma prova importante pode ser muito estressante, especialmente quando você já não pisa em uma escola há algum tempo.

A sensação é de que não temos mais ideia de por onde começar, sentimos que não sabemos mais como pensar, escrever ou simplesmente ouvir um professor.

Ter um professor particular ao seu lado pode ser confortante. Ele estará lá para motivá-lo e encorajá-lo em caso de falha ou perda de confiança, seja em uma instituição ou em aulas particulares.

Autoconfianca e oportunidade
Um professor particular pode ajudá-lo a recuperar a confiança em si mesmo.

Além de permitir que você melhore neste ou naquele assunto, ele vai desenvolver um treinamento escolar de acordo com suas necessidades. Ele vai valorizar seus sucessos e mostrar aos poucos que é possível e que você é capaz de alcançar o que quer que seja... Basta querer e batalhar.

Quer saber onde encontrá-lo? Há muitos anúncios na internet, inclusive em plataformas específicas do tema, como a comunidade Superprof. Nela, é possível que você encontre, de forma ágil e segura, os profissionais de aulas particulares pelos quais você busca.

Assim, você fica a par de quais deles atendem a sua área e opta por aquele que mais se adequar à suas necessidades e aspirações. Em seguida, você o contata e agenda uma aula experimental gratuita. É nesse momento que vocês irão testar as águas, perceber se têm empatia um com o outro e se as aulas com esse professor preenchem o que você tem em mente ou não.

Caso não seja, repita novamente todo o processo. Não desanime! A parte da busca na plataforma é praticamente instantânea. E nós garantimos que você irá encontrar um professor de aulas particulares na área do seu interesse que preencha

7. As aulas de reforço fazem os adultos progredirem rapidamente

Ser acompanhado individualmente por um professor permite que você progrida mais rapidamente. Ele estará lá apenas por você e, portanto, criará um programa de aulas especificamente sob medida.

Ele responde às suas perguntas e você recebe feedback em tempo real. Isso permite que vocês se ajustem um ao outro, seja em termos de horário ou ritmo das aulas. Um professor particular visa exclusivamente o seu sucesso no aprendizado.

Aulas de matemática, aulas de alemão ou aulas de química... Não importa a matéria: as aulas particulares farão com que você evolua em uma velocidade surpreendente.

Mas é claro que você também precisa fazer a sua parte. O professor de reforço não é um mágico. Mas se você trabalhar e levar em conta suas observações, verá sua margem de progressão crescer mais rápido do que imagina.

8. Você pode aprender no seu tempo

Nem todo mundo, após se tornar adulto tem muito tempo para estudar. Entre o trabalho, a família, as crianças, o casamento e o lazer, não sobra muito tempo para dedicar-se aos estudos.

A vantagem dos cursos de apoio em domicílio é justamente a flexibilidade das horas. À noite, no intervalo do almoço ou até mesmo pela webcam, você pode acompanhar as aulas. O professor adapta o conteúdo à sua disponibilidade e assim você estuda no momento em que se sentir mais confortável.

Você progride no seu próprio ritmo e nas condições mais propícias ao seu sucesso.

9. As aulas de reforço são sob medida

Aulas particulares de reforço significam que você terá um conteúdo adaptado especificamente às suas necessidades. Muito provavelmente, você não gostou da escola porque havia vários assuntos que não lhe interessavam, que não cutucavam a sua curiosidade.

No apoio escolar, nem sempre fazemos o que amamos, mas somos nós que definimos nosso objetivo. E essa liberdade absolutamente faz toda a diferença! Quando tomamos consciência de que somos nós os agentes de nosso próprio crescimento e que, além disso, agora também podemos escolher por nós mesmos o que queremos aprender e estudar, todo o processo é outro.

É meio como que se o brilho nos olhos em relação a aprender algo novo ou a rever e aprofundar em algo já estudado começasse, aos poucos, a surgir de dentro de nós. Quando estudamos e aprendemos por amor, motivados puramente pela vontade de evoluirmos como seres humanos, como já dissemos, o cenário todo muda de figura e nossa vida, certamente, se expande. Recorde que nos tempos da escola, talvez você nem sabia ainda quais eram seus objetivos.

Aprendendo na idade adulta
Por mais entediado que você tenha ficado na escola durante a infância, estudar depois de adulto pode trazer uma nova perspectiva e muitos resultados significativos e positivos!

Na idade adulta, a maturidade torna as pessoas mais capazes conseguirem o que querem, especialmente se for algo concreto e puder ser conquistado em pequenos passos.

Empreenda, seja promovido a gerente ou consiga uma proposta de trabalho em Londres... Basta contar o seu objetivo ao professor e ele fará todo o possível para ajudá-lo a chegar lá.

A partir do seu objetivo, o professor particular criará um programa personalizado, feito especialmente para você. Você é o mestre a bordo e decide tudo!

10. Não há prazo limite para aprender algo novo

Para permanecer na rotina do escritório e continuar produtivo durante toda a sua carreira, é importante manter-se atualizado com as últimas inovações em seu setor. E isso é totalmente possível a partir de aulas de reforço.

Entenda que o fato de ter passado dos 30 não significa que você estará fadado a permanecer vendedor, se o seu sonho é tornar-se psicólogo. Nunca é tarde para aprender algo novo ou retomar os estudos naquele tema que se perdeu em meio à necessidade de "trabalhar para pagar as contas".

E agora, na idade adulta, será mais fácil conciliar esse trabalho às aulas particulares.

Se pararmos para pensar, concluiremos que passamos a vida toda aprendendo. Já dizia Charlie Chaplin: "Eis o que somos: amadores. Não vivemos o suficiente para ser qualquer outra coisa."

Então, não se envergonhe de tomar aulas de reforço na idade adulta. Estar disposto a continuar aprendendo é uma atitude autêntica e muito inspiradora!

Um olhar sobre o aprendizado no adulto

Um aluno mais amadurecido, e veja que nem de longe nos referimos à terceira idade, traz consigo suas experiências e vivências ao longo da vida. Sua bagagem de vida, digamos assim, é uma das ferramentas mais maravilhosas e eficazes que ele possui. E, um professor particular experiente saberá explorar isso em benefício do aluno e de toda a turma ou grupo de estudo.

Pensando nisso, aquele modelo das aulas meramente expositivas, nas quais o professor é praticamente o único a falar e expor o conteúdo, como já sabemos, trata-se de um modelo ineficiente, até mesmo em todas as idades da vida. Para ganhar a atenção de um aluno adulto, quanto mais ele ou ela puderem participar da aula, mais engajados e estimulados ficarão. E, em decorrência, mais rica e diversificada e fluida a aula será!

O aluno adulto, portanto, mais do que qualquer outro, precisa se sentir parte da aula, onde suas experiências e vivências anteriores possam contribuir com o conteúdo do ensino apresentado. É quando o aluno adulto ouve as contribuições de seus colegas e aprende com a troca de suas experiências que mais o aprendizado será maximizado.

Cunhado na década de 70 pelo educador americano Malcolm Knowles, o termo andragogia é a ciência que estuda como os adultos aprendem.

A andragogia, definição cunhada na década de 70 pelo educador americano Malcolm Knowles, é a ciência que estuda como os adultos aprendem. Podemos dizer, assim, que enquanto a pedagogia trata da educação para as crianças, a andragogia é o conceito de educação voltada para os adultos.

Tendo isso em mente, ainda em 1926, um estudioso chamado Linderman afirmou que os adultos aprendem aquilo que eles fazem. Ou seja, a experiência é o livro-texto vivo do adulto aprendiz.

Além disso, existe uma necessidade inerente no aluno adulto em tentar integrar a informação nova com o conteúdo de bagagem de vivências que ele possui. De certa forma, o adulto precisa de fazer isso para não sentir que o que aprendeu até o momento possa ter sido em vão ou estar errado, incorreto.

Outro ponto é que o estudante adulto, na maioria das vezes, busca a atividade didática com expectativas e objetivos próprios, como já comentamos. Certas vezes o conteúdo ao qual é exposto não corresponde às suas expectativas e isso pode ser demasiadamente frustante para o aluno adulto e até mesmo impossibilitar quaisquer tentativas de comunicação.

Um outro aspecto em relação ao aprendizado do adulto também deve ser considerado. O aluno adulto concentra-se em um determinado conteúdo por vez e só se desloca para um novo conceito somente após ter aprendido o primeiro, sentindo-se seguro de que compreendeu e integrou o ponto anterior.

Assim, portanto, faz sentido que a aula para o aprendiz adulto seja em tópicos com complexidade progressiva. No entanto, essa aula só irá funcionar se o professor observar que cada ponto ensinado à turma esteja sendo acompanhado e assimilado. Não adianta em nada ir prosseguindo com a matéria se cada ponto principal do conteúdo não foi bem entendido ou assimilado.

Tenha sempre em mente que o aluno adulto aprecia trazer a discussão para situações concretas para as quais possa contribuir.

Sobre a motivação

Nesse sentido, a motivação é essencial para se garantir a atenção do aluno adulto. Hoje, diversas teorias em educação compreendem motivação como a força que impulsiona alguém a satisfazer uma necessidade ou a atingir um objetivo.

Para tal, existem, normalmente, dois componentes básicos: um instrínseco, originado através do repertório prévio do aluno, suas percepções, e relacionamentos. E o componente extrínseco decorrente do ambiente no qual o processo de aprendizado é feito.

Em outras palavras, um professor experiente ou até mesmo um tutor pode atuar vastamente no componente extrínseco apenas. Embora por mais que o mestre possua a determinação de motivar o aluno, ele não pode atuar completamente nesse componente intrínseco.

Sobre a necessidade de compartilhar experiências

O professor gabaritado percebe rapidamente que o aluno encontra-se motivado quando este começa a compartilhar seu repertório de experiências anteriores. Quando o aluno ou aluna comeca a fazer perguntas do tipo "Eu já vivi uma situação semelhante a essa..."

É nesses momentos que pode ser ter uma real dimensão da necessidade de integração com o repertório prévio das vivências. Primeiro, normalmente compartilha as experiências com as pessoas mais próximas. E em segundo lugar, com um grupo ou turma de estudos, por exemplo.

A educação de adultos é algo que necessita ser organizado e estruturado através de situações vivenciais, com espaço para trocas de experiências, e não através de disciplinas.

Em outras palavras, o professor deve sempre buscar motivar a sua turma para que ela esteja mais aberta a adquirir o conhecimento dos conteúdos discutidos. Lembre que a motivação dos alunos adutos, na grande maioria das vezes, gera respostas que podem ser focadas ainda mais na discussão sobre as experiências compartilhadas dos alunos.

É interessante notar também a presença de uma necessidade nos alunos adultos em aplicar, em pôr a mão na massa, o que aprenderam. Diferente da criança, o adulto tem a consciência da sua capacidade de utilizar imediatamente o novo conteúdo que é associado a seu repertório.

O estudante adulto, portanto, deseja aplicar o que aprendeu o mais rápido possível e esta necessidade se acentua ainda mais se estiver relacionada com as metas e objetivos particulares que levaram o aluno para a atividade ou às aulas de reforço. O professor experiente já antecipa essa necessidade e inclui ainda na aula espaço para que o aluno já parta para a aplicação do conteúdo previamente discutido.

Portanto, como vimos, as necessidades, aspirações e objetivos dos alunos adultos podem vir a divergir bastante das de uma criança ou adolescente. Devemos honrar esse período de reaprendizados, de revisões, de descobertas e muito mais da melhor forma possível.

Em outras palavras, a educação dos adultos precisa ser organizada através de situações, contextos, partilha de experiências e vivências e não por disciplinas. Estas, segundo os estudiosos devem ser inseridas apenas quando necessário. Um plano de aula que lide muito mais com o contexto do que com a padronização acadêmica de divisão por disciplinas e de exposição em monólogo do professor.

É a motivação aliada ao objetivo e ao compartilhamento de experiências e à necessidade de já aplicar o que acabou de aprender que fazem, em sua grande maioria, a identidade da educação de adultos. Em bom tom, todos nós podemos aprender a qualquer momento e colher frutos bem preciosos através desse processo!

Precisando de um professor de Reforço escolar ?

Você curtiu esse artigo?

3,00/5, 1 votes
Loading...

Marcia

Jornalista. Professora. Tradutora. Bailarina. Mãe. Mulher. Dedicada às minhas lutas diárias. Em constante transformação. Escrevo para vencer as inquietações e incertezas da vida.