Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Dicas para dar aulas de matemática

De Carolina, publicado dia 13/11/2017 Blog > Apoio Escolar > Matemática > Ensine álgebra com nossos truques!

Qualquer aluno teria gostado de ter, ele próprio matemático, Albert Einstein como professor de matemática no colégio, no ensino médio, na universidade… Pois ele entendeu que não basta memorizar teoremas e raciocínios matemáticos. O segredo é assimilar e colocar em prática o conhecimento.

Eles devem ser entendidos e apropriados para que possam ser explicados de forma simples e concisa.

Mas isso é a principal pedra no meio do nosso caminho que muitas vezes nos faz tropeçar nessa disciplina: nem sempre é possível desenvolver um raciocínio lógico!

Quando pensamos no nome “matemática”, muitos de nós ficamos com os cabelos arrepiados, alguns levantam uma sobrancelha cautelosa enquanto outros fazem de desentendidos…

Todos nós temos uma história com aulas de matematica: às vezes amamos, às vezes odiamos. Todos nós lembramos dos professores do colégio ou ensino médio horríveis. Enquanto outros, pelo contrário, apreciavam a matemática e passavam sua paixão pelos números para seus alunos.

Saiba calcular sem o uso da máquina Material didático tradicional e calculadoras não são as únicas ferramentas para aprender matemática

Em primeiro lugar, você deve saber que nem todos têm as mesmas habilidades cognitivas para aprender matemática, infelizmente…

Algumas pessoas têm mais habilidades para entender, interpretar e aplicar a matemática, porque eles têm uma maneira adequada de raciocinar, uma mente analítica e cartesiana que se encaixa perfeitamente.

E então há os outros, aqueles que lutam para entender, aqueles que tentam – às vezes em vão – resolver uma equação, teoremas e fórmulas.

Embora as habilidades interpessoais não sejam tudo, há outro critério muito importante a ser levado em consideração: o método de aprendizagem.

Aqui, o Superprof oferece algumas dicas para ensinar matemática a todos os tipos de estudantes!

Como ser pedagógico em matemática?

Como fazer para que suas aulas chamem a atenção de seus alunos? Mais, que elas façam eles apaixonarem pela disciplina dos números (é possível?) e mudarem completamente sua opinião que matemática é uma matéria difícil? Isso é possível?

Para ensinar matemática e fórmulas, um professor deve ter uma visão de matemática! Isso quer dizer que o professor deve modular o conteúdo das aulas para torná-las mais atraentes e menos chatas para o aluno.

Entenda que, se ele precisa de aulas particulares na matéria dos números, é porque já tem uma certa dificuldade ou resistência com a álgebra, geometria, etc! Então, não torne a relação dele com a matemática mais difícil que ela já é!

Caso contrário, seria difícil para ele ver qualquer interesse e, sem dúvida, afetaria negativamente sua vontade de progredir. Pode ter certeza que isso aumentaria sua aversão ao assunto.

Brinque aprendendo álgebra Parece um mundo misterioso, mas podemos desvendar a matéria dos números

Dois pontos me parecem importantes quanto ao conteúdo dos cursos:

O professor particular deve combinar teoria e prática

É totalmente prejudicial fazer apenas o curso puro sem estudá-lo e fazê-lo entender através de exercícios de aplicação. É preciso evitar de dar aula só para dar aula… Ou seja, transmitir o conteúdo e somente ele sem mostrar as aplicações práticas dele.

O importante é ensinar, explicar e detalhar as propriedades e teoremas através dos exercícios. Ensinar o aluno somente o teorema não permitirá que ele compreenda sua utilidade.

Além disso, ele vai achar a matéria ensinada certamente irritante ao longo das aulas.

Por outro lado, quando o professor particular é capaz de manter com propriedade um teorema através de um exercício, o aluno poderá obter uma ideia concreta e precisa do que estamos lidando. Ele entenderá mais facilmente sua participação e integrará a noção mais facilmente.

De certa forma, o exercício deve transformar o conteúdo divertido! Assim, será muito mais fácil aprendê-lo.

Conheça a experiência de uma blogueira sobre matemática

Meu nome é Corinne Huet e eu sou professora de matemática há quase dez anos na França.

Depois de dar aulas para um colégio na região parisiense de Yvelines, agora trabalho no ensino médio em Val d’Oise, também na região parisiense. Então, ensino matemática todos os anos para estudantes do segundo e do terceiro ano do segundo grau.

Por isso, sou capaz de dar algumas dicas para ensinar matemática! Então, conheça a minha experiência como blogueira da matéria dos números!

Na minha opinião, a maneira mais fácil e acessível de educar os alunos em matemática e passar algumas noções da matéria online é através dos vídeos. É por isso que criei um blog de matemática chamado “bossetesmaths.com” (em português, trabalhar as matemáticas) que oferece aulas de matemática e exercícios em vídeo para que os alunos possam entender um conceito instantaneamente.

Não há limites para saber calcular Geometria também é brincadeira!

Na verdade, diante da “geração-zapping” dos estudantes de hoje, penso que devemos conseguir cativá-los ao máximo.

Como diminuir os bloqueios de matemática nos jovens

As origens dos bloqueios em matemática (como acabar com eles?) são múltiplas. O aluno não entende para que ela serve, a não ser para ter boas notas e passar de ano na escola.

Várias hipóteses são possíveis:

Vou tentar mostrar-lhe as causas mais comuns de bloqueio que eu poderia detectar graças à minha experiência como professora particular em Toulouse (sul da França) .

O aluno se perde na linguagem matemática

Na verdade, os professores de matemática usam palavras de linguagem comuns, mas com um significado diferente, às vezes muito diferentes (uma raiz quadrada não tem muito a ver com uma raiz da árvore) ou ligeiramente diferente (uma parte de um conjunto pode ser igual a todo o conjunto, ou seja, uma parte pode ser igual ao conjunto). Zero (0), às vezes não é nada, não existe, mas às vezes é um número, então existe (penso na reflexão de um aluno que me disse: “a parte real do número complexo não existe, uma vez que não tem parte real”).

Quando se faz a pergunta “sobre qual linha são esses pontos? Um estudante pode se surpreender que a resposta esteja em uma parábola. De fato, uma linha na matemática não é necessariamente reta. Por outro lado, uma linha reta em matemática é uma curva.

Os professores nem sempre estão conscientes dessas ambiguidades lexicais e não as explicam. Como resultado, o estudante perde o rumo e sente que “a matemática é russo”.

O aluno não assimilou o básico, especialmente o uso de símbolos

Se não sabemos muito bem o que é um número inteiro, real, decimal, etc. Ou quando é substituído por uma letra, o aluno se perde… Como os símbolos não têm significado para ele, ele não consegue entender.

  • Por exemplo, é igual a (=), mas não é igual a (≠).
  • Por que quando multiplicamos uma desigualdade por 2, não mudamos o significado, mas o mudamos em -2?
  • Por que – x pode ser um número positivo?
  • Por exemplo x (y + z) = xy + xz mas não xy + z: por que?

Mais uma vez, esse sentimento de fazer assim, mas não saber o porquê, estar no nevoeiro…

Faça aulas de matemática pela webcam

  • Sem tempo desperdiçado no transporte: é claro, quando você faz um curso de matematica online, o aluno ou professor não precisa perder tempo nos meios de transporte. Isso permite que o professor ofereça mais horários disponíveis para as aulas e permite que o aluno se beneficie de um curso específico se ele mora em uma área onde não há professores competentes suficiente.
  • Economia de custos: o transporte pode facilmente duplicar o tempo do professor para um curso de uma hora. Este tempo perdido pode ser adquirido em horas de aulas de matemática pela webcam (como?). Isso leva a uma diminuição nas taxas horárias dos cursos. Pessoalmente, eu ofereço 10 euros de desconto por hora para estudantes que fazem aulas pelo Skype.
  • Sem restrições geográficas: a localização geográfica do professor e do aluno não é importante, basta ter um computador, um tablet ou um smartphone e uma boa conexão internet e pronto!
  • Possibilidade de cursos em vídeo-conferência: podemos aproveitar para dar aulas para mais de um aluno ao mesmo tempo e em locais diferentes.

Aprenda matemática de maneira diferente

A matemática é um pouco como uma língua estrangeira: é um assunto com seu próprio vocabulário, seus próprios códigos, sua maneira única de pensar e sua cultura.

Uma disciplina que exige a aquisição de um bom método de aprendizagem, diferente, para aprender matemática.

Dica n ° 1 para trabalhar com método: praticar, treinar, repetir.

Ter memória não é o suficiente para fazer matemática. O aprendizado da disciplina dos números deve ser associado a uma prática concreta, com exercícios que exploram os conceitos.

Para aprender corretamente uma palavra, uma demonstração, uma fórmula, uma equação, uma regra, é preciso imaginá-la em um contexto específico.

Saiba contar com instrumentos de cálculo Jogos, brincadeiras, tudo é válido na hora de estudar matemática

Dica 2: Imagine, substitua uma noção abstrata por algo concreto.

Para isso, o aluno pode começar associando cada noção a uma imagem, memória, som.

A matemática, assim como uma língua estrangeira, deve estar permanentemente viva para fazer sentido, caso contrário, ela permanecerá uma arte abstrata, uma ciência obscura.

Os estudos de matemática  abrem as portas para várias profissões!

E os esforços valem a pena, porque, uma vez que instituímos as condições para desencadear o raciocínio certo, a matemática parece realmente simples!

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...

Deixe um comentário

avatar