Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Da construção à queda do muro de Berlim

De Ana, publicado dia 19/10/2019 Blog > Idiomas > Alemão > Descubra a história do Muro da Vergonha!

Em Novembro de 1989, os veículos de comunicação do Brasil e do mundo noticiavam a queda do Muro de Berlim. O Muro da Vergonha foi uma barreira física construída pela Alemanha durante a Guerra Fria, separando a capital alemã em duas partes.

O Muro de Berlim tornou-se um dos principais símbolos da Guerra Fria!

Além de dividir a cidade de Berlim ao meio, o Muro simbolizava a divisão do mundo em dois blocos, de um lado a Republica Federal da Alemanha (capitalista), e de outro, a República Democrática Alemã (socialista).

O período conhecido como pós-guerra – os anos seguintes ao fim da Segunda Guerra Mundial – foi marcado por uma série de transformações no cenário político-econômico mundial.

Quer saber mais sobre essa nova ordem internacional?

Vejamos algumas das principais transformações ocorridas nesse período!

Um contexto geopolítico dividido após a guerra

Antes da rendição oficial da Alemanha, em fevereiro de 1945, os representantes das três grandes potências vitoriosas reuniram-se na cidade de Yalta, Ucrânia, para discutir os rumos da política internacional no pós-guerra e a redefinição do mapa europeu. Sobretudo, decidir o que fazer com a Alemanha nazista após sua derrota.

Após a rendição oficial da Alemanha na Segunda Guerra Mundial, o mundo clamava por paz., O pós-guerra foi um momento de muita esperança de paz entre os países. Infelizmente, não foi o que aconteceu.

Entre os principais representantes das potências vitoriosas estavam:

  • Churchill – Inglaterra
  • Roosevelt – Estados Unidos
  • Stalin – União Soviética

Em julho de 1945, com rendição oficial alemã, foi realizada a Conferência Potsdam, em solo alemão. A conferência contou com a participação dos principais representantes das potências vitoriosas na guerra, como Estados Unidos, Inglaterra e União Soviética, que juntos decidiram oficialmente que o território alemão seria dividido em quatro zonas de ocupação:

  • Britânica;
  • Estadunidense;
  • Soviética;
  • Francesa;

Com o fim da tirania do nazismo, esperava-se um clima de paz no mundo, pelo menos, é o que deveria ter acontecido até o surgimento de duas superpotências rivais!

Em 1949,  o mesmo território foi dividido em dois países:

A República Federal Alemã – RFA ou Alemanha Ocidental – liderada pela influência dos Estados Unidos e com capital em Bonn;

A República Democrática Alemã – RDA ou Alemanha Oriental – liderada pela influência da União Soviética e com capital em Berlim;

Contudo, um constante clima de hostilidade e disputa entre essas duas grandes potências resultou na divisão da cidade de Berlim em duas partes:

De um lado –  Berlim Ocidental – Sob a influência do capitalismo dos Estados Unidos;

De outro – Berlim Oriental – Sob a influência do socialismo da União Soviética;

E assim foi lançado a Guerra Fria entre dois blocos!

Descubra o melhor curso de alemao!

A construção do Muro de Berlim

Nos primeiros anos do período pós-guerra, a parte ocidental da cidade de Berlim foi rapidamente reconstruída com a ajuda financeira do Estados Unidos.

Essa visível prosperidade econômica tornou a parte ocidental um lugar bastante atrativo para os alemães orientais. Resultando em um grande fluxo migratório para o ocidente.

Entre os anos 1952 e 1961, calcula-se que cerca de 2,5 milhões de pessoas tenham migrado para o lado ocidental, em busca de melhores condições de vida e de trabalho.

Até que em agosto de 1961, o governo da Alemanha Oriental construiu uma gigantesca cerca, isolando os dois lados de Berlim, com objetivo de impedir o grande fluxo de imigração.  Mais tarde a imensa cerca foi substituída por um muro de concreto, reforçado com torres de vigilância, zonas minadas e alambrados.

Que tal começar um curso de alemão online?

Berlim é uma das cidades mais bonitas da Alemanha. O Muro de Berlim fornece ao mundo uma demostração vívida do colapso que foi a Guerra Fria!

Entre 1961 a 1989, o muro da vergonha quase parou com todos os movimentos migratórios, separando várias famílias por mais de um quarto de século.

Procurando por um curso de alemão online? Na plataforma Superprof, você pode encontrar o professor particular mais adequado ao seu perfil!

Vida na prisão em cada lado do muro

Inicialmente, a população que simpatizava com o governo da Alemanha Oriental viam o Muro de Berlim como uma barreira antifascismo, isto é, o muro era uma barreira necessária para não perder a mão de obra qualificada para o lado ocidental.

Já para as pessoas que apoiavam o regime da Alemanha Ocidental, o Muro de Berlim representava um verdadeiro Muro da Vergonha, pois os comunistas desrespeitavam um dos princípios básicos dos direitos humanos.

“Toda pessoa tem o direito de sair de qualquer país, inclusive do próprio, e regressar ao seu país” Art. 13 da Declaração Universal dos Direitos Humanos, da ONU

Com o passar do tempo, o muro mais se parecia uma prisão para os alemães que estavam pagando pelos erros de Hitler. E assim, o Muro de Berlim rapidamente se tornou em um muro de ódio.

O Muro de Berlim se tornou uma prisão para a população alemã. O Muro de Berlim separou do dia para noite inúmeras famílias por décadas.

Ainda no mesmo dia da construção do Muro de Berlim, Konrad Adenauer, chanceler na Alemanha Ocidental, fez um comunicado à população pelo rádio, pedindo calma, e anunciando uma possível retaliação. No mesmo ano, houve uma grande manifestação para protestar contra o muro e a violação dos direitos humanos.

A proibição

Para assegurar que todos respeitassem o Muro, os soldados faziam a segurança do lugar atirando em todos que ousassem a desrespeitar suas ordens. Os habitantes da República Democrática Alemã foram formalmente proibidos de tentar atravessar o muro. Aqueles que tentaram foram mortos ou condenados à prisão por deserção.

O “Muro da Vergonha” não impediu que as pessoas fugissem do leste para o oeste. Acredita-se que aproximadamente cinco mil pessoas tenham conseguido passar para o lado capitalista.

As pessoas utilizavam de todos os recursos possíveis para tentar fugir: túneis, ultraleves, balões de ar e, na maioria dos casos, escondidos em carros que cruzavam os pontos de controle.

Kurt Wordel, entre 1964 e 1966, usou pelo menos três carros com compartimento modificado da marca Volkswagen para transportar 55 pessoas!

Muitas pessoas foram acusadas de serem desertores da república, na RDA. E desertar era um crime passível de punição de até dois anos  para civis e cinco anos para membros das forças armadas.

Estima-se que 5000 pessoas foram bem-sucedidas na fuga, 200 se feriram na travessia, 300 foram presos e ao menos 255 pessoas foram mortas ao tentar fugir para o lado ocidental da cidade.

A queda do Muro de Berlim e o fim da Guerra Fria

Reunificação das Alemanhas

Décadas após a construção do muro que separou Berlim em dois lados, o regime político da Alemanha Oriental entrou em um processo de reformas liberalizantes. Tudo graças as mudanças que o governo soviético começou a realizar em 1985.

Um dos momentos mais importantes desse período foi o anúncio oficial, em 9 de novembro de 1989, da abertura das fronteiras com a Alemanha Ocidental. Essa decisão resultou na queda do Muro de Berlim e, assim, o fim da Guerra Fria.

Confira as melhores dicas sobre a história da Alemanha com aulas particulares. A queda do Muro de Berlim põe fim há quase 30 anos de divisão.

Cronologia da queda do símbolo da Guerra Fria

Em novembro de 1989, a população alemã de Berlim Ocidental assistem ansiosos aos soldados do lado oriental derrubarem parte do muro que separava a cidade.

Contudo, o muro não caiu da noite para o dia, a queda foi resultado de um longo processo de enfraquecimento soviético e diferentes negociações diplomáticas. Confira cronologia da construção à queda:

13 de agosto de 1961 – Construção do Muro de Berlim.

24 de agosto de 1961 – Primeira morte no “Muro da Vergonha”. Gunter Litfin, que estava do lado Oriental, foi morto aos 24 anos de idade.

17 de agosto de 1962 – Outra vítima do muro de Berlim. Peter Fecher, da Alemanha Oriental, é baleado tentando cruzar para o lado Oeste. Ele é deixado sangrando para morrer. Peter só tinha 18 anos de idade.

26 de junho de 1963 – O então presidente dos Estados Unidos, John F. Kennedy, visita Berlim e faz um longo discurso alegando ser um berlinense para enfatizar o apoio de Washington à Alemanha Ocidental.

12 de junho de 1987 – O então presidente dos Estados Unidos, Ronald Reagan, visita Berlim e pede ao último representante da União Soviética para que destrua o Muro de Berlim.

O discurso do presidente americano Ronald Reagan foi um dos momentos cruciais na queda do muro!

 05 de fevereiro de 1989 – Último registro de morte no muro. Chris Gueffroy, da Alemanha Oriental é baleado e morre. Chris só tinha 20 anos.

06 e 07 de outubro de 1989 – Protestos antigoverno ocorrem no arredores de Berlim Oriental, Leipzig e Dresden.

18 de outubro de 1989 – Erich Honecker, líder da Alemanha Oriental é retirado do cargo que ocupava.

4 de novembro de 1989 – Aproximadamente 500 mil pessoas vão às ruas protestar em Berlim Oriental.

09 de novembro de 1989 – As fronteiras entre Alemanha Ocidental e Oriental são abertas.

10 de novembro de 1989 – Cerca de dois milhões de alemães do lado Oriental cruzam para o lado Ocidental.

A queda do Muro de Berlim foi um dos momentos mais importantes da história!

Graças a queda do Muro de Berlim e a continuidade das reformas democráticas na Alemanha Oriental, a reunificação das duas Alemanhas pode ser concluída em 3 de outubro de 1990. E desde então, toda população alemã tem um só país: conhecida como República Federal Alemã (RFA).

Guerra Fria: Enfrentamento político-ideológico entre URSS e EUA

A Guerra Fria compreende ao período histórico de disputas estratégicas e conflitos indiretos entre a União Soviética e os Estados Unidos, entre o final da Segunda Guerra Mundial e a Extinção da União Soviética em 1991.

Foi um conflito de ordem econômica, política, militar, tecnológica, social e ideológica entre essas duas potências e suas áreas de influência.

É chamada de Guerra “fria” uma vez que não houve um confronto direto entre as duas superpotências, dada a inviabilidade de uma batalha nuclear entre ambas!

A guerra foi marcada pela corrida armamentista, construção de um grande arsenal de armas nucleares, alianças militares, a guerra da Coreia e a corrida espacial.

Fim da Guerra Fria

A Guerra Fria começou a enfraquecer durante a década de 1980. Nesse período, a União Soviética atravessava uma grave crise econômica.

Isso mais alguns episódios foram apontados como eventos marcantes no fim da Guerra Fria. São eles: A queda do Muro de Berlim, em 1989; Unificação das duas Alemanhas, em 1990; Desmembramento da União Soviética, em 1991.

Atualmente, a Alemanha é uma superpotência que atraí inúmeros turistas de todos os lugares do mundo. Você também pode aprofundar seu conhecimento sobre o país com aulas de alemão.

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
avatar