"Para parecer um chinês na China, você nunca deve corar." Edmonde Charles-Roux (1920-2016)

A China, e particularmente a capital chinesa, dificilmente figura entre os 10 principais destinos turísticos mais populares do mundo, não está entre os mais procurados por turistas.

No entanto, você pode reservar uma passagem de avião para a capital chinesa para visitar a Cidade Proibida, a Grande Muralha da China, o antigo palácio imperial ou o Templo do Céu.

Somente durante o Dia Nacional Chinês de 2017, a cidade de Pequim recebeu mais de 12 milhões de turistas. E há quem acredite que a China poderá se tornar o primeiro país mais visitado do mundo até 2030.

Você está procurando acomodação para sua viagem à China? Veja onde e como reservar acomodações em Pequim, a capital do norte.

Residência em Pequim: uma rápida visão geral!

Perigoso, caro demais, longe do centro da cidade: encontrar onde dormir em Pequim pode ser uma questão extremamente sensível.

A capital da China, forte em seu desenvolvimento geral, agora oferece aluguéis muito caros, assim como as grandes capitais ocidentais.

Há hospedagens dos mais variados níveis de conforto, mas evite ficar longe do centro.

Além disso, Pequim é uma cidade com uma população declarada de 21,54 milhões de habitantes: como a segunda maior cidade do país com a maior densidade populacional depois de Xangai, isso resulta em uma forte pressão imobiliária e em uma alta demanda habitacional.

Portanto, considera-se difícil encontrar acomodação em Pequim, ainda mais alugando diretamente de um proprietário particular. Para estadias prolongadas - expatriação, trabalho e estudos superiores - é, portanto, melhor preferir agências imobiliárias.

Na China, os aluguéis são pagos a cada três meses: quando você entrega as chaves, é necessário pagar o depósito, as taxas da agência e o aluguel de três meses, o que pode representar muito dinheiro de uma só vez - pagável em dinheiro - porque o aluguel de um mês no centro de Pequim é calculado entre 500 e 1.500 euros por mês.

Mas, para uma estadia curta, você não assinará um contrato de aluguel com uma agência (nem no Brasil...). Bem, a capital chinesa também possui plataformas de homestay que conhecemos aqui: Booking, Airbnb e HomeAway.

A localização geográfica - centro ou área periurbana - e a época do ano impactarão fortemente o preço da diária para cima ou para baixo. Portanto, não espere encontrar acomodações baratas durante o Dia Nacional, o Ano Novo Chinês ou no verão: os preços aumentam na alta temporada!

O verão em Pequim pode ser abrasador, sufocante e muito úmido.

No verão, as moradias podem ser atingidas pela tempestade, o que produz duas consequências mecânicas: ou a oferta de moradias se torna escassa em comparação à primavera ou outono, ou os preços são altos.

No final do outono e inverno, a demanda é baixa e a oferta é mais abundante, mas as temperaturas podem ser baixas (até -25 ° C em dias frios)...

Você pode até encontrar albergues perto do centro de Pequim - 5 ou 6 quilômetros, perto do metrô - com camas em dormitórios de 5 a 10€ por noite, por pessoa, mas terá que pagar mais 100€ por noite (para dois) para um apartamento perto do centro da cidade.

Para começar a encontrar acomodações por volta de 50 a 60€, você terá que se afastar do centro de Pequim (e verificar a proximidade do metrô).

Como alternativa, existem hotéis, geralmente mais baratos que apartamentos - a partir de 20€ por noite para duas pessoas - esta solução não oferece a possibilidade de ter lugares muito confortáveis.

Plataforma Airbnb para acomodação em Pequim

Você é fã do gigante americano Airbnb para dormir enquanto viaja? O site de aluguel de temporada também está presente em Pequim.

Você pode encontrar estadia na China a partir da plataforma Airbnb.

A vantagem de ficar em acomodações particulares é que você pode encontrar casas tradicionais chinesas - o siheyuan, formando pequenos becos chamados "hutong" - onde dormir, perto dos locais turísticos mais importantes.

No Airbnb, é possível encontrar acomodações entre €30 e €50 por noite para dois viajantes, mas relativamente longe das áreas centrais.

Como nas grandes cidades chinesas, o preço dos aluguéis varia de acordo com o distrito e o nível de conforto: quanto mais próximo o centro histórico, maiores os preços. No entanto, não se trata de reservar o apartamento ou o hotel onde a noite é mais barata e escolher cegamente: Pequim é uma cidade em expansão.

Seria uma pena estar a 50 quilômetros do centro da cidade!

Para ficar em Pequim e explorar a história de Pequim desde os imperadores das dinastias Ming e Qing, estando perto de museus e templos, pode valer a pena visar o distrito comercial - o CBD - no Airbnb. Ele se estende da rua  Dawanglu à rua Dongdaqiao, de leste a oeste, e da rua Chaoyanglu ao rio Tonghuihe, de norte a sul.

Você encontrará o arquétipo de uma megalópole asiática que mudou para a modernidade: grandes edifícios, shopping centers, bares e restaurantes da moda.

A algumas paradas de metrô para o sudoeste, não perca o Templo do Céu , um monumento imperdível construído no início do século XV, incluído em 1998 na lista de Patrimônio Mundial da UNESCO.

O distrito de Sanlitun, mais ao norte, irá deliciar os amantes de bares e festas: o local tem uma vida noturna bastante animada e apela a expatriados. Há aluguéis bastante acessíveis para uma estadia na China: entre 25€ e 50€ por noite para duas pessoas.

O distrito de Gulou, perto do Lago Houhai, permite que você fique em hutongs renovados e desfrute de uma estadia curta e autêntica, entre os bairros mais pitorescos da cidade.

Gulou oferece a vantagem de estar relativamente próximo ao centro da cidade: em algumas estações de metrô, encontre a Praça Tiananmen (ou Praça Tian Anmen), a Cidade Proibida e o mausoléu de Mao Zedong.

Antes de embarcar, você pode ainda fazer um curso de chinês para conseguir se comunicar com os habitantes locais.

A plataforma HomeAway para acomodação em Pequim

Onde ficar para visitar a capital do país que chamamos de "Império do Meio"?  Se agora todos conhecemos a plataforma Airbnb, outras são menos conhecidas, como a HomeAway.

Escolha sua estadia por meios que farão você se sentir em casa.

Trata-se de um dos maiores especialistas em aluguel de férias no mundo. A empresa está presente em 190 países e reivindica quase um milhão de anúncios de aluguel entre indivíduos e agências imobiliárias.

É um pouco como a Rentalcars de curta duração em casas de família.

Você está procurando um lugar para ficar em Pequim para as suas férias na China? Certamente você já ouviu que ficar em Pequim pode ser caro.

Antes, a China tornava possível fazer uma viagem barata: baixo custo de vida no país, barracas baratas de macarrão e comida chinesa na rua, moradias populares...

Esses dias acabaram. A República Popular da China, desde o seu desenvolvimento econômico, está alcançando gradualmente os países ocidentais e o custo de vida está subindo rapidamente.

Considerando tudo isso, pode ser até que alguns mantêm um poder de compra maior que o chinês, mas uma viagem para descobrir Pequim a partir do Brasil certamente custará mais do que ao sul e centro da China (Chengdu, Guilin, Xi'An, Le Yangshuo).

Para ficar no distrito de Sanlitun (se você gosta de áreas festivas), os valores ficam entre 50€ e 90€ por noite, para duas pessoas.

Por outro lado, conte mais de 80€ ou até 100€ para descobrir onde dormir na área de negócios, a leste do centro histórico. Também considere o seu investimento prévio em um curso de chinês antes de embarcar.

Outras opções de onde ficar em Pequim

Para viajantes que já estão lá, obviamente existem outros sites onde encontrar anúncios de aluguel. Você pode navegar no site da Soufun e no The Beijinger para encontrar um apartamento.

O site Soufun requer habilidades linguísticas e um bom nível de prática em chinês mandarim: não é traduzido para inglês ou português. Por outro lado, o The Beijinger é traduzido para o inglês.

Você quer dormir perto da cidade velha de Pequim? O orçamento importa pouco? Pesquise também com o comparador Home to Go.

Com base no mesmo modelo de desenvolvimento web do Airbnb, o site vende uma solução para reservar quartos de hotel, a taxas variadas, dependendo da localização na cidade de Pequim. Além disso, o mecanismo de busca analisa as ofertas do Airbnb para compilá-las e oferecê-las ao usuário.

A oferta de acomodações é bastante abundante e permite reservar hotéis, um quarto privado em um apartamento ou até mesmo um apartamento inteiro. Em termos de preço, a faixa também é ampla: de €20 por noite a mais de €350 por noite para duas pessoas.

É certo que os preços das acomodações em Pequim atingem tetos impressionantes por uma noite, mas ainda assim existem muitas camas e quartos baratos, cerca de 25€ a 30€ para duas pessoas! Você só não deve abrir mão de uma qualidade mínima em nome do baixo custo.

Um planejamento de viagem ajuda você a se hospedar na China sem maiores problemas.

O mais importante é que você faça aulas de mandarim (falar alguma coisa no idioma local ajuda você a criar um primeiro contato com nativos que possivelmente vai encontrar), planeje bem o seu orçamento e faça as reservas com antecedência. Uma reserva extra para possíveis imprevistos também é importante, e isso é válido para qualquer viagem, não é uma exclusividade da China.

Você deve embarcar com tudo já esquematizado para não ter dificuldades quando chegar ao Aeroporto Internacional da Capital Pequim!

Precisando de um professor de Chinês ?

Você curtiu esse artigo?

5,00/5 - 1 nota(s)
Loading...

Marcia

Jornalista. Professora. Tradutora. Bailarina. Mãe. Mulher. Dedicada às minhas lutas diárias. Em constante transformação. Escrevo para vencer as inquietações e incertezas da vida.