Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Falar a língua francesa em apenas alguns meses?

Blog > Idiomas > Francês > Aprender o idioma de Molière em 6 meses?

Você está louco (ou louca!) para aprender francês, viu o título desta matéria e quase caiu para trás com a possibilidade de conseguir falar um pouco que “bonjour” em apenas alguns meses? Pois saiba que esta é uma missão mais que possível.

Como tudo na vida, aprender uma língua estrangeira, principalmente de maneira rápida, demanda muita dedicação, esforço e prática. Se seu objetivo é tornar-se bilíngue, então a transpiração vai ter que ser intensa! Com a boa metodologia, as ferramentas adequadas e a dedicação de um astronauta que se prepara para pisar na lua, você conseguirá falar o idioma da França em menos de um ano.

Por ser uma língua de origem latina, para nós que falamos português (semelhanças entre o francês e nossa língua), é muito mais fácil aprender o idioma de Napoleão do que o alemão ou o holandês. Muitas palavras são parecidas, o que descomplica um pouco a questão da memorização do vocabulário. A gramática, no entanto… uh là, là…

A língua francesa também é de origem latina. Falar francês é muito mais do que dizer “croissant”, “brie” ou “mademoiselle”!

Várias escolas de francês podem ser encontradas espalhadas por todo o Brasil. No entanto, é através de aulas particulares e outros métodos de aprendizado que sua língua desembolará e você começará a falar fazendo o famoso “biquinho”.

Superprof dedica esta matéria à resposta de algumas perguntas do tipo “Podemos realmente aprender francês em 6 meses?” ou ainda “É possível conseguir falar a língua de Molière de maneira gratuita?“. Sim, tudo nessa vida é possível e nós vamos te mostrar como.

Imersão na cultura francesa

Se você está aflito, ansioso e apressado para falar a língua de Zinedine Zidane ou precisa mesmo aprender francês rapidamente por causa do trabalho, então uma temporada em um país francofônico é a melhor opção. Nada como respirar a cultura local, acordar e ir dormir escutando a língua, para aprendê-la rapidamente.

Se você for daqueles desenrolados, que não tem vergonha de fazer mímicas na hora de se comunicar, então o quanto antes você se lançar nesta aventura, melhor. No entanto, é aconselhável saber pelo menos um básico mínimo do idioma para não passar muito aperto.

No local, aulas de francês serão dadas por nativos que entendem muito do assunto. Afinal de contas, eles falam a língua desde sempre! Com um curso intensivo, em apenas alguns dias a compra da baguette na padaria e o pedido de um prato no restaurante utilizando o idioma local já estarão garantidos!

Intercâmbio universitário

Se você está na universidade, morre de vontade de aprofundar seus conhecimentos na língua, mas está pobre, pobre de marré deci, que tal começar a investigar se sua instituição de ensino não disponibiliza bolsas de intercâmbio? Algumas universidades brasileiras possuem convênios com outras no exterior. Tal parceria concede a alguns alunos a oportunidade de estudar durante um tempo em determinados países.

E se a França for um deles? Você aprenderia a língua francesa e ainda conheceria o ponto de vista dos nativos sobre sua área de formação. Quer experiência mais enriquecedora que essa?

Além do mais, chegando no local, se você não tiver “dim dim” para bancar um curso linguístico, alternativa de ouro é procurar pessoas francófonas nas redes sociais. Muitas delas estão super dispostas a trocar horas de conversação em francês por algumas outras em português. No fim da jornada de aprendizado, além de bilíngue, você ainda pode voltar para o Brasil cheio de amigos gringos!

O intercâmbio cultural é a melhor opção para aprender rapidamente uma língua. O diálogo com francofônicos vai fazer seu nível de francês ir às alturas!

Aulas particulares

Atenção exclusiva, metodologia personalizada, ritmo de ensino de acordo com a necessidade do aluno. Esses são alguns dos benefícios das aulas particulares. Se você pretende aprender francês rapidamente, um intensivo com um professor individual pode ser a maneira mais eficiente caso o deslocamento para fora do Brasil não seja possível no momento.

Os professores particulares conseguem se dedicar mais ao aluno e têm a possibilidade de moldar as aulas segundo as ambições do pupilo assim como suas capacidades de aprendizado. Independente dos objetivos a serem alcançados, alguns pontos da língua de Molière são, com certeza, abordados:

  • As fonéticas francesas e seus sons peculiares;
  • Vocabulário;
  • Gramática;
  • Verbos irregulares.

Para assimilar isso tudo e muito mais de maneira rápida e eficiente, exercícios práticos, atividades de conversação e demonstrações teóricas serão combinados, sempre acompanhando o “fôlego” do aluno.

Assim como aconselhamos no caso de um intercâmbio cultural, a busca por nativos francofônicos residentes no Brasil pode ser um acréscimo de ouro às aulas particulares. As redes sociais estão aí para isso. Imagine que legal conhecer um francês ou canadense que more na sua cidade e que esteja precisando aprender português? Você poderá enriquecer os conhecimentos adquiridos durante os cursos, avançar mais rápido no alcance do seu objetivo e ainda contribuir com o aprendizado de uma boa alma gringa!

Ferramentas de aprendizado

O que não falta hoje são ferramentas de fácil acesso que podem auxiliar no aprendizado de uma língua estrangeira. A internet (para aprender francês) está aí para isso. Utilizada através do computador, do tablet ou do smartphone, ela te oferece um enorme leque de opções que estão apenas a um clique um clique de distância.

Aplicativos para tablets e smartphones

As pessoas passam cada vez mais tempo “dedilhando” as telas táteis dos aparelhos eletrônicos. Seja um iPhone, um iPad ou um aparato tecnológico similar, os olhinhos e os dedinhos dos brasileiros estão cada vez mais grudados nos touchscreens.

A língua francesa pode ser aprendida através de aplicativos. A tecnologia pode ser utilizada a favor do aluno de francês.

Por que não utilizar esse tempo para aprender um idioma estrangeiro? Por que não baixar um aplicativo que te ensine a falar francês? As lojas de apps estão cheias de opções para todos os gostos, idades e bolsos!

Babbel

Babbel é um dos programas mais difundidos no mundo do aprendizado tecnológico de línguas. A língua francesa, como não podia deixar de ser, está entre as opções oferecidas pela interface.

Seja um aprendiz iniciante ou já em nível intermediário, tem espaço pra todo mundo no universo linguístico de Babbel. Os que estão começando podem dar os primeiros passos no mundo francofônico gratuitamente. O usuário “calouro” terá contato com expressões e vocabulário básico de maneira progressiva e divertida.

Já aqueles que dominam um pouco mais o idioma precisarão de uma conta paga. Desta forma eles poderão dar continuidade ao aprendizado e atingir “novas fases” do curso via aplicativo.

Duolingo

Duolingo possui o mesmo princípio de Babbel. A cereja do bolo é que o programa é inteiramente gratuito, inclusive para os quase experts da língua (nível intermediário).

Você deve estar se perguntando como é que eles fazem para bancar o app. Pois bem, ao final de cada etapa do aprendizado, o utilizador recebe um pequeno texto para traduzir. Tal trecho é adaptado ao nível no qual o aluno se encontra e, uma vez traduzido, ele é vendido pelo aplicativo a grandes meios de comunicação.

Desta maneira engenhosa e benéfica a todas as partes, Duolingo oferece um app que te permite aprender francês praticamente brincando!

Sites na internet

Bonjour France

Como o próprio site anuncia, Bonjour France é uma revista educativa em frances online. Para a alegria dos interessados, ela é inteiramente gratuita e oferece teste, exercícios, jogos e fichas pedagógicas preparadas por professores especialistas no ensino do idioma como língua estrangeira.

Além de ser uma ótima interface no auxílio do aprendizado, Bonjour France ainda trabalha na divulgação da cultura francofônica. Ao surfar pelas páginas da revista, o interessado na língua encontrará informações relacionadas ao mundo de quem fala francês.

Busuu

Este é um site de aprendizagem de idiomas acessível e, como o marketing da interface mesmo diz, para quem deseja aprender quando tiver tempo. Com um princípio similar ao de Babbel e Duolingo, Busuu oferece exercícios, vídeos e dicas de aprendizagem da língua.

Como muitos de seus “colegas” da categoria, Busuu disponibiliza somente o nível básico gratuitamente. Para continuar e avançar para o nível intermediário, é preciso a criação de uma conta e o pagamento de uma taxa.

Vale lembrar que a utilização de tais mecanismos de aprendizagem são excelentes como um suporte extra às aulas. Se você não for um estudante extremamente dedicado e curioso, será muito difícil dominar a língua francesa rapidamente somente através de sites e aplicativos.

Os pequeninos têm mais facilidade para aprender línguas que os grandes. As crianças aprendem a língua francesa muito mais rápido que os adultos.

Crianças aprendem mais rápido?

“Cientistas britânicos e americanos descobriram que entre dois e quatro anos de idade existe uma janela crítica de formação no cérebro – período em que este está aberto a um determinado tipo de experiência – para o aperfeiçoamento da linguagem.” BBC Brasil, 09/10/2013

Não precisa ser cientista para “sacar” que crianças têm mais facilidade para aprender línguas que adultos. O cérebro dos pimpolhos está em pleno desenvolvimento e tudo o que se passa em volta deles entra para o aprendizado. Mais uma ou menos uma língua no meio do turbilhão de coisas que eles aprendem a cada dia não é nada!

Segundo pesquisa divulgada pela BBC Brasil, a primeira infância é uma época em que as habilidades linguísticas se desenvolvem muito rapidamente. Aos 12 meses de idade, os bebês têm um vocabulário de até 50 palavras, mas aos seis anos este pode chegar a cerca de cinco mil!

Psicólogos e linguistas ainda constataram que, se desde pequenas, as crianças se submetem a uma multitude de sons que não são comuns no seu idioma nativo, mais propensos ao aprendizado de línguas estrangeiras elas serão.

Ainda segundo estudos, a “idade crítica” (idade a partir da qual o aprendizado começa a ficar mais difícil) acontece entre 12 e 14 anos. Sendo assim, a melhor dica para os pais desejosos que seus filhos aprendam francês é a de colocar-los em uma aula antes desse período.

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...

Deixe um comentário

avatar