Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Os melhores motivos para falar mandarim

De Carolina, publicado dia 23/07/2018 Blog > Idiomas > Chinês > 10 razões para você aprender chinês

“É fácil aprender mil disciplinas, mas é difícil conhecer uma completamente”

– provérbio chinês

Com mais de 850 milhões de falantes em todo o mundo, o chinês é a língua mais falada do planeta azul.

No Brasil, a língua de Confúcio seduz os alunos, tanto que hoje alcança uma posição popular entre os alunos do ensino médio e do superior.

Dedicação e persistência para aprender mandarim Com perseverança, você aprende chinês

Alain Anton, diretor de uma escola de ensino médio parisiense, disse ao Le Monde em 23 de abril de 2013:

“Há um encantamento. Na entrada para o ensino médio, eles devem saber cerca de oitocentos caracteres. No final do ano, cerca de mil e quando eles passam o BAC (equivalente ao Enem na França), eles são quase bilíngues.”

Falou o professor com relação aos alunos que aprendem mandarim na escola na França.

As razões para esse entusiasmo são muitas, não somente na França, mas como em vários países, inclusive o Brasil.

No Brasil, é muito raro ensinar o chinês na escola tradicional, mas há muitas escolas de idiomas que oferecem curso de mandarim.

Vamos descobrir juntos 10 boas razões para começar a aprender chines!

1. Viajar para a China

Para mergulhar na cultura chinesa, é claro que é recomendável falar chinês fluentemente para entender a população do país. Por que não fazer aulas de mandarim?

Ao dominar a língua cantonesa, será mais fácil decifrar os maravilhosos pratos oferecidos nos restaurantes asiáticos e fazer boas escolhas turísticas.

Como aprender mandarim para saber sobre a cultura asiática? A Luóhàn zhai? Quésaco? O que é isso?

Saiba que em Pequim, como em muitas capitais mundiais, é possível barganhar suas compras.

Se você falar chinês, você poderá evitar de cair em pequenos golpes comprando suas lembranças e não será um turista ingênuo!

Além do mais, a verdadeira beleza da China está nas esquinas remotas, pouco frequentadas por turistas de todo o mundo. Aqui, os nativos não falam necessariamente inglês, muito menos português!

Para não perder nada do país asiático por excelência durante a sua viagem à China: o domínio da língua é um grande “plus”!

2. Desenvolva suas habilidades intelectuais

Aprender uma língua estrangeira, seja o que for, permite que o falante bilíngue desenvolva o seu intelecto e previna certas doenças mentais.

De acordo com um estudo realizado pelo Instituto Rotman em 2010, pessoas bilíngues repeliriam os sintomas da doença de Alzheimer por 4 a 5 anos em comparação com pessoas que falam apenas sua língua materna!

O mandarim é uma linguagem tonal que faz os dois hemisférios do cérebro funcionarem. Seus aprendizes estariam mais inclinados a desenvolver seu senso criativo e aprender todos os caracteres chineses seria um método ideal para melhorar sua memória. Então, comece já seu curso de chines!

Comece suas aulas de língua chinesa Sonha em aprender chinês?

Durante as aulas de chines, o professor particular vai melhorar o conhecimento em fonética, escrita chinesa ou pronúncia para ajudar seu aluno a fortalecer seu cérebro!

A língua chinesa também é um bom remédio contra a dislexia: como os caracteres chineses representam ideias e palavras por conta própria, as pessoas com dislexia não terão as mesmas dificuldades que em português.

3. Para manter a amizade chinesa-brasileira

No Brasil, a comunidade chinesa está só aumentando!

Embora presente em todas as grandes cidades, a diáspora chinesa, às vezes, tem problemas para se integrar.

É por essas razões que muitas associações chinesas foram criadas:

Como é aprender chinês para os brasileiros? A língua permite que alcancemos os amigos asiáticos e desenvolvam laços fraternos entre os dois países.

Como contratar um professor nativo de chinês para fazer aula de mandarim?Os estudantes chineses estão ansiosos para aprender mais sobre a cultura brasileira!

Ao se tornar amigo de brasileiros de origem chinesa, você pode descobrir uma cultura completamente diferente e, por que (aprender mandarim?) não, organizar uma estadia linguística em uma família anfitriã!

4. Entre no mundo dos negócios

No mundo dos negócios, a China se tornou um grande protagonista em algumas décadas.

Se você conhece a língua de Confúcio e seu alcance, certamente será notado por um chefe, especialmente se você também fala inglês.

Além de estar acima da concorrência em comparação com seus concorrentes, aprender chinês demonstra uma certa abertura que atrairá muitos recrutadores.

O ideal, é claro, é ter morado pelo menos alguns meses na China para demonstrar sua mobilidade!

Fale mandarim e compreenda a culinária A comida chinesa já é uma excelente razão!

Para aprender a ler e escrever em chinês, você pode:

  • Fazer aulas de idiomas na escola especializada na língua chinesa,
  • Fazer cursos universitários de mandarim,
  • Fazer aulas de mandarim online,
  • Fazer aulas particulares com um chinês nativo
  • Aprender através de livros chineses e um dicionário chinês-português,
  • Ter um correspondente chinês,
  • Organizar uma estadia de idioma, etc.

5. Descubra a cultura chinesa

O país mais populoso do mundo tem mais de um truque na bolsa!

Aprender a língua é uma maneira de se abrir para a grande cultura chinesa e suas complexidades que, às vezes, são difíceis para os não iniciados.

O aprendizado da cultura virá naturalmente, pelo ensino dos signos chineses, por exemplo: com o tempo, os alunos entendem a virada dos personagens e suas origens antigas.

Graças às aulas de chines, você pode descobrir:

  • Cozinha chinesa,
  • Filosofia chinesa,
  • A ética do trabalho
  • Religiões chinesas e asiáticas,
  • Artes marciais chinesas,
  • Acupuntura e medicina chinesa,
  • Tradições chinesas, etc.

“A felicidade nasce da tristeza, a tristeza está escondida na felicidade”, como disse Lao Zi.

É até possível ter aulas de chinês online via webcam: uma maneira de se tornar um verdadeiro bilíngue chinês – português sem sair de casa!

6. Trabalhe na China

A principal potência econômica do mundo em termos de PIB, a República Popular da China seduz muitos brasileiros que querem descobrir novos horizontes conquistando o mercado chinês.

Antes de se estabelecer permanentemente na China, alguns brasileiros escolhem ir estudar no país ou fazer um estágio para se acostumar com todos os costumes do país!

No entanto, para entender as regras e educação e tradições chinesas, a fluência na língua é altamente recomendada: aprender com os nativos é muito mais fácil e gratificante do que ler um dicionário chinês!

Para trabalhar na China, o ideal é seguir estudos chineses: as universidades brasileiras têm laços muito fortes com a China e podem facilitar o movimento final de nossos compatriotas.

Ser um estudante chinês não é obrigatório para trabalhar na China: é possível solicitar o Visto Z por conta própria.

A validade do visto é de 30 dias, mas pode levar a uma autorização de residência com duração máxima de 1 ano.

Trabalhar com empresas chinesas será um grande trunfo em seu currículo. Melhor não se limitar pela barreira da língua!

7. Domine uma língua “impossível de aprender”

Chinês é tão difícil quanto parece?

Segundo a UNESCO, a resposta é sim!

Aprenda a falar chinês Há muitas belezas no mandarim…

Aqui está a sua classificação, realizada em 2016, das línguas mais complexas para aprender:

  • Chinês,
  • Grego,
  • Árabe,
  • Islandês,
  • Japonês,
  • Finlandês
  • Alemão,
  • Norueguês
  • Dinamarquês
  • Francês.

No entanto, aprender chinês é muito mais fácil que você pensa.

Como aprender caracteres chineses com um professor à distância?

Dor de cabeça com a revisão de kanji? Por que não se dar uma hora de Qi Gong?

Na realidade, a dificuldade reside nos caracteres chineses que diferem radicalmente do nosso alfabeto latino. Para ajudar os alunos iniciantes, os professores particulares da língua chinesa começam ensinando o Pinyin, um sistema de romanização em mandarim, que simplifica o aprendizado da língua.

Depois de ter dominado os caracteres chineses, falar chinês é muito simples como falar português!

Na língua asiática, não há conjugações ou acordes gramaticais, ao contrário da língua de Machado de Assis. Portanto, é muito fácil estruturar uma sentença complexa, pois cada palavra deve simplesmente ser colocada em seu devido lugar.

É fácil, a gente avisou!

8. Dê uma força para o seu currículo

A fluência em uma língua estrangeira sempre impressiona os recrutadores!

Se você fala chinês, é imperativo indicá-lo em seu currículo. O melhor é “provar” o seu nível através de certificações linguísticas:

  • Obter um diploma em uma escola de língua chinesa,
  • Fazer a prova do certificado HSK, que mede o nível de chinês do aluno,
  • Fazer o curso de Letras com habilitação em chinês, etc.

Ter uma especificação de um nível de idioma é essencial para alcançar recrutadores que precisam de precisão em suas qualificações, como explica Colette Coutarel, uma conselheira do Pôle Emploi (organismo que administra o seguro desemprego na França) durante uma entrevista com a Cadre Emploi (revista francesa especializada em emprego de nível superior) em 22 de janeiro de 2015:

“Ser capaz de especificar um nível, especialmente se for bom, como o TOEIC (Test of English for International Communication) é uma vantagem real para um recrutador. Na hora, isso diz algo. E se a gente não tiver isso, pode ser uma boa ideia fazer alguns testes.”

Graças à sua reputação de língua difícil, uma boa pontuação de chinês para a certificação HSK vai impressionar mais de um!

9. Desenvolva seu senso artístico

Para aprender mandarim perfeitamente, é preciso conhecer o vocabulário chinês que inevitavelmente passa pelos caracteres escritos.

Não entre em pânico!

É inútil aprender todos eles: os próprios chineses não conhecem todos os caracteres de sua língua.

Além de seu aspecto difícil, aprender os caracteres permite ao aluno desenvolver sua criatividade, sendo levado pela beleza dessa escrita.

10. Aprendendo a língua chinesa: uma aposta no futuro

A língua chinesa desempenha um papel cada vez mais importante no cenário comercial internacional. É certo que o inglês continua a ser a língua que prevalece no comércio, mas o mandarim permanece em segundo lugar e às vezes excede seu concorrente direto durante as trocas entre os países asiáticos.

Graças a “made in China”, a linguagem dos ideogramas foi democratizada em todos os países do mundo!

Em breve, a linguagem de Confúcio se tornará uma habilidade obrigatória para entrar nos negócios internacionais: por que não fazê-lo hoje graças às aulas de chines?

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...

Deixe um comentário

avatar