Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Defina o conteúdo do seu curso de batera

De Carolina, publicado dia 16/12/2018 Blog > Música > Bateria > Como preparar as aulas de bateria?

“A música é uma revelação superior a toda sabedoria e filosofia”. Ludwig van Beethoven

Muitos brasileiros tocam frequentemente ou ocasionalmente um instrumento. A música é uma das nossas atividades favoritas! Aulas de bateria, então, podem se tornar muito populares.

Então, como você organiza sua aula para ensinar bateria para iniciantes ou músicos avançados?

Prepare sua aula: inspire-se em suas vontades

Ser professor de bateria ou de música não pode ser improvisado.

Seja qual for o instrumento ensinado (violão, piano, bateria, violino, flauta, baixo, gaita, acordeão, saxofone, trompete, etc.), o curso de música deve ser preparado com antecedência e trabalhado de acordo com vários critérios.

O mais importante quando você começa a organizar suas aulas de bateria é construir o curso de acordo com suas vontades. É claro que os desejos do aluno também entram em ação, mas precisamos primeiro começar sendo claros.

Será muito mais fácil ensinar e transmitir algo que você gosta de fazer do que se forçar a ensinar e agradar o aluno.

Como usar seus gostos musicais para fazer uma aula de bateria? Utilize seus grupos favoritos para criar seu curso de bateria.

Você deve ser claro desde o início das aulas com o aluno para estabelecer os limites que você pode e quer ensinar em bateria. Assim, se certificará de que as aulas correspondem às expectativas do aluno.

Improvisação, solfejo, metrônomo, ritmo, musicalidade, cultura musical, técnicas de mixagem, aulas de bateria podem ser muito amplas em termos de programa!

Cabe a você aproveitar de seus conhecimentos e habilidades para transmitir em boas condições.

Você também deve ser honesto sobre o seu nível desde o início.

Dê curso de percussão Organize suas aulas de bateria e utilize sua experiência para outros instrumentos

Não há necessidade de dar aulas para um aluno mais forte que você na bateria. Isso só vai colocar você sob pressão. Por isso, prepare cursos ao seu nível para alunos com ou abaixo dele.

Não deixe de definir (o preço de suas aulas de bateria) e os limites do seu percurso, tanto com relação ao programa quanto com o seu nível. Lembre-se também de mostrar suas preferências de estilos musicais.

Funk, jazz, música contemporânea, rock, blues, bossa nova, Música Popular Brasileira (MPB), Pop, sertanejo, têm aluno para todos os gostos! Embora você precise se adaptar aos gostos do seu aluno, os estilos musicais não devem ser tão distantes a ponto de ter uma boa coesão durante a aula.

Quando você desenvolver o programa, não se esqueça de ouvir a si mesmo e gostar daquilo que está compartilhando, sempre com novas descobertas musicais!

Avalie as necessidades do seu aluno

Seus gostos e seu desejo de transmitir a paixão da bateria é muito importante para as suas aulas. Mesmo se a base de seu curso será sempre seu conhecimento. Ouvir o aluno também é essencial para planejar suas aulas particulares ou o grupo de alunos, no caso de aulas em grupo.

Aliás, como encontrar alunos para as aulas de bateria?

Como primeiro passo, o professor deve avaliar o nível do aluno. Uma passagem obrigatória que deve ser feita a partir da primeira hora de aula. Assim, você evitará de ir na direção errada.

Às vezes, alguns alunos tendem a subestimar ou superestimar suas habilidades musicais.

Como construir uma aula de música? Como dar aula de bateria? Comece avaliando as habilidades do aluno.

A primeira aula de bateria é uma oportunidade para escutar as necessidades de seus alunos. Por exemplo, você pode oferecer alguns exercícios ou tocar uma ou mais músicas que o aluno goste.

Já comprou a sua bateria? Ludwing, Odery, Tama…

Se o aluno estiver começando a bateria, você pode testar seu senso de ritmo fazendo-o bater palmas em uma música de sua escolha, depois em uma música da escolha do aluno. Isso também permite que vocês se conheçam um ao outro em termos de gostos musicais.

Uma vez que o nível é avaliado (básico, intermediário, avançado, etc.), é igualmente importante ouvir as expectativas do aluno.

Todo mundo não quer se tornar um astro do rock ou fazer carreira na música. Alguns entusiastas de músicos desejam acima de tudo ter aulas de música e aulas de bateria para desabafar ou expressar sua criatividade.

Planeje uma excelente aula de percussão Quer aproveitar de seus conhecimentos com a batera?

Também é necessário examinar qual será a metodologia que você vai utilizar com cada aluno. Ou seja, adequar o curso de acordo com o modo de aprender do aluno.

Talvez alguns alunos prefiram reproduzir músicas de ouvido, enquanto outros precisam entender todo o funcionamento dos tempos, do ritmo, etc., para conseguir tocar uma música.

Aproveite o tempo para discutir e observar seu aluno. A sugestão de diferentes estilos de exercícios geralmente é a melhor maneira de descobrir como ensinar a bateria a um aluno específico.

Também é necessário ver com ele quantas vezes ele deseja praticar. Muita diferença entre duas aulas de bateria pode ser improdutivo para alguns alunos.

Estabeleça um cronograma e horários definidos com o (s) aluno (s).

Desenvolver um programa de curso de bateria

O objetivo de fazer aulas de bateria com um bom músico e pedagogo é, claro, melhorar e progredir com o instrumento no estilo de música que você deseja.

Para isso, o professor de bateria deve organizar suas aulas de forma construtiva e progressiva para que seus alunos se tornem melhores.

Preparar seu curso começa, então, elaborando o seu desenvolvimento.

Por que se preparar para aulas de música? Os cursos devem ser preparados com antecedência para futuras sessões.

Um programa para tranquilizar os alunos para que eles saibam o que esperar de suas aulas.

Quais formações são necessárias para dar aula de bateria?

O programa permite que você conduza uma linha de aprendizado e certifique-se de ir na direção certa para alcançar um objetivo (concerto de música, composição pessoal, concurso de música, etc.). Assim, o aluno pode rever entre as aulas sabendo o que ele verá na próxima.

Para o professor, o programa de aulas de bateria permite que você reserve um tempo para escolher os exercícios adaptados a cada nova lição. Assim, você terá certeza de que seu aluno vai avançar.

Claro que o programa pode se adaptar. Não é porque um programa foi validado na primeira aula de música que ele não pode variar. Por exemplo, se você quer mudar as músicas ou a ordem das técnicas a serem ensinadas, vá em frente!  A aula também tem que ser flexível.

Mas como você encontra as ideias certas para desenvolver um programa digno de seu nome?

Você pode aprender com outros cursos e ter ideias sobre aulas de música nas escolas especializadas (improvisação, partituras, despertar musical, treinamento musical, ritmo, teoria musical, orquestra, etc.).

Saiba como organizar seu curso de percussão Não deixe de programar a sua aula antes de encontrar com seu aluno

Também é possível aprender com a sua própria aprendizagem. Por exemplo, se você aprendeu bateria como autodidata ou com um professor de música, você vai se servir de sua própria experiência para formular suas aulas.

Você conhece as principais dificuldades na hora de aprender e como superá-las, use sua experiência!

Mesmo se o aluno não der continuidade as aulas depois da aula experimental ou de algumas aulas (descoberta de bateria, pedais, caixa, bumbo, pratos, etc.), pense em fazer um programa a longo prazo.

É com várias sessões que os alunos progridem e podem se projetar com suas aulas. Assim, eles vão ter mais vontade de aprender mais.

Divida seu curso de bateria em etapas

Bateria eletrônica ou bateria acústica, para aprender a bateria não há segredos: você tem que estudar e treinar.

Mas o treinamento deve ser eficaz. Músicos amadores não devem acreditar que é possível tocar como o famoso baterista profissional Keith Moon (The Who) em poucos dias.

Como definir metas para seus alunos? Quer se tornar Keith Moon?

O cérebro precisa ter tempo para adquirir reflexos, de modo que tocar bateria seja cada vez mais fácil.

Professores particulares devem, portanto, ensinar seus alunos a irem gradualmente, independentemente do instrumento ensinado (aulas de violino, aulas de bateria, baixo, aulas de piano, aulas de violão, aulas de canto, aulas de saxofone, etc.) .

É, portanto, o papel do professor de bateria compartimentar os cursos para que o aluno avance a um ritmo moderado. Esse ritmo pode,obviamente, ser revisto se o aluno pedir sempre mais.

Certifique-se de ser um pedagogo ao explicar certas noções. Você pode explicar as coisas na forma de jogos com objetivos a atingir a fim de motivar o aluno (especialmente se for uma criança).

Para compartimentar o programa, você pode, por exemplo, ensinar uma ou duas músicas por semestre. Cada parte da música faz uso de novas habilidades que você desenvolve em cada aula.

Monte seu curso de percussão Como planejar a aula de batera sob medida?

Tocar bateria é feito pouco a pouco. Não pule as etapas para evitar assustar os alunos e construir uma base sólida para se tornar um ótimo baterista. Um método de aprendizagem pode ser válido para vários instrumentos (sintetizadores, djembê, congas, trombone, ukulele, percussão, violoncelo, clarinete, etc.).

Aulas individuais, aulas em casa, aulas em grupo, não se esqueça que cada aluno é diferente e que a pedagogia deve ser adaptada a todos!

E de qualquer maneira, não esqueça o prazer de tocar!

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
avatar