Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Quanto cobrar pelo seu curso de batera?

De Carolina, publicado dia 14/12/2018 Blog > Música > Bateria > Como fixar o preço da sua aula de bateria?

“É o papel essencial do professor despertar a alegria de estudar e conhecer”. Albert Einstein

Entre as atividades culturais preferidas dos brasileiros, a música ocupa um grande espaço! Mesmo antes do cinema e da leitura… Então, por que não aprender bateria e depois ensiná-la como um baterista profissional?

Tornar-se professor de música e ser um bom pedagogo não acontece da noite para o dia. Para transmitir seu prazer de tocar em aulas particulares, você precisa se preparar para suas aulas de bateria, mas como? Um passo muito importante é definir o preço correto de suas prestações!

Microempreendedor Individual: conheça as tarifas

Professores particulares usam muito o estatuto de Microempreendedor Individual, o MEI, para declarar sua atividade e sua rotatividade. É absolutamente necessário escolher um estatuto para não ficar ilegal.

Dê um curso de batera Você pode dar aulas de outros instrumentos

O primeiro passo ao começar no ambiente de microempreendedor é aprender sobre as taxas cobradas por esse tipo de estatuto.

De fato, os empresários autônomos recebem seu volume de negócios diretamente, mas devem, então, calcular as contribuições sociais a serem pagas e outras despesas profissionais.

O preço de um curso de música não volta para você inteiramente no seu bolso. Aulas de piano, aulas de bateria, aulas de canto, aulas de violão, despertar musical, treinamento musical, qualquer que seja sua atividade, você deve se planejar.

Qual estatuto escolher para ser um professor de bateria? Tempo é dinheiro!

Comece por encontrar informações na internet para descobrir e listar todas as despesas de um professor particular freelancer.

Se você ganhar até R$ 81 mil por ano, você pode formalizar sua atividade profissional de professor particular de bateria através do MEI.

Através do MEI, você terá um CNPJ, poderá emitir nota fiscal, conseguir empréstimos para comprar uma bateria ou equipamentos novos, etc…

Não se esqueça também de planejar sua carreira como professor particular de  bateria. Saiba que o começo pode ser difícil. Por isso, saiba como encontrar alunos para suas aulas de bateria!

Mas, normalmente, você não dará aulas todos os dias. Por isso, é importante você definir quanto pode ou quer ganhar por mês. Com o MEI, você pode ter uma renda de até R$ 6.750 por mês. Claro que alguns meses você vai ganhar mais ou menos, vai depender de quantas aulas conseguir dar nesses períodos.

Para isso, você deve pagar a contribuição mensal do MEI, ou seja, o Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS).  Quanto você paga? R$ 5 de ISS (sua atividade é prestação de serviço) e 5% do salário mínimo para o INSS.

Com base em todos esses dados, você poderá começar a ter uma noção do preço recomendado para obter um salário. Quantos alunos e horas de aula serão necessários ter para ter um bom rendimento ou um salário suficiente para pagar suas contas e investimentos?

Mas tenha cuidado, porque o preço também depende de muitos outros elementos a serem levados em conta.

Preços de acordo com o tipo de aula de bateria

O preço de um curso de música, seja qual for o instrumento (bateria, guitarra, piano, acordeão, flauta, gaita, trompete, baixo, gaita de foles, etc.), depende da fórmula proposta e escolhida pelos alunos.

Você pode deixar várias possibilidades para os alunos encontrarem a fórmula que melhor lhes convier.

A maneira mais comum de ter aulas particulares é ter aulas semanalmente. Você estabelece um dia e uma agenda com seu aluno e mantém o ritmo.

É, então, necessário propor uma tarifa de acordo com o número e a frequência de aulas que o aluno deseja. De fato, pode ser aulas ocasionais (quando o aluno decide) ou um compromisso de seguir as aulas semanais durante vários meses ou até um ano.

No caso de fazer um “pacote”, o preço das aulas é muitas vezes decrescente para agradecer a regularidade e o comprometimento do aluno.

Você também deve definir uma duração do curso. Uma hora, às vezes, não é o suficiente para ensinar música e dar aulas de bateria (como?). O tempo para rever uma pequena teoria musical, fazer alguns exercícios e colocar em prática uma música, por exemplo, pode ultrapassar facilmente uma hora de aula.

É, então, possível oferecer uma hora e meia, duas horas ou até três horas para os alunos disponíveis (atenção para não cansar o aluno).

O preço varia de acordo com a duração.

Alguns professores particulares também decidem oferecer cursos específicos. Isso pode ser vantajoso para músicos aprendizes que vão desfrutar de um preço e aprender rapidamente a bateria.

Os preços dos cursos também podem variar se você optar por dar aulas em grupo. De fato, você pode ensinar vários instrumentos e dar aulas a um grupo inteiro. Nesse caso, será necessário fixar um preço para o grupo.

Que maneira escolher para ensinar? Curso em grupo ou curso individual? Cada fórmula tem o seu preço.

Não se esqueça de oferecer a primeira hora de aula para conhecer seu aluno e tranquilizar o seu aluno da escolha de seu professor (no caso, você).

Encontre o seu preço de acordo com a concorrência

Como em qualquer negócio, a concorrência, às vezes, pode ser difícil e você tem que ser capaz de monitorá-la para se certificar de que você não está sobrecarregado. Ou, pelo menos, não está se afastando muito da oferta de seus principais concorrentes.

Concorrentes que também podem se tornar seus melhores amigos e dar conselhos. De qualquer jeito, a primeira coisa a fazer é olhar para os professores da bateria, qual é o preço.

Claro que eles não são os mesmos dependendo da cidade onde você quer ensinar. É por isso que é essencial dar aulas perto de você ou de seu escritório.

Em São Paulo, a hora do curso de bateria é de cerca de R$ 65 por hora / aula. Enquanto no interior, é mais fácil encontrar cursos por R$ 40 por hora.

Cabe a você conduzir sua própria investigação!

Não deixe de olhar para os preços das escolas de música. Isso pode servir como um argumento para justificar o seu preço com seus alunos.

Definir preço de acordo com a educação e experiência profissional

Blues, Blues-Rock, country, funk, disco, reggae, Rock, Pop, Brit-pop, punk, cada músico tem seu estilo de música e deve fazer isso para atrair estudantes. Porque será sua personalidade e sua experiência que fará com que um aluno escolha você e não um outro.

Como avaliar seu nível? Sua experiência influencia muito o preço da sua aula de bateria.

Às vezes, obter um certo grau pode atrair músicos aprendizes que desejam seguir o mesmo caminho. Então, pense em valorizar todas as suas habilidades.

E, quanto mais experiência você tem, mais você pode justificar um preço alto.

Isso não significa que, sem experiência, o preço deva ser de banana. A remuneração é necessária para todos, não se esqueça. Um músico principiante com poucos recursos certamente se voltará para um professor que está começando para desfrutar de seus preços baratos. É assim que a experiência é adquirida e você pode alterar sua remuneração.

Na verdade, não é porque você definiu um determinado preço que não pode mudar com o tempo.

Além disso, quanto mais você oferecer aulas diferentes (aulas de bateria, improvisação, aulas de metrônomo solfejo, ritmo, musicalidade, cultura musical, técnicas de mixagem etc), mais seu preço aumentará.

Aulas de despertar, aulas de música, iniciação musical, variam as atividades para ensinar a música para os alunos. Já no caso da bateria, é importante você dominar todas as partes: bumbo, pratos, caixas, etc.

Muitos professores de música aprenderam a bateria como autodidata. A pedagogia vem conforme as sessões progridem. Aprender um instrumento como autodidata também é uma vantagem a ser apresentada, porque você conhece todas as dificuldades que seus alunos podem ter.

Essa pode ser uma boa maneira de avançar seus alunos para que eles melhorem na bateria.

Você também pode destacar suas habilidades em outros instrumentos (saxofone, percussão, clarinete, ukulele, trombone, contrabaixo, violoncelo, violino, flauta, guitarra, etc.). Em aulas individuais ou em grupo, a educação musical pode ser global e aumentar suas taxas.

Aprender a tocar bateria com um conjunto de outros instrumentos musicais permite-lhe compreender e aprender melhor a música.

Cuide do seu perfil para justificar seu preço

Para encontrar futuros alunos, você precisa saber como se vender. E isso passa por um anúncio claro e completo, seja qual for o meio. Na internet ou em um pedaço de papel, seu anúncio deve fornecer o máximo de informações possível para torná-lo consistente com o preço solicitado.

Como determinar o preço? Saiba como vender o seu peixe!

Se você tiver um diploma (quais ter para dar aula de bateria?) adquirido em uma universidade ou outro, especifique-o. Quanto mais seu perfil for credível, mais os alunos saberão a quem estão recorrendo e entenderão o preço solicitado.

No entanto, se o seu anúncio estiver com o título “aula de bateria” e suas informações de contato, os alunos não saberão se você realmente pode ensinar esse assunto.

Se você publicar seu anúncio na internet, preste atenção à sua reputação. Por exemplo, peça aos seus primeiros alunos para comentar sobre suas aulas, seu modo de ensinar, sua personalidade, etc.

Quanto mais comentários positivos, mais os novos alunos estarão dispostos a pagar para participar de suas aulas.

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
avatar