A Biologia pertence a um campo de pesquisa singular e coerente que, surgido oficialmente em meados do século 19, tem sua origem nas práticas ancestrais da medicina e de história natural.

Toda essa ancestralidade remonta a Antiguidade Clássica, sendo que ao longo do tempo os conceitos pertencentes às ciências biológicas foram se aperfeiçoando até chegar ao raciocínio científico europeu.

Esse raciocínio, no entanto, foi alterado drasticamente com o advento do empirismo e a comprovação da existência de inúmeras formas de vida.

Embora muitas dessas descobertas estejam relacionadas ao resultado de pesquisas coletivas e, como tal, com a evolução do pensamento científico de vários grupos acadêmicos no mundo, ainda assim podemos verificar a existência de especialistas em biologia que merecem total reconhecimento em razão do impacto e da influência de suas pesquisas no meio científico.

Por conta disso, selecionamos alguns dos avanços mais inovadores das ciências biológicas com destaque aos pesquisadores mais citados dos últimos séculos. Confira!

Os melhores professores de Biologia disponíveis
1a aula grátis!
Erick
5
5 (28 avaliações)
Erick
R$45
/h
1a aula grátis!
Kaique
5
5 (49 avaliações)
Kaique
R$40
/h
1a aula grátis!
Fernando
5
5 (50 avaliações)
Fernando
R$120
/h
1a aula grátis!
Maria alice
5
5 (96 avaliações)
Maria alice
R$50
/h
1a aula grátis!
Matheus
5
5 (20 avaliações)
Matheus
R$35
/h
1a aula grátis!
Gustavo
5
5 (33 avaliações)
Gustavo
R$80
/h
1a aula grátis!
Jaqueline
5
5 (10 avaliações)
Jaqueline
R$60
/h
1a aula grátis!
Júlia
5
5 (13 avaliações)
Júlia
R$50
/h
1a aula grátis!
Erick
5
5 (28 avaliações)
Erick
R$45
/h
1a aula grátis!
Kaique
5
5 (49 avaliações)
Kaique
R$40
/h
1a aula grátis!
Fernando
5
5 (50 avaliações)
Fernando
R$120
/h
1a aula grátis!
Maria alice
5
5 (96 avaliações)
Maria alice
R$50
/h
1a aula grátis!
Matheus
5
5 (20 avaliações)
Matheus
R$35
/h
1a aula grátis!
Gustavo
5
5 (33 avaliações)
Gustavo
R$80
/h
1a aula grátis!
Jaqueline
5
5 (10 avaliações)
Jaqueline
R$60
/h
1a aula grátis!
Júlia
5
5 (13 avaliações)
Júlia
R$50
/h
1ª aula gratuita>

O percurso das pesquisas científicas até o século 20

Ao longo de décadas e mais décadas, as ciências biológicas, tal qual a botânica e a zoologia, foram se transformando em campos de estudo cada vez mais amplos a ponto de inúmeros cientistas, como Lavoisier, por exemplo, passarem a estabelecer correlações entre o mundo dos organismos vivos com o da matéria inanimada, através de experimentos físico-químicos.

Muitos exploradores naturalistas como Alexander Von Humboldt começaram então a investigar a interação entre os seres vivos e o meio físico, bem como a forma em que essa relação era afetada pela geografia, estabelecendo, assim, as bases para biogeografia, ecologia e etnologia.

Com o tempo, grande parte desses naturalistas começaram a rejeitar as teses do essencialismo, passando a considerar a importância de conceitos relacionados à extinção e mutabilidade das espécies, inclusive sobre a teoria celular, a qual forneceu ao meio acadêmico uma nova perspectiva sobre os pilares fundamentais da vida.

Todo esse progresso, em conjunto com as conclusões obtidas nos campos da embriologia e paleontologia, foi logo resumido na teoria da seleção natural proposta por Charles Darwin.

Estátua de Charles Darwin
Darwin propôs que a evolução aconteceria graças a um mecanismo chamado seleção natural!

Mas, ao final do século 19, o mundo assistiu ao declínio da teoria da geração espontânea e à ascensão da teoria microbiana das doenças, muito embora o conceito de mecanismo da hereditariedade tivesse permanecido como um mistério para muitas pessoas do meio científico.

Já no século 20, as pesquisas em biologia foram se intensificando cada vez mais, sendo que as inovações com maiores destaques são a Fertilização in vitro, os estudos de DNA, a descoberta da penicilina, os tratamentos de infertilidade, os processos de clonagem e a modificação genética.

Fertilização in vitro

A fertilização in vitro (FIV) remonta ao século 1970, quando John Rock extraiu pela primeira vez um óvulo fertilizado, mostrando ao mundo que essa tecnologia poderia ser uma excelente solução aos casais inférteis.

Os estudos foram tão animadores que em 1979 o mundo teve notícia do nascimento do primeiro bebê humano a partir de uma fertilização in vitro. Após esse evento, outras histórias semelhantes se sucederam ao longo das décadas seguintes.

Com isso, a sociedade passou a se deparar com um cenário muito comum de experiências em inseminação artificial, ao passo que, no início dos anos 90, a comunidade médica começou a se debruçar nos experimentos de congelamentos e descongelamentos de embriões, resultando, então, em algo ainda maior para esse tipo procedimento científico.

Os estudos de DNA

Quebra-cabeça de DNA
O DNA é responsável por carregar toda a informação genética de um organismo!

Embora os estudos de DNA tenham sido descobertos pela primeira vez no final de 1800, foi somente em 1927 que os cientistas apontaram para a existência de uma "molécula hereditária gigante" composta de duas fitas (duas cadeias de polinucleotídeos).

Mais tarde, por volta da década de 1940, uma equipe de biólogos (que incluía Oswald Avery, Colin MacLeod e Maclyn McCarthy) identificou os primeiros fatos que exibiam o papel específico do DNA na hereditariedade, chamando-o de “princípio transformador”.

Esse princípio, no entanto, foi confirmado no início na década de 50 pelos cientistas Alfred Hershey e Martha Chase, os quais foram responsáveis pela sequência de estudos e experimentos, denominadas como experiência de Hershey-Chase, e que foram realizadas no laboratório Cold Spring Harbor em Nova Iorque.

Foi durante essa década que os laboratórios criaram o modelo de dupla hélice da estrutura do DNA que nos é familiar hoje. Para se ter uma ideia, os estudos em biologia demonstraram que o DNA é formado por duas cadeias de polinucleotídeos (fita), que são constituídas por vários nucleotídeos, os quais são unidos uns aos outros por ligações denominadas fosfodiéster

Cada gene, no entanto, contém o código para a criação de uma proteína específica, sendo que a sequência de bases dentro do gene determina quais aminoácidos são criados e unidos para produzir uma nova molécula de proteína.

A descoberta da penicilina

Na década de 1940, Alexander Fleming foi a força motriz por trás da produção em massa da penicilina, um grupo de antibióticos que eram, e ainda são, eficazes contra inúmeras infecções bacterianas.

Embora Fleming remonte a descoberta do medicamento à década de 1920, seus estudos não receberam a atenção que merecia, sendo posteriormente reconhecidos somente a partir dos anos de 1940, quando uma equipe chefiada por Howard Florey começou a produzir em massa o medicamento para as empresas farmacêuticas.

Vale destacar que os três principais estudiosos e investidores na descoberta da penicilina, Florey, Ernst Boris Chain e Fleming acabaram compartilhando o Prêmio Nobel de Medicina de 1945.

Tratamentos de infertilidade

Muitos tratamentos de infertilidade são até hoje objetos de estudos nas aulas de biologia em várias partes do mundo.

Embora o final do século 20 tenha sido marcado pelas inovações científicas nos estudos de embriões, grandes avanços nos últimos anos demonstraram que mesmo as mulheres que tiveram seus ovários removidos, ainda podem dar à luz filhos saudáveis a partir de transplantes de tecido ovariano.

Também, vale destacar que, apesar da fertilização in vitro ser vista como uma das maneiras mais eficientes de cultivar embriões de casais que lutam para engravidar, os tratamentos atuais estão contando com novas tecnologias que cada vez mais se mostram capazes de auxiliar quem deseja uma gravidez natural.

Tendo em vista que as ferramentas tecnológicas vêm se mostrando como algo tão comum em nossa vida cotidiana, é importante apontar que o próprio processo de fertilização in vitro se configura como um dos meios mais acessíveis e baratos se compararmos com décadas passadas.

Os processos de clonagem: ovelha Dolly

Um avanço que você sem dúvida aprenderá durante suas aulas de biologia é a respeito dos processos de clonagem. E quando se aborda esse tema, logo nos bem à mente o caso da icônica ovelha Dolly.

Em 1996, os cientistas clonaram com sucesso uma ovelha fêmea pela primeira vez, usando células adultas das glândulas mamárias em um processo chamado de “transferência nuclear”.

Imagem de uma ovelha
Clonagem é um processo que pode ser definido como a produção de cópias de outro indivíduo!

A ovelha, posteriormente chamada de Dolly, cresceu normalmente, fato esse que fez com que a mesma entrasse para a história da ciência.

Desde então, os cientistas têm sido capazes de clonar outras espécies, até mesmo tentando reproduzir animais a partir de tecnologias científicas a fim de salvar espécies ameaçadas ou já extintas.

Modificação genética

Um tópico extremamente controverso é a pesquisa que envolve o processo de modificação genética nos animais e, principalmente, nos seres humanos.

Segundo algumas teorias, a técnica de edição de genes pode acabar com as doenças hereditárias, porém, muitos temem que a ciência saia do controle e acabe com as pessoas fazendo escolhas sobre um filho ainda não nascido.

Escolhas essas que eticamente falando não deveriam ser feitas, como determinar o sexo, a cor dos olhos ou do cabelo da criança, e assim por diante.

Embora algumas pessoas possam ser contrárias à interferência da ciência no corpo humano, muita coisa importante surgiu com as pesquisas de mudança genética.

Vale destacar dois avanços significativos na biologia que são as pesquisas em células-tronco, as quais permitem aos médicos tratar doenças do sangue ou câncer, bem como a pesquisa em biomedicina que contempla desde o estudo de componentes específicos de uma célula até o desenvolvimento de novas formas de diagnosticar e combater uma determinada doença.

Biólogos Famosos

Sem dúvida, há inúmeras celebridades do ramo científico que se dedicaram ou vêm se dedicando às aulas de biologia, bem como aos estudos diversos que visam o desenvolvimento de medicamentos, vacinas e tantas outras tecnologias que possam auxiliar a humanidade em geral. E dentre essas figuras de relevo, não poderíamos deixar de citar:

  • Charles Darwin: autor de “A Origem das Espécies” e tantos outros títulos significativos;
  • Andreas Vesalius e William Harvey: introdutores da observação científica na fisiologia;
  • Carolus Linnaeus e Buffon: pioneiros da classificação dos registos fósseis.

No entanto, selecionamos nos tópicos a seguir algumas das principais personalidades dos estudos em biologia que valem a pena ser comentados, mesmo que brevemente. Confira!

Principais cientistas no tratamento da infertilidade

Voltando ao avanço e ao desenvolvimento da fertilização in vitro, o FIV, Robert Edwards não deve passar despercebido.

Edwards recebeu o Prêmio Nobel de Medicina de 2010 por sua contribuição para o desenvolvimento do processo biológico.

Ilustração que sugere espermatozoides tendo ao fundo a imagem de um feto.
A fertilização in vitro é opção da medicina reprodutiva que oferece mais chances de gravidez!

Carl Wood, no entanto, era igualmente importante e, como resultado, foi apelidado de "o pai da FIV" após ter sido o pioneiro no congelamento e descongelamento de embriões.

Principais cientistas nos estudos de modificação genética

O Prêmio Nobel de Medicina de 2007 foi concedido em conjunto a Oliver Smithies, Sir Martin J. Evans e Mario R. Capecchi por suas descobertas relacionadas às modificações genéticas específicas a partir do uso de células-tronco embrionárias.

Embora sua pesquisa tenha sido realizada em ratos, essa grande descoberta marcou um grande marco na compreensão do papel de nossos genes e seu significado para o mundo.

Usando a Internet para aprimorar as aulas de biologia

Se você gosta de ler sobre a vida dessas pessoas que ajudaram a moldar a história da Biologia, saiba que na internet é possível ter acesso a diversas biografias que trazem relatos riquíssimos acerca de suas descobertas.

Exemplo disso é quando procuramos saber sobre o que levou um vencedor do Prêmio Nobel ser agraciado por tal condecoração. Geralmente suas descobertas são tão inacreditáveis que acabam servindo de inspiração tanto para estudantes quanto para quem já é professora ou professor de biologia, por exemplo.

Na web há inúmeros canais e sites que dispõem de conteúdos de qualidade, os quais abordam a importância da Biologia em nosso mundo natural, abordam a história de cientistas, sem falar na possibilidade de termos acesso a um extenso vocabulário dessa disciplina tão intrigante, a qual se mostra essencial para quem sonha dar aulas de biologia ou, então, trabalhar com pesquisas científicas.

Precisando de um professor de Biologia ?

Você curtiu esse artigo?

5,00/5 - 1 nota(s)
Loading...

Erico

Sou roteirista, redator e CEO da Eckoa Digital, além de músico nas horas vagas.