Muitas cidades do sul do Brasil possuem uma cultura muito parecida com a alemã. Lá é possível ver casas com arquitetura enxaimel, conhecer restaurantes com pratos típicos e até mesmo conversar com pessoas que falam a língua germânica.

A proximidade dessas cidades com a cultura alemã é decorrente da fundação de colônias pelos imigrantes advindos da Alemanha. A partir disso, eles fundaram várias cidades, seguindo os hábitos e costumes do território germânico.

Se você deseja conhecer um pouco mais dessa história, recomendamos que continue acompanhando esse artigo. Falaremos quais foram as primeiras colônias alemãs fundadas no Brasil e muito mais!

Os melhores professores de Alemão disponíveis
Lehrer giacomo
5
5 (30 avaliações)
Lehrer giacomo
R$120
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Arne
5
5 (34 avaliações)
Arne
R$160
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Nikolas
5
5 (26 avaliações)
Nikolas
R$70
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Monica
5
5 (26 avaliações)
Monica
R$100
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Leonardo
5
5 (37 avaliações)
Leonardo
R$100
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Fábio
5
5 (19 avaliações)
Fábio
R$85
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Naiara
5
5 (17 avaliações)
Naiara
R$120
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Eric
5
5 (33 avaliações)
Eric
R$140
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Lehrer giacomo
5
5 (30 avaliações)
Lehrer giacomo
R$120
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Arne
5
5 (34 avaliações)
Arne
R$160
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Nikolas
5
5 (26 avaliações)
Nikolas
R$70
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Monica
5
5 (26 avaliações)
Monica
R$100
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Leonardo
5
5 (37 avaliações)
Leonardo
R$100
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Fábio
5
5 (19 avaliações)
Fábio
R$85
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Naiara
5
5 (17 avaliações)
Naiara
R$120
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Eric
5
5 (33 avaliações)
Eric
R$140
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Vamos lá

Qual foi a primeira colônia alemã fundada na região sul do país?

Cidade do sul do Brasil
Diante da importância do idioma alemão para o Brasil, vale a pena fazer a aula alemão. É possível encontrar um curso alemão facilmente.

A primeira colônia alemã fundada na região sul foi a de São Leopoldo, construída no Rio Grande do Sul. Isso ocorreu em 1924, mais precisamente no mês de julho. Ela foi construída às margens do rio dos Sinos por 39 alemães que tinham chegado recentemente nas terras brasileiras. Esses consideraram o local como sede dos imigrantes alemães que tinham chegado recentemente.

Vale ressaltar que a maioria dos estudiosos consideram essa a primeira colônia alemã fundada no Brasil. Isso porque, houve outra, antes dessa, na Bahia. Porém, não se deu prosseguimento à sua formação, pois existiram impeditivos que tornavam a sua formação inviável. Essa colônia se chamava Leopoldina, e lá foram compartilhadas sesmarias entre os imigrantes.

Voltando a falar sobre a colônia de São Leopoldo, essa colônia teve essa denoninação para fazer uma homenagem à Leopoldina, a imperatriz. Com o seu avanço, em 1829, surgiram diversas outras na região sul do Brasil, como Mafra, São Pedro de Alcântara e Rio Negro. Elas foram formadas no Paraná e em Santa Catarina.

Essa onda de imigração alemã diminuiu em 1930, quando eclodiram grandes revoltas em diversas regiões do Brasil, como a de Farrapos. Além disso, nesse ano, já não havia tantos recursos para trazer imigrantes da Alemanha. Essa onda de imigração voltou somente em 1845, quando fundaram uma colônia em Petrópolis (RJ).

Antes do período republicano, estima-se que em torno de 80 colônias de imigrantes alemães foram criadas. Nesse período, até mesmo empresas particulares se disponibilizavam para criá-las a fim de desenvolver uma comunidade em seu entorno. Dessa forma, se poderia obter, facilmente, força de trabalho - ou seja, pessoas para trabalhar em suas terras. Vale ressaltar que, nessa época, até mesmo o governo ajudava na criação dessas "comunidades" de imigração alemã.

Com o tempo, foram criadas diversas colônias, como a de Blumenau, Dona Francisca... E diversas outras! Com isso, pode-se afirmar que a região sul do Brasil foi desenvolvida com a ajuda da formação dessas comunidades de imigrantes. Isso fez com que a sua cultura, os seus hábitos e os seus costumes fossem seguidos fortemente pela população.

Quais cidades foram formadas pelos alemães?

Cidade de Santa Catarina
Que tal aprender a falar alemão? As aulas de alemão podem servir bastante para o seu futuro!

Existem várias cidades que foram formadas pelos alemães no Brasil, principalmente no Rio Grande do Sul. Isso ocorreu após o povoamento da região sul brasileira pelos imigrantes alemães. Para começar, vamos listar todos esses municípios e explicaremos um pouco sobre a sua história de imigração. Veja:

  • Ivoti: essa colônia teve a sua formação em 1826. Vários imigrantes construíram casas nessa cidade, que são consideradas patrimônio para a região. Vale ressaltar que os hábitos e costumes alemães são muitos fortes em Ivoti;
  • Igrejinha: essa cidade chama atenção pela sua arquitetura, que lembra a da Alemanha. Isso porque as suas construções possuem estilo enxaimel. Não é à toa que há vários pontos turísticos nesse município, como a Vila Germânica;
  • São Leopoldo: quando era colônia, essa cidade foi o destino dos primeiros imigrantes que chegaram ao Brasil - ou seja, os 39 alemães que foram citados anteriormente. Por isso, esse município é considerado um patrimônio para os alemães que vieram para o território brasileiro em busca de emprego. A herança de costumes e hábitos alemães ainda é muito forte em São Leopoldo;
  • Blumenau: é nessa cidade do Rio Grande do Sul que acontece a maravilhosa festa do Oktoberfest, onde vários descendentes de alemães - e outras pessoas - festejam a cultura germânica;
  • Joinville: essa cidade é considerada uma das mais turísticas de Santa Catarina devido às suas maravilhosas praias, como Piçarras e Barra Velha;
  • Antônio Carlos (que chamava-se colônia Leopoldina): essa cidade foi uma das primeiras povoadas pelos alemães. Inicialmente, era considerada uma importante colônia de imigração.
Os melhores professores de Alemão disponíveis
Lehrer giacomo
5
5 (30 avaliações)
Lehrer giacomo
R$120
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Arne
5
5 (34 avaliações)
Arne
R$160
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Nikolas
5
5 (26 avaliações)
Nikolas
R$70
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Monica
5
5 (26 avaliações)
Monica
R$100
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Leonardo
5
5 (37 avaliações)
Leonardo
R$100
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Fábio
5
5 (19 avaliações)
Fábio
R$85
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Naiara
5
5 (17 avaliações)
Naiara
R$120
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Eric
5
5 (33 avaliações)
Eric
R$140
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Lehrer giacomo
5
5 (30 avaliações)
Lehrer giacomo
R$120
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Arne
5
5 (34 avaliações)
Arne
R$160
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Nikolas
5
5 (26 avaliações)
Nikolas
R$70
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Monica
5
5 (26 avaliações)
Monica
R$100
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Leonardo
5
5 (37 avaliações)
Leonardo
R$100
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Fábio
5
5 (19 avaliações)
Fábio
R$85
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Naiara
5
5 (17 avaliações)
Naiara
R$120
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Eric
5
5 (33 avaliações)
Eric
R$140
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Vamos lá

Quantos alemães vieram para o Brasil tiveram como destino a região do Sul?

Cidade do sul brasileiro
A aula de alemão online é uma forma fácil e simplificada de estudar essa língua!

Conforme historiadores, em torno de 17.000 imigrantes alemães chegaram ao Brasil até meados do século 20. A maioria deles se instalou na região sul, mais precisamente no Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Eles se instalaram nesses estados e começaram a povoá-los, tornando-os colônias de imigração alemã.

Vale ressaltar que a maioria desses alemães atuavam como agricultores, artesãos e comerciantes, proporcionando a sua força de trabalho para gerar renda para as suas famílias. Dessa forma, eles conseguiram se estabelecer nessas cidades e conseguir melhores condições de vida.

Breve história sobre a colonização dos alemães no Brasil

Alemães em terras brasileiras
Fazer cursos de alemão para aprender esse idioma é excelente! Então, se inscreva em um ótimo curso de alemão!

O Brasil apresentou sérios problemas em relação à distribuição geográfica após a independência de Portugal. Havia, por exemplo, um enorme vazio geográfico na região sul brasileira. Isso porque a maioria dos brasileiros residiam no sudeste, centro-oeste, norte e nordeste do país, e não davam conta de se dispersar para outras regiões.

Para solucionar esse problema, o governo brasileiro decidiu implementar estratégias que facilitassem a vinda de imigrantes para o país - em especial, os europeus. Dessa forma, seria possível habitar terras, que até então, se encontravam quase sem povoamento, como o estado de Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

A vontade dos alemães em povoar as terras do sul do Brasil surgiu quando percebeu-se as inúmeras oportunidades de emprego. Enquanto a Alemanha passava por um processo de transformação em âmbito econômico, que afetava bastante a vida das pessoas de forma negativa, o Brasil tinha saído há pouco tempo de um regime escravista.

Os produtores rurais que existiam na região sul necessitavam de mão-de-obra. Dessa forma, muitos europeus, e principalmente alemães, vieram para o Brasil com o objetivo de conseguir um emprego e manter a sua família em um local que visava o desenvolvimento econômico.

Com essa situação propícia para a vinda dos imigrantes, em 1824, houve a chegada dos primeiros alemães em terras brasileiras. Desse ano até 1830, esse fluxo de vinda de estrangeiros foi contínua. Dessa forma, grande parte da região sul do Brasil foi povoada por povos europeus.

Em geral, essas pessoas trabalharam nas plantações de café, um produto de grande exportação. Além disso, com o crescimento industrial e do comércio urbano, muitos alemães também trabalharam nesse segmento. Dessa forma, eles ajudaram a tornar produtivas terras que poderiam gerar diversos benefícios econômicos no Brasil.

Inicialmente, esses imigrantes residiram no Rio Grande do Sul. Posteriormente, eles expandiram a sua ocupação para outros estados, como Santa Catarina. A primeira cidade ocupada da terra catarinense foi São Pedro de Alcântara, porém o fluxo intenso de chegada de imigrantes ocorreu somente em 1850.

Posteriormente, começaram a chegar alemães também no Paraná e São Paulo, onde havia extensas plantações de café e oportunidade de emprego aos povos europeus. Nesse período de alto índice de chegada de alemães no sul do Brasil, aumentou a quantidade de imigrantes nas terras brasileiras.

Qual a importância do idioma alemão no Brasil de hoje?

Em primeiro lugar, é importante ressaltar que o alemão é considerado, em alguns estados brasileiros, como co-oficial - juntamente com o português. Diante disso, já podemos perceber um pouco da importância dessa língua para o Brasil, não é mesmo?

Além desse fator, muitas regiões do sul do Brasil possuem povoados que falam alemão. Algumas pessoas, principalmente as mais velhas, sabem falar somente essa língua, por exemplo. Além disso, parte dos jovens foram alfabetizados em alemão, mas aprenderam o português devido à relação estreita com os brasileiros.

A popularidade do alemão comprova a importância que os imigrantes alemães são para a sua cultura de origem. De certa forma, eles não deixaram "morrer" os seus hábitos e costumes quando vieram para o Brasil. Pelo contrário, foram formadas colônias, com escolas e igrejas, para relembrar e manter a cultura alemã viva, mesmo no território brasileiro.

Visto a importância dessa língua para o Brasil, recomenda-se o seu estudo em cursos de alemão! Se você ainda não conhece nada dessa língua, pode começar até mesmo a aula de alemão para iniciantes. Aprendendo a falar alemão, você pode ter várias oportunidades para a sua vida!

E aí, gostou de conhecer a história da colonização alemã no Brasil e a sua influência na construção de cidades na região sul? Deixe o seu comentário, adicione a sua nota e compartilhe o artigo!

>

A plataforma que conecta profes particulares e alunos

1ª aula gratuita

Gostou desse artigo? Deixe uma nota!

5,00 (1 note(s))
Loading...

Isabella

Graduada em administração de empresas e especialista em marketing de conteúdo. Apaixonada por educação, redação e mundo digital. Atua como redatora e conteudista.