Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Formação necessária para ser professor de francês

De Camila, publicado dia 27/09/2017 Blog > Idiomas > Francês > Estudos que capacitam ensinar o idioma da França
Bilíngue
bi·lín·gue
(ü)
adj m+f
1 LING Que faz uso de duas línguas: Comunidade bilíngue.
2 Que fala duas línguas: Secretária bilíngue.
3 Que fala dois dialetos de uma mesma língua.
4 Diz-se de escritor que escreve em duas línguas, ou texto escrito em duas línguas.
5 Diz-se de dicionário que traz palavras equivalentes em duas línguas.
sm+f
Indivíduo que fala duas línguas.” – Michaelis Dicionário Brasileiro de Língua Portuguesa

Um bom professor do idioma da França deve ser, evidentemente, bilíngue.

Dominar bem a língua enquanto se ensina o francês é essencial na hora de entender e responder de maneira concisa e precisa as perguntas dos alunos durante as aulas.

Ter um bom domínio do idioma é, então, o primeiro passo para se tornar um professor credível e de sucesso.

Ultrapassada esta etapa da sua preparação para ensinar francês, o ideal é seguir uma formação específica que te capacitará a se tornar um bom tutor.

Esta matéria é dedicada a todos aqueles que desejam engendrar pelo caminho do professorado, desejam ser profissionais qualificados e diplomados, mas ainda não sabem muito bem como.

Sempre com o intuito de ajudar nossos leitores, Superprof te guia com alguns conselhos e sugestões de formações para se tornar um bom docente da língua de Edith Piaf.

Saiba como encontrar um bom curso de frances online no Superprof!

Quais estudos seguir?

Em primeiro lugar, vamos apresentar quais estudos no ensino superior seguem geralmente as pessoas que desejam se tornar professores de francês.

Existem alguns tipos de graduação que te capacitam especificamente para ser docente em línguas. O idioma da França, obviamente, está presente dentro da grade curricular desses cursos.

Selecionamos duas opções muito comuns dentre os profissionais da área, uma que pode ser feita no Brasil e a outra no exterior, em um país francofônico: Letras e FLE.

O francês é considerado o idioma do amor. Para ser professor é preciso, antes de mais nada, amar a língua francesa.

Curso de Letras em universidades brasileiras

A maioria das grandes e renomadas universidades brasileiras oferecem o curso de Letras. Por definição, esta é uma formação na qual, segundo o Guia do Estudante, o graduado “dedica-se ao estudo da língua portuguesa e de idiomas estrangeiros e suas respectivas literaturas. Em geral, se especializa em uma língua moderna, como inglês, espanhol, francês e alemão, mas também pode se dedicar a línguas clássicas, como latim e grego. Para o licenciado, o principal campo de trabalho está nas escolas de ensinos Fundamental e Médio ou de idiomas. Mas também há espaço em editoras, para fazer a preparação de originais e para revisar e traduzir textos, e nas áreas de interpretação e secretariado bilíngue.

Ou seja, seu foco ao seguir um curso de Letras, neste caso, será o de ensinar a língua da França. No entanto, você também poderá tentar sua chance no mercado editorial e de tradução caso, no início, não consiga muitos alunos.

No entanto, para se tornar professor, é necessário fazer a especialização em Licenciatura em Língua Francesa, pois ela te dará todas as ferramentas didáticas e pedagógicas para ensinar o idioma. Quanto ao preço a ser estipulado para suas aulas quando você for professor? Isso Superprof te explica mais tarde!

Caso você se interesse também em trabalhar com traduções, então, após a Licenciatura, você poderá se dedicar a um Bacharelado em Francês.

Selecionamos algumas universidades espalhadas pelo Brasil que propõe a graduação em Letras com Licenciatura em Língua Francesa. Confira abaixo os nomes e parte da grade curricular.

UFRJ

A Universidade Federal do Rio de Janeiro oferece aos formandos da Faculdade de Letras o título de Bacharel. O aluno pode obter a respectiva Licenciatura mediante complementação pedagógica junto à Faculdade de Educação. O licenciado em Letras atua, basicamente, como professor do Ensino Fundamental e Médio.

A licenciatura em Francês aborda as seguintes matérias:

  • Língua francesa;
  • Latim genérico;
  • Grego genérico;
  • Filosofia da educação no mundo ocidental;
  • Fundamentos da cultura francesa;
  • Fundamentos sociológicos da educação;
  • Literatura francesa;
  • Psicologia da educação;
  • Didática de francês;
  • Profissão docente;
  • Filologia românica.

Os professores de francês fazem, normalmente, curso de Letras. No Brasil, o curso de Letras capacita alunos a virarem professores de francês.

UFMG

Na Universidade Federal de Minas Gerais, o primeiro ano de estudo do aluno é dentro do que eles chamam de núcleo comum:

Todos os alunos do Curso de Letras devem cursar 8 disciplinas do núcleo comum. São disciplinas que visam a alicerçar os conhecimentos necessários para o desenvolvimento de todas as habilitações. Essas disciplinas são oferecidas no primeiro e segundo semestres do curso, deixando em aberto, na grade específica de cada habilitação, duas disciplinas introdutórias da habilitação escolhida pelo aluno.”

Segundo a Faculdade de Letras (FALE), essa nova estrutura foi desenvolvida para que os alunos tenham um conhecimento comum mais amplo.

Confira as matérias seguidas pelos estudantes durante o 1º e 2º períodos:

  • Introdução aos Estudos Lingüísticos I e II
  • Teoria Literária I e II
  • Gramática Tradicional: morfo/sintaxe
  • Oficina de Língua Portuguesa: leitura e produção de textos
  • 2 disciplinas específicas de habilitação (neste caso, de francês)
  • Fundamentos de Lingüística Comparada
  • Introdução à Literatura Comparada

A habilitação é composta de 13 a 15 disciplinas, divididas entre língua, lingüística e literatura francesa que o aluno deve cursar obrigatoriamente para conseguir seu diploma.

Somente a partir do 6º período é que o aluno pode enveredar pelo caminho da licenciatura e começar a fazer uma formação específica para virar professor do idioma e aumentar o domínio da língua.

O aluno opta por fazer uma Licenciatura Simples, dedicada apenas ao estudo do francês, ou uma Licenciatura Dupla, dedicada ao estudo das línguas francesa e portuguesa.

UFRGS

A Universidade Federal do Rio Grande do Sul propõe as seguintes matérias específicas para aqueles que desejam se especializar no ensino do francês:

  • Conceitos básicos de linguística;
  • Elementos do latim;
  • Francês;
  • Sociologia da educação;
  • Estudos linguísticos;
  • Cultura francesa;
  • Ensino e aprendizagem de língua estrangeira;
  • Filosofia da educação;
  • Psicologia da educação;
  • Ensino e identidade docente;
  • Projetos de aprendizagem em ambientes digitais;
  • Teoria de currículo;
  • Educação contemporânea: currículo, didática e planejamento;
  • Ensino de língua e literatura estrangeira e tecnologia;
  • Didática da língua francesa;
  • Intervenção pedagógica e necessidades educativas especiais;
  • Contextos discursivos em língua francesa;
  • Estudos de literatura francesa.

Ensinar uma língua também é ensinar sobre sua cultura. A cultura francesa também é abordada dentro da formação de Letras.

UFES

“Como profissional de Letras, o formando deverá ter domínio do uso da língua ou das línguas que sejam objeto de seus estudos, em termos de sua estrutura, funcionamento e manifestações culturais, além de ter consciência das variedades linguísticas e culturais. Deve ser capaz de refletir teoricamente sobre a linguagem, de fazer uso de novas tecnologias e de compreender sua formação profissional como processo contínuo, autônomo e permanente. A pesquisa e a extensão, além do ensino, devem articular-se neste processo. O profissional deve, ainda, ter capacidade de reflexão crítica sobre temas e questões relativas aos conhecimentos linguísticos e literários. Prioriza-se ainda o fato de que o docente formado pela UFES seja capaz de intervir na realidade circundante; de promover a articulação de projetos pessoais com os projetos da comunidade; de assumir o cotidiano como espaço de conhecimento e criação.” – PPC Letras: Licenciatura dupla Português e Francês UFES

A Universidade Federal do Espírito Santo oferece uma Licenciatura Dupla em português e francês. Ou seja, não é possível fazer estudos apenas da língua francesa.

A Licenciatura Dupla Português e Francês forma professores para o Ensino Fundamental e Médio, habilitando-os a lecionar na área de Língua Portuguesa e Literaturas de Língua Portuguesa e também na área de Língua Francesa e Literaturas de Língua Francesa, capacitando-os para atuar em trabalhos e pesquisas que envolvam conhecimentos linguísticos, literários e tradutológicos.

Algumas das matérias oferecidas são:

  • Francês;
  • Fundamentos histórico-filosóficos da educação;
  • Psicologia da educação;
  • Sociologia da educação;
  • Francês: fonética e fonologia contrastivas;
  • Literatura francesa do século XIX;
  • Literatura e expressão francesa dos séculos XVII e XVIII.

USP

A Universidade de São Paulo, assim como a UFMG, propõe tanto habilitação única como dupla da língua francesa. Ou seja, o aluno pode escolher se especializar somente no idioma da França ou nele conjugado com o português.

Algumas das disciplinas obrigatórias para se concluir o curso de francês são:

  • Introdução aos estudos clássicos;
  • Introdução aos estudos literário;
  • Introdução ao latim;
  • Francês;
  • Introdução à literatura francesa;
  • Narrativa francesa;
  • Poesia francesa;
  • Romance francês;
  • Teatro francês.

UFPR

O curso de Letras da Universidade Federal do Paraná começou a funcionar em 1938 e um dos mais antigos da especialização no Brasil.

O curso é composto por 54 habilitações, dentre elas, a Licenciatura em Francês. Todos os estudantes devem passar por um núcleo comum de estudos antes de começarem as fazer as matérias específicas das suas habilitações.

Algumas das matérias oferecidas pela licenciatura em língua francesa pela UFPR são:

  • Fundamentos psicológicos da educação;
  • Didática;
  • Metodologia de ensino de línguas estrangeiras modernas – neolatinas;
  • Metodologia da pesquisa em educação;
  • Organização do trabalho pedagógico;
  • Processos interativos na escola;
  • Prática de docência;
  • Língua francesa;
  • Estudos franceses;
  • Literatura de expressão francesa;
  • Literatura francesa.

Para se tornar professor, é preciso estudar igualmente a literatura francesa. O estudo da literatura francesa faz parte da formação em Letras.

Especialização FLE no exterior

Para aqueles que desejam fazer uma especialização em francês em um país francofônico, a melhor opção é se inscrever em um curso de “Lettres” em uma universidade, por exemplo, na França.

Todas as grandes instituições de ensino possuem uma faculdade de Letras. Uma vez inscrito, você pode optar por matérias específicas em FLE, sigla que define “Français Langue Étrangère“.

As aulas de Francês Língua Estrangeira te capacitarão a ensinar o idioma para pessoas não nativas na língua.

Para conseguir se inscrever em uma universidade francofônica, o candidato brasileiro precisa possuir um diploma oficial ou uma certificação oficial de proficiência na língua francesa. Os mais reconhecidos internacionalmente são:

  • DELF/DALF;
  • TCF;
  • TEF.

Dar aulas no ensino superior

No Brasil, para dar aulas como professor de graduação em universidades, é necessário, no mínimo, um estatuto de mestre. Para tal, o candidato precisa completar um curso de Mestrado em Letras.

Vale ressaltar que se você já domina a língua de Molière e possui um diploma superior em outra especialidade que não seja Letras, você pode igualmente se candidatar para um mestrado na área das línguas.

A maioria das universidades brasileiras que oferecem graduação em Letras também disponibilizam o mestrado na área.

Depois de todas estas informações, agora só falta encontrar seus novos alunos!

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...

Deixe um comentário

avatar