Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Existe uma formação específica para ajudar uma pessoa a encontrar a sua vocação profissional?

De Fernanda, publicado dia 18/06/2019 Blog > Artes e Lazer > Desenvolvimento Profissional > Diplomas para se tornar coach

Segundo um provérbio italiano, “o trabalho de domingo não enriquece. “

Como se reorientar, ter sucesso ao recomeçar uma carreira ou gerenciar seu desenvolvimento profissional dentro de uma empresa? Para alcançar os objetivos profissionais ou se adaptar ao mundo dos negócios, muitas pessoas usam um serviço que está na moda: o coaching profissional.

Segundo a revista Valor, um levantamento da empresa de recrutamento Robert Half indica que 29% dos brasileiros empregados vislumbram mudar de empresa e 11% buscam uma mudança maior, que inclui não só trocar de companhia como migrar para outra área de atuação.

O editorial do Superprof reservou este artigo para falar sobre o coaching profissional.

Coach profissional: o que é?

Um coach profissional, um coach coorporativo ou um coach de desenvolvimento de carreira é uma pessoa cuja missão consiste no acompanhamento profissional de uma pessoa ou grupo que procura seus serviços.

O que é coaching? Coaching com colaboradores: como fazer isso? | Designer gráfico e designer, também sou um coach profissional para ajudar meus clientes a mudarem de profissão.

Tanto na modalidade individual quanto na coletiva, o coaching profissional tem a intenção de acompanhar indivíduos ou grupos na realização de seus objetivos, ou seja, colaborar para que eles se se orientem rumo ao seu sucesso profissional.

Assim, podem ser sessões individuais para se preparar para uma nova profissão, apoio pessoal para se adaptar a uma nova política gerencial, sessões para acompanhar uma mudança…

Também pode ser um coaching executivo: um serviço exclusivo para um executivo  ou colaborador sênior da empresa com o objetivo de gerenciar o estresse ou dominar a comunicação interpessoal (voz, gestos, entonação) em entrevistas ou conferências de imprensa.

Por fim, o coaching profissional também pode consistir em sessões de coaching de equipe, a fim de otimizar o desenvolvimento de habilidades profissionais relacionadas a uma determinada empresa.

Esta nova profissão ainda tem muitos propósitos. De fato, há tantos objetivos de coaching profissional quanto pessoas, porque cada situação é diferente.

O personal coach é aquele que consegue se adaptar às demandas e à situação de seus clientes.

O coaching coorporativo é uma medida tomada por um profissional em um determinado ponto da carreira, a fim de resolver uma situação preocupante – gerenciamento de estresse, autoconfiança, gerenciamento emocional, gerenciamento de conflitos, comunicação não violenta, coaching de mudança, etc. – ou se adaptar a um estilo de gerenciamento.

O público-alvo dos coachs profissionais é, portanto, logicamente, diretores, gerentes e seus colaboradores.

Os líderes empresariais podem ter dificuldade em lidar com situações muito delicadas (tomada de decisão rápida, pressão, pesquisa de mercado, competitividade e adaptabilidade à concorrência) e precisam de especialização em gestão de recursos humanos (por exemplo).

No entanto, não é obrigatório estar em dificuldade para usar os serviços de um coach profissional.

É como ir a um psicólogo: não é porque você está procurando por uma terapia que sofra de uma doença mental.

Da mesma forma, podemos procurar um coach profissional para fazer uma avaliação de habilidades ou otimizar as principais habilidades de uma determinada profissão.

O trabalho tem um pouco esse aspecto de faz-tudo, que pode promover o ambiente profissional de toda a população ativa!

Cursos para se tornar um coach profissional

Ok, mas quais são as habilidades necessárias, precisamente, para exercer a profissão de coach profissional?

Tal como as condições e critérios para se tornar um professor particular, atualmente não existe legislação específica no Brasil sobre formação para a prática desta profissão.

O que é coach profissional? Desde cedo eu já sabia que queria ajudar as pessoas.

Assim, quase todos (em idade de trabalhar) podem se autoproclamar coach profissional.

No entanto, um certo número de habilidades será obviamente esperado pelos clientes.

É fundamental conhecer o ambiente profissional com o qual se está lidando (mundo coorporativo, seu ambiente, seus problemas e aspectos). Por isso é necessário fazer uma formação consistente que possa legitimar a posição de coach e evitar possíveis golpes e falta de seriedade.

Em primeiro lugar, não há exigências quanto à graduação do profissional. Grosso modo, você pode ter se formado em qualquer área. O que conta nessa área, na verdade, são as especializações que você faz na área de coaching. E existem muitas!

Segundo o IBC, para escolher a melhor formação em Coaching, verifique se a instituição que você está pesquisando é acreditada pelas organizações mundiais de coaching.

O universo de coaching é regido por órgãos globais que direcionam parâmetros de excelência necessários para assegurar a credibilidade das formações que são disponibilizadas no mercado.

Recomenda-se também que coachs façam cursos e formações regularmente para se especializar e / ou se atualizar sobre as práticas profissionais atuais.

O processo de certificação pode, portanto, ser relativamente longo, mesmo que não haja realmente um diploma específico ou credenciamento emitido pelo Estado.

E sim, deve-se, no entanto, ser possível provar que se seguiu um certo número de horas de formação para comprovar a experiência de coach, e que é competente para fazer a análise das práticas profissionais.

Mais da metade dos coachs profissionais se formou em uma escola de administração, psicologia ou engenharia. Além disso, esses prestadores de serviços são especialistas em gestão de recursos humanos e / ou organização do trabalho na empresa.

Eles podem ser graduados em ciências sociais, ciências humanas, psicologia ou neurociência, ter mestrado ou doutorado: os perfis são muito heterogêneos.

As habilidades específicas de um coach profissional

Além dos diplomas e da variedade de formação para se tornar um coach profissional, você também precisa saber como utilizar ferramentas de coaching.

Estamos falando aqui, em particular, das aptidões e das competências que ele deve ter para permitir que seu cliente tenha resultados concretos.

Acompanhar as suas perspectivas é a base de um bom treinador! É preciso saber sorrir para aumentar sua clientela: por acaso você já viu algum vendedor mal-humorado?

De acordo com o processo de acreditação da ICF – International Coach Federation – várias habilidades devem ser comprovadas:

  • Comportamento ético
  • Estabelecer uma relação de confiança,
  • Ter um questionamento,
  • Desenvolver a consciência
  • Executar tarefas consistentes
  • Monitorar e avalie o progresso.

Também é necessário ter um nível suficiente de maturidade mental e emocional para exercer essa profissão: é fácil entender que uma pessoa impulsiva ou sobrecarregada por suas emoções, que não tem assertividade ou não consegue controlar seu estresse, não possa ensinar a lidar com situações difíceis.

Em geral, o coach profissional é praticado como uma profissão liberal: além de praticar a profissão, ele também deve saber como encontrar clientes, gerenciar uma contabilidade.

Além disso, as habilidades do coach dependem muito de sua área de intervenção (consultoria, start-up, grandes grupos, associação, ONG, administração) e seu público-alvo (gerente, executivo, gerência de equipe, individual).

O trabalho de coach implica um bom conhecimento de si mesmo, a fim de identificar claramente os traços de personalidade de seus clientes.

O coaching profissional visa integrar melhor uma pessoa em um ofício ou função. Como tal, visa descobrir como alcançar seus objetivos para ganhar desempenho.

Isso requer colocar o coaching em uma estrutura ética, de executar escuta ativa de seu cliente e ser empático para melhor entendê-lo.

Um bom coach deve se alinhar com a forma como as empresas operam, ou seja, entender a cultura e as estratégias da empresa, entender a natureza do mercado em questão (concorrência, produtos, serviços, clientes) e a estrutura do mercado (oligopólio, duopólio, monopsônio, monopólio, etc.).

Conhecer o leadership management (processo pelo qual uma pessoa influencia um grupo de pessoas para alcançar um objetivo comum) é uma garantia de profissionalismo: essa leadership deve ser instalada para criar um negócio, desenvolver comunicação interpessoal, colaborar com outros coachs e desenvolver capacidades empreendedoras.

Outra habilidade fundamental: respeito mútuo. É importante saber adaptar a abordagem usada no coaching às particularidades étnicas e culturais, isto é, nunca julgar seu interlocutor ou discriminar de acordo com sua origem étnica ou social.

“O coach de sucesso traz um importante valor agregado, um retorno sobre o investimento para seu cliente. “

Também é necessário saber se posicionar como especialista, converter clientes potenciais em clientes, mobilizar recursos comerciais: em outras palavras, saber se vender.

Coach profissional: quais as condições de trabalho?

Diante dos múltiplos desafios da vida profissional, às vezes é difícil ter o distanciamento necessário ou gerenciar o estresse. Este é o principal papel do coach profissional: apoiar, orientar, acompanhar e garantir o bem-estar no trabalho.

O que é ser coach? Assalariado, micro-empreendedor, autônomo… Qual status adotar e qual tarifa cobrar?

Atenção, ser coach profissional não significa estar interessado nas causas psicossociológicas que levaram ao mal-estar ou ao burnout, mas saber se colocar numa perspectiva de desenvolvimento de carreira.

Pode-se pensar que um coach para altos executivos de empresa têm honorários bem ajustados e rendimentos muito confortáveis.

Esta é uma ideia precipitada porque muitas vezes os coachs profissionais praticam este trabalho a tempo parcial, além de outra atividade assalariada ou independente.

Primeiro, há muito poucos coachs profissionais assalariados: a maioria deles, portanto, pratica como profissão liberal, o que torna a atividade precária ou dispendiosa (é preciso em particular, gerar um grande volume de negócios para pagar as contribuições e ser capaz de obter um salário mensal líquido decente).

Além disso, é necessária uma média de pelo menos três anos de prática para estabelecer uma rede de contatos e obter uma clientela estável e regular. Isto significa que alguns levam até 5 ou 7 anos antes de conseguir viver do coaching.

Um bom coach leva uma boa vida, mas ele deve encontrar sua clientela porque as taxas cobradas não garantem o trabalho em tempo integral.

De um ponto de vista financeiro, o coach trabalha frequentemente por sessão (de 300 a 1000 reais por sessão para um particular) ou com base numa quantia fixa quando trabalha com uma empresa (500 reais por dia, por exemplo).

Deve-se notar que o custo dos serviços varia de acordo com a notoriedade e a experiência do coach, um pouco como um professor de música ou um professor de línguas.

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
avatar