Com a inscrição do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) feita, é hora de começar os seus estudos e um dos assuntos que precisa da sua atenção é a literatura.

Em momento de preparação para a prova do Exame Nacional investir em um cursinho preparatório ou um bom professor particular pode lhe ajudar a sair na frente e estudar o que realmente precisa.

Mas, outra opção é montar o próprio plano de estudos e buscar por aulas na internet. Antes de tudo, fique por dentro dos assuntos que mais caem no Enem:

Os temas de literatura para o Enem

"Literatura" vem do latim "litteris", que significa "letras". Ela é uma forma de arte com as palavras levando em consideração o tempo histórico, tradições e cultura de uma determinada época.

Já os textos literários podem ser considerados uma forma de arte por provocarem o leitor e fazê-lo refletir ao mesmo tempo que cria diferentes emoções e sentimentos, isso a partir da interpretação de textos que podem ser fictícios ou baseados em fatos reais.

Com a literatura, o leitor pode ser levado ao mundo da fantasia ou então a refletir sobre a sua realidade.

No entanto, é interessante nos atentarmos que as palavras podem ser utilizadas no sentido denotativo e conotativo nas obras literárias, além da sonoridade e atributos da linguagem.

Como as questões podem ser multidisciplinares, é sempre bom treinar a sua interpretação de texto para alcançar um bom resultado no Enem. Dentro deste quesito, é importante que você dê atenção aos seguintes pontos:

- Figuras de linguagem: são recursos utilizados para tornar as mensagens mais expressivas e significativas. Além de ser importante em gramática, você poderá encontrá-las inseridas nos textos literários. Por isso, não deixe de estudá-las para facilitar a sua interpretação de texto e a identificação de escolas literárias;

- Funções da linguagem: são formas de utilização da linguagem de acordo com a intenção do falante. Para interpretar um texto é preciso identificar a sua finalidade, por isso as funções ajudam.

Interpretação da literatura!
Entender funções e figuras de linguagem facilitam na interpretação de texto!

Além das funções e figuras de linguagem você também precisará se ater aos seguintes aspectos:

  • Subjetividade do texto;
  • Significados das palavras;
  • Denotação (realidade) e conotação (sentido figurado);
  • Temporalidade do texto;
  • Relação entre textos literários e outras artes e cultura (textos com pintura, peças de teatro e artes plásticas);
  • Relação entre história, sociologia e filosofia em textos literários.

Bom, após todos os pontos que podem lhe ajudar na interpretação de texto, insira também em seu plano de estudos para o Enem as escolas literárias. Elas são as formas como estão divididas a literatura. Cada uma apresenta características diferentes e a divisão ocorre principalmente devido a momentos históricos.

Assim, as escolas literárias se dividem em eras, sendo: a colonial (Quinhentismo, Barroco e Arcadismo) e a nacional (Romantismo, Realismo, Parnasianismo, Naturalismo, Simbolismo, Pré-Modernismo, Modernismo e Pós-Modernismo).

Em sua preparação para o Enem, é importante que você saiba as características de cada uma dessas escolas e saiba interpretá-las nos enunciados apresentados.

Separamos um breve resumo de cada uma dessas escolas:

- Quinhentismo (século XVI): este período é marcado por uma literatura informativa, principalmente devido aos relatos das viagens dos europeus e a sua visão perante a nova terra. É aplicado um valor mais histórico do que literário, além de também ter uma marca de literatura jesuíta e catequização;

- Barroco (século XVII): esta fase é marcada pelo conflito entre a matéria e o espírito, o apelo e a religião, assim como a extravagância e o exagero. É o período da dominação espanhola no Brasil, a inquisição e a poesia satírica;

- Arcadismo (século XVIII): há um predomínio da razão e do objetivismo. Esta escola literária é marcada pelas mudanças no contexto histórico mundial, a ascensão do Iluminismo, o progresso e a ciência. A linguagem é mais simples e descritiva;

- Romantismo (século XIX): pode ser dividido em três gerações, sendo a primeira com influências neoclássicas com a abordagem de questões históricas e políticas. A segunda é mais pessimista, sentimentalista e irracional. Já a terceira fase é marcada pela transição para o Realismo e há uma diluição de características românticas;

- Naturalismo (segunda metade do século XIX): há uma descrição objetiva da realidade e a busca pela verdade. O Naturalismo também é marcado pelo determinismo biológico;

Objetivo da Obra!
O determinismo biológico também é a marca do Naturalismo!

- Realismo (segunda metade do século XIX): o movimento se apresenta contra o sentimentalismo e idealismo do Romantismo, buscando a objetividade. A linguagem é culta e direta e a mulher é vista com suas qualidades e defeitos;

- Simbolismo (fim do século XIX): uma escola literária marcada pelo pessimismo e objetivismo. Destaque para o uso de figuras de linguagem como: comparações, metáforas, sinestesias (mistura de sensações), aliterações (repetição de sons) e assonâncias (repetição de sons de vogais em verso ou frase);

- Parnasianismo (final do século XIX e início do XX): também surgiu em oposição ao Romantismo. Os poetas parnasianos buscavam instituir novamente uma poesia clássica com alto nível de vocabulário, além de resgatar o respeito às regras de formação de versos. A intenção era a arte pela arte, sem discussão de questões sociais;

- Pré-modernismo (até semana de 1922): neste período, a literatura passa por um momento de transição e os autores buscam por coisas novas. A burguesia urbana ascende, além das agitações dos operários imigrantes no início da industrialização do País, substituindo o foco da produção do café;

- Modernismo (de 1922 até 1950): este período é dividido em três etapas, sendo a primeira fase heroica, quando ocorre uma busca pela ruptura com as estruturas clássicas do Simbolismo e Parnasianismo. Movimentos como Dadaísmo, Cubismo e Surrealismo exercem grande influência. A segunda fase é marcada pelo caráter regionalista na produção e a terceira se aproxima mais de questões existenciais, com a intenção de falar do regional para o universal.

- Pós-Modernismo (desde 1950): é marcado pela liberdade artística, espontaneidade, multiplicidade de estilos e combinação de tendências.

Embora seja importante você estudar todo o conteúdo de escolas literárias, o foco normalmente é o Modernismo e o Pós-Modernismo. Então, centralize os seus estudos neste período da história, mas sem deixar os demais de lado.

Alexandre felipe
Alexandre felipe
Profe de Preparação para vestibular
5.00 5.00 (19) R$90/h
1a aula grátis!
Maria alice
Maria alice
Profe de Preparação para vestibular
5.00 5.00 (87) R$50/h
1a aula grátis!
Aristeu
Aristeu
Profe de Preparação para vestibular
5.00 5.00 (25) R$50/h
1a aula grátis!
Ettore
Ettore
Profe de Preparação para vestibular
5.00 5.00 (14) R$150/h
1a aula grátis!
Rafaela
Rafaela
Profe de Preparação para vestibular
5.00 5.00 (24) R$60/h
1a aula grátis!
Luisa
Luisa
Profe de Preparação para vestibular
5.00 5.00 (25) R$60/h
1a aula grátis!
Lydia
Lydia
Profe de Preparação para vestibular
5.00 5.00 (23) R$20/h
1a aula grátis!
Jorge
Jorge
Profe de Preparação para vestibular
5.00 5.00 (36) R$50/h
1a aula grátis!

10 autores que mais caem na prova de literatura do Enem

Em seus estudos para a prova de literatura do Enem não deixe de incluir esta lista dos top 10 autores que mais aparecem. São eles:

- Carlos Drummond de Andrade: não é por acaso que ele está em primeiro lugar na lista. O autor é o que mais apareceu nas últimas edições do Enem. Por isso, não perca tempo e estude todas as suas fases literárias;

- Machado de Assis: Responsável por inaugurar o Realismo, teve como marco inicial: "Memórias Póstumas de Brás Cubas", obra que costuma cair no Enem, além de "Dom Casmurro";

Ícone dos clássicos nacionais!
Machado de Assim é considerado um dos maiores representantes da literatura brasileira.

- Aluízio Azevedo: grande destaque do naturalismo brasileiro, o autor apresentava fortes críticas, como foi o caso de "O Cortiço". Escravidão, preconceito racial, costumes e exploração eram temas de suas obras;

- José de Alencar: um dos grandes nomes do Romantismo no Brasil. Ele apresenta um teor nacionalista e indianista com exaltação de aspectos nacionais e na figura do índio como herói brasileiro;

- Oswald de Andrade: como escritor e dramaturgo brasileiro representou uma das principais lideranças na implantação do Modernismo no Brasil. Sua obra apresenta o nacionalismo na busca por suas origens, sem deixar de lado a visão crítica da realidade brasileira;

- Clarice Lispector: um das escritoras com mais destaque na terceira fase do modernismo brasileiro, conhecida como a "Geração de 45". Entre as suas obras mais cobradas no Enem, estão: "A Hora da Estrela", "Laços de Família" e "Felicidade Clandestina";

- Cecília Meireles: uma das mais importantes poetisas do Brasil. Sua obra apresenta caráter intimista e influência da psicanálise com foco em temas sociais. A obra "Romanceiro da Inconfidência" é bastante cobrada no Enem, principalmente em questões de interpretação;

- Guimarães Rosa: também fez parte da "Geração de 45". Entre as suas obras mais cobradas estão: "Sagarana" e "Grande Sertão: Veredas";

- Graciliano Ramos: escritor e jornalista brasileiro que se destacou na segunda fase do modernismo, conhecida como fase de consolidação. "Vidas Secas" foi uma importante obra em sua carreira e pode ser cobrada no exame;

- Vinícius de Moraes: sua obra "Soneto de Fidelidade" é uma das mais importantes da literatura brasileira. Ele também se destacou na segunda fase do modernismo no Brasil com suas poesias de amor e erotismo.

Sobre a redação do Enem, veja nossas dicas.

Professor particular de literatura para o vestibular

Sim, a quantidade de temas do Enem para estudar é bem extensa, isso sem contar as outras matérias.

Por isso, se você achar que não dará conta ou que não consegue se organizar, a opção é procurar por um professor particular ou um cursinho preparatório para lhe guiar pelo caminho certo, retomando os assuntos e seguindo em frente quando o conteúdo for totalmente assimilado.

O professor particular poderá fazer por você o que não conseguiria sozinho. Além disso, você será obrigado a ter comprometimento com os horários das aulas e a resolução de simulados. Sem contar que ele saberá o momento certo de iniciar a revisão para o Enem.

Estudando literatura online

Canais sobre obras clássicas!
Muitos conteúdos na internet auxiliam tanto em literatura como em outras matérias.

Digamos que você não tenha dinheiro para investir em aulas particulares para o Enem e não tenha ideia por onde começar.

Não se preocupe. Basta montar o seu plano de estudos. Como? Separe todos os temas que precisa estudar e monte um cronograma, com horários.

A internet é uma ótima aliada, afinal, é possível acessar um grande conteúdo das escolas literárias e, também, se quiser saber mais sobre os escritores, há diversas páginas de qualidade com biografia dos principais autores da literatura, além da relação de suas obras.

No YouTube também podem ser encontrados vários canais que disponibilizam aulas gratuitas com o objetivo de democratizar o conhecimento. Há canais, por exemplo, com mais de 1 milhão de inscritos, os quais disponibilizam links de seus respectivos sites.

Enfim, seja com aulas particulares ou com conteúdo online, o importante é não deixar para estudar de última hora.

Abuse dos simulados e não deixe de fazer a revisão.

Boa prova!

Precisando de um professor de Preparação para vestibular ?

Você curtiu esse artigo?

0,00/5, 0 votes
Loading...

Erico

Professor, roteirista, redator e CEO da ecKOa Conteúdos, além de músico nas horas vagas.