PLE significa português como língua estrangeira. Os cursos de PLE são aulas de português dadas a estudantes que não possuem o português como língua materna. As aulas podem ser ministradas no Brasil ou no exterior.

Português como língua estrangeira é, portanto, uma disciplina própria e para a qual existem metodologias específicas.

Com o aumento importante da migração nos últimos anos – entre 2010 e 2015, a população de migrantes que vive no Brasil cresceu 20% segundo o relatório World Migration Report, publicado em 2018 pela Organização Internacional para as Migrações (OIM).

A vinda de estrangeiros não lusófonos para o Brasil fora determinante para a criação e a expansão do ensino de PLE. Ensinar a língua e a cultura brasileira para os estrangeiros que desejam passar uma longa temporada no Brasil ou se instalar de vez no país se tornou urgente.

Afinal de contas, o processo de integração passa obrigatoriamente pelo aprendizado do idioma. O papel do professor de portugues para estrangeiro é fundamental.

Quer se tornar um professor particular de PLE?

Quer muito ensinar o português para estrangeiros mas não sabe por onde começar?

Nesse artigo falaremos tudo que você precisa saber para se tornar um professor de PLE com possibilidade de fazer carreira internacional!

Qual o papel do professor de português para não nativos?

Você já deve ter entendido, o professor de português para estrangeiro se encarrega de ensina a língua portuguesa para alunos não lusófonos. Os alunos que procuram curso de portugues para estrangeiros e que necessitam aprender rapidamente o português.

Didática no ensino de PLE
Fazer "os gringo tudo" falar português...

Mas o papel do professor de português para estrangeiros não se limita ao ensino da língua não! Entenda:

Quando um estrangeiro deseja se instalar no Brasil, ele busca por aulas de portugues brasileiro para estrangeiros, assim, ele pretende aprende a língua para poder se integrar mais facilmente no país.

O professor de PLE será o seu mediador e uma figura importante na trajetória de integração e instalação do estrangeiro no Brasil. A aula de PLE será a primeira referência do estrangeiro.

O professor de PLE deve garantir o aprendizado do português mas também deve insistir na assimilação da cultura por parte do aluno estrangeiro. Afinal de contas língua é cultura e uma não pode ser dissociada da outra.

Mais um motivo para lecionar a língua e cultura brasileira: contribuir para a inclusão social de milhares de pessoas!

O papel do professor de PLE vai além da formação linguística: ele é responsável por transmitir, entre outros, os valores culturais e sociais dos brasileiros com o objetivo de facilitar a integração do aluno estrangeiro.

Veja também como se tornar professor assistente de língua portuguesa no exterior.

Qual a formação necessária para dar aulas de português para estrangeiros?

A formação em Letras é sempre a mais adequada para quem almeja dar aulas de português para estrangeiros, seja no Brasil ou no exterior.

Formação do professor de PLE
A formação em Letras com especialização no ensino de PLE é ideal para quem deseja dar aulas de português língua estrangeira...

A razão?

Quando o estudante presta vestibular para o curso de Letras, escolhe uma segunda habilitação que poder ser literatura brasileira ou um idioma de escolha: inglês, francês, alemão, espanhol, árabe, chinês, entre outros.

O estudo acadêmico de um idioma envolve o estudo da língua, literaturas, cultura dos povos, filologia, o que prepara o futuro professor para a formação plena.

No Brasil, ter o curso de Letras viabiliza dar aulas para o Ensino Fundamental, Ensino Médio e alguns cursinhos de idiomas (para quem estudou outra língua).

Quem deseja dar aulas em outro país, necessita muitas vezes validar seu diploma com estudos complementares. Muitas vezes, fazer um curso de formação para dar aulas em instituições de ensino, a depender das regras do país ao qual deseja residir.

Mas isso não significa dizer que você não possa dar aulas de português para estrangeiro sem ter um diploma de Letras. Muitas vezes, ter didática, compromisso com o ensino e pleno domínio na língua portuguesa e outro idioma estrangeiro passa ser bons critérios para quem almeja se destacar como professor particular de portugues para estrangeiros.

Alguns aspectos fazem muita diferença para quem se destaca oferecendo aulas de PLE:

  • Interesse em conhecer diferentes culturas
  • Interesse em conhecer e respeitar os hábitos do lugar
  • Os valores predominantes e a história

No entanto, é preciso atentar para o fato de que ser professor de portugues para estrangeiros numa instituição de ensino de línguas, em uma associação ou em escolas de idiomas sujeita o candidato às regras específicas de contratação daquela instituição e alguns requisitos são mandatórios.

Os requisitos para ministrar um curso portugues para estrangeiros no exterior, por exemplo, depende dos requisitos estipulados pelo edital de cada país que recebe o professor assistente de língua portuguesa.

Se você deseja fazer carreira como professor particular de português para estrangeiro você começar dando curso de portugues para estrangeiros online ou mesmo curso de lingua portuguesa a distancia! A experiência vai certamente enriquecer o seu currículo muito mais do que um diploma!

Veja  como se tornar professor leitor no exterior.

Como se especializar no ensino de PLE?

Caso você deseje dar aulas de PLE mas não tenha formação superior em Letras e nem tampouco tempo ou disponibilidade para uma formação de longa duração, você também pode recorrer a cursos intensivos ou temáticos para complementar seus estudos.

Quanto custa a aula de PLE?
Você pode investir em formações online ou autodidata para dar aulas de PLE

Entre muitas opções de cursos de PLE, vamos aqui citar duas:

Ipebras

O Instituto para a Promoção e o Ensino da Língua, Literatura e Cultura Brasileiras nasceu de um projeto idealizado em 2008 por José Maria Rodrigues – primeiro Professor Leitor enviado ao Paraguai pelo Ministério das Relações Exteriores do Brasil –, sendo consolidado em 2014.

Atualmente, o IPEBRAS conta com uma equipe de especialistas em PLE (Português Língua Estrangeira), PL2 (Português Segunda Língua) e PLH (Português Língua de Herança) e um seleto grupo de docentes que ministram cursos nas modalidades de ensino presencial, online, semipresencial e on demand. O Instituto investiu, também, no desenvolvimento de uma plataforma virtual que permite:

  1. A interação e o intercâmbio de informações e conhecimentos entre professores e pesquisadores do Brasil, Europa e Estados Unidos;
  2. A formação de uma comunidade de profissionais que se dedicam ao ensino da língua, literatura e cultura brasileiras;
  3. O acesso a cursos, palestras, treinamentos e consultorias.

Entre as diversas opções de cursos de português, há o Curso de Capacitação de Professores em PLE. Com duração de 20 horas em uma semana, o conteúdo inclui conhecimentos sobre abordagem e metodologia de ensino de português como língua estrangeira e segunda língua, a produção de material didático adequado a diferentes perfis de alunos, os procedimentos metodológicos adotados pelos professores em sala de aula e vários outros aspectos, como a interação entre professores e alunos e a interculturalidade no ensino de línguas.

O curso inclui aulas expositivas, seminários apresentados pelos formandos, observação de aulas reais de português para alunos de várias nacionalidades, vídeo-aulas e outros recursos tecnológicos.

Núcleo Tadem – UFPR

Com metodologia inovadora, este projeto é conduzido pelo Centro de Línguas e Interculturalidade (Celin) da Universidade Federal do Paraná.

Partindo da ideia de integração entre pessoas de diferentes culturas, o objetivo do programa é juntar dois estudantes que queiram aprimorar seus conhecimentos em duas línguas estrangeiras distintas. Por exemplo: é necessário encontrar um falante nativo de alemão e um de português que queiram aperfeiçoar seus conhecimentos nestas línguas e combinar um encontro para troca de ideias e experiências. Um poderá ajudar o outro em relação a sua própria cultura e língua materna.

Os encontros devem ocorrer no mínimo duas vezes por semana e que as horas sejam divididas igualmente entre os dois idiomas praticados. Deve ser um encontro que atenda as necessidades individuais de cada participante do programa.

A parceria TANDEM tem como princípio a reciprocidade e a autonomia. Cada um dos parceiros e responsável pelo seu próprio processo de aprendizagem e determina quando, como e o que pretende aprender.

Tandem é um programa totalmente gratuito no qual brasileiros e estrangeiros podem se inscrever, sendo que os brasileiros inscritos em cursos do Celin-UFPR e/ou da UFPR têm prioridade no estabelecimento de novas parcerias.

Quer se tornar professor particular de PLE? Veja por onde começar, aqui.

Quem são os alunos do professor de PLE?

O professor de PLE lida com diversos públicos de alunos. Crianças, adultos ou adolescentes. O ponto em comum é: esses alunos são de origem estrangeira e não falam o português como língua materna.

Curso de portugues online
Encontre seu aluno de PLE aqui no Superprof!

Em sua grande maioria, os alunos de PLE são estudantes de instituições estrangeiras em intercâmbio de graduação e alunos estrangeiros de pós-graduação que estão fazendo uma temporada de estudos numa instituição de ensino brasileira.

Profissionais e trabalhadores de multinacionais, expatriados no Brasil também formam o público de alunos que buscam por qula de portugues para estrangeiros.

No exterior, os alunos de comércio internacional, de letras entre outras, fazem parte do público que desejam aprender o português como língua estrangeira.

Finalmente os turistas passando uma curta temporada no país tupiniquim e os apaixonados pelo Brasil também fazem parte do público que almeja ter aulas de português como professor nativo.

As possibilidades para ter uma carreira de sucesso enquanto professor de PLE são bastante grandes!

Onde encontrar seus alunos de Português para estrangeiros?

Começar como autônomo na profissão de docente requer organização e método. O primeiro passo, depois da parte administrativa e papelada, é encontrar seus primeiros alunos.

Para ensinar português língua estrangeira, é importante ter como alvo estrangeiros com dificuldades para falar o nosso idioma. Para encontrar esses potenciais futuros alunos, vá para as instituições de ensino.

Todos os anos, milhares de estudantes vêm do exterior para seguir um curso universitário no Brasil, mas nem sempre falam português corretamente. Gramática, conjugação, expressões brasileiras, muitos deles muitas vezes apresentam algumas dificuldades.

Onde encontrar aprendizes na língua portuguesa?
Procure estudantes internacionais nas universidades.

Você pode então pedir autorização à coordenação da universidade para divulgar panfletos ou colocar anúncios para que os alunos interessados ​​possam contatá-lo.

Você encontrará facilmente alunos que precisam de orientação para avançar em seus estudos. Expressão escrita, compreensão oral: tudo é importante para vida acadêmica e a integração na sociedade brasileira.

Você também pode oferecer o estudo da cultura brasileira, além dos cursos de língua estritamente técnica, para que você tenha mais chances de atrair recém-chegados ao nosso país.

Entre em contato com associações de inclusão social

As perseguições políticas e a guerra são as principais razões que fazem com que os refugiados deixem seus países. Há ainda um número expressivo de pessoas que deixa seu local de origem devido à situação econômica difícil. No Brasil, essa situação não é diferente. Seja por motivos étnicos, religiosos, políticos ou de catástrofes naturais: os imigrantes, ao chegar em nosso país, têm a urgência de serem acolhidos como cidadãos, o que implica uma inclusão social efetiva.

E o que o ensino do PLE tem a ver com isso? Tudo! Por meio da aprendizagem do idioma português, os refugiados e imigrantes passam a integrar a comunidade – podendo se comunicar e demandar seus direitos enquanto cidadãos.

A maioria das associações que promovem o serviço gratuito do PLE têm o objetivo de auxiliar na geração de sentimento de acolhimento, ambientação, integração, pertencimento e inculturação aos alunos imigrantes.

Naturalmente, você não substituirá o papel dessas associações, mas pode contatá-las para acompanhá-las e apoiá-las nesse processo.

Você pode, portanto, fornecer seu contato como professor de PLE aos gerentes da associação. Você poderá trabalhar tanto como voluntário como contratado, em função do status e objetivos da associação.

Publicar anúncios no comércio local

O comércio do bairro também é uma ótima maneira de entrar em contato com aqueles que querem aprender a língua de Camões. Porque não é apenas no sistema educacional que encontramos falantes não lusófonos.

Alguns estrangeiros podem estar isolados em casa e podem ter dificuldade em progredir porque não têm pessoas com quem conversar.

Organizar grupos de discussão em português é, portanto, uma ótima maneira de encontrar alunos. Em uma aula particular ou em grupo, você pode ajudar as pessoas que desejam progredir nessa língua viva.

Prepare pequenas tiras de papel nas quais você pode inserir suas informações de contato e o tipo de curso que oferece. Aulas noturnas, aulas em casa, cursos on-line, seja o mais preciso possível. Não se esqueça de indicar o seu nível de português (língua materna, bilingue, etc.).

Não é necessário ter o português como língua materna para ministrar cursos. Se você tem um bom nível no idioma, pode ajudar pessoas de um nível inferior. Como aprendiz da língua, você é capaz de entender melhor as dificuldades de aprendizado, já que também passou por essa etapa.

Como deixar papéis pequenos para suas aulas?
Não se esqueça de colocar seus dados de contato!

Pergunte para a gerência do mercado, padaria ou farmácia se você pode colocar seus contatos no quadro de anúncios e boa sorte!

Não desvalorize o boca a boca

Bons e velhos métodos ainda funcionam bem! O boca a boca pode, às vezes, fazer milagres para atingir o maior número possível de pessoas.

Lembre-se sempre de mencionar sua atividade como professor de PLE ao seu redor.

Converse com sua família, claro, mas também com todos os seus amigos. Eles podem falar a outros conhecidos e assim por diante.

Mesmo que seus entes queridos não precisem de aulas de português, eles podem divulgar sua atividade e encontrar alguém que esteja procurando por tais serviços durante uma conversa com outras pessoas.

Seja claro quando você fala sobre seus serviços para evitar, tanto quanto possível, mal entendidos. Mas saiba que esse meio de comunicação, tão antigo quanto o mundo, pode às vezes ser o mais eficaz.

Portanto, não seja tímido e apresente suas aulas de maneira simples, clara e eficaz. Uma hora você vai ser solicitado!

Use plataformas on-line para encontrar clientes

Para divulgar seus serviços hoje, é impossível ignorar a web. Há muitas maneiras de criar uma identidade digital profissional.

Como o Superprof, várias plataformas promovem a conexão entre professores e alunos particulares. Como professor, você deve completar seu perfil apresentando sua experiência profissional e o tipo de curso que você oferece.

Lembre-se de explicar o programa das suas aulas. Quanto mais explícita for sua apresentação, mais eficaz será seu anúncio. Os alunos sabem o que esperar e isso economiza tempo.

Por exemplo, explique como você trabalha (aulas teóricas, exercícios de gramática, jogos, etc.). Não se esqueça de especificar para qual tipo de aluno seus cursos são elaborados. Você pode muito bem decidir dar aulas de PLE para jovens e idosos. Basta esclarecer isso.

Seus cursos obviamente não serão os mesmos, dependendo do perfil de cada aluno, mas uma explicação geral e amigável ajuda a atrair novos alunos.

Esses mesmos alunos têm a oportunidade de deixar uma opinião no seu perfil para atrair outros futuros alunos. Portanto, é um cartão de visitas real.

Crie um site para apresentar seu perfil aos alunos

Criar um site para apresentar sua atividade também é uma boa alternativa. O site é uma vitrine que permite que seus futuros alunos descubram o tipo de curso que você oferece. Também permite que eles entrem diretamente em contato com você, se necessário.

Como criar um perfil de professor digital?
Comece a usar a internet para encontrar novos alunos!

Para fazer isso, você tem várias possibilidades. A primeira é chamar um webdesigner que irá fazer a criação do seu site caso você não entenda nada do assunto. Essa solução permite ter um site de qualidade sem quebrar muito a cabeça. No entanto, você tem que pagar para este profissional de informática.

Se você tem poucos recursos, não entre em pânico! Existem plataformas criam sites sem precisar ser um especialista. WordPress e Wix são algumas delas. Você encontrará facilmente uma solução para criar sites com facilidade.

Mas o que colocar no seu site?

Comece apresentando sua atividade.

Exiba as diferentes fórmulas do curso e apresente o programa e o público-alvo (palestras, preparação para exames, reciclagem, português para adultos, estudantes estrangeiros, aulas em pequenos grupos, ajuda com dever de casa, fonética, aulas particulares, intensivos de verão, cursos individuais, cursos em todos os níveis, etc.).

Você também pode colocar algumas referências e não se esqueça de mencionar seus dados de contato. Estes devem estar visíveis para simplificar a tarefa para seus alunos.

Além do seu site, você pode criar um pequeno cartão de visita com a identidade do site para distribuir para as pessoas que conhece.

Seja conhecido pelos alunos nas redes sociais

As redes sociais são a consequência lógica da sua identidade digital para a sua atividade profissional.

Isso pode funcionar bem para jovens estudantes que são seguidores deste tipo de meios de comunicação.

Comece criando uma página no Facebook. Muitas empresas e associações criam sua página no Facebook para marcarem presença na internet. A página do Facebook permite que você dê suas notícias para seus alunos (período de férias, ausência excepcional, etc.). No entanto, isso não dispensa a comunicação por e-mail, já que nem todos têm Facebook.

Se você está particularmente interessado em redes sociais, também pode imaginar criar uma conta no Instagram voltada para suas aulas de português. Por exemplo, você pode compartilhar leituras da cultura brasileira ou desafios para seus alunos. Aprender português requer muita pedagogia e diversão.

Essa presença nas redes sociais pode trazer novos alunos à procura de cursos de português para estrangeiros.

Se valorize como professor!

Para crescer e obter sucesso na carreira de professor particular de português para estrangeiro é preciso ganhar experiência, se possível a nível internacional, divulgar seu trabalho e se manter firme em seu compromisso com a educação.

Você pode começar dando aulas online de português para estrangeiros, ou dando curso de PLE a distância.

Veja algumas formas de valorizar o seu currículo enquanto professor de PLE:

  • passe uma temporada como professor leitor de PLE no exterior
  • se torne professor assistente de língua portuguesa no exterior
  • obtenha certificações e especializações como ensinante de PLE
  • Crie um canal de ensino de PLE no youtube para melhor divulgar seu trabalho
  • Faça pesquisas e publique artigos na área de PLE
  • Diversifique a sua experiência como professor de PLE dando aula para os mais diferentes púbicos
  • Realize o seu trabalho com atenção, zelo e amor!
Precisando de um professor de Português para Estrangeiros ?

Você curtiu esse artigo?

5,00/5 - 2 nota(s)
Loading...

Joseane

Apaixonada por Línguas e Culturas, sou uma viajante assídua que acredita que viajar é a melhor forma de aprender.