A cidade de Kyoto, juntamente com Tóquio e Osaka, é provavelmente uma das metrópoles mais famosas do arquipélago japonês. Antiga capital do país, ela é uma parada obrigatória de qualquer viagem de férias pro Japão; uma verdadeira jóia da cultura japonesa que não deixa nada a desejar à grande capital atual.

Em um programa de uma visita a Kyoto não pode faltar:

  • templos,
  • santuários,
  • gueixas,
  • ryokan e
  • deliciosos pratos tradicionais!

Basta dizer que, com uma carteira cheia de ienes, não tem jeito de ficar entediado em Kyoto. No entanto, nem sempre é fácil encontrar o caminho pela cidade, saber quais bairros visitar e onde ficar, principalmente se você não faz um curso de japones e nunca teve aulas de japonês antes.

É exatamente por esse motivo que o Superprof preparou esta matéria com uma  lista dos distritos de Kyoto. Confira nossa seleção dos destaques de cada bairro levando em consideração um do ponto de vista turístico e cultural, sem deixar de fora lugares para fazer compras, se hospedar e comer uma boa comida local.

Se você está fazendo aula de japonês ou pretende aprender japones online, nada melhor do que planejar uma viagem a terras nipônicas! Sendo assim, confira nossas dicas para que você tenha a melhor estadia possível na terra do sol nascente!

Confira também nosso guia completo de dicas de viagem para Kyoto.

Centro de Kyoto

"Imagine uma cidade que é ao mesmo tempo tão mística e sublime quanto Pagan, tão rica e burguesa quanto Bordeaux, tão tecnológica e caótica quanto Seattle: na medida em que essa mistura é imaginável, é o que melhor evoca Kyoto."
Amelie Nothomb

Aqui está o que mais caracteriza Kyoto: uma mistura de ambientes e épocas que precisam ser visitados!

Começamos nosso breve guia com o centro da cidade, que é composto por vários distritos:

  • Kamigyo,
  • Nakagyo,
  • Shimogyo.

Locais a visitar no centro de Quioto

A primeira coisa que descobrimos quando chegamos lá é o antigo Palácio Imperial, residência de Shogun anteriores ao período Edo (do século XVII ao XIX).

Começando na Estação de Quioto indo até Gion (sobre o qual falamos mais sobre abaixo), o centro de Quioto é um exemplo perfeito de uma expressão constantemente utilizada para falar sobre o Japão:

Um país entre tradição e modernidade.

Perto da estação futurista, encontramos templos budistas que merecem uma visita: Higashi-Honganji e Nishi-Honganji.

Ao lado deles localiza-se o Jardim Shosei-en, um dos mais belos jardins de Kyoto!

Se você é um fã de mangá, então ficará encantado em descobrir o Museu Internacional do Mangá, que traça a história desta arte japonesa.

Quioto possui um grande contraste entre tradicional e moderno.

Veja ainda algumas dicas com locais para hospedagem em Kyoto.

Lugares para comer na região central de Kyoto

Depois de caminhar tanto, nada melhor do que fazer uma pausa para comer comidas típicas em uma mercado local. O mercado de Nishiki é muito interessante, pois propõe a descoberta de especialidades nipônicas tradicionais da cidade, feitas à base de peixes, obviamente!

Onde fazer compras no centro de Kyoto?

No que diz respeito ao comércio, as galerias comerciais de Teramachi e Shinkyogoku são um paraíso para quem quer comprar eletrônicos, lembrancinhas, e presentes típicos japoneses. Isso sem falar que ainda encontramos vários restaurantes e bares nas redondezas.

Maurício
Maurício
Profe de Japonês
5.00 5.00 (24) R$60/h
1a aula grátis!
Massumi
Massumi
Profe de Japonês
5.00 5.00 (83) R$50/h
1a aula grátis!
Henry
Henry
Profe de Japonês
5.00 5.00 (9) R$35/h
1a aula grátis!
Tamires yasmin
Tamires yasmin
Profe de Japonês
5.00 5.00 (24) R$70/h
1a aula grátis!
Maru
Maru
Profe de Japonês
5.00 5.00 (16) R$80/h
1a aula grátis!
Tatsuro
Tatsuro
Profe de Japonês
5.00 5.00 (6) R$70/h
1a aula grátis!
Kengi
Kengi
Profe de Japonês
5.00 5.00 (16) R$70/h
1a aula grátis!
Guilherme
Guilherme
Profe de Japonês
5.00 5.00 (4) R$80/h
1a aula grátis!

Arashiyama, o oeste da cidade

O distrito de Arashiyama, localizado na zona oeste de Kyoto, oferece uma experiência pacífica e tradicional. Nele nos encontramos longe da agitação de Akihabara e da cultura do mangá, já que nos deparamos com a descoberta do zen. Esta área faz parte de um complexo maior, conhecido como Sagano, e nela percorremos vários tesouros históricos e paisagens esplêndidas.

O que visitar em Arashiyama

Muitos lugares e monumentos podem ser visitados não só em Arashiyama, mas em todo o complexo de Sagano, tais como:

  • A ponte Togetsukyo, que corta os rios Katsura e Hozu,
  • O bambuzal,
  • O templo Tenryu-ji,
  • As ruas comerciais de Torokko,
  • Os templos Daikaku-ji e Adashino Nenbutsu-ji,
  • O Parque dos Macacos,
  • O Monte Iwata.
Flores de cerejeira (Sakura) em Kyoto.

Descubra a lista das dez atividades mais interessantes de Kyoto.

Ponto negativo

Existe um único ponto negativo ligado ao oeste da cidade e ele se dá por causa da sua localização: Arashiyama fica bem longe do centro de Quioto

Ponto positivo

No entanto, são muitos os pontos positivos do local, principalmente se você é um turista que não gosta de grandes centros urbanos, preferindo visitar partes calmas e serenas, longe da agitação central.

Bairro Leste de Higashiyama

Higashiyama, localizado a leste de Kyoto, é certamente um bairro encantador que apresenta tanto ambientes naturais quanto monumentos tradicionais e infraestrutura moderna. Com uma arquitetura típica, nesta região podemos encontrar os famosos pagodes, assim como pequenas ruas bem típicas do imaginário coletivos sobre cidades do Japão.

Essa área fica no pé de uma montanha, onde podemos facilmente passar um dia inteiro a desvendar.

Roteiro de passeio em Higashiyama

Aconselhamos que sua visita se passe visando o eixo norte-sul da região. Você pode começar pelo templo milenar Kiyomizu-dera, depois passar por restaurantes típicos localizados nas características ruas de paralelepípedos. Logo após, você pode seguir pelo Caminho do Filósofo em direção a Ginkaku-ji.

Atrações turísticas em Higashiyama

Neste bairro, você terá a oportunidade de fazer passeios de riquixá (charretes ou carrinhos puxados por pessoas), relaxar em um spa ou ainda participar de uma verdadeira cerimônia do chá!

Hospedagem em Higashiyama

Embora seja essencial visitar Higashiyama se você for ao Japão, não é fácil hospedado nessa região. Isso porque o número de locais pertencentes ao Patrimônio Mundial da UNESCO deixa pouco espaço para hotéis e pousadas. É melhor se instalar no centro e separar um dia inteiro para visitar esta região.

Um dos famosos pagodes de Higashiyama.

Gion, o bairro turístico de Kyoto

Entre o rio Kamo e as montanhas, próximo ao distrito de Higashiyama, encontramos a região de Gion. Esta é, sem a menor sombra de dúvidas, o local onde encontramos a maior representatividade da cultura das gueixas em Quioto.

Sede das gueixas em Quioto

Originalmente construído para os viajantes, para que eles pudessem parar no Santuário Yasaka, o bairro evoluiu rapidamente, tornando-se a sede das gueixa de Kyoto.

As chamadas Geiko (nome local para "gueixas") trabalharam por muitos séculos como artistas e damas de companhia em Gion.  Atualmente, elas oferecem entretenimento tradicional aos turistas que visitam a região, distanciando-se das práticas de seus predecessores.

Pontos turísticos de Gion

Este distrito é o lar de muitos monumentos do Patrimônio Mundial, tais como os Santuários de Xintoísmo Kiyomizu-dera ou Yasaka-jinja.

Lá encontramos ainda o Parque Maruyama, cuja visita destaca a convivência entre modernidade e tradição.

Além disso, suas tradicionais ruelas japonesas farão você se sentir em outra época. A pitoresca rua de Pontocho é um bom exemplo disso.

Hanami em Gion: a festa das flores de cerejeira

Lotado de turistas o ano todo, a região de Gion é ainda mais visitada durante o período Hanami, a festa das flores de cerejeira (Sakura), que acontece entre o final de março e o início de abril.

No entanto, é necessário ponderar com cuidado a época de visitar o local, pois é preciso levar em consideração se você prefere um passeio fora de temporada com menos turistas ou admirar as cerejeiras floridas enfrentando a massa de pessoas presente em alta temporada.

Hotéis em Gion

Para hospedado neste famoso bairro turístico japonês é muito  fácil, já que a área está cheia de albergues e hotéis para todos os gostos e bolsos. Lá ainda encontramos uma grande oferta de AirBnb, caso seu objetivo seja vivenciar a fundo vida no Japão como um verdadeiro japonês.

Gion ainda é ideal caso você deseje desfrutar de noites tranquilas aos pés de um templo budista para saborear sushi e uma abundância de Okonomiyaki.

Gion é o bairro mais conhecido de Quioto.

Saiba mais sobre a quantidade de tempo ideal para ficar em Kyoto

O Sul de Quioto

A parte sul de Kyoto é frequentemente menos visitada pelos turistas se comparada às regiões central e leste.

Sul: local ideal para fotos

Nela encontramos muitos templos incrustados nas montanhas, proporcionando paisagens grandiosas merecedoras de boas fotos!

Para uma lufada de ar fresco, caminhadas amigáveis ​​e fotos deslumbrantes, o sul de Kyoto é sem dúvida um bairro que merece um dia inteiro de passeio!

Templos a visitar no Sul de Quioto

O distrito sul possui 3 templos principais:

  • Fushimi Inari Taicha, chamado de santuário de 10.000 torii, que honra o deus das colheitas de Inari,
  • Tofuku-ji, templo que permite uma caminhada completa que passa entre pontes, jardim zen e edifícios,
  • Daigo-ji, uma construção milenar integrante do Patrimônio Mundial que mesmo recebendo muitas visitas, apresenta um ambiente tranquilo, ideal para admirar as flores de Sakura ou Momiji durante o outono.

O Norte de Kyoto

O norte de Kyoto é mais movimentado que o sul. Ele também contém muitos templos e paisagens naturais típicas do Japão.

Templo do Pavilhão Dourado

Kinkaku-ji, ou templo do Pavilhão Dourado, está na lista de Patrimônio Mundial da UNESCO. Ele é muito visitado, principalmente, pelo fato de ser coberto por folhas de ouro, além de abrigar relíquias budistas. Isso sem contar que seu jardim zen é o mais visitado do mundo!

Templo Ryoan-ji e templo Ninna-ji

O Ryoan-ji também é um templo muito visitado na região norte de Quioto, principalmente por causa do seu jardim "seco" composto de rochas e cascalho.

Ao lado dele podemos encontrar o templo Ninna-ji, uma parada igualmente agradável nesta área da cidade. O Ninna-ji, contém uma floresta de Sakura que é ideal para ser visitada durante o Hanami (final de março e no início de abril)!

Agora que você conhece as áreas mais interessantes para visitar na cidade japonesa de Kyoto, o que está esperando para marcar sua viagem?

Precisando de um professor de Japonês ?

Você curtiu esse artigo?

0,00/5, 0 votes
Loading...

Camila

Aventureira linguística, curiosa por natureza, artista por opção, viajante apaixonada e redatora por vocação.