Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Qual formação seguir para ensinar a pintar?

De Camila, publicado dia 30/08/2018 Blog > Artes e Lazer > Desenho > Formações para virar professor de pintura

“Os professores são insubstituíveis: eles nos ensinam como aprender.”
Julien Green

Mas como aprender a ensinar?

O site Universia publicou uma matéria onde mostra as principais qualidades que um professor deve ter chances ainda maiores de ser um bom educador. Afinal de contas, a maioria das pessoas que decidem entrar para o mundo do ensino desejam dar o melhor de si, não é mesmo?

Então confira a classificação das características positivas necessárias para ser um bom tutor:

  1. Preocupação – Professores excepcionais se preocupam com o bem-estar e felicidade dos seus alunos;
  2. Comunicação – Para ser um professor excelente é necessário desenvolver a capacidade de se comunicar de maneira eficaz e clara com os seus alunos;
  3. Pensar “fora da caixa”– Ter ideias fora do padrão de pensamento e aplicá-las em suas aulas fará com que você seja marcante para os seus alunos;
  4. Proatividade -Ter a iniciativa de resolver problemas e encontrar estratégias melhores para as aulas é o papel de um excelente professor;
  5. Multimídia – Utilizar recursos multimídia na sala de aula é uma ótima maneira de ser inovador e atrair a atenção dos alunos;
  6. Desafios – Professores excelentes também precisam desafiar seus alunos a terem novos raciocínios e padrões de pensamento;
  7. Paciência – Entender que nem sempre os alunos entenderão rapidamente o conteúdo é essencial para que a experiência na sala de aula seja mais positiva.

Você ama ensinar, é pintor, considera possuir várias das características acima, deseja se tornar professor de pintura, mas ainda não sabe como? Então confira nossas dicas sobre cursos, diplomas e formações para futuros tutores da arte de se pintar!

Confira também um breve guia para professores de pintura.

Qual curso seguir para se tornar professor de pintura?

A pintura sempre foi sua paixão, desde as pinturas borradas com tinta guache na escola infantil até hoje?

Depois de muito ponderar, você decidiu seguir seu sonho e sua vocação e se tornar um professor de pintura?

Grande passo! Mas você ainda tem uma dúvida: qual diploma obter para chegar lá?

A resposta não é tão simples quanto parece, pois tudo depende de onde você deseja ensinar.

Professor universitário, professor em faculdades, professor em escolas de arte particulares, professor particular autônomo, professor no ensino infantil, fundamental ou médio… Antes de mais nada, é preciso pensar para qual tipo de alunos você deseja transmitir seus conhecimentos artísticos.

De qualquer forma, você é adquirir os fundamentos e técnicas de desenho e pintura o mais rápido possível (caso você ainda não os possua, obviamente!).

Ensino Infantil

É durante o Ensino Infantil que aprendemos a usar as cores em harmonia.

É durante esta fase que aprendemos a pintar com guache, que usamos um lápis de grafite para tons de cinza ou ainda a perspectiva para dar profundidade ao seu desenho…

Quem vai à escola desde pequeno acaba passando por essa etapa.

As criancas aprender a combinar as cores durante as aulas de pinturas do Ensino Infantil. Crianças recebem grandes estímulos durante as aulas de pintura.

Ensino Fundamental

Durante o Ensino Fundamental, a aprendizagem continua, mas é mais orientada para as artes visuais.

O bom e velho modelo de um vulcão em ebulição, o uso de diferentes materiais para trabalhar uma maneira diferente de se expressar: é nesta fase que o jovem desenvolve criatividade e imaginação.

Ensino Médio

No Ensino Médio é possível aprofundar ainda mais os conhecimentos em artes, agora também de maneira teórica e não apenas prática.

Todos os assuntos artísticos continuam sendo estudados. É neste momento que nascem os grandes entusiastas das artes e, consequentemente, da pintura.

Ensino Superior

Após o ENEM é possível continuar a seguir sua paixão pelo desenho, pintura e artes em geral seguindo um caminho profissionalizante em uma Escola de Belas Artes ou Escola de Artes Visuais.

Escolas de Design e Arquitetura também podem ser uma boa opção para estudos futuros, mas têm muito pouco em comum com a profissão de professor de pintura.

Veja algumas sugestões de locais possíveis para dar aula de pintura.

Formações para ensinar em escolas

Para se tornar um professor de artes dentro da grade do Ensino Básico Brasileiro, é importante obter um diploma de Licenciatura em Artes Visuais.

Mas o que é isso?

O site “Guia de Carreiras” explica de maneira bem simples: “A licenciatura é uma modalidade de curso superior que permite ao estudante dar aulas no ensino fundamental, médio e profissionalizante sobre a área do conhecimento em que se formou.

Neste caso, quem frequenta a Escola de Belas Artes ou Artes visuais se especializa em dar aulas de artes em qualquer uma dessas estruturas de ensino.

No entanto, é imprescindível ter a consciência de que um professor de artes visuais não se limita a ensinar pintura.

Outras técnicas artísticas também precisam ser transmitidas. Professores de artes do Ensino Básico não dão aula apenas de pintura.

Ele precisa estar apto e preparado para transmitir o conhecimento sobre outras técnicas (desenho, escultura, gravura…) e ainda conteúdos teóricos como história da arte (correntes artísticas, grandes pintores,etc.).

No entanto, nada o impede de dar um foco maior na pintura, já que esta é a sua grande paixão! Cabe a você usar a sua criatividade na hora de montar um cronograma de aulas que agrade tanto os alunos quanto o professor.

Formações para dar aulas no Ensino Superior

O nível de instrução do professor para dar aulas em instituições de Ensino Superior, sejam elas Universidades, Faculdades ou Escolas de Pós-Graduação, é muito maior do que no que o necessário para ingressar uma carreira de docente em artes no Ensino Médio.

Enquanto o objetivo do Ensino Médio é o de preparar os alunos para as escolas de artes, ajudando-os a desenvolver uma cultura artística, criatividade e imaginação, as instituições de Ensino Superior se dedicam a preparar os alunos para o mundo profissional.

O professor deve ter alguma experiência ou contato com o mundo profissional para melhor ajudar os alunos. Mas também um nível muito avançado em técnicas de desenho e técnicas de pintura.

Vários tipos de diplomas permitem preparar-se da melhor forma possível para se tornar docente nesses tipos de escolas.

Cada escola, faculdade e universidade possui um nível diferente de exigência.

O site Universia (mais uma vez!) explicou de maneira bem interessante as qualificações necessárias para se tornar um professor em instituições de nível superior:

Para ter mais chances de seguir na carreira acadêmica, apenas a graduação não é suficiente, sendo necessária etapas de especialização. Dentre as possibilidades, após formado, para direcionar sua carreira a um cargo de professor, estão as pós-graduações nas modalidades Lato sensu e Stricto sensu.

Lato Sensu

Modalidade ligada às especializações, uma formação mais técnica focada na atuação prática e aplicação no mercado. Algumas opções de cursos oferecem, mesmo nessa versão, noções de licenciatura e pedagogia, o que possibilita que, em alguns casos, o egresso tenha chances de dar aula.

Stricto Senso

São os cursos Stricto sensu, que resultam no Mestrado, os que geralmente se adequam às exigências das vagas para professor na academia. Essa formação permite, ainda, uma evolução para o Doutorado e demais títulos.”

O professor de pintura acompanha o desenvolvimento dos seus pupilos. Um bom professor de pintura precisa, antes de mais nada, motivar seus alunos.

Descubra dicas sobre como encontrar alunos para suas aulas de pintura.

Qualidades para se tornar professor de pintura

“Um bom professor pode cativar alunos desinteressados e dar vida aos assuntos mais entediantes. Ele pode salvar tudo. No fim das contas, os programas são ruins, a pedagogia é inadequada, mas o professor é bom.”
François de Closets

Pense em todos os momentos em que você passou mais tempo nas palavras cruzadas do jornal do que em sua pintura – que deveria ter ficado pronta há 3 semanas! Você teria feito o mesmo se um professor tivesse chamado sua atenção?

Ser professor significa saber cativar os alunos.

Ser um pedagogo

Para ser um bom pedagogo, é preciso primeiro ter o desejo de transmitir conhecimento. É importante, ainda, ter um for interesse em seu público alvo: os alunos.

Tentar entender o que lhes interessa com base na faixa etária é usar esses interesses como parte de seu curso é fundamental.

Um exemplo? Peça-lhes para pintar uma personalidade que admiram ou retratar de seus sonhos.

Não hesite em inventar situações para desenvolver a imaginação de seus alunos.

E lembre-se de ser sempre claro e preciso.

Ter uma cultura artística

A cultura artística é tão importante quanto a prática. É através dela que nos inspiramos em técnicas, temas e composições.

Tanto a educação de base quanto a educação superior precisam de profissionais capacitados a transmitir cultura.

Ser apaixonado

Para ensinar uma disciplina como pintura, você tem que ser apaixonado.

O sistema educacional nem sempre é adaptado às práticas artísticas e a formação de professores nem sempre é adequada.

É necessário estar motivado e, especialmente, ter o desejo de transmitir seu conhecimento.

E não se esqueça: o professor de pintura de estar, acima de tudo, presente para acompanhar seus alunos e motivá-los a se expressar.

Nada melhor que um bom professor de pintura que faça seus alunos avançar! Professores de pintura têm a obrigação de estimular a criatividades de seus aprendizes.

Saiba mais sobre como se tornar um professor particular pintura.

É possível ensinar sem diploma?

É possível adquirir habilidades profissionais para se tornar professor de educação artística sem precisar de um diploma específico.

Dar aulas particulares de pintura

É muito frequente que estudantes de arte e grandes entusiastas da pintura decidam dar aulas particulares desta prática para ganhar algum dinheiro. Mesmo não possuindo um diploma de licenciatura em mãos, não significa que eles não estejam qualificados a ensinar.

Como dito antes, a paixão e a pedagogia são os pontos-chave do bom ensino. Infelizmente, a paixão não pode ser aprendida e a pedagogia não é ensinada: é praticada.

Alguns alunos, às vezes, preferem um jovem professor apaixonado do que um professor experiente sem o desejo de transmitir seus conhecimentos.

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
avatar