Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Saber a língua japonesa para o trabalho

De Carolina, publicado dia 22/03/2018 Blog > Idiomas > Japonês > Aprender japonês profissional

Você sabia que o Brasil tem a maior população japonesa ou de origem nipônica fora do Japão?

Mais de 1 milhão de japoneses e descendentes moram no Brasil, a maioria nos estados de São Paulo e Paraná.

Por isso, o Brasil e o Japão têm uma relação muito forte, inclusive para os negócios!

A cultura japonesa te fascina? Aprenda japonês para conhecê-la melhor!

Com um grande poder cultural e econômico, o Japão exporta a influência de sua cultura na maioria dos países desenvolvidos, começando com o mundo do mangá e da gastronomia, o sushi, por exemplo.

Você é seduzido pela beleza das paisagens, a hospitalidade japonesa, a gastronomia, o estranho contraste entre a serenidade do campo e a efervescência das cidades?

Voltando de um intercâmbio linguístico no Japão, você teve uma ideia: continuar a fazer cursos de japonês, tornar-se bilíngue e, no futuro, trabalhar entre o Japão e o Brasil?

É possível se estabelecer no Japão e encontrar um emprego?

Como trabalhar com o Japão como brasileiro?

Para encontrar um emprego, você terá que falar japonês, ter boa visibilidade dos mercados de operadoras japonesas e, finalmente, respeitar os costumes locais.

Superprof mostra para você o leque de coisas a saber para estudar a língua japonesa e poder trabalhar no Japão.

Japão, a terceira economia mais poderosa

O país foi reduzido a ruínas depois da Segunda Guerra Mundial. Mas o Japão foi capaz de se recuperar e tornar-se um dos países mais poderosos com um nível muito alto de desenvolvimento.

Desde 2010, o país do sol nascente é a terceira maior economia do mundo.

Mudar-se para Tóquio requer estudar primeiro o japonês e depois encontrar um emprego.

E se você trabalhar na terceira economia mais rica do mundo?

Japonês será uma grande vantangem em seu currículo Só a culinária já é um excelente motivo para ir para o Japão

As trocas e parcerias entre o Brasil e o Japão são numerosas e a cultura japonesa atrai cada vez mais brasileiros, e principalmente a grande população nipo-brasileira.

Com um produto interno bruto de US $ 4 123 bilhões (fonte do FMI), o Japão tem sido a terceira economia mais rica do mundo desde 2010. Sim, e aí?

Ser capaz de falar japonês (saiba 10 motivos) além do português ou inglês pode permitir que você trabalhe no Japão. Você sabia?

Observamos que os países trocam ainda mais com aqueles que têm uma parte da população em comum graças a uma imigração, etc.

E a taxa de desemprego japonesa em outubro de 2016 foi de 3%. Uma porcentagem que invejaria muitos economistas de outros países!

O mercado de trabalho japonês, no entanto, é conhecido por ser difícil de integrar, não muito permeável, conservador.

Apesar dos indicadores econômicos fracos desde o início dos anos 2000, marcados por um crescimento lento e um risco de deflação (uma taxa de crescimento do PIB abaixo de 1% ou até negativa), a cultura japonesa continua a brilhar internacionalmente.

Falar japonês, uma qualidade profissional

Conhecer o idioma japonês pode ser uma excelente vantagem se você planeja morar no local e visitar o Japão!

Fazer curso de japonês para encontrar um emprego entre o Brasil e o Japão pode abrir algumas portas!

Aqui estão alguns exemplos de parcerias entre o Brasil e o Japão para aprender japones:

  • Faça aulas de japonês em uma escola de idiomas ou em uma universidade japonesa
  • Nisshinkyo: uma associação para a promoção da educação japonesa

A primeira ideia que vem à mente quando você vai para um país estrangeiro é ensinar a sua língua materna. .

Então, torne-se um professor de português no Japão: você dará aulas particulares em casa, em português ou em uma escola, para ensinar aos jovens japoneses o básico da língua portuguesa.

Vá aprender a cultura do Japão in loco Organização, estética, tradição, respeito, bases da cultura japonesa

Dê aulas de português do Brasil para começar sua nova vida japonesa! Torne-se um professor no arquipélago Nippon: seus alunos também vão fazer você progredir em japonês!

Para encontrar seus alunos, é preciso ter alguns princípios básicos da língua japonesa:

  • conhecer o alfabeto: alguns kanji, hiragana katakana
  • saber ler a escrita japonesa
  • sabe dizer pelo menos algumas palavras do vocabulário
  • diga obrigado em japonês (arigatō), diga eu te amo em japonês
  • diga olá em japonês (ohayō, ohayō gozaimasu, konnichiwa, konbanwa)
  • conte em japonês (para escrever suas contas!)
  • escrever algumas palavras em japonês

Mas para ser um professor de português no Japão, você não precisa ser bilíngue em japonês (Descubra aqui como se tornar um professor de japonês no Brasil)!

Se o seu nível de japonês é mais avançado, aqui estão alguns trabalhos que você pode fazer nas quatro ilhas do arquipélago japonês:

  • professor em uma instituição no Japão
  • professor-pesquisador ou pesquisador em pós-doutorado: entre em contato com o Instituto Japonês ou a Embaixada do Japão no Brasil
  • professor de português como língua estrangeira
  • professor particular de português freelance
  • tradutor: traduzir matérias, sites e outros materiais do japonês para o português, por que não para grandes instituições (Embaixada, ONU) pode ser a SUA vantagem comparativa na profissão
  • cozinheiro: o Japão é um país com fortes tradições culinárias, aprender a fazer sushi, sopa de miso, okonomiyaki, takoyaki, ramen, bento, tonkatsu, com os japoneses, etc.

Uma ampla gama de possibilidades, desde que você fale o máximo de japonês!

Dar prioridade ao idioma japonês

Se você está fazendo aulas de japones para iniciantes, é melhor fazer cursos intensivos de japonês antes de ir para o Japão.

Lembre-se de que é um país insular: os japoneses falam japonês, não inglês.

É também uma peculiaridade que os aproxima dos franceses: os dois povos têm a reputação de serem maus alunos da parte inferior da turma em inglês.

Fazer aulas de japones

Para se preparar para a sua viagem ao Japão, comece pedindo a um professor de japonês cursos introdutórios para iniciantes ou cursos intensivos se a sua partida for iminente.

Aulas de japonês, um pré-requisito para a partida para o arquipélago de Nippon! Você entende palavras japonesas? Sim, perfeito! Você está pronto para ir ao Japão. Não? Você sabe o que tem que fazer…

Há dezenas de professores na plataforma do Superprof cuja língua materna é a japonesa. Eles moram no Brasil, são descendentes de japoneses e têm excelente conhecimentos linguísticos para repassar aos alunos.

Aprenda a língua japonesa e suas regras As tradições também são muito importantes no Japão

Se você ainda está se perguntando como aprender japonês para ir para o Japão, pergunte ao seu professor um bom método de aprendizado:

  • Minna no nihongo
  • Kanji para kana

Veja aqui algumas habilidades básicas que serão úteis para você ficar fluente e trabalhar em uma cidade do Japão, Fukuoka, Sapporo, Kyoto ou Osaka:

  • Aprenda o alfabeto japonês: tente dominar o hiragana katakana e um máximo de kanji.
  • Aprenda frases da vida cotidiana e algumas bases verbais para fazer perguntas simples
  • Aprenda a contar em japonês
  • Saiba perguntar o caminho para chegar em algum lugar
  • Tenha conversas em japonês para melhorar sua pronúncia
  • Aprenda a história do Japão e tenha interesse na cultura japonesa
  • Leia e escreva algumas palavras japonesas (aprenda logo!)

Faça o JLPT

Concedido pela Japan Foundation, o JLPT (Japanese-Language Proficiency Test – Teste de Proficiência em Língua Japonesa) é o teste de habilidades de língua japonesa para falantes não nativos.

Ele atesta o seu nível no idioma e serve como certificado para os empregadores. Essa é como se fosse a versão japonesa dos TOEIC ou TOEFL (testes de proficiência da língua inglesa).

O teste assume a forma de um questionário de múltipla escolha em cinco níveis de dificuldade e acontece em duas sessões por ano.

No Brasil, o teste é realizado:

Do N5 (o nível mais baixo) ao N1 (nível mais avançado), o JLPT avalia a capacidade de compreensão oral e escrita do candidato em japonês.

No Japão, para ingressar em uma universidade ou ser recrutado por uma empresa, você deve:

  • obter o nível N2 do teste para falantes estrangeiros
  • validar o nível N1 para pessoas de origem chinesa ou coreana.

As universidades japonesas também exigem que o nível N1 integre um treinamento para o mestrado.

Regras de cortesia no Japão

Cortesia, no Japão, é um padrão de conduta sagrada que se impõe a todos.

Mesmo no metrô, os japoneses nunca brigam! Um sonho para muitos brasileiros que moram em grandes cidades…

Dizemos o termo “reigi”, que significa cortesia, etiqueta.

Você sabia que o japonês tem um sistema gramatical especificamente reservado para a etiqueta?

Isso é chamado de “keigo” e vem em três sistemas:

  • Teineigo, linguagem educada
  • Sonkeigo, linguagem de respeito
  • Kenjōgo, linguagem da modéstia

As regras de etiqueta são inspiradas no xintoísmo da cultura chinesa e você não encontrará um emprego no Japão se não as respeitar.

Tente ser claro, aplicando um mínimo de conhecimento sobre o assunto. Sua falta de conhecimento sobre o tema não pode ser considerada arrogância!

Saiba a língua japonesa por completo Aprenda a ler os caracteres japoneses para trabalhar no país

Aqui está um pequeno léxico – longe de ser completo – de palavras a pronunciar ou gestos a fazer para ser educado:

  • incline a cabeça para cumprimentar alguém: sem contato físico
  • diga “hajimemashite” (prazer em conhecê-lo), então “yoroshiku onegaishimasu” (eu me direciono a você) quando as apresentações são feitas
  • diga “sumimasen” (desculpe) para se desculpar, com uma pequena inclinação de cabeça
  • evite de se destacar
Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...

Deixe um comentário

avatar