Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Como aprender a tocar bateria no início?

De Carolina, publicado dia 20/12/2018 Blog > Música > Bateria > Começando os aprendizados para ser baterista

“O que eu toco vem diretamente do que aprendi com outros bateristas”. Steve Gadd

Segundo o neurocientista americano Daniel Levitin, a música solicita todas as partes do cérebro. Mais especialmente o cérebro reptiliano que responde às nossas emoções mais arcaicas, impossível de controlar.

Aprender a bateria é uma ótima maneira de desenvolver sua memória e sua independência!

Mas como começar a tocar bateria sozinho?

É possível sem aulas de bateria?

A bateria sempre foi um instrumento a parte, conhecido por ser mais fácil que outros, mas é mesmo?

Adote uma boa postura

Como aprender a bateria?

Tocar bateria é acima de tudo ter uma boa postura. A possível armadilha quando você aprende sozinho não é prestar atenção à sua posição atrás da bateria.

Ainda assim, a má posição pode resultar em problemas nas costas e tendinites.

Além disso, boa posição também melhora a sua velocidade e destreza na caixa, tons e pratos.

Saiba os rudimentos da percussão A postura é essencial para tocar bem a bateria

Brincar na frente de um espelho permitirá que você corrija sua postura tanto no papel do aluno quanto no do professor de bateria.

A posição na sua cadeira

Você deve estar sentado na beira do banquinho para liberar suas pernas. O ângulo entre as coxas e as panturrilhas deve, portanto, ser maior que 90°.

A armadilha está entre os joelhos que devem estar ligeiramente mais altos que as coxas.

Posição nos pratos e  e na caixa

Os braços estão cruzados.

A mão direita passa sobre a mão esquerda para acertar o chimbal na borda (apenas com a ponta da baqueta).

A mão esquerda bate na caixa no centro. Ao fazer uma batida, as baquetas na caixa ficam em um ângulo ligeiramente menor que 90°.

A posição nos tons será a mesma que na caixa.

A posição no pedal do bumbo

Várias posições são possíveis. Então, vou falar sobre a posição mais lógica e isso permite mais velocidade.

Coloque a frente do seu pé na parte inferior do pedal (mais próximo do bastão) e levante o calcanhar.

O movimento é feito com toda a perna, você vai sentir sua coxa aquecer!

Você também pode começar com alguns métodos de bateria!

A posição nos pratos

A mão direita fica perpendicular ao chão. Brincamos com a ponta da baqueta.

Nesse caso, você bate com a parte mais grossa da baqueta à esquerda do parafuso.

No prato de ataque é a mesma coisa, mas você toca apenas com a borda com a parte gorda das baquetas.

Segure direito as suas baquetas

Infelizmente, não é tão simples quanto você imagina!

É como quando falamos de religião ou política, cada um tem a sua opinião.

Existem 4 maneiras de segurar as baquetas:

  • Tradicional: essa é a maneira mais antiga e usada na bateria de jazz. Ambas as mãos não seguram as baquetas da mesma maneira. A mão fraca segura a baqueta por baixo e a mão forte em cima. Olhe bem Buddy Rich!
  • A pegada francesa: você segura suas baquetas de cima, suas mãos se voltam uma para a outra. Elas são controladas principalmente com os dedos para ter sons mais delicados,
  • A pegada alemã: o movimento das baquetas é controlado pelos pulsos e as palmas das mãos ficam paralelas ao chão. É um método para ganhar potência.
  • A pegada americano: mistura das duas tomadas anteriores, esse método é o mais complicado de se adquirir. Os pulsos e os dedos são usados ​​para versatilidade.

Nenhum é melhor que o outro! O mais importante é aprender como segurar suas baquetas de acordo com o que você quer trabalhar.

Como ser baterista sem fazer aulas?

Você sabia que os soldados foram os primeiros a usar os tambores, os futuros tons das baterias?

Registre-se e filme-se

Sem ter aula de bateria, pode ser difícil avaliar-se e corrigir seus erros. O melhor para isso ainda é gravar você tocando com uma câmera, seja do celular ou uma independente.

Você também pode se colocar na frente do seu computador e filmar-se.

Você verá toda a extensão do seu progresso em suas sessões, mas também pode verificar sua postura e saber qual técnica precisa melhorar.

Tocando com um metrônomo

Baterista autodidata ou não, o metrônomo deve se tornar seu melhor amigo!

Aulas de batera? Por que não? Pratos, tambores vão deixar de ser um mistério para você!

Um baterista está lá para manter o ritmo de uma música. Para melhorar o ritmo, o metrônomo é o aliado perfeito!

O groove do baterista mantém os outros membros do grupo: guitarra, baixo, saxofone…

Isso pode parecer assustador, mas é essencial para entender o papel do baterista em um grupo. Além disso, é uma ótima maneira de aumentar sua velocidade à medida que você progride a 60, 90 ou 120 batidas por minuto.

Seja paciente

O aprendizado do ritmo binário, do ritmo ternário ou do trio leva tempo e, provavelmente, até mais tempo sem passar pela música que você tanto queria aprender a tocar…

Você pode fazer aula de bateria para iniciante. Isso pode ensiná-lo a ser paciente.

De qualquer maneira, seja paciente!

Não é querendo pular as etapas que você vai melhorar rapidamente. Tocar bateria é muito estressante para o cérebro. Requer coordenação e independência muito importantes.

Aliás, quanto tempo é necessário para tocar bem bateria?

Você tem que deixar tempo para a sua memória fazer o seu trabalho.

Tocar muito lentamente permite ao seu cérebro entender e integrar técnicas mais rapidamente. Você não será capaz de aprender a tocar rápido se não souber como fazê-lo lentamente.

Pratique com muita regularidade

Como dominar a técnica de bateria? Para tocar melhor a bateria, não há segredo, é necessário treinar!

Aprender a tocar bateria requer regularidade no treinamento.

É melhor trabalhar 15 minutos todos os dias em vez de uma vez por semana durante 2 horas. Sabia?

A melhor coisa é estabelecer um programa de acordo com seus compromissos no dia a dia. É preciso combinar intervalos de trabalho curtos e longos períodos de trabalho.

Crie um ritual para que se torne um hábito, algo que você faça sem sequer pensar nisso.

E o mais importante, quando você pratica, esteja muito focado. Cortamos a TV, o telefone e a internet para lidar apenas com sua prática e seu progresso.

Solte as tensões

Para melhorar a sua maneira de tocar e poder reproduzir qualquer estilo de música sendo coordenado, o relaxamento é a palavra-chave.

Tocar tenso limitará suas habilidades e a fluidez do seu jogo. Além da tensão do no corpo, você arrisca de se machucar.

Lembre-se de respirar bem e se alongar alguns minutos antes de começar a praticar: pescoço, costas, pulsos e tornozelos.

Durante a prática, respire naturalmente. Se perceber que está bloqueando a respiração em um só lugar, pare o exercício e retome-o mais devagar para relaxar a respiração.

Aprenda os rudimentos

Os três principais rudimentos são:

  • DGDG DGDG,
  • DDGG DDGG,
  • O paradiddle: DGDD GDGG.

Esses três princípios básicos são essenciais na bateria e são suficientes no início de sua aula de bateria para iniciantes. Você vai usá-lo muito regularmente para pausas.

Aulas de batera para iniciantes Conheça seu instrumento antes de tocar

Mas há muitos outros! Confira os 40 rudiments du Percussive Arts Society para continuar seu aprendizado.

Conheça o solfejo rítmico

Aprender a teoria musical é complicado, mas o solfejo rítmico é muito mais fácil de aprender. Seria uma pena privar-se disso!

Isso abrirá as portas e permitirá que você entenda qualquer método de bateria e qualquer partitura de bateria.

Você também será capaz de se comunicar melhor com outros músicos e ler uma partitura com mais facilidade.

Toque em todos os lugares e o tempo todo

Tocar sua bateria é bom, mas nem sempre temos ela à mão.

Não importa!

Na realidade, comprar uma bateria não é necessariamente necessário a princípio. O jogo de baquetas pode ser aprendido mesmo antes de você começar a bateria.

Almofadas, coxas, bloco, cadeira, lata… Tudo se torna seu instrumento!

Tente a bateria invisível! Simular uma bateria permite que você treine enquanto aguarda a compra da sua.  Já comprou a sua? Ludwing, Odery, Yamaha, Tama…

Esses exercícios devem ser praticados até quando você tem a sua bateria. Se você tiver uma pausa de 5 minutos no trabalho, aproveite o tempo para treinar seus movimentos básicos!

Divirta-se!

Não esqueça o prazer de tocar e não confunda praticar e tocar.

A prática é essencial para adquirir a técnica e ser capaz de se tornar um baterista profissional ou um amador muito bom.

Mas tocar por diversão permite que você desenvolva sua criatividade. Não se esqueça que é porque amamos a música que começamos a tocar um instrumento!

Tanto aproveitar para reproduzir uma canção ou para improvisar, tão importante no processo criativo da música!

Por que não aprender bateria com amigos? Talvez você possa tocar em um grande palco depois…

Encontre uma banda

Forme um grupo para praticar seu instrumento Seus amigos podem te ajudar, e muito, a ser um melhor baterista

Seja com amigos ou postando um anúncio para encontrar outros músicos, tocar em um grupo permite que você progrida mais rápido.

Aprendemos a encontrar o nosso lugar e nosso papel no grupo.

É uma maneira de desenvolver também a audição de outros instrumentos musicais além dos seus.

E por que não compor suas próprias músicas depois?

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
avatar