Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Como é a estrutura de uma redação?

De Camila, publicado dia 29/10/2019 Blog > Apoio Escolar > Redação > Dicas para uma produção escrita bem estruturada

O que é mais difícil não é escrever muito; é dizer tudo, escrevendo pouco.”
Júlio Dantas, escritor português do século XIX

Encontrar as palavras e os argumentos certos para escrever uma redação é uma tarefa complicada para muitos. No entanto, existem regras e estruturas a seguir que ajudam quem precisa escrever um texto.

Sendo assim, não é preciso ser nenhum escritor profissional para conseguir escrever uma boa redação, seja ela para ser aprovado em um concurso público, um vestibular, uma prova na universidade, um enem ou ainda para fazer um comunicado profissional importante.

Como tudo na vida, escrever bem demanda estudo e prática.

E como o escritor Júlio Dantas disse, a melhor maneira de se produzir qualquer texto é tentando ser o mais claro e objetivo possível.

Se você está à procura de ajuda para conseguir preparar uma redação importante, seja ela para uma prova, um projeto pessoal ou profissional, então você veio ao lugar certo! Superprof preparou esta matéria com várias dicas sobre como estruturar um texto da melhor maneira possível.

Pegue o seu bloco de notas e siga os conselhos abaixo com a gente.

Confira ainda o nosso super guia sobre como produzir o texto perfeito!

O que compõe uma redação?

Antes de começar a escrever como um doido, é preciso entender um pouco mais sobre as partes que compõem um bom texto.

Independente do tipo de redação que você precise escrever, ela precisa sempre ser composta de três partes fundamentais:

  1. Introdução;
  2. Desenvolvimento;
  3. Conclusão.

Introdução

A introdução é, normalmente, o primeiro parágrafo do texto. Esse parágrafo deve conter alguns elementos específicos que o caracterizam. São eles:

  • Ideia chave: Palavra que expressa o sentido geral de um contexto ou que o clarifica e o identifica.
  • Assunto: Aquilo sobre o que se escreve, ou seja, o tema.
  • Tese: Proposição sobre o tema, em torno do qual se desenvolvem os argumentos.

É na introdução que você vai apresentar o tema e a tese que você escolheu para o seu leitor. Nessa parte do texto não pode constar nenhum tipo de argumentação, apenas a apresentação do que será tratado ao longo da redação.

Para quem faz uma dissertação argumentativa (veremos mais sobre ela abaixo), é importante lembrar que tema e tese são duas coisas diferentes. Sendo assim, não as confunda!

Todo e qualquer tipo de texto possui introdução, desenvolvimento e conclusão.

Fazer uma boa redação é super fácil.

Desenvolvimento

O desenvolvimento é a maior parte do texto. É nele que você apresentará seus argumentos. Os parágrafos do desenvolvimento são responsáveis por sustentar o que foi apresentado na introdução.

É ainda nesta parte da produção escrita que você justifica, demonstra e prova as declarações feitas na abertura da redação.

Os parágrafos do desenvolvimento são caracterizados pela progressão do tema. Isso quer dizer que eles precisam ser construídos com a apresentação de informações que sejam claras, objetivas e pertinentes. Sendo assim, nada de ficar “enrolando” só para “engordar” a sua redação, pois o leitor perceberá sua tática e perderá o interesse.

A melhor maneira de estruturar o seu desenvolvimento é reservando um parágrafo para a argumentação de uma única ideia.

Conclusão

A conclusão é a parte final da sua redação. Nela é fundamental a presença de uma síntese do que foi falado ao longo do seu texto. Ela pode ser composta por comentários que confirmem os argumentos / elementos mostrados durante os parágrafos do desenvolvimento.

Fique atento para não propor novos argumentos dentro da conclusão. Este não é o momento de apresentar novas ideias, mas sim de retomá-las para finalizar seu texto.

Dependendo do tipo de tema abordado, a conclusão pode ainda conter uma solução para um problema levantado durante o desenvolvimento.

Como iniciar e finalizar uma redação?

Existem várias maneiras de se começar e terminar uma redação com sucesso. No entanto, elas não são as mesmas, já que a introdução e a conclusão são duas partes distintas da sua produção de texto.

Existem certos critérios que garantem um bom início para o seu texto.

Dicas para uma boa introdução

Uma boa introdução depende de três elementos chaves:

  • Mostrar para o leitor que você conhece – ou reconhece – o tema. Isso pode ser feito com a citação de fatos, dados ou exemplos.
  • Mostrar o seu posicionamento diante do assunto. Esse posicionamento é expressado através da apresentação da tese.
  • Mostrar os pontos que serão tratados ao longo do seu desenvolvimento.

Se você conseguir cumprir esses três elementos dentro da sua introdução, então sua redação terá um bom começo!

Dicas para uma boa conclusão

Para finalizar bem o seu texto, é preciso apresentar uma boa conclusão.

A sua conclusão deve conter um resumo bem objetivo de tudo o que foi apresentado na sua redação até agora. Para finalizar o seu texto de maneira bem-sucedida, existem alguns critérios a serem levados me conta, tais como:

  • Não apresente ideias novas: não apareça com nenhum argumento novo durante a conclusão; retome apenas questões que já foram mencionadas antes no seu texto.
  • Não seja dramático: Muitas pessoas acham que a dramaticidade dá ênfase para o que foi apresentado, mas a verdade é que ela apenas aumenta suas chances de parecer sensacionalista.
  • Sintetize o que foi escrito: Esta é uma ótima oportunidade para você mostrar o seu entendimento sobre o tema desenvolvido ao longo do texto.

Tudo sobre como escrever uma boa redação.

Quais as técnicas de redação mais importantes?

Existem vários tipos de redação. Dentre eles, os mais importantes são:

  • Dissertativo:
    – Dissertativo-expositivo;
    – Dissertativo-argumentativo;
  • Descritivo;
  • Narrativo.

Texto Dissertativo

texto dissertativo-expositivo é escrito com o intuito de informar e esclarecer o leitor. Tal objetivo é atingido através da exposição de um determinado assunto ou tema. Nesse tipo de redação dissertativa, você não precisa tentar convencer o leitor, pois o objetivo dele é o de apenas expor conhecimentos, ideias e pontos de vista.

texto dissertativo-argumentativo ao contrário do expositivo, tem por finalidade convencer, o leitor. Isso significa que você precisa persuadir quem está lendo de que sua tese é válidaatravés da apresentação uma argumentação clara e objetiva, fundamentada em fatos verídicos e dados concretos, sempre relacionados a um determinado assunto.

Não fique estressado na hora de escrever.

Texto Descritivo

O texto descritivo é aquele que, como o próprio nome indica, descreve algo ou alguém de maneira detalhada. Através dele, o leitor precisa ser capaz de criar uma imagem mental do que é descrito.

A descrição pode ser tanto objetiva quanto subjetiva:

  • Descrição objetiva: foco em aspectos físicos e formais.
  • Descrição subjetiva: foco em aspectos emocionais e psicológicos.

Uma boa redação descritiva apresenta um equilíbrio entre as duas características apresentadas acima, permitindo que o objeto ou ser descrito seja apresentado sob diversos ângulos.

Texto Narrativo

O texto narrativo é quando você deseja narrar uma história. Normalmente empregado em gêneros de prosa, ele consiste em uma sequência de ações que podem ser tanto reais quanto imaginárias. A figura do narrador é a responsável por contar essa sequência de eventos.

Dentro da estrutura de uma redação narrativa, é preciso conter os seguintes elementos:

  • Espaço (onde);
  • Tempo (quando);
  • Personagem (quem);
  • Enredo (o quê);
  • Narrador (quem conta).

Dicas para escrever uma boa redação

Independente de qual estilo você escolha ou precise escrever, é preciso sempre ficar atento à coerência e coesão do seu texto.

Existem ainda algumas dicas que podem te ajudar a se tornar um escritor melhor, não importando o tipo de texto a ser escrito:

  • Evite abreviações o máximo possível.
  • Não utilize gírias durante a sua redação caso ela seja dissertativa, pois ela precisa ser formal.
  • Evite um estilo de escrita muito rebuscado. Além de parecer exibicionismo, você corre muito mais riscos de cometer erros. Lembre-se: ser formal é diferente de escrever complicado.
  • Preste atenção à repetição de palavras. Se você realmente precisar utilizá-la várias vezes, busque por sinônimos ou expressões que a definam. A recorrência constante de um mesmo termo desqualifica o seu texto.
  • Não abuse das exclamações. Além de desnecessário, um texto cheio de pontos repetidos (!!!) é muito feio e desagradável a ler.

Abusar na pontuação pode fazer seu texto perder credibilidade.

  • Evite ao máximo utilizar o gerúndio. O emprego desse tempo verbal empobrece o texto, gera ambiguidade e faz com que o desenvolvimento das ideias apresentadas fique estranho para o leitor.
  • Seja objetivo, específico e direto em textos dissertativos. Esqueça o “mais ou menos” ou o “talvez” e não fique enrolando, “enchendo linha” na hora de falar sobre o assunto, pois isso vai afetar a percepção do leitor sobre o seu ponto de vista.
  • Deixe as frases feitas para um texto coloquial. A presença deles em uma dissertação empobrece seus argumentos e tira a seriedade do assunto. Sendo assim, nada de usar “para fechar com chave de ouro” ou “matar dois coelhos com uma cajadada só” em uma dissertativa-argumentativa ou expositiva.

Dicas e conselhos sobre como se tornar um bom redator.

As melhores frases para redação

Acrescentar citações de pessoas conhecidas pode enriquecer ainda mais o seu texto, sem contar que elas ainda podem te dar ideias de como desenvolver determinado assunto. Existem inúmeras frases que podem ser utilizadas na hora de fazer uma redação. Ficou curioso? Então confira alguns exemplos:

  • Que época terrível essa onde idiotas conduzem cegos” – William Shakespeare.
  • A injustiça num lugar qualquer é uma ameaça à justiça em todo o lugar.” – Martin Luther King.
  • Não corrigir as próprias falhas é cometer a pior delas” – Confúcio
  • O juiz não é nomeado para fazer favores com a justiça, mas para julgar segundo as leis.” – Platão

Quais palavras devo usar na conclusão?

Chegou a hora de fazer a conclusão, você sabe exatamente o que fazer, mas não tem certeza sobre qual a melhor maneira de abrir o seu parágrafo? Confira então algumas sugestões de inícios de frases que podem cair como uma luva no começo da última parte do seu texto:

  • “Em virtude dos fatos mencionados…”
  • “Tendo em vista os aspectos observados…”
  • “Em vista dos argumentos apresentados…”
  • “Em virtude do que foi mencionado…”

E então, pronto para escrever a redação perfeita?

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
avatar