Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Top 6 locais para estudos universitários na França

De Camila, publicado dia 18/08/2017 Blog > Idiomas > Francês > Melhores cidades universitárias francesas para estudar

Várias universidades de alto calibre estão espalhadas por toda a França. Se você é o tipo de estudante que quer seguir uma boa formação acadêmica através de um intercâmbio cultural universitário sem deixar de aproveitar a juventude e ainda aproveitar para aprimorar as habilidades na língua francesa, então esta matéria foi feita para você!

Superprof selecionou as seis melhores cidades para morar e estudar na França. Sempre levando em consideração que jovens também precisam ter uma vida social agitada! Com este pequeno guia você terá uma ideia de como será sua vida de estudante caso se mude para algum desses locais de grande reputação universitária.

1/ Paris

Ah, Paris! Quem nunca ouviu várias histórias sobre a cidade luz mais charmosa da França. A capital do país é conhecida pelos seus reputados monumentos, museus, cultura gastronômica e moda. Com certeza, você já escutou algo sobre a famosa cozinha francesa ou sobre produções de moda de alta-costura; Paris é o berço de tudo isso e muito mais!

Paris está cheia de boas universidades. Como deve ser bom ver o pôr-do-sol parisiense durante os anos de universidade!

Um em cada cinco intercambistas europeus escolhem Paris como destino de estudo. Por que não começarmos a considerar esta opção também no Brasil?

Muitos universitários das áreas de humanas optam pela metrópole parisiense exatamente por causa da sua carga histórica. É em Paris que fica uma das universidades mais conhecidas e célebres do mundo: a Sorbonne. Que jogue a primeira pedra o estudante de humanas que nunca sonhou em entrar nesta não famosa instituição, também conhecida como Paris 1.

No entanto, existe espaço para todas as áreas nas universidades, que são, diga-se de passagem, super bem reputadas em todos os campos. Seja em exatas, biológicas, médicas ou humanas, a maioria absoluta das instituições públicas de ensino superior oferecem formação de qualidade e diploma reconhecido.

Confira algumas universidades e as áreas dos cursos que elas oferecem:

  • Universidade Panthéon-Sorbonne – Economia, Management, Matemática, Artes Plásticas, História da Arte, Arqueologia, Geografia, História, Direito e Estudos Internacionais;
  • Universidade Panthéon-Assas – Comunicação, Administração de Empresas, Ciências Políticas;
  • Universidade Sorbonne Nouvelle: Literatura Moderna, Línguas Estrangeiras Aplicadas, Ciências da Linguagem, Cinema e Audiovisual, Teatro, Mediação Cultural, etc.
  • Universidade Pierre et Marie Curie (UPMC): Informática, Química, Eletrônica, Mecânica, Genética, Biologia, Neurociências, etc.;
  • Universidade Paris Diderot: Línguas Orientais, Literatura, Estudos Cinematográficos, Sociologia, História, Letras, Física, entre outros;
  • Universidade Paris Dauphine: Economia, Ciências da Sociedade, Matemática Aplicada, Finanças, Contabilidade, Marketing, etc.

2/ Marselha

Marselha é uma cidade litorânea que oferece nada mais, nada menos, que um clima constante durante todo o ano, sem muitos altos e baixos como no norte da França. Ela está situada na região de “Provence“, na qual belas paisagens podem ser encontradas, assim como um rico patrimônio cultural.

Se você está à procura de um local para estudar, mas também onde possa aproveitar do bom tempo, da boa atmosfera e dos passeios na beirada do mar, então Marselha (ou Paris para aprender francês?) é onde você deve procurar seu curso universitário.

Marselha é banhada pelo Mediterrâneo. Além de estudar, você ainda pode aproveitar o Mar Mediterrâneo em Marselha!

A Universidade Aix-Marselha possui uma história muito rica (assim como quase tudo em toda a França!). Fundada em 1409 (o Brasil ainda nem tinha sido “descoberto”) por Luís II de Nápoles, Duque da Provença, a instituição teve suas portas fechadas durante a Revolução Francesa. Felizmente, ela foi reaberta e hoje conta com três sedes:

  • Universidade da Província de Aix-Marselha I;
  • Universidade do Mediterrâneo Aix-Marselha II;
  • Universidade Paul Cezanne Aix-Marselha III.

Dentro destas três universidades, o aluno tem a opção de fazer cursos em praticamente todas as áreas. Além disso, elas acolhem grande número de estudantes estrangeiros, o que pode ser um ponto positivo na hora da adaptação, caso uma delas seja sua escolhida. Desta forma, além de estudar, melhorar seu francês e morar (na França) em Marselha, você ainda poderá conhecer gente dos quatro cantos do mundo!

3/ Lion

Localizada no sudeste da França, Lion é a capital da região Auvérnia-Ródano-Alpes (Auvergne-Rhône-Alpes) e a terceira maior cidade do país, com um população de 1.300.000 habitantes. Ela está muito bem conectada com as outras partes do território francês, graças aos trens de alta velocidade e ao aeroporto próprio que possui.

Para você ter uma ideia, é possível chegar à Paris com uma viagem de apenas duas horas de trem! Se você preferir visitar o mar Mediterrâneo ou a região dos Alpes franceses, então só precisa de uma horinha partindo de Lion.

Em 1998, a cidade foi denominada como patrimônio mundial da humanidade pela UNESCO, devido à sua imensa carga histórica. Não precisa nem falar que aqueles que gostam de transitar em meios culturais terão um prato cheio em Lion. Além das características citadas acima, a cidade ainda conta com as seguintes universidades:

  • Universidade Católica de Lion (UCLY) – Direito, Letras, Filosofia, etc.;
  • Universidade Bernard Lyon I – especializada em estudos nas áreas biológicas e tecnológicas.

4/ Montpelier

Montpelier possui uma população pequena quando comparada com as cidades citadas acima: ela possui apenas 300.000 habitantes e nem por isso perde seu dinamismo. Situada no sul da França, ela é conhecida por ser uma cidade universitária e isso significa que ela está lotada de jovens!

Assim como Marselha, Montpelier fica no litoral mediterrâneo, onde o clima é suave durante o ano inteiro. O local é ideal para curtir uma praia em dias de sol, assim como para fazer grandes e agradáveis caminhadas na orla. O céu é quase sempre azul durante a primavera, verão (aprenda francês na França nessa época do ano!) e outono.

A Universidade de Montpelier é uma instituição que fomenta a pesquisa científica acadêmica e conta com 9 faculdades:

  • Medicina;
  • Farmácia;
  • Economia;
  • Administração e Economia Social;
  • Direito e Ciências Políticas;
  • Educação.

Ela ainda possui 3 institutos tecnológicos, 3 institutos de administração e gestão de empresas e 2 escolas de pesquisas especializadas.

Se seu intuito, além dos estudos universitários, também é o de fazer um bom curso de francês (viajando!), em Montpelier está localizado o Instituto Linguístico de Adenet (ILA). Esta é uma escola do idioma de reputação internacional que coloca à disposição do aluno cursos de francês como língua estrangeira (FLE).

5/ Angers

Situada na região do País do Loire, Angers é a cidade perfeita se você aprecia castelos, pois ela está repleta deles! Muitos foram convertidos em hotéis e outros estão abertos ao público para visitação. Além das grandes fortalezas de pedra, a cidade ainda possui várias residências que pertenceram a realezas francesas.

Para quem gosta de castelos, Angers é a cidade ideal! Angers é conhecida pela quantidade de castelos na cidade!

Angers foi declarada como patrimônio mundial da humanidade pela UNESCO e podemos até ousar dizer que é um dos grandes tesouros contidos no território francês.

Uma das principais atrações locais é a abadia de Saint-Aubin de Angers ou Saint Serge, assim como o Mercado de Júlio César (que data do século III) e as grutas trogloditas (muitas abrigam restaurantes, adegas e galerias de arte).

A Universidade de Angers é muito conhecida, pois está localizada em uma cidade que possui uma antiga tradição de escolas e estudos. A instituição recebeu o título de universidade em 1356 e, 100 anos mais tarde, contava com 4 faculdades (Direito, Medicina, Artes e Tecnologia).

Durante o século XX, foi criado um Centro Científico, um Instituto Universitário de Tecnologia, um Colégio Jurídico Universitário e um Colégio Literário Universitário. Foi através da evolução e do desenvolvimento acadêmico ao longo dos séculos que a cidade ganhou a reputação que tem hoje.

6/ Lille

Situada na região Altos da França, Lille fica bem lá no norte do país, quase na divisa com a Bélgica. Famosa por sua história e produção artística, ela possui como principal atrativo turístico a riqueza do seu patrimônio arquitetônico. Alguns dos pontos mais procurados são:

  • Grand Place;
  • Vieille Bourse;
  • Palácio de Belas Artes;
  • Capela de Notre-Dame-de-Réconciliation.

Sem contar com as inúmeras igrejas e casa antigas espalhadas por todo seu território. Os teatros e as casas de espetáculos são igualmente conhecidos e dão à cidade a fama de possuir uma atmosfera animada e descontraída.

Em Lille pode ser encontrada a IESG School of Management, que oferece cursos ligados à Administração e Gestão de Empresas, e Informática. A cidade também possui a Universidade Católica Norte da França, que conta com diversos campus. Neles podem ser encontrados faculdades de Ciências e Tecnologia, Direito, Saúde e Ciências Médicas, Literatura, Arte, História, dentre muitos outros.

Informações práticas

Se você já decidiu que pretende estudar na França, então o primeiro passo é garantir que seu nível do idioma francês (para viagem) é, no mínimo, B2. Ou seja, é preciso possuir um domínio intermediário da língua para conseguir se inscrever na maioria das universidades.

Estudantes brasileiros que não possuem cidadania européia precisam passar pelo site do Campus France para fazer as inscrições. Pode parecer complicado, mas pesquisando direitinho é possível encontrar todas as informações necessárias referentes à documentação, diplomas, comprovantes escolares, visto, etc.

Dica de ouro é planejar o intercâmbio bastante tempo antes do início do ano letivo. É bom começar a planejar a viagem com 1 ano de antecedência.

Dica de ouro: fique atento(a) às datas de inscrição, pois o calendário francês é diferente do brasileiro. O ano letivo na França se inicia em setembro. Sendo assim, as inscrições são normalmente abertas por volta de fevereiro. O ideal é planejar tudo com um ano de antecedência para ter tempo suficiente de encontrar o bom curso, a boa faculdade, providenciar toda a documentação necessária, fazer a prova de proficiência da língua e arrumar um local onde morar.

Se você encontrar dificuldades no meio do caminho ou ficar na dúvida sobre decisões a tomar, uma boa opção é tentar achar um grupo de estudantes brasileiros na França. O Facebook, com certeza, deve possuir algum deles!

Se preferir, saiba também como encontrar uma boa aula de francês para iniciantes ou um curso de francês online no Superprof!

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (média de5,00 sob 5 de 1 votos)
Loading...

Deixe um comentário

avatar