Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Saiba cobrar pelos seus cursos de língua japonesa

De Carolina, publicado dia 06/03/2018 Blog > Idiomas > Japonês > Quanto custa uma aula de japonês?

Você é professor, aposentado, japonês nativo ou estudante de japonês?

Você sabia que você tem a possibilidade de dar aulas particulares de língua japonesa (como?) para muitos estudantes brasileiros?

Por verdadeira paixão pela profissão, para compartilhar seu conhecimento ao receber uma grana extra: tornar-se professor de japonês é bastante possível!

Mais e mais pessoas no Brasil estão começando a aprender com professor particular de japones. Então, a demanda está aumentando cada vez mais! Muitos já criaram seus perfis no site Superprof  e estão ganhando seu dindin!

Hoje, poucas escolas tradicionais oferecem aulas de japonês… Mas há muitas escolas de idiomas e, claro, a opção de dar aulas particulares!

Mas antes de dar sua primeira aula de japones, aqui estão algumas dicas para definir sua remuneração e se destacar na concorrência.

Qual é o preço de um curso de japonês no Superprof?

Escolher seu professor de japonês no Superprof é apostar em um professor certificado, pedagogo e metodológico.

Como definir o preço para um seu curso de japonês no Superprof? Encontrar um professor é fácil no nosso site!

Em apenas alguns cliques, os usuários podem facilmente entrar em contato com um bom professor particular de japonês perto de sua casa, escritório, faculdade, escola, etc.

Fale japonês e visite o país do sol nascente Conheça as belezas de aprender a língua japonesa

Uma escolha de confiança, porque os estudantes também podem ver todos os comentários e notas deixados pelas alunos anteriores de cada professor.

Professores nativos japoneses ou certificados, os preços de uma aula em língua japonesa podem variar facilmente de acordo com o perfil do professor de japones.

Mais e mais brasileiros querem aprender japones. Mas qual é o preço que eles estão dispostos a pagar?

Defina o preço da sua hora / aula: como funciona no Superprof?

No Superprof, os professores particulares estabelecem sua própria remuneração!

Para ter uma ideia, os professores de japonês cobram, em média, uma taxa horária de R$ 60 e a primeira hora do primeiro curso é muitas vezes gratuita.

Por exemplo, você pode encontrar:

  • Guilherme em São Paulo,
  • Pedro Gabriel no Rio de Janeiro,
  • Deborah em Belo Horizonte.

Cursos de japonês: estudar os preços da concorrência e se situar em relação a ele

Ao embarcar na aventura de aulas de japonês e tudo o que pode representar (escola de idiomas, culinária japonesa, cultura japonesa, contar em japonês, ir ao Japão, trabalhar no Japão…) você vai, como professor, certamente ser confrontado com dificuldades de gestão administrativa e financeira.

Quando se trata de preços de suas aulas de língua japonesa, você pode confiar na concorrência. Mas cuidado, não qualquer concorrência!

É importante distinguir entre organizações de aulas particulares e plataformas de cursos online!

A gente escolhe o preço das aulas de japones?

Sim e não. Concretamente, três possibilidades estão disponíveis para você:

  • Ou você trabalha para uma organização privada de aulas particulares,
  • ou você se registra em uma plataforma online para conectar professores e alunos.
  • ou o boca a boca, anúncios nos classificados, na vizinha, etc.
  • ou…. tudo isso e mais opções que você encontrar!

Ensinar japonês para estudantes através de uma organização privada

No mundo dos cursos de língua japonesa, é impossível não passar pelas organizações privadas que já possuem décadas de experiência.

Dê aulas de japonês em domicílio O equilíbrio é algo muito importante e presente na cultura japonesa

Isso também se aplica às aulas de chinês, aulas de inglês, aulas de alemão, aulas de mandarim, aulas de coreano, aulas de espanhol…

Se você escolher essa opção, a organização decidirá por você o preço de seus cursos. Você pode se sentir frustrado porque o valor não depende das suas expectativas e do trabalho fornecido.

Mas, em compensação, elas se encarregam de encontrar alunos e montar salas para você dar aula.

Muitas vezes, você recebe um salário fixo para isso.

Entre essas organizações, você pode encontrar:

  • Kumon
  • Wizard,

Idioma japonês: qual plataforma especializada escolher?

Por outro lado, nas plataformas web que fazem sua conexão com os alunos, você é totalmente livre para definir o valor de sua remuneração, destacando a originalidade de seus cursos e seus apoios.

Talvez você goste de ensinar gramática japonesa através de haiku (pequenos poemas japoneses) ou trabalhar em traduzir e escrever Kanji com os mangás, etc.

Você sabe na ponta da língua e dos dedos hiragana e katakana?

Destaque seus métodos de ensino originais para se destacar: compreensão, pronúncia, caligrafia japonesa, conversa, curso intensivo…

Cabe a você escolher a solução que melhor lhe convém!

Definir o preço das aulas de japonês de acordo com a cidade

Para definir o preço de suas aulas de japones, você também deve levar em consideração sua localização.

Quais são os preços praticados no Brasil?

Não há surpresa, São Paulo e algumas de suas cidades periféricas são as mais caras onde você pode ter aulas particulares.

Não é de se admirar! Todos dizem que São Paulo e Rio de Janeiro são as cidades mais caras do Brasil!

Esses preços mais altos também podem estar relacionadas a uma maior demanda por esse tipo de aprendizagem nessas capitais. Mais habitantes, mais necessidades de aulas particulares.

Na verdade, quando olhamos para todas as escolas de idiomas que oferecem japonês, entendemos por que a demanda é muito maior que a oferta!

Para as outras cidades (Belo Horizonte, Brasíllia, Recife, Porto Alegre…), os preços são ligeiramente mais baixos. Como você pode imaginar, é nas cidades menores que os custos com aula particular são menores.

Em geral, um curso de japonês é cobrado entre R$ 60 e R$ 100.

Saiba também como encontrar estudantes de aulas de japonês.

Defina seu preço de acordo com seu perfil, qualificações e experiência

Agora que você fez a escolha entre as diferentes opções para exercer a profissão de professor de japonês, estude o preço cobrado pela concorrência e considere a sua localização. Observe os últimos critérios para não esquecer na hora de fixar sua remuneração.

Conheça a cultura japonesa Tantos mistérios a serem descobertos conhecendo mais o Japão…

Para isso, faça-se 3 perguntas:

Quanto custam as aulas de um nativo japonês?

Primeiro critério para levar em conta: sua língua materna.

Por que? Pelo simples motivo de que professores nativos cobram mais caro que um professor brasileiro bilíngue em japonês – português.

Muitos pais e estudantes preferem um japonês nativo para acompanhar seus filhos ao aprender a língua japonesa. Seu conhecimento cultural sobre o Japão também pode fazer a diferença.

O top? Nascer no país do saquê e perfeitamente bilíngue em português!

Os japoneses são interessados ​​na cultura brasileira? Você sabia que São Paulo tem a maior comunidade japonesa fora do Japão?

Quais são os meus diplomas?

Você pode saber, um professor com formação universitária com muitos anos de experiência em ensinar japonês terá, naturalmente, tarifas mais elevadas.

Para se destacar, não esqueça de nenhum detalhe…

Diplomas relacionados com o Japão e sua língua, intercâmbios linguísticos, excelente nível do teste de aptidão Japonese-Language Proficiency Test (JLPT) – Teste Linguístico de Proficiência de Japonês, certificados… Destaque sua trajetória escolar para tranquilizar os pais.

A maioria dos professores japoneses no Brasil se formou diretamente na terra do sol nascente. Se não, eles fizeram curso de letras em alguma universidade do país que oferece habilitação em japonês. Saiba que não são todas…

Qual é a minha experiência como professor particular de japonês?

Escolher um professor de japonês para dominar o idioma é escolher alguém experiente. Mas não com nenhuma experiência…

Há uma grande diferença entre ensinar uma matéria de maneira clássica em um ambiente escolar na frente de vinte alunos e ensinar cara a cara na casa do aluno.

Os pais de estudantes e estudantes estão mais interessados ​​em um professor que já tenha experiência em educação em casa. Eles procuram acima de tudo um professor com métodos de ensino adaptados e sabendo como organizar um curso de japones!

Ainda estou estudando japonês?

Pode ser que você ainda não se encontrou em todas essas posições. Quem sabe você é ainda um estudante?

Muitos alunos do ensino superior decidem, para completar seu fim do mês, oferecer seus serviços como professor particular de japonês. Uma iniciativa muito agradável, mas infelizmente representa a situação para a qual a remuneração é a mais baixa…

Para quais tipos de alunos?

Finalmente, chamamos sua atenção para uma pergunta final: “Quem eu vou ensinar?”

  • Para estudantes fãs de mangá ou desenhos animados japoneses?
  • Para os executivos ansiosos para aprender a falar japonês para interagir com os clientes?
  • Para estudantes que preparam um exame japonês como o Japonese-Language Proficiency Test (JLPT) – Teste Linguístico de Proficiência de Japonês?
  • Para estudantes que desejam descobrir os segredos da caligrafia japonesa, escrever, aprender japones e a história do Japão?
  • Para estudantes que preparam uma viagem ao Japão?
  • Etc.

Tributos como professor particular de japonês para definir o preço

Agora você tem todas as chaves na mão para definir suas tarifas para suas aulas de japonês. Quase…

Aprenda japonês com um professor particular O Japão não é só atrativo graças a sua culinária

Por último, mas não menos importante, os tributos também devem ser lavados em conta para cada professor particular de japonês (saiba qual é o perfil ideal) de acordo com seu estatuto legal.

Existem 2 diferentes:

1. Você pode escolher se juntar a uma organização especializada em aulas particulares.
2. Você escolhe a opção de Microempreendedor Individual – MEI.

Na primeira opção, o preço cobrado por sua hora / aula vai ser definido pelo organismo e você vai receber somente uma porcentagem do total. Pode ser que você seja assalariado também e vai ganhar independente da quantidade de aulas particulares que der.

Nesse caso, os tributos vão ser descontados na fonte e vai ser o equivalente pago por um assalariado.

Já o MEI é o estatuto de trabalhador independente. Com ele, você paga uma taxa de aproximadamente R$ 50 por mês, mas está limitado a ganhar no máximo R$ 60 mil por ano.

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...

Deixe um comentário

avatar