Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Quais as possibilidades de cursos na área de TI?

De Fernanda, publicado dia 03/01/2018 Blog > Artes e Lazer > Informática > Quais diplomas existem na área da informática?

Estima-se que hoje no Brasil o mercado de TI emprega 1,3 milhão de pessoas e, de acordo com a Associação Brasileira de Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação, 50 mil postos de trabalho estão esperando por um profissional qualificado.

Apesar disso, o cenário atual é definitivamente carente de profissionais capacitados. A demanda no setor é sempre alta, pois além de existirem poucos profissionais especializados no mercado, a área de soluções e recursos tecnológicos está em pleno desenvolvimento. Por isso é uma área de visibilidade e sempre acolhe novos profissionais.

Mas falta talento. Este é um dos poucos setores que contrata com frequência e tem problemas para encontrar profissionais competentes.

Você está acabando o Ensino Médio ou quer mudar de carreira? Que tal pensar em TI?

Muitas escolas e universidades hoje oferecem formação de alta qualidade para se tornar um engenheiro de computação, programador ou webdesigner.

  • Será que é possível se tornar um professor de informática sem um diploma específico?
  • Como dar aulas de informática sem certificados?

Encontrar um emprego na área de TI sem diploma superior: realidade ou mito?

Aulas de informática: onde estudar? Onde encontrar a sua formação ideal para se tornar um profissional de TI?

Mesmo que seja bem possível se formar na área de TI ou tecnologias digitais como autodidata, você vai enfrentar dificuldades na hora de encontrar emprego sem um diploma ou no mínimo uma certificação oficial. Para certas profissões, o empregador, na grande maioria dos casos, vai preferir o candidato que já é formado.

Além disso, estudar por conta própria requer muita motivação. As instituições de ensino superior e centros educacionais, além de fornecerem os tão valiosos diplomas, também trazem didática, transdisciplinaridade, networking, atualizações, pesquisas mais recentes sobre determinados assuntos… Definitivamente é o local certo para adquirir os conhecimentos necessários aos profissionais de TI de hoje.

No Brasil, os cursos profissionalizantes em Tecnologia da Informação são fenômeno relativamente recente, sendo validados pelo Ministério da Educação entre os anos de 2004 e 2005. Antes disso, os profissionais atuantes neste mercado tinham diplomas em áreas das ciências exatas como matemática e física, e utilizavam sua experiência e prática para adquirir os conhecimentos específicos da área. Atualmente encontramos uma série de cursos voltados para assuntos particulares como noções de programação, organização de dados e segurança de rede.

Por um lado, hoje é perfeitamente possível tornar-se webmaster, analista de sistemas, analista de suporte ou desenvolvedor web sem ter um diploma reconhecido pelo MEC como curso superior. Por outro, se o estudante procura por uma formação mais sólida, com mais tempo de prática (estágios) e teoria, há muitas opções no mundo acadêmico, como o de Sistema de Informação e Engenharia da Computação.

Por fim, a grande dúvida: posso trabalhar com TI sem ter formação superior na área?

Poder, pode. Você sempre vai encontrar um exemplo de um profissional bem sucedido na área! No entanto, nossa sugestão é: se você tiver tempo, orçamento e motivação, faça um curso superior. Por quê? Pense no que falamos mais acima, na carência de profissionais qualificados, pense na crise, pense na concorrência, pense com a cabeça do recrutador… Definitivamente vale a pena investir. A boa novidade é que hoje em dia, muitas universidades, entre elas muitas públicas e gratuitas, oferecem várias opções de cursos superiores na área. Novos cursos estão sendo criados todos os anos. E há também uma quantidade grande de cursos tecnólogos disponíveis.

Outra opção é entrar em contato com um professor particular de informática para ajudá-lo a se preparar para os exames de admissão ou para dar orientações mais assertivas sobre o assunto.

Cursos superiores tradicionais

Qual formação para dominar tudo de informática? Pesquise sobre os cursos de graduação disponíveis em sua cidade ou região. Se tornar um Engenheiro da Computação pode ser um bom negócio!

As principais graduações na área e disponíveis em quase todas as universidades brasileiras são:

  • Engenharia da Computação:  forma profissionais especializados no desenvolvimento e análise de softwares, redes de computadores e sistemas digitais, capazes de desenvolver projetos de automação industrial das mais variadas complexidades. Foco total em hardwares e demais dispositivos tecnológicos!
  • Ciência da Computação: o curso estuda o desenvolvimento de sistemas para as múltiplas plataformas e a construção de soluções computacionais para problemas da sociedade. O bacharel formado trabalha com as diversas etapas e abordagens do desenvolvimento de software e está preparado para resolver problemas reais, aplicando soluções que unam a teoria e a prática. Modelar bancos de dados, desenvolver e implementar projetos de software e propor soluções computacionais eficientes e econômicas são apenas algumas de suas atividades. Mas atenção! Este curso é para aqueles que gostam de programação!
  • Sistemas de Informação: habilita profissionais altamente qualificados para atuarem no desenvolvimento de produtos e serviços de Sistemas de Informação (TI), organizar os processos de TI nas empresas, analisar e propor o aperfeiçoamento de sistemas existentes e gerenciar equipes de desenvolvimento nos mais diversos níveis. Comparado com as anteriores, espere menos hardware e programação baixo nível.

Ao optar por um curso superior tradicional em uma universidade, saiba que você :

  • Vai ter de estar presente (os cursos são em sua maioria presenciais – poucos são na modalidade EAD);
  • A formação é longa, dura de 4 a 5 anos;
  • A grade curricular é mais genérica; caso você deseja se especializar em algum assunto, é preciso fazer formação complementar ou ter experiência consolidada na área;
  • Em sua maioria, os cursos têm como objetivo formar profissionais acadêmicos.

Cursos tecnólogos

É uma opção para aqueles que desejam ter um diploma superior mas preferem uma formação mais focada no mercado de trabalho e menos no aspecto no acadêmico. Depois de concluir a formação, o estudante recebe o título de tecnólogo e não bacharel. Os cursos, além de serem ofertados na modalidade presencial, são facilmente encontrados na modalidade EAD ou semipresencial. Com uma duração mais curta – em geral 2 anos e meio -, possuem grade curricular voltada para áreas mais específicas da TI.

Conheça alguns cursos que são geralmente oferecidos na modalidade superior tecnólogo:

  • Análise e Tecnologia de Sistemas: tem como objetivo formar profissionais para atuar na análise, projeto, especificação, documentação, teste, implementação e manutenção dos sistemas computacionais de informação. Para tanto, o aluno utilizará os conhecimentos pertinentes, nos pilares técnico, organizacional e comportamental, voltados para uma análise e desenvolvimento eficientes e adequados de sistemas de informação. Voltado para o desenvolvimento de sistemas de uso empresarial (ERP, CRM, etc), também possui suas boas doses de conteúdos relacionados a área de gestão e administração.
  • Gestão da Tecnologia da Informação: a demanda por profissionais de Gestão da Tecnologia da Informação com foco em serviços e governança vem crescendo no Brasil, principalmente em organizações que prestam serviços na área de TI. O curso tem como foco formar profissionais capazes de gerenciar, por meio de técnicas, modelos e processos, os recursos de Tecnologia da Informação (TI) das organizações prestadoras de serviços, considerando os conceitos modernos da Ciência de Serviços.
  • Sistemas para Internet: forma profissionais capazes de atuar na concepção e no desenvolvimento de um sistema em ambiente web, como por exemplo um e-commerce, compreendendo todas as etapas envolvidas no processo de criação. O profissional pode atuar tanto na parte de interface, usabilidade e layout de um sistema (frontend) quanto na programação dos componentes envolvidos e do banco de dados (backend).

Instituições como Senac, Senai, IFES e UFMS oferecem formações de tecnólogos reconhecidas e de qualidade. Dica: é importante sempre se certificar de que a grade curricular e o diploma seja reconhecido pelo MEC.

Cursos livres

Por fim, você ainda tem a opção de cursos livres, que podem ser encontrados nas modalidades presencial, semipresencial e a distância. Em geral são formações de curta duração, voltadas para um assunto específico da área, tais como: redes de computadores, banco de dados, programação, webdesign, noções básicas de informática, segurança da informação… A principal diferença em relação aos cursos tradicionais e tecnólogos é que os cursos livres não são de nível superior, não possuem nenhum vínculo com o Ministério da Educação – MEC, além de não atribuírem títulos como bacharel e tecnólogo.

Qual a vantagem desses cursos? É uma excelente maneira de conhecer novas áreas em TI, assim como aumentar a sua abrangência de conhecimento de um assunto específico.

Onde estudar computação? Vai começar a aprender informática do básico? Por que não começar pelos cursos livres online?

Em síntese:

  • Sim, é bem possível começar a sua carreira na área de TI sem ter um diploma. Em geral, para o mercado de trabalho, a formação acadêmica é menos importante do que a competência técnica para a função. Para muitos cargos o curso superior não é mais um pré-requisito. O setor está constantemente à espera de novos talentos e está desenvolvendo cursos de qualidade para muitas pessoas que não têm acesso ao nível superior. No entanto, saiba que a concorrência será maior e os salários mais baixos!
  • Dependendo de seus objetivos profissionais, você pode optar entre um curso superior tradicional, um curso tecnólogo e cursos livres. Na Internet, há uma vasta opção de formações online e de curta duração. Escolha a sua!
  • Em todas as opções de formação, é necessário ter motivação, ser independente, ser curioso e gostar muito da área de exatas! Caso contrário, é melhor deixar a sua vaga para outro!
Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...

Deixe um comentário

avatar