Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Por que aprender mandarim durante a juventude?

De Camila, publicado dia 28/04/2019 Blog > Idiomas > Chinês > Vantagens de aprender a lingua da China enquanto jovem

“Brasileiros que acham que o inglês é o idioma principal e o mandarim não é tão importante assim estão totalmente enganados.”
Opinião & Notícia
(“Como aprender chinês no Brasil” – 27/10/2018)

Quer um bom motivo para começar a aprender chinês desde jovem? Além do fato da China ser uma grande potência econômica, essencial nas relações comerciais atuais, ela ainda possui uma cultura milenar fascinante!

A China é um país com uma população enorme: mais de 1,3 bilhões de habitantes! Por incrível que pareça, o mandarim é a língua mais falada no mundo, ficando à frente do inglês!

Não vamos negar que aprender inglês no atual contexto mundial é essencial, mas se seu filho começar a aprender mandarim desde cedo, a tarefa se tornará muito mais fácil para ele. Sem contar que, quando ele for adulto, tal habilidade linguística será um mega diferencial em qualquer tipo de área na qual ele deseje atuar. Afinal de contas, o que não faltam são sinófonos espalhados pelo mundo. E para ser bem sincera, os nativos da língua chinesa não são muito bons em falar inglês, então ponto para o estrangeiro que conseguir se comunicar com eles em mandarim!

Ainda na dúvida se deve inscrever seu filho em um curso de mandarim? A aula de chines pode ser um pouco “puxada” no início, mas com o passar do tempo, ele vai criar intimidade com a língua. Isso sem contar que um curso de mandarim para brasileiros possui uma metodologia que leva em conta o nosso contato básico com a língua de Confúcio (que é zero!).

Para te ajudar a tomar esta decisão, selecionamos alguns motivos para se aprender chinês desde jovem.

Confira ainda um mini guia para ensinar chinês para crianças.

Aprender chines jovem: mais tempo para se tornar sinófono

A dificuldade em aprender idiomas não é tanto ligada à vontade ou à motivação – que, normalmente, estão presentes já que, na maioria das vezes, o aluno é quem escolhe passar pelo aprendizado de mandarim -, mas sim ao tempo que gastamos para aprendê-los.

Aprender chinês leva tempo

O chinês é uma língua complexa, e isso não é novidade para nenhum lusófono que deseja se tornar sinófono. Aprender o alfabeto chinês, a ler e a falar o idioma da China apresenta, para os brasileiros, muito mais trabalho do que aprender uma língua próxima do português, como o espanhol, ou ainda mais distante, como o holandês!

De acordo com professores de chinês para estrangeiros, é preciso 1 hora de trabalho por dia durante 3 anos para dominar em um nível intermediário o mandarim.

Com a língua chinesa não poderia ser diferente. A melhor maneira de se aprender uma língua é fazendo uma imersão na sua cultura!

No entanto, essa dificuldade de aprendizado não se aplica a crianças. Os pequenos em idade infantil estão desenvolvendo suas habilidades linguísticas primárias. Isso significa que seus cérebros são altamente receptivos ao aprendizado e à adaptação. Sendo assim, aprender mandarim enquanto criança pode ser tão simples para eles quanto aprender a falar inglês, espanhol ou francês!

Benefícios ao se ter mais tempo para aprender mandarim

O momento ideal para um ocidental aprender o mandarim e alcançar a fluência é enquanto ele ainda é muito jovem. Além dos benefícios práticos de chegarem à vida adulta já dominando o mandarim, estudos mostram que as crianças atingem vários outros ganhos ao aprender chinês enquanto são jovens.

Desenvolvimento de uma audição precisa e da interpretação de sons

O mandarim é um idioma tonal. Aprender linguagens tonais é, sem a menor sombra de dúvidas, mais fácil para crianças do que para adultos, já que as primeiras são mais sensíveis às diferenças de sons. Quanto mais jovem a criança começa a aprender, mais precisamente eles podem identificar e replicar esses sons.

Desenvolvimento de habilidades musicais

Desenvolver uma familiaridade maior com tons e sons através do aprendizado do chinês também contribui para o cultivo de uma habilidade musical em crianças. Um estudo da Universidade da Califórnia em San Diego encontrou uma forte correlação entre a fluência em uma linguagem tonal e o desenvolvimento do tom perfeito dentro de atividades musicais.

O tom perfeito é indicativo de certos processos corticais avançados. Sendo assim, o mandarin não beneficia somente o cérebro, mas também, ao que parece, tem a capacidade de fazer com que crianças se tornem melhores cantores!

Melhora da interpretação de símbolos

Como a escrita em mandarim depende de milhares de caracteres, os aprendizes do idioma falado na China têm que ler e interpretar um grande número de símbolos visuais, ativando mais regiões do cérebro do que o inglês, que depende de um alfabeto fonético.

Através do aprendizado do mandarim, as crianças podem se tornar mais adeptas à comunicação visual, sendo capazes de interpretar mais prontamente símbolos presentes em artes visuais, assim como entendendo as nuances entre símbolos dentro da comunicação visual.

Os olhos, os dedos e o cérebro de uma criança aprendendo mandarim ficam mais treinados. Uma das vantagens de se aprender a ler, escrever e falar chinês desde criança é a contribuição que a língua proporciona ao desenvolvimento da comunicação visual!

Melhora da coordenação entre olho e mão

A maioria das línguas ocidentais são escritas em uma mesma direção: da esquerda para a direita. Já o idioma da China é escrito de maneira diferente. O ato de escrever caracteres em mandarim requer traços em múltiplas direções, além de demandar a aplicação de diferentes tipos de pressão da mão na caneta contra o papel.

Para as crianças, aprender a escrever desta forma melhora o desenvolvimento de suas habilidades motoras finas, assim como do reconhecimento espacial.

Desenvolvimento de habilidades matemáticas mais fortes

Sim, existe realmente uma correlação científica entre o aprendizado de mandarim e a melhoria da capacidade matemática!

Vários cientistas teorizam que, como a representação dos números no mandarim é menos abstrata que os números do alfabeto arábico (o nosso), e como o ato de praticar a caligrafia chinesa exige contagem repetitiva, as crianças pequenas ganham maior familiaridade com a matemática e com o pensamento numérico.

No aprendizado do mandarim, os conceitos matemáticos são essenciais para se atingir a fluência da língua. Sendo assim, o pensamento matemático não se desenvolve como um assunto separado que ativa uma parte diferente do cérebro. Ao aprender o idioma da China, matemática e mandarim andam lado a lado, estimulando a mesma área do cérebro e fazendo com que as crianças aprendam ambas as matérias com mais facilidade.

Como o chinês mandarim envolve o aprendizado de linguagem, sons, desenho e matemática de uma só vez, ele ativa mais regiões do cérebro e melhora o desenvolvimento cognitivo em geral, mesmo em adultos (sim, tal benefício também se aplica para os mais velhos que desejam aprender ou já fazem aulas de mandarim!).

Maior criatividade e inteligência emocional

Na verdade, as pessoas que se comunicam em mandarim usam uma maior parte do cérebro na maioria do tempo em que aprendem, falam e escrevem na língua. Já as pessoas que falam português ou inglês, por exemplo, tendem a alternar entre os hemisférios esquerdo e direito enquanto fazem uso desses idiomas.

Em teoria, esse uso mais equilibrado do cérebro poderia levar a um aumento da criatividade em geral, assim como melhorar a capacidade de resolução de problemas e contribuir no alcance de uma maior inteligência emocional.

Inteligente e criativo é quem aprender a falar chinês! Quer aumentar as chances da criatividade e inteligência emocional serem grandes? Então coloque-o na aula de madarim, pois aprender o idioma contribui para ambos!

Resumindo…

Em resumo, aprender o mandarim desde criança contribui no desenvolvimento e na melhora de vários fatores, tais como:

  • Utilização de uma maior área do cérebro;
  • Habilidade musical;
  • Sensibilidade de compreensão e interpretação de sons;
  • Interpretação de símbolos e comunicação visual;
  • Habilidades motoras finas e roconhecimento espacial;
  • Pensamento matemático;
  • Utilização equilibrada do cérebro;
  •  Criatividade;
  • Resolução de problemas;
  • Inteligência emocional.

Com todos esses benefícios para a mente e o cérebro, o aprendizado da língua da China para crianças certamente será uma vantagem para toda a vida, independentemente de dos eventuais interesses ou profissões que os pimpolhos venham a escolher em vida adulta.

Aulas de mandarim para crianças

Para aprender a falar o idioma da China é necessário fazer aulas. Se lançar nessa aventura te permite conhecer o básico da língua, tal como:

  • Entonação nas frases;
  • Vocabulário chinês;
  • O tipo de saudação a usar de acordo com o interlocutor.

Fazer aulas e praticar durante o dia é muito melhor para memorizar e assimilar conceitos, regras gramaticais e novas palavras. Mas, muitas vezes, ter tempo livre durante o dia só é possível para estudantes ou adolescentes.

Aulas de mandarim no Brasil podem ser encontradas em vários lugares: em escolas de idiomas, em institutos culturais chineses e através de professores particulares.

A República Popular da China não é apenas conhecida por seus ideogramas, mas também por sua rica cultura chinesa, seja através de grandes filósofos como Confúcio, ou de grandes monumentos como a Grande Muralha da China.

Cada vez mais jovens que desejam aprender chinês aproveitam as férias para fazer uma viagem de imersão linguística na China. Essa é, sem dúvidas, a melhor maneira de aprender a falar mandarim rapidamente ao mesmo tempo em que se descobre um mundo completamente novo para os bons sulamericanos que somos!.

Aprender chinês e ainda conhecer a cultura da China. Os jovens podem ainda aproveitar várias oportunidades de fazer um intercâmbio linguístico na China.

Quer aprender como ensinar mandarim para crianças?

Aprender mandarim é também estimular a criatividade dos jovens

Já que estamos falando de descobertas, é preciso ter em mente que tanto a língua quanto a cultura chinesa possuem características bem específicas e particulares.

Os sinogramas por si só (nome dado aos caracteres da escrita chinesa) já chamam a atenção de vários jovens por causa da sua grafia única com grande apelo artístico! Ao aprender mais sobre o assunto, os jovens acabam por aprender a ler e escrever em pouco tempo devido ao interesse na estética da escrita chinesa. Com o passar dos anos – e o avanço da idade – o trabalho de memorização se tornar mais difícil (não somente para o chinês, mas para todas as outras línguas estrangeiras).

A caligrafia chinesa é super artística e rica, possuindo quase 60.000 signos! Mesmo os grandes literários chineses não conhecem todos eles, já que apenas 3.000 são necessários para a comunicação diária.

Além disso, muitos psicólogos concordaram que idiomas como o chinês podem estimular a criatividade das crianças. Basta ver a riqueza da pintura chinesa, muitas vezes associada à caligrafia ou a outras artes! Fazer uma introdução ao mandarim desde cedo é uma maneira de tomar consciência disso.

Frequentemente, as atividades favoritas das crianças são os desenhos em nanquim ou a pintura sobre tela. Os mais conhecidos da cultura chinesa ligados a esses assuntos são:

  • A pintura Gongbi,
  • A pintura Baimiao,
  • A pintura Mogu,
  • A pintura Xieyi,
  • A pintura Shuimo.

Essas são variantes da pintura chinesa com tipos e níveis de técnicas variadas, acessíveis tanto para os pequenos quanto para os grandes. Além disso, muitos jovens apreciam a possibilidade de escrever seu nome em chinês, usando um dicionário em português-chinês. Na verdade, quem começa a aprender chinês desde cedo tem uma certa vantagem: desenvolver a criatividade e rapidamente interessar-se por essa língua extremamente pictórica.

Já imaginou ter um melhor amigo chinês? Aprender a falar chinês ainda jovem pode abrir várias portas em âmbito pessoal e profissional.

Descubra qual é a melhor idade para começar a aprender chinês.

Obter os reflexos essenciais à língua com aulas de mandarim desde criança

Para se ter uma ideia da sua importância, o mandarim é uma das línguas oficiais das Nações Unidas. Com mais de 1,2 bilhão de pessoas que a possuem como língua materna, é quase impossível não ter contato com esse idioma pelo menos uma vez na vida. No entanto, assim como os estrangeiros acham difícil aprender português, o mandarim é uma das línguas mais complexas para um brasileiro aprender.

Geralmente, leva-se de 3 a 5 anos para aprender a escrita, a leitura e a gramática básica da língua chinesa, a fim de ser capaz de lidar com uma situações do dia-a-dia. Por outro lado, dominar a compreensão oral ou a transcrição fonética (passar da palavra para as letras chinesas escritas) requer mais tempo. Começar a aprender mandarim ainda enquanto criança possui, então, a vantagem de se ganhar mais tempo para se consolidar o básico antes de começar a praticar a língua.

Para aprender a falar chinês fluentemente, a melhor coisa é fazer um intercâmbio linguístico, mergulhando de cabeça na cultura chinesa e ainda morando temporariamente com uma família sinófona local.

Não importa se seu nível é iniciante ou intermediário: é necessário trabalhar tanto a expressão oral quanto a escrita para conseguir dominar todos os aspectos do idioma da China. Começar este aprendizado durante o ensino fundamental ou médio é uma boa maneira de se tornar bilíngue ou totalmente independente alguns anos após o fim dos estudos no ensino básico.

A língua chinesa, que é frequentemente chamada apenas de mandarim, é na verdade composta de vários dialetos e idiomas, como cantonês, wu e ping. O mandarim é simplesmente a variante mais famosa e a mais usada no quotidiano do país. Entre as coisas a saber sobre a língua chinesa, encontramos:

  • Ela é uma língua “tonal“, com entonações,
  • Ela tem uma tendência ao monossilabismo, isto é, que uma expressão pode ser dita em uma palavra,
  • É uma língua “isolante“, o que significa que não ela não possui conjugação ou declinação,
  • Ela usa muitos sufixos, assim como partículas modais e temporais,
  • A língua chinesa pertence ao SVO, isto é, à clássica construção “sujeito-verbo-objeto”.

Adotando os reflexos corretos e conhecendo a cultura chinesa desde cedo é, portanto, uma vantagem inegável para que se avance ao domínio total do idioma.

Isso sem contar que crianças aprender muito mais rápido que adultos. Quanto mais jovem for o aprendiz, mais confortável com o idioma da China ele ficará quando crescer.

Confira alguns tipos de materiais para ensinar chinês para crianças!

Construir uma carreira profissional sabendo como falar chinês desde cedo

O objetivo de se aprender uma língua estrangeira é, muitas vezes, poder viajar de maneira independente e, futuramente, poder usar o conhecimento linguístico adquirido em uma perspectiva profissional. É raro um jovem de 14 ou 15 anos já ter um projeto profissional definido.

Mas onde a diferença pode ser perceptível é que, ao iniciar aulas noturnas ou aulas individuais de chinês antes dos 15 anos, é mais provável que o jovem adolescente se familiarize com o ambiente sinófono (de pessoas que falam chinês fluentemente) mais cedo, mesmo antes de atingir a maioridade.

Ensinar mandarim para as crianças desde a tenra idade oferece-lhes uma melhor preparação para um futuro emocionante. Quanto mais cedo eles começam, melhor e mais conteúdo eles absorvem.

Benefícios profissionais de se aprender chinês criança

Chegar à fase adulta sendo bilíngue – ou até mesmo trilíngue! – pode trazer enormes benefícios para seus filhos no campo profissional. Abaixo listamos alguns deles que valem a pena ser levados em consideração na hora de decidir em colocar seus pequenos em uma aula de mandarim.

Econômico

A rápida ascensão da economia chinesa, que ultrapassou outros países como a segunda maior economia do mundo em 2011, levou o British Council a começar a incentivar as crianças a aprenderem mandarim.

Tal iniciativa visa proporcionar aos jovens uma experiência mais ampla na qual eles possam adquirir mais conhecimento e, consequentemente, tenham a possibilidade de encarar excelentes oportunidades que contribuam ainda mais para a globalização e o desenvolvimento de seus locais de trabalho.

Relacionamento e contatos

Nada como poder se comunicar com mais um um quarto da população mundial que fala mandarim. Uma criança que aprende mandarim tem a possibilidade de chegar em fase adulta fluente no idioma, favorecendo suas chances expandir sua rede de contatos sociais e profissionais.

1/5 (um quinto) da população mundial vive atualmente na China: quase 1,39 bilhões de pessoas em 2017 e uma estimativa de mais de 1,4 bilhões para 2019! Levando isso em consideração, vemos que o chinês mandarim é uma língua falada por mais de um quarto da população mundial.

Sendo assim, um adulto com domínio no idioma tem a possibilidade de se comunicar com bilhões de pessoas ao redor do mundo inteiro, o que favorece – e muito – sua importância e o seu valor dentro do mercado de trabalho.

Sem contar que, conhecendo uma cultura tão diferente da nossa, eles se relacionarão melhor com outras pessoas. Ao plantar essas sementes desde cedo, é mais provável que as crianças se tornem pessoas mais produtivas. Se comprometer com o aprendizado do mandarim desde cedo dará ao seu filho uma vantagem mais tarde.

Prestígio e oportunidades

Ser bilíngue é o máximo! Embora o inglês possa ser a língua global indiscutível do momento, parece provável que, nos próximos 10 a 15 anos, os anglófonos possam se ver ofuscados por cidadãos globais que falem não só a língua da rainha Elisabeth, mas também um outro idioma.

É certo que, quer as crianças aprendam mandarim desde cedo ou não, elas enfrentarão um mundo diferente, com uma paisagem linguística transformada e em desenvolvimento no momento em que atingirem a idade adulta. Sendo assim, melhor encarar essa realidade com o chinês na ponta da língua para ter maiores oportunidades, não é mesmo?!

Inteligência

Uma das partes divertidas de aprender qualquer língua nova é perceber como ela nos abre para um outro mundo, nos dando outro ponto de vista sobre vários aspectos da vida em geral, seja ela profissional ou pessoal.

Em se tratando do aprendizado do mandarim para crianças, quando um pequeno usa uma palavra, essa palavra também desencadeia associações no cérebro, provocadas pelas outras línguas que essa mesma criança conhece. As numerosas associações mentais criadas no cérebro abrem a mente para novas ideias e novas perspectivas, exercício que é muito útil em qualquer fase da vida!

Como aprender mandarim criança para construir uma boa carreira quando?

Para alguns, aulas em grupo de mandarim são melhores que aulas particulares, e vice versa. Aulas particulares ou aulas em grupo: essas são apenas algumas das várias maneiras de uma criança aprender mandarim de maneira eficaz.

Existem várias maneiras de se aprender chinês desde cedo, tais como:

  • Aulas particulares para aprender mandarim,
  • Curso chinês online que possuam material de áudio ou vídeo,
  • Aulas de chinês gratuitas através de um centro cultural, como parte de uma introdução à cultura chinesa,
  • Aulas particulares ou em grupo em universidades ou escolas de idiomas para aprender chinês tradicional.

“Conhecer a própria ignorância é a melhor parte do conhecimento”
Provérbio chinês

Para aperfeiçoar um nível iniciante ou solidificar um nível intermediário, o melhor ainda é fazer uma viagem à China (que tal Pequim?!). As fórmulas de intercâmbio linguístico de verão existem para os mais jovens, com um formato de estudo esportivo. Para os mais velhos, existem ainda formatos com cursos clássicos da língua.

Fazer tudo isso antes de completar 25 anos é garantir uma imersão profissional ideal, no comando perfeito da língua chinesa!

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (média de5,00 sob 5 de 1 votos)
Loading...
avatar