Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Faça aulas de arte no segundo grau!

De Carolina, publicado dia 24/08/2018 Blog > Artes e Lazer > Desenho > Estudar belas artes no ensino médio

“A pintura para mim é apenas uma maneira de esquecer a vida. Um choro na noite. Um soluço fracassado. Uma risada abafada.” Georges Rouault

Todas as escolas secundárias não fornecem necessariamente explorações criativas e atividades artísticas. No Brasil, por exemplo, raras são as instituições (principalmente as públicas) que oferecem aulas de pintura e desenho no ensino médio ou uma educação artística opcional.

No ensino médio geral e tecnológico, os alunos normalmente devem escolher aquilo que vão fazer em suas vidas profissionais (quer ser pintor?). E, infelizmente, os estudos de atividades artísticas, artes visuais, artes sonoras, artes cênicas ou patrimônio não são valorizados porque não caem no vestibular e Enem.

Escolher a especialidade de artes visuais

Normalmente, os alunos já são estimulados a escolher o que querem fazer na vida adulta no primeiro ano do ensino médio. O estudante que escolher a especialidade de artes vai se deparar com as inúmeras opções de curso:

  • Artes Plásticas
    “É a criação de obras, como desenhos, pinturas, gravuras, esculturas e colagens, utilizando elementos visuais e táteis para representar o mundo real ou imaginário. O artista plástico lida com papel, tinta, gesso, argila, madeira e metais, programas de computador e outras ferramentas tecnológicas para produzir suas peças.” (Fonte: Guia do Estudante)
  • Artes Visuais
    “O bacharel em Artes Visuais pode seguir a carreira de artista plástico, recorrendo a várias linguagens, técnicas e materiais para expressar ideias. Pode mexer com desenho, pintura, escultura, gravura ou arte digital.No seu dia a dia, lida com diferentes materiais, como papel, tinta, gesso, argila, madeira e metais, além de programas de computador e outras ferramentas tecnológicas.” (Fonte: Guia do Estudante)
  • Design Gráfico

    Faça um curso de pintura Lápis de cor não será o suficiente para sua carreira de artista…

  • Design Industrial
    “O designer industrial pode atuar em duas áreas bem distintas: a de criação de objetos e a de design gráfico, ou programação visual. No primeiro caso, pode projetar móveis, eletrodomésticos, acessórios, joias, máquinas ou equipamentos industriais. Em design gráfico, concebe marcas, logotipos, embalagens, sistemas de sinalização e faz projetos gráficos de livros, revistas, jornais, folhetos e sites para a internet.” (Fonte: Guia do Estudante)
  • Design de Interiores
  • Arquitetura
  • Publicidade
  • Artes Cênicas
  • Etc

E não colocamos todas as opções disponíveis em curso superior! Mas caso quiser se deparar com o desenho e a pintura (cursos baratos), somente as Artes Cênicas não tem uma ligação com elas na lista acima…

Ou seja, quem acha que a pintura e o desenho não servem para o mundo profissional, está muito enganado!

Mas o que fazer durante o ensino médio antes de entrar em um curso superior relacionado ao desenho ou pintura? Ou, como ter uma experiência durante esses três anos para ter certeza de querer seguir esse caminho dos desenhos e das pinturas?

No primeiro ao último ano, os futuros alunos das universidades continuam no mesmo caminho. O ideal  é encontrar um curso paralelo que desenvolva as habilidades de expressão do aluno, a aquisição de técnicas e metodologias a serviço de uma prática artística, a formação para a reflexão crítica e a construção de uma cultura artística geral.

Claro, não devemos deixar de lado os outros assuntos: geografia, história, línguas, química, física, matemática… Aprender e revisar para o vestibular e o Enem também fazem parte do ensino médio e levam bastante tempo. Nem todo mundo é capaz de investir em trabalho pessoal para os exames de escolas de belas artes, etc.

Devemos também pensar em oportunidades e ter uma ideia do que você quer fazer em uma escola de artes e outras escolas especializadas.

O programa

Se você escolher o caminho superior das artes como artes plásticas (aulas de pintura e desenho, como fazê-las?), não se esqueça que ele tem estreita relação com as letras, línguas e humanidades.

As horas do curso dividem-se entre o estudo das obras, temas de referência e a realização do trabalho do aluno para a constituição do seu portfolio para ser apresentado.

Saiba alguns temas que estão em voga e são estudados na especialidade das artes:

  • Colaboração e co-criação entre artistas do início dos anos 1960 até hoje: esse estudo foca o caminho do trabalho no objetivo geral. Ele questiona o que significa “fazer o trabalho”. Os professores são livres para escolher as obras, os passos e os movimentos que consideram significativos e que ressoam com o tema principal,
  • Destacar o espaço do sensível. A seleção dos trabalhos leva em conta a sensibilidade de suas dimensões formais, técnicas, simbólicas e semânticas,
  • Máquinas de desenho, protocolos ou programas de computador para gerar desenhos: três estudos de caso antes do numérico imposto:
    – Meta-matics de Jean Tinguely (1925-1991),
    – Os desenhos de parede de Sol LeWitt (1928-2007),
    – Os desenhos assistidos por computador de Vera Molnar (nascido em 1924).

Construir seu portfolio de arte no ensino médio

Durante a sua escolaridade, não deixe de pedir um apoio personalizado para um professor particular ou faça um curso de desenho e / ou pintura. É importante ter um profissional das artes para te ajudar e aconselhar nesses momentos.

O que colocar no seu portfolio?

Sim, é bom já ter uns trabalhos antes de entrar no domínio das artes!

Faça aulas de pintura Lápis e papel são o básico para praticar o desenho

E como construí-los? Como mostrar todas as suas habilidades e seu amor pelo desenho e pintura?

Saiba que você será avaliado a partir dos trabalhos que colocar no seu portfolio! Então, todo cuidado é pouco.

Mas atenção, não seja muito perfeccionista porque, senão, você nunca conseguirá colocar um conteúdo sequer no seu portfolio.

Não deixe de estudar artes Saiba como desenhar e arrasar em sua carreira de artista

Veja o passo a passo elaborado no blog da Escola de Belas Artes de Joinville:

“1. Defina seu objetivo
E se estiver fazendo para uma empresa/escola/galeria específica, procure saber quais são os requisitos e as preferências da instituição.

2. Escolha as suas obras
Seu portfólio não precisa e nem deve ter todas as suas obras, defina as 10 ou 20 melhores.

3. Busque referências

Procure referências de portfólios interessantes para ter uma lógica de montagem.
Estes 10 Modelos de portfólio podem te ajudar

4. Destaque suas melhores obras
Após fazer a escolha das obras, pense em uma sequência de exposição para impressionar o seu cliente/empregador e inclua as premiações recebidas.

5. Mantenha a simplicidade
Artistas gostam de deixar a sua marca, mas é importante lembrar que num portfólio o destaque deve ser para as obras. Então, é melhor cuidar com o exagero e elaborar um portfólio pensando na visibilidade.”

Se o seu negócio é realmente pintura e desenho, você pode trabalhar todos os meios que você quer e até mesmo misturar: carvão vegetal, lápis, giz de cera, feltro, pintura a óleo, pintura acrílica, colagem, fotografia. Você pode apresentar arte figurativa, arte abstrata, livre expressão, acumulação, pop art, arte brut…

Se você preferir esculturas, você não pode levá-las para todos os cantos. Tire uma foto tendo o cuidado de criar um ambiente neutro e uma luz que valorise a sua obra de arte.

Se você apresentar vídeos (de 3 a 6 minutos), precisa incluir imagens em seu portfolio e apresentá-las com explicações e referências.

Seja curioso e dê sentido às suas conquistas para coletar o máximo de pontos possível.

Qual tema escolher?

O tema escolhido para o seu portfolio deve estar mais ou menos ligado ao programa e ao arquivo educacional apresentado da escola ou universidade que quiser entrar.

Saiba que os temas são muito amplos! Você vai, sem dúvida, conectá-lo ao tema que você adora. Primeiro, escolha o seu próprio tema e depois descubra como associá-lo a um dos temas decididos pelas universidades respectivas.

Se você não tiver inspiração, comece desenhando ou pintando trabalhos independentes e veja se encontrou um link. Não deixe de pedir ajuda aos seus professores.

Naturalmente, é melhor tentar encontrar um tema original que os avaliadores não tenham visto mil vezes. Se você travar na escolha, uma dica: escolha um tema filosófico, abstrato. Eles têm a vantagem de agradar os avaliadores e, além disso, você vai ter que começar a praticá-los (a coisa toda é saber como argumentar sua escolha ^^).

Aqui estão algumas ideias temáticas que você pode retomar e desenvolver:

  • o efêmero
  • a infância,
  • a memória ou o passado (boa desculpa para apresentar as realizações um pouco vagas),
  • velhice,
  • amor, desejo (o vermelho se presta bem)
  • a espera,
  • o movimento
  • a janela,
  • a reflexão,
  • o ego,
  • orgulho e todos os outros pecados capitais,
  • os ditames
  • a ausência
  • vida / nascimento,
  • alegria,
  • a diferença,
  • a solidão,
  • a doença,
  • água ou outro elemento (terra, fogo, ar)
  • a história,
  • uma cor,
  • o sonho…

Você entendeu a ideia? Então, comece já a colocar os seus pincéis em prática!

Faça um curso de pintura Desenhar tem seus desafios!

E quem sabe, mais tarde você pode se juntar a uma escola de arte reconhecida?

Artes plásticas no vestibular?

Se você decidir pela opção de artes, você terá que conhecer o vocabulário artístico.

O que é arte brut?

Art brut não sofre qualquer desenvolvimento intelectual. Ela é espontânea e foge de qualquer norma cultural e artística.

O que é pop art?

A pop art é um movimento de arte dos anos 50 que se inspira em produtos industriais de massa.

Arte contemporânea

Obras de arte feitas depois da Segunda Guerra Mundial ou a partir dos meados do século XX. O “Happening, a Performance, a Instalação, a Arte Conceitual, o Minimalismo, a Body Art, a Op Art, a Pop Art e a Art Street” (fonte Info Escola) fazem parte da arte contemporânea.

Modernismo

Compreende as artes principalmente feitas no Entre Guerras: décadas de 20, 30 do século XX. Mas também abrange os movimentos artísticos estabelecidos no final do século XIX até a metade do século XX.

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...

Deixe um comentário

avatar