Você é apaixonado por música? Você toca alguns instrumentos e tem um nível bom? Você procura por um trabalho para ganhar um dinheiro extra? Piano, guitarra, trompete, saxofone, violino, violão, bateria, baixo... transmita a sua paixão tornando-se professor particular em domicílio!

Como dar aulas particulares de música? De acordo com o seu nível, você pode dar um curso de iniciação para crianças, de nivelamento ou de aperfeiçoamento. Em todo o caso, o curso de canto acontece basicamente seguindo a uma mesma estrutura.

Pense simplesmente na duração de cada sessão com relação à idade do aluno. Os pequenos têm muita dificuldade de se manter concentrados durante uma hora! Não deixe de conferir as vagas para professor em curitiba no Superprof!

Os melhores professores disponíveis
Rodolfo
5
5 (2 avaliações)
Rodolfo
R$60
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Najla
5
5 (112 avaliações)
Najla
R$250
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Marina
Marina
R$25
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Diego
5
5 (10 avaliações)
Diego
R$78
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Arnaldo
Arnaldo
R$30
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Mariana
5
5 (2 avaliações)
Mariana
R$80
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Elis
5
5 (45 avaliações)
Elis
R$120
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Eric abrahão
5
5 (71 avaliações)
Eric abrahão
R$90
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Jorge
5
5 (82 avaliações)
Jorge
R$50
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Thaynne
5
5 (13 avaliações)
Thaynne
R$75
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Najla
5
5 (112 avaliações)
Najla
R$250
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Laissa
Laissa
R$70
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Larissa
5
5 (8 avaliações)
Larissa
R$30
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Nancy
5
5 (69 avaliações)
Nancy
R$85
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Allex
5
5 (36 avaliações)
Allex
R$100
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Daniel
Daniel
R$25
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Arthur
5
5 (16 avaliações)
Arthur
R$40
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Rodolfo
5
5 (2 avaliações)
Rodolfo
R$60
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Najla
5
5 (112 avaliações)
Najla
R$250
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Marina
Marina
R$25
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Diego
5
5 (10 avaliações)
Diego
R$78
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Arnaldo
Arnaldo
R$30
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Mariana
5
5 (2 avaliações)
Mariana
R$80
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Elis
5
5 (45 avaliações)
Elis
R$120
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Eric abrahão
5
5 (71 avaliações)
Eric abrahão
R$90
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Jorge
5
5 (82 avaliações)
Jorge
R$50
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Thaynne
5
5 (13 avaliações)
Thaynne
R$75
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Najla
5
5 (112 avaliações)
Najla
R$250
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Laissa
Laissa
R$70
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Larissa
5
5 (8 avaliações)
Larissa
R$30
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Nancy
5
5 (69 avaliações)
Nancy
R$85
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Allex
5
5 (36 avaliações)
Allex
R$100
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Daniel
Daniel
R$25
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Arthur
5
5 (16 avaliações)
Arthur
R$40
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Vamos lá

O que acontece em uma aula de música?

"A música é além das palavras" já dizia Julien Green, escritor americano.

Quando a gente começa a tocar violão, por exemplo, é natural já querermos tocar como o nosso músico preferido, certo? Porém, é importante esperar e praticar muito antes de se lançar em um solo de guitarra como Jimi Hendrix ou de tocar piano como Lang Lang.

Antes de mais nada, é indispensável estudar o solfejo e as técnicas de base do piano, por exemplo. É importante lembrar também que uma lição de canto também é um lazer! Dê aulas particulares de qualquer assunto ligado à diversão!

As notas são a base de qualquer aprendizado musical
Ler a música em todas as suas formas é muito importante

Geralmente, costuma-se dividir a sessão de música em 4 partes:

  • Retomada da aula anterior e os exercícios dados: é a ocasião de ver com o aluno se ele guardou as noções dadas na sessão anterior ou se teve dificuldades quando foi treinar em casa sozinho;
  • Praticar o solfejo: indispensável, o solfejo permite ler uma partitura e aprender a acompanhar um ritmo específico;
  • Ensinar uma música: a gente começa então a praticar. É o momento em que o instrutor ensina novas técnicas e dá conselhos para interpretar a canção escolhida;
  • Exercícios para fazer em casa: no final da sessão, o instrutor normalmente dá tarefas para fazer em casa. O treino regular no caso de alunos que estão aprendendo a tocar é importante para ter uma progressão rápida e ganhar velocidade e fluidez. O treinamento em casa também permite uma boa compreensão das noções vistas durante o programa.

Cada instrutor particular tem uma maneira de passar conhecimentos. É sempre possível optar por uma pedagogia alternativa. É a vantagem de sessões particulares em domicílio. A gente pode se adaptar mais facilmente a um aluno e propor atividades mais lúdicas.

A prática do solfejo pode combinar com a técnica. É possível ler uma partitura e treinar o posicionamento dos dedos na corda de um violão ao mesmo tempo. Lembre-se de que o trabalho de um educador nem sempre é simples! Quando se ensina a música, é importante ser bons pedagogos, ser paciente e se adaptar a cada aluno para dar aulas interessantes e começar a construir uma relação de confiança.

Veja emprego professor para dar aulas particulares!

Quais músicas escolher para dar nas aulas particulares?

A escolha de uma canção é muito importante na aprendizagem de piano, violão ou outros. Fazer isso de maneira eficaz, demanda que elas estejam adaptadas ao nível de cada um e, ao mesmo tempo, permitam oferecer novas técnicas ao aluno (também ensinar na área de tecnologia!). Para te guiar na preparação de suas sessões, você pode se apoiar em um método ou, pelo contrário, transmitir conhecimentos de maneira totalmente livre. Cada um funciona melhor de uma maneira.

Ensinar música através de um método

Você está acostumado a dar aulas com um método clássico?

Existem vários:

  • métodos de aprendizagem propostos por marcas (Suzuki, Yamaha...);
  • métodos adaptados às crianças;
  • métodos realizados por músicos (Willems, Dalcroze...).

A oferta é grande no sentido de dar um acompanhamento às suas aulas particulares de piano, por exemplo! Mas, agora reflita sobre o seguinte: as sessões particulares são, na sua opinião, um trabalho dedicado ao estudante?

Esses suportes escolares são muito completos e podem ser bastante preciosos quando estamos começando na profissão e quando ainda não somos nenhum "expert" em preparação das sessões particulares. Porém, se você quer personalizar suas sessões de canto e dar a possibilidade aos seus alunos de abordar registros musicais mais variados, esses métodos são limitados.

As aulas de canto devem ser também uma diversão! Os métodos demasiadamente engessados podem desencorajar algumas pessoas. Procurando emprego como instrutor? Veja aqui vaga professor rj!

Todo professor transmite seus conhecimentos
Saber posicionar os dedos nas cordas é um exercício importante

Então, não deixe de desenvolver o seu próprio método!

Proponha aulas particulares personalizadas

Para começar, os clássicos são os mais certeiros. Porém, não devemos ignorar os gostos e motivações dos alunos. Se o seu aluno pensar que ele não deve parar de treinar os acordes ou que ele está cansado de tentar tocar "Für Elise" de Beethoven e que não sabe tocar nenhuma outra canção, ele não terá prazer praticando. Então, o resultado não será nada produtivo...

É melhor, principalmente em sessões particulares, ensinar a música e o treino do violão ou outro utilizando canções que vão motivar o aluno. Prepare a ele um programa personalizado! Em suas sessões de piano, você pode alternar clássico, jazz, trabalhar arranjos de trilhas sonoras de filmes, por exemplo. Um adolescente vai adorar tocar a trilha do filme "Piratas do Caribe", por exemplo.

Para o violão ou a guitarra, se seu aluno é fã de rock, pense em tocar algumas canções que ele gosta. Os grupos são vários:

  • Rolling Stones;
  • Deep Purple;
  • Metallica;
  • Jimi Hendrix;
  • Beatles...

A música está ali para ser treinada, consolidar os aprendizados e transmitir as técnicas. Os avanços dos alunos dependem do número de horas que ele vai dedicar ao aprendizado de piano, guitarra ou violão, por exemplo. Quando você propõe treinar com uma canção que ele gosta, ele vai ter menos resistência para praticá-la sozinho e vai fazer um melhor trabalho!

O ideal é que o aluno pratique pelo menos 15 minutos por dia e assim faça uma boa revisão de técnicas vistas nas sessões. Descubra também como funciona uma aula de esportes...

Enriqueça a cultura musical de seu aluno

Os brasileiros amam a música! Vários ritmos como a bossa nova, samba entre outros foram criados aqui. Nossa música é conhecida mundialmente e costuma cair no gosto de quase todos. Além disso, nosso país tem uma verdadeira cultura musical. Sempre quando encontramos os amigos, tocamos, cantamos e dançamos. Podem acreditar: isso não acontece em todos os lugares e normalmente é uma das primeiras coisas que os gringos notam nos nossos hábitos!

Então, sendo instrutor particular, seu papel não é somente passar as técnicas para tocar em uma banda. Você pode aumentar a cultura musical de seu aluno e abrir novos horizontes à frente dele.

Começar desde cedo é uma boa maneira de ser um craque depois
Os pequenos aprendem música mais fácil

Aproveite suas sessões particulares e ensine a ele novos estilos musicais e apresente músicos que ele não conhece. Mostre diferentes correntes musicais, sem esquecer das influências dos principais artistas. Assim, você vai despertar o interesse e a motivação do aluno, mas também transmitir seus conhecimentos através das aulas particulares, além de mostrar que a musicalidade abre múltiplas perspectivas.

Durante uma sessão de violão, você pode ensinar blues, jazz, reggae, rock, pop, country, sertanejo, samba, bossa nova... ou o que você (e o seu aluno) preferir. Se as técnicas de base continuam as mesmas, será a ocasião de apresentar técnicas complementares próprias de cada corrente musicalizada:

  • o picking;
  • a utilização de bottle-neck;
  • o sweeping.
Os melhores professores disponíveis
Rodolfo
5
5 (2 avaliações)
Rodolfo
R$60
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Najla
5
5 (112 avaliações)
Najla
R$250
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Marina
Marina
R$25
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Diego
5
5 (10 avaliações)
Diego
R$78
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Arnaldo
Arnaldo
R$30
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Mariana
5
5 (2 avaliações)
Mariana
R$80
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Elis
5
5 (45 avaliações)
Elis
R$120
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Eric abrahão
5
5 (71 avaliações)
Eric abrahão
R$90
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Jorge
5
5 (82 avaliações)
Jorge
R$50
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Thaynne
5
5 (13 avaliações)
Thaynne
R$75
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Najla
5
5 (112 avaliações)
Najla
R$250
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Laissa
Laissa
R$70
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Larissa
5
5 (8 avaliações)
Larissa
R$30
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Nancy
5
5 (69 avaliações)
Nancy
R$85
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Allex
5
5 (36 avaliações)
Allex
R$100
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Daniel
Daniel
R$25
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Arthur
5
5 (16 avaliações)
Arthur
R$40
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Rodolfo
5
5 (2 avaliações)
Rodolfo
R$60
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Najla
5
5 (112 avaliações)
Najla
R$250
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Marina
Marina
R$25
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Diego
5
5 (10 avaliações)
Diego
R$78
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Arnaldo
Arnaldo
R$30
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Mariana
5
5 (2 avaliações)
Mariana
R$80
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Elis
5
5 (45 avaliações)
Elis
R$120
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Eric abrahão
5
5 (71 avaliações)
Eric abrahão
R$90
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Jorge
5
5 (82 avaliações)
Jorge
R$50
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Thaynne
5
5 (13 avaliações)
Thaynne
R$75
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Najla
5
5 (112 avaliações)
Najla
R$250
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Laissa
Laissa
R$70
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Larissa
5
5 (8 avaliações)
Larissa
R$30
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Nancy
5
5 (69 avaliações)
Nancy
R$85
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Allex
5
5 (36 avaliações)
Allex
R$100
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Daniel
Daniel
R$25
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Arthur
5
5 (16 avaliações)
Arthur
R$40
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Vamos lá

Aulas particulares de música e iniciação ao improviso

Para um músico, tocar é um prazer, mas é também um meio de expressão muito importante. Seja interpretando uma música escrita por outra pessoa ou fazendo uma improvisação, através de instrumentos, ele sempre transmite e compartilha muitas emoções. Quem nunca teve arrepios ao escutar uma canção cheia de emoção?

Seus alunos sonham em montar um grupo ou fazer um luau com seus amigos? Ensine a eles a arte da improvisação. Se isso pode parecer difícil no começo, com alguns pequenos conselhos e as técnicas da base de improvisação, eles podem facilmente se aventurar e aproveitar essa questão.

Mas, afinal, que é uma improvisação?

Seu aluno pensa que um músico que improvisa toca notas ao acaso e que o resultado é impressionante porque ele tem um dom ou um talento? Mostre a ele que ele também é capaz!

Improvisar é, acima de tudo, conhecer as notas, os sons, as harmonias. Explorar todos os nossos conhecimentos musicais e tocar instintivamente demanda muita perseverança! Mas você está ali para dar todo o apoio necessário e transmitir os macetes que vão levar seu aluno ao sucesso!

É um exercício interessante, que você pode colocar no seu programa de curso particular depois que seus alunos tiverem o conhecimento básico e ficarem à vontade com o instrumento.

Além de impressionar, a improvisação também é uma técnica de aprendizado
Tocar de improviso pode ser uma boa maneira de progredir na música

Para que seu aprendiz de música possa conseguir boas improvisações, é importante lhe dar os meios:

  1. Desenvolver seu ouvido: escutar é uma das chaves rumo a uma boa improvisação. Ensine a seus alunos a escutar as notas cantadas, reconhecer se elas são justas ou não, juntá-las para ver se elas soam bem ou não, entre outras combinações;
  2. Aprender as frases musicais: ao improvisar, normalmente aprendemos as sequências que escutamos sempre ou aquelas que já conhecemos. Elas funcionam como frases musicais que sabemos possíveis de juntá-las;
  3. Trabalhar as sequências: para conseguir, é importante saber errar. Incentive seu aluno a se aventurar, ousar, improvisar. Se os primeiros resultados forem ruins, o importante é testar as combinações. Ele vai guardar aquelas que soam bem e vai reutilizá-las mais tarde, quando ele próprio menos esperar.

A improvisação é uma arte formadora. Com certeza, os músicos autodidatas não ignoraram essa característica. Aprender a tocar de ouvido não deixa de ser uma improvisação e um risco, não é mesmo? Por isso, não tenha medo de errar porque todos os erros podem se transformar em acertos com a persistência e a perseverança. Descubra também como aprender a dar uma aula de idioma!

Conheça a estrutura de uma aula de música

Muitos professores em início de carreira têm essa dúvida. Não bastar ter o instrumento necessário e um número de whatsapp para divulgar o seu trabalho: é preciso ter a didática, saber o que fazer em sala de aula. As avaliações também devem ser precisas para identificar a dificuldade de cada um e ajudar o aluno a vencê-la. Quem vai aprender canto também necessita de teoria, mas dosá-la corretamente também depende de um aprendizado que só vem com a experiência. E, quem sabe, com o passar do tempo, você não se sinta seguro até mesmo ao desenvolver cursos em vídeo, desses que a gente vê na internet.

Mas enquanto não chegamos a isso, não vamos mentir: você passará por dias desafiadores. No entanto, a boa notícia é que certamente será capaz de vencê-los. E nós podemos ajudar! Para isso, preparamos aqui um exemplo de estrutura de uma sessão infantil e adulto.

Aula básica infantil

Crianças precisam se sentir inclusas, como se fossem realmente parte do processo. No começo, você pode colocá-las sentadas em círculo, como forma de socialização. Proponha a elas uma música já preestabelecida que teria como objetivo aquecer a voz e fazê-las entrar no clima da sessão. Você não tem que se preocupar em fazer com que cada uma aprenda a leitura de partituras logo de cara.

Aliás, isso vai acontecer com o tempo. O foco agora é fazer o canto funcionar nas práticas. Nesse momento, você pode testar diversas tonalidades, ou até mesmo incluir expressões corporais. O trabalho em duplas pode ser mais um estímulo importante para fazer com que todos realmente entrem no clima. Nesse momento, elas já estarão em pé no círculo, interagindo de forma mais natural umas com as outras.

Você já experimento assistir a um vídeo completo dessa estrutura? Não estamos falando de filmes ou novelas, mas de uma sessão real, que realmente visa a aprendizagem. Uma vez terminada essa parte inicial, você pode realmente cantar com a turma. O ideal é que trabalhe determinada canção de tempos em tempos e que vá avançando em dificuldade à medida que o grupo vai evoluindo.

Uma vez feito o exercício mais focado e assimilada a questão técnica, você pode incluir outros elementos, como bater palmas ou até mesmo dançar. Há pessoas que vão ao curso de música ainda muito pequenas, e o que fará com que elas tomem gosto é a forma como tudo acontece. Assim, momentos lúdicos e descontraídos deixam as crianças mais confortáveis, o que reduz as barreiras que interferem no aprendizado.

Menina brincando de cantora
Muitas crianças iniciam seu curso de canto muito cedo. Fonte: Pexels.

A próxima parte pode ser um exercício mais coordenado, que também englobe música e movimento. Por fim, você pode estabelecer com elas uma música simples e divertida para cantar sempre ao final de cada sessão. Caso vá ensinar a tocar alguns instrumento, pode seguir basicamente a mesma estrutura, trocando apenas por exercícios livres ou coordenados com a ferramenta em questão.

Aula básica adulto

Os adultos normalmente já chegam a uma escola sabendo o que realmente querem. Eles se matricularam em uma sessão de violão com a certeza de que é o que querem aprender. Não importa se a sessão vai ser de um instrumento ou de canto, o início sempre demanda um aquecimento. Entretanto, essa maturidade não pode fazer com que você pense que será impossível desmotivá-los. Você deve desempenhar o seu papel de motivador independentemente da idade das pessoas que o procuram.

Assim, faça da sua sessão um verdadeiro show, onde as pessoas possam aprender e viver bons momentos ao mesmo tempo. Fuja dos clichês dos antigos cursos e seja original. E isso é possível ainda que você siga a um cronograma já pronto. A estrutura pode seguir a um padrão. O que o fará diferenciado é a forma pela qual você a transmite.

Após o aquecimento vocal, você pode falar um pouco de teoria da musicalidade para iniciantes. Adultos precisam dessas bases e será fundamental trabalhá-las com eles. Em seguida, é hora de propor exercícios práticos. Com um aluno particular, você pode conversar sobre as músicas que ele gostaria de aprender. É claro que o bom senso tem que entrar em cena para decidir se é possível trabalhá-la de acordo com o nível do aluno.

O mesmo pode funcionar em pequenos grupos. Tenha em mente que você vai trabalhar uma mesma canção por algum tempo, o que demanda que ela seja, de certa forma, agradável a todos os envolvidos. Assim, ninguém sairá insatisfeito da sua aula ou deixará de aprender por falta de motivação.

Expressão corporal também pode fazer parte da sessão, em forma de algum movimento que siga ao ritmo da música, por exemplo. E ao final vale um relaxamento da voz e do corpo, de modo que o aprendizado se fixe e todos vão para casa revigorados e já ansiosos pela próxima aula.

Esteja sempre aberto a aprender

Você pode assistir a vídeos de sessões de outros professores com a ideia de se inspirar. É claro que, ao final, o que vai prevalecer é a sua originalidade. Entretanto, é impossível iniciar um bom trabalho "no escuro". Você só conseguirá desenvolver o seu próprio estilo uma vez que já conhece alguns outros e tem uma exata noção do que fazer. Dessa forma, nunca pare de estudar.

Lembre-se de que o mundo evolui e você deve acompanhar esse processo para manter-se sempre ativo. Você iria à um médico que atende da mesma forma que se fazia no século passado? Claro que não né? Então, deixa eu te contar uma coisa: as pessoas também não querem mais cursos de canto nos moldes empíricos. Quanto mais elementos e ferramentas modernas você puder agregar, maior será o seu sucesso junto ao público.

Por essa razão, nunca deixe de fazer cursos de aperfeiçoamento, observe colegas de profissão próximos e professores famosos, faça tudo o que estiver ao seu alcance e inove em suas atividades. Os resultados certamente virão, uma vez que há muitos profissionais no ramo hoje em dia e os seus diferenciais farão com que ganhe a preferência do público.

Moça estudando pelo computador
Um bom professor faz cursos para aprimorar suas técnicas. Fonte: Pexels.

Mas até isso acontecer, continue sempre trabalhando em prol da sua evolução profissional e não desista. O segredo está em confiar no seu trabalho, mas nunca acreditar que já sabe o suficiente. Considere que você nunca será um professor tão bem preparado a ponto de poder parar de aprender. Isso significaria o fim da sua carreira. Portanto, lembre-se de que estudar não é sinal de que você é um instrutor fraco. Muito pelo contrário, mostra humildade e disponibilidade em oferecer sempre o melhor ao seu aluno, características bastante positivas no mercado atual, inclusive.

Desenvolva o seu modelo de negócio

O curso de música que você vai oferecer pode acontecer de diversas formas. Enquanto busca a sua formação, é possível já ir pensando em meios de viabilizar a sua carreira. Lembre-se de que existem muitos campos de trabalho para um instrutor de música. Você pode dar aula de violão para iniciantes em uma escola perto da sua casa, por exemplo. Ou de canto, por que não?

Além disso, a internet é um campo bem fértil para quem deseja ensinar alguma coisa. Nela, encontramos cursos desde música até línguas estrangeiras, passando por pintura, artesanato e culinária. Por essa razão, uma forma inteligente de desenvolver o seu próprio negócio é criar um curso online em vídeo dedicado ao seu público.

É claro que, logo de cara, você não terá possibilidades de oferecer material grátis (apenas algumas amostras), mas o seu custo ao desenvolver um programa como esse não será dos maiores. Isso viabiliza oferecer um preço acessível. Faça isso com um curso básico ou introdutório a algum tópico musical e ofereça, a partir dele, outros mais elaborados, que demandem um investimento maior dos interessados.

As pessoas precisam conhecer o seu trabalho. Nunca se esqueça disso! Também é possível começar a atuar como instrutor particular. Trata-se de um dos modelos mais visados hoje em dia. Ele consiste em ser autônomo, tratar diretamente com cada interessado e fechar pacotes de serviços.

As sessões nessa modalidade podem acontecer online ou presenciais. Pode ser no seu estúdio ou na casa do aluno. Até mesmo no parque é possível estudar. E você pode usar a internet para divulgar seus serviços, seja por suas redes sociais, disponibilizando canais para contato ou mesmo por plataformas especializadas como a Superprof.

Aula particular de piano
Muitos profissionais trabalham como autônomos diretamente para seus alunos. Fonte: Pexels.

Independentemente do modelo escolhido, você vai adquirir experiência e aprimorar a sua técnica com o passar do tempo. E você? É professor de música e tem alguma dica valiosa para quem está começando agora nessa carreira? Deixe seu comentário abaixo e compartilhe conosco.

>

A plataforma que conecta profes particulares e alunos

1ª aula gratuita

Gostou desse artigo? Deixe uma nota!

4,33 (6 note(s))
Loading...

Carolina

Jornalista, pós-graduada em mídias digitais, mestre pela Sorbonne (França) em turismo, patrimônio e meio-ambiente. Minha formação em diferentes áreas permite que eu escreva com liberdade e interesse.