"Os sons devem ser capturados no ar, para que não caiam em ouvidos surdos." - Eugène Ionesco

Um microfone, um mixer, um alto-falante e você estará pronto para gravar a si mesmo cantando seus hits favoritos. Como assim? Não está faltando alguma coisa? Mas é claro que sim: a placa de som! É ela que permite a gravação de voz em um computador ou laptop.

Se marcarmos o início da digitalização do som como 1981 (a criação do CD), a placa de som é, no contexto, o que permitirá tornar totalmente possível a gravação, como se estivesse em um estúdio em casa, e aprimorar a voz.

Mas como escolher sua placa de som para se gravar? Como cantar com um bom equipamento de som? Para ajudá-lo, trazemos aqui uma rápida visão geral de como escolher uma placa de som!

Evelyn
Evelyn
Profe de Canto
4.99 4.99 (126) R$80/h
1a aula grátis!
Erica
Erica
Profe de Canto
5.00 5.00 (19) R$135/h
1a aula grátis!
Fernando
Fernando
Profe de Canto
5.00 5.00 (48) R$120/h
1a aula grátis!
Victor
Victor
Profe de Canto
5.00 5.00 (14) R$65/h
1a aula grátis!
Daniel
Daniel
Profe de Canto
5.00 5.00 (6) R$80/h
1a aula grátis!
Lilian
Lilian
Profe de Canto
5.00 5.00 (31) R$100/h
1a aula grátis!
Daniel
Daniel
Profe de Canto
5.00 5.00 (29) R$15/h
1a aula grátis!
Alberto
Alberto
Profe de Canto
5.00 5.00 (12) R$80/h
1a aula grátis!

A vantagem de uma placa de som

Por falar em placa de som, você sabe para quê ela serve? Concretamente, trata-se de um elemento do computador que também pode ser externo a ele. Ela processa elementos sonoros, sem exceção, na entrada ou na saída. Portanto, uma placa de som transforma um sinal analógico (uma voz, por exemplo) em um sinal digital.

Ela pode vir em três formas diferentes:

  • Um chip integrado na placa-mãe;
  • Um cartão interno;
  • Um cartão externo.
Uma placa de som pode vir em diversos formatos, mas é sempre útil para a sua gravação.

Cabe a você decidir qual o modelo mais adequado ao seu uso, especialmente para cantar. Por exemplo, para compor músicas, a placa de som externa parece ser a mais adequada, enquanto o firewire se adapta a projetos mais pesados. Agora veja como conectar a placa de som!

Os critérios para escolher uma placa de som

Conecte uma placa de som para cantar

A conexão é muito importante para escolher uma placa de som para cantar, pois é isso que permitirá conectar dois pólos. Existem duas maneiras principais de conectar sua placa de som:

Observe que os Macs têm o privilégio de ter também uma porta Thunderbolt para conectar sua placa de som.

Entradas e saídas necessárias para uma placa de som

No caso dos vocais, ligados à escolha da placa de som, geralmente, a gravação é feita a partir de um microfone, usando uma interface USB ou não. Isso exigirá uma ou mais entradas XLR na placa de som.

Concretamente, o que é uma entrada XLR? Assim como o plug Jack, esse é um modelo usado principalmente no mundo do entretenimento, que se parece com uma roda de três pontas (até sete). Tudo para proporcionar qualidade de áudio otimizada!

Entradas da placa de som

Ao cantar, você deve pensar no número de entradas que definirão a escolha da placa de som para gravação. Somos tentados a dizer que uma única entrada será suficiente, mas muitas vezes a música é acompanhada de instrumentos.

Você precisa pensar no futuro e, consequentemente, no número de atores sonoros que se imporão a você. Por exemplo, um violão e uma voz, que formam dois. No entanto, alguns instrumentos, como a bateria, são especiais, pois são muito pesados ​​para gerenciar (um bumbo também modifica naturalmente o número de entradas). Voltaremos a isso com mais detalhes posteriormente.

Como já mencionamos, nas entradas encontramos o Jack e o XLR. Às vezes, até uma entrada digital é possível, dependendo do tipo de dispositivo que você possui.

Também é aconselhável, ao nível das saídas, verificar se uma saída de fone de ouvido está presente. Isso se estabelecerá como base para você se ouvir cantar e, portanto, para gravar. E sim, placas de som são uma arte!

Mas é claro que suas gravações se tornarão ainda melhores se você fizer aulas de canto.

Monitorar a saída do som

Para a saída, as necessidades de som também são essenciais, dependendo da entrada dos alto-falantes (sempre há adaptadores). Os formatos mais profissionais são então o XLR e o Jack TRS.

Geralmente, é preferível escolher uma saída com um botão de controle rotativo spdif, para alterar o volume de maneira mais natural e simples. Porque com um mouse, as coisas são muito mais complicadas.

Em relação ao monitoramento, geralmente é recomendável fazê-lo.

Se lhe dissessem que uma placa de som seria um assunto tão sério, você teria acreditado? E, no entanto, cantar e gravar não é apenas uma questão de voz, mas também de equipamento!

Evelyn
Evelyn
Profe de Canto
4.99 4.99 (126) R$80/h
1a aula grátis!
Erica
Erica
Profe de Canto
5.00 5.00 (19) R$135/h
1a aula grátis!
Fernando
Fernando
Profe de Canto
5.00 5.00 (48) R$120/h
1a aula grátis!
Victor
Victor
Profe de Canto
5.00 5.00 (14) R$65/h
1a aula grátis!
Daniel
Daniel
Profe de Canto
5.00 5.00 (6) R$80/h
1a aula grátis!
Lilian
Lilian
Profe de Canto
5.00 5.00 (31) R$100/h
1a aula grátis!
Daniel
Daniel
Profe de Canto
5.00 5.00 (29) R$15/h
1a aula grátis!
Alberto
Alberto
Profe de Canto
5.00 5.00 (12) R$80/h
1a aula grátis!

O conversor AD / DA para placa de som

O conversor AD / DA (analógico para digital, digital para analógico) é uma parte imersa do iceberg que é a placa de som. No entanto, seu papel é essencial, pois ele converterá o sinal analógico (neste caso, a voz) para digital.

A qualidade do som deve, portanto, ser a melhor e mais nítida, e o conversor tentará reproduzí-la o mais fielmente possível. Podemos então compará-lo a um sensor digital em uma câmera. Você deve então escolher um com a resolução mais nítida. Para fazer isso, existem dois parâmetros principais:

  • A frequência de amostragem, que corresponde ao número de amostras por segundo. Geralmente, uma frequência de 44,1Khz é suficiente para cantar com boa qualidade de som;
  • O número de bits que, quanto maior, mais próximo o valor numérico da amplitude original e, portanto, da sua voz. Só tenha cuidado para não saturar o som durante a gravação. Geralmente, recomendamos o ponto flutuante de 16 bits (formato CD), 24 bits ou 32 bits, dependendo dos usos concretos.
Desde a criação do CD, as placas de som vêm se aprimorando.

Latência da placa de som para cantar

Em uma placa de som e no contexto do canto, a latência é o tempo que a placa de som (acompanhada pelo computador) leva para reproduzir o som emitido.

Obviamente, a baixa latência será mais confortável. Mas isso pode ser adaptado, graças ao software da placa de som, bastando ajustar o tamanho dos buffers. Observe que abaixo de 10 ms, a latência é quase inaudível, o que é uma pena ao cantar!

Atualmente, a maior parte do som é externa, fácil de transportar e adequada para vários sistemas. Mas você pode conversar sobre isso com o seu professor de canto.

Os usos na música da placa de som

Uma placa de som permite um bom número de manobras manuais, mas cada uma delas pode controlar uma nova maneira de usá-la.

A placa de som permite melhor captação da voz e instrumentos.

Por exemplo, se você se gravar sozinho ou se quiser gravar apenas sua voz, independentemente dos instrumentos musicais, uma placa de som com 2 entradas será suficiente. As duas entradas serão usadas para gravar via 2 entradas mono ou um único instrumento em estéreo.

No entanto, se seu objetivo é cantar para várias pessoas, conectar vários microfones, ligar um conjunto completo ou capturar um som de fundo além da sua voz, sua placa de som terá que consistir em muito mais do que duas entradas. O número exato será definido naturalmente de acordo com o uso ou o número de cantores.

Observe que o software (geralmente fornecido com a placa de som) deve suportar a gravação simultânea desse tipo. Verifique antes de investir, seja pela compatibilidade ou desempenho!

Porque sim, investir é a palavra, pois quanto mais entradas houver em uma placa de som, maior será o custo desta. Cabe a você definir o uso da música que deseja fazer, como deseja gravá-la, entre outros detalhes.

Algumas placas de som para gravar cantos

Como o mundo do som às vezes é um pouco complexo, aqui estão algumas placas que são mais ou menos caras, mais ou menos eficientes. Para isso, segue uma pequena lista não exaustiva , que permitirá que você encontre o seu melhor e escolha seu produto com total conhecimento:

  • Interface de áudio USB 2.0 da placa Behringer UMC22 U-Phoria: 2 entradas / 2 saídas;
  • Native Instruments Komplete Audio 6;
  • Placa de som externa Focusrite - compatível com Scarlett 2i2 (2ª geração) para Mac e PC;
  • Placa de som Creative Sound Blaster X-Fi HD - Placa de som audiófila USB - SBX ProStudio;
  • Focusrite Scarlett 2i2;
  • PreSonus AudioBox iTwo;
  • E muito mais!

Esperamos que você tenha compreendido, a partir deste artigo de resumo, que a escolha de uma placa de som é um ato complexo, mas fascinante. Através dos diferentes critérios, até o preço total, a gravação de cantos terá um ar mais profissional, especialmente em termos de renderização.

Então, do seu lado, entre saída de áudio, conectores e porta USB, pronto para se expressar na frente de um microfone? Você só precisa cantar!

Entretanto, tão importante quanto adquirir bons equipamentos, é cuidar da sua voz e do seu ritmo. Você já conhece a sua tessitura vocal? Algumas aulas de canto podem ajudá-lo a descobrir os segredos da sua voz para tirar o melhor dela.

Você pode se inscrever em um curso de música convencional ou contratar um professor particular que vai ajudá-lo a progredir no que diz respeito à música. E ainda cuidará da sua motivação para ir em busca dos seus sonhos musicais. Lembre-se de que o talento é um dom que, quanto mais aprimorado, melhor você se tornará naquilo que se propõe a fazer.

Adquirir um bom equipamento e treinar sua voz é o caminho para bons resultados nas gravações.

E com a música não é diferente! Já parou para pensar nisso?

Precisando de um professor de Canto ?

Você curtiu esse artigo?

5,00/5, 1 votes
Loading...

Marcia

Jornalista. Professora. Tradutora. Bailarina. Mãe. Mulher. Dedicada às minhas lutas diárias. Em constante transformação. Escrevo para vencer as inquietações e incertezas da vida.