A revista que adora os profes, os alunos, as aulas particulares e o intercâmbio de saberes

Quais as possibilidades de emprego além da educação pública?

Par Fernanda le 31/01/2017 Blog > Aulas particulares > Dar aulas particulares > Reorientação profissional: quais as opções de trabalho para educadores?
Table des matières

Durante muito tempo a profissão do professor foi considerada como uma das mais nobres no mundo. Transmitir saberes, auxiliar alunos no desempenho escolar, fazer com que eles adquiram novas habilidades e competências… Ensinar ainda é uma tarefa nobre e apaixonante, e que faz o olhos de muita gente brilhar.

Ainda hoje, apesar da crise na educação brasileira, existem muitos jovens que buscam a profissão de educador. Mas a verdade é que já há alguns anos acontece uma diminuição da procura, por parte dos jovens, da profissão de professor. Esse acontecimento tem se tornado objeto de preocupação para a educação brasileira. A falta de docentes bem formados e a escassez de profissionais para algumas áreas disciplinares dos últimos anos do ensino fundamental e ensino médio é discutida tanto em artigos acadêmicos como na mídia. Ao mesmo tempo, observamos também uma queda na demanda e na oferta de licenciaturas, além da diminuição gradual no número de formandos.

Pois bem. Uma situação triste para o futuro de nossas crianças…

Mas quais seriam as opções para aqueles que decidem trabalhar com a educação? Quais os caminhos possíveis? Veja aqui um guia de profissões relacionadas à área de educação.

As razões que fazem um professor abandonar a sala de aula

Atualmente, cada vez mais professores novatos e antigos pedem demissão por causa das péssimas condições de trabalho da rede pública. Essa desmotivação pode ter origem em muitos fatores:

  • salas lotadas de alunos
  • a violência na sala de aula (e fora dela, na comunidade)
  • os baixos salários
  • falta de incentivo ao profissional
  • extensa jornada de trabalho

A indisciplina e a violência na escola que comentamos aqui é pura e simplesmente o reflexo da violência que ocorre na sociedade. A escola faz parte da comunidade, é mais uma instituição integrante dela. As condições políticas e sociais do país, como a má distribuição de renda, impunidade, corrupção, baixa escolaridade da população são exemplos de problemas sociais que acontecem na escola.

Ser educador pode ser algo bem difícil. Muitos desistem da sala de aula devido às condições de trabalho.

Os educadores, por sua vez, sentem-se frustrados. Precisam trabalhar frequentemente em situações extremas de nervosismo, medo e angústia. Preparam aulas com qualidade, mas não conseguem colocar em prática.

Estatísticas apontam que a causa mais frequente de afastamento dos professores é por doença. Um sistema educacional em colapso, certamente. Mas quais são todas as opções de trabalho para aqueles que desejam atuar com a educação e não necessariamente no setor público?

Pedagogia: possibilidades além da sala de aula

Profissional que estuda as teorias de ensino e aprendizagem, o pedagogo pode atuar em múltiplas dimensões da área de Educação. Do Ensino infantil, ao fundamental e médio, passando pela gestão de escolas, podendo chegar à coordenação de treinamentos em empresas privadas: o universo de atuação é extenso e variado.

Em geral, o pedagogo tem a função de garantir e melhorar a qualidade da educação em dois campos de atuação: a administração e o magistério. Ele pode gerenciar e supervisionar o sistema de ensino, além de orientar e acompanhar os alunos e os professores.

Dentro das escolas, orienta e coordena os professores, assegurando a qualidade do ensino. Também é função do pedagogo verificar se os currículos e conteúdos estão sendo cumpridos conforme as leis educacionais. Nos órgãos do governo, estabelece e fiscaliza a legislação de ensino.

Mercado de trabalho

Quais as possibilidades de atuação para o pedagogo? Existe um universo além da sala de aula?

Antigamente, o pedagogo era visto como aquele profissional de educação que atuava exclusivamente dentro das escolas. Apesar de atualmente haver uma desvalorização da carreira, especialistas garantem que o mercado de trabalho está cada vez mais amplo e diversificado.

Assim como em outras áreas, o mercado de trabalho da pedagogia não deixa de ser concorrido. Mas há a possibilidade de atuar em inúmeras empresas e instituições de ensino, públicas ou privadas. O setor está em expansão e muitas portas se abrem em todo o país. Vejamos alguns dos diferentes segmentos no qual o profissional de Pedagogia pode trabalhar:

  • Consultorias e assessorias: que tal se tornar um coach escolar? Essa área está em expansão hoje em dia e é conhecida pela sua remuneração generosa. O pedagogo também pode realizar treinamentos especializados em empresas privadas e ambientes corporativos.
  • Editoras de livros didáticos: muitas editoras contratam pedagogos como representantes, consultores ou assessores, que têm a função de divulgar os produtos desenvolvidos e materiais didáticos nas escolas, além de também poder produzir conteúdo pedagógico para as publicações.
  • Cursos a distância: o pedagogo pode atuar tanto na produção de conteúdo didático online como também como tutor de cursos e programas a distância.
  • Escolas de idiomas: o profissional pode atuar na coordenação pedagógica e na direção, mas também pode dar aulas de línguas estrangeiras.
  • Hospitais, bibliotecas, museus e brinquedotecas: o pedagogo é sempre bem-vindo nesses locais!
  • ONGs: pode atuar no terceiro setor, na coordenação de projetos, administração ou como educador, em áreas diversificadas como saúde, trânsito, meio ambiente, etc.
  • Órgãos públicos ligados à educação: prefeituras, secretarias de educação, institutos ligados ao Ministério da Educação e até mesmo cargos temporários como consultores (o MEC costuma contratar com frequência pesquisadores e profissionais autônomos).

Dentro da escola, o pedagogo está habilitado a atuar na educação infantil, que corresponde a creches e à pré-escola, nas séries iniciais do ensino fundamental, do primeiro ao quinto ano, podendo também ensinar matérias pedagógicas em cursos normais e atuar na área de gestão do colégio ou da escola, como coordenação e orientação pedagógica.

O curso de Pedagogia

O profissional que deseja atuar como pedagogo, não importa em qual segmento escolher, deve passar pela graduação de Pedagogia no ensino superior, que tem duração de quatro anos. Assim como nas demais áreas do conhecimento, é recomendável que se escolha um curso em Universidade reconhecida pelo MEC, com qualidade e reputação garantidas. É muito comum encontrar cursos de pedagogia que não têm programa . A habilitação mais comum é a licenciatura, mas também é possível encontrar cursos de Pedagogia em grau de bacharelado.

Estudar para se formar em pedagogia pode ser uma opção de vida nova! Você está pronto para voltar aos estudos?

Durante o curso, o aluno tem disciplinas como História, Sociologia, Psicologia da Educação, Filosofia, Educação e Sociedade. A graduação também conta com disciplinas voltadas para a prática em sala de aula. Nos semestres finais, o aluno precisa realizar um estágio supervisionado.

Depois da graduação, existem opções de especialização em diversas áreas, como Administração Escolar, Educação Especial e em Deficiência, Educação Escolar, Formação de Recursos em Educação Infantil e Especialização em Pedagogia Empresarial.

Dar aulas particulares: um universo ao alcance de todos

Por fim, se você tem perfil de um educador e é apaixonado pela área em que atua, certamente poderá seguir a profissão de professor particular.

Transmitir seus conhecimentos, empregar sua metodologia de ensino e acompanhar o processo de ensino-aprendizagem de seus alunos são tarefas muito gratificantes.

É fato: a tecnologia e a web trouxeram um impulso no setor de aulas particulares e de reforço escolar. Hoje, é possível encontrar professores em quase todas as áreas do conhecimento: matemática, inglês, língua portuguesa, gastronomia, economia, yoga… Aulas presenciais ou até via skype!

Alguns profissionais se lançam na carreira porque precisam de um dinheiro extra, outros porque são motivados por amigos e conhecidos, outros porque desejam adquirir experiência na educação.

O número de pessoas que se dedicam às aulas particulares vem aumentando muito ultimamente. Isso se deve à série de vantagens dessa profissão, se comparada ao trabalho do professor em uma escola. Quem já não pensou em como seria maravilhoso ser dono do próprio negócio, não ter de dar satisfação a nenhum chefe, trabalhar nos horários de sua disponibilidade, não dividir seus honorários com ninguém, ganhar bem e etc.

O primeiro ponto positivo é, sem dúvida, a flexibilidade. O professor particular tem horários mais maleáveis, pois é ele quem decide quais aulas aceitar e quando dá-las. Oportunidade perfeita para aqueles que ainda estudam ou voltaram a estudar, pais que queiram se dedicar mais aos seus filhos, aposentados que queiram continuar trabalhando, professores de escolas, que tenham alguns horários livres, entre outros.

Você pode virar um educador sem sair de casa! Dar aulas particulares pode ser uma excelente opção para fechar as contas do mês!

Outro ponto, importantíssimo é o aspecto financeiro. O professor particular define seus preços e recebe integralmente o valor pago pelo aluno. Bem diferente do que ocorre quando o professor é contratado pela escola. As escolas particulares de idiomas, por exemplo, chegam a reter 90% do valor da hora-aula, portanto, o professor recebe apenas 10% do valor cobrado do aluno.

Ser professor hoje é encarar a vida com sensibilidade e consciência. Ele deve saber lidar com as diferenças, ter flexibilidade e ajudar o seu aluno a refletir, é ser um emancipador do saber. Toda pessoa que trabalha com educação, seja para auxiliar alunos com dificuldade de aprendizagem, para reforço escolar, aulas de acompanhamento, enfim, está também ajudando a formar cidadãos que construirão a sociedade em que vivem.

Seja professor no Superprof!

Como uma plataforma especializada em aulas particulares e reforço escolar nas mais diversas áreas, o SuperProf permite que professores de todas as cidades publiquem seus anúncios e, assim, consigam encontrar facilmente alunos.

De aulas de piano, yoga, matemática, biologia, violão a muitas outras especialidades, encontramos cerca de 40.000 professores espalhados pelo Brasil. No mundo, são mais de 850.500 pessoas dispostas a compartilhar seu conhecimento!

Tenha mais tempo para a sua vida pessoal como professor particular. Ao dar aulas em casa, você gerencia sua disponibilidade como deseja. Que tal ter um pouco mais de tempo para a família?

Além da variedade de assuntos, podemos encontrar uma grande diversidade de perfis de profissionais. Formação, experiência, metodologia e personalidade para todos os gostos e necessidades.

Se você é um expert em violão clássico, biologia, fotografia ou até mesmo gastronomia, e tudo isso sem diploma, você pode se inscrever no SuperProf como professor particular!

Nos précédents lecteurs ont apprécié cet article

Cet article vous a-t-il apporté les informations que vous cherchiez ?

Aucune information ? Sérieusement ?Ok, nous tacherons de faire mieux pour le prochainLa moyenne, ouf ! Pas mieux ?Merci. Posez vos questions dans les commentaires.Un plaisir de vous aider ! :) (Soyez le premier à voter)
Loading...
Fernanda
Apaixonada por educação, música e cinema, é especialista nos encontros e desencontros das línguas.

Commentez cet article

avatar
wpDiscuz