Música Reforço escolar Idiomas Aulas particulares Artes e Lazer Esporte
Compartilhar

Descubra as diferentes possibilidades de formação em três áreas do conhecimento

De Fernanda, publicado em 20/03/2018 Blog > Aulas particulares > Reforço escolar > Orientação Vocacional > Orientação vocacional: qual curso escolher?

Finalmente você chegou no momento mais importante da sua vida escolar!

O final do Ensino Médio exige muito estudo, muita motivação mas também muita segurança para escolher a sua profissão!

Ainda não faz a mínima ideia de qual carreira seguir? Não se desespere!

Antes de mais nada: nosso primeiro conselho é – procure um programa ou um especialista em orientação vocacional. Você pode buscar ajuda na sua própria escola, em associações, instituições de ensino superior, escritórios de psicologia, sites online… O importante é buscar apoio psicológico e profissional nessa fase tão importante da sua vida.

Mas o Superprof também está aqui para trazer dicas e informações sobre os principais caminhos que você pode seguir na área de humanidades, ciências exatas e biológicas! Vamos conferir?

Quais as formações e profissões possíveis para aqueles que gostam de biológicas?

Orientação vocacional! Ao contrário do que muitos pensam, a medicina não é uma ciência exata!

De Medicina à Oceanografia, de Odontologia à Biotecnologia…. A área de Ciências Biológicas é ampla e abrange muitas carreiras diferentes entre si. Se fosse possível resumir essa área em poucas palavras, seria o estudo da vida. Em todas as suas formas (seres humanos, animais, plantas…), desde os microorganismos até os ecosistemas mais complexos.

Para não correr o risco de mudar de curso no meio do caminho, o segredo é se informar muito! Que tal conhecer algumas das principais carreiras existentes? Selecionamos aqui a descrição de algumas profissões selecionadas pelo site Cursos Superiores:

  • Biologia: também chamado de Ciências Biológicas, é um dos cursos mais amplos desta área. O bacharel é capaz de fazer análises sobre a interação desses seres. O biólogo tem a formação bastante diversificada e pode tomar vários rumos após a graduação: pesquisas científicas em laboratório ou de campo, magistério, meio ambiente, técnicas de controle de pragas, etc.
  • Educação Física: profissional de Educação Física é responsável pelas atividades físicas, bem como a preparação de pessoas para executá-las. Ele treina atletas de todas as categorias para competições esportivas, orienta indivíduos durante a ginástica laboral, etc. A Faculdade tem duração de quatro anos e o aluno cursa disciplinas como: Anatomia, Metodologia do Atletismo, Ginásticas, Futebol, Natação, Basquetebol, Voleibol, Handebol, Fisiologia, Psicologia do esporte e outras.
  • Enfermagem: graduado no curso de Enfermagem é capacitado a trabalhar nos diversos setores de um hospital, diagnósticos, exames são funções do enfermeiro; porém, pode atuar na fiscalização de unidades de saúde, coordenar equipes de técnicos e auxiliares, cuidar dos clientes e afins.
  • Fonoaudiologia: o fonoaudiólogo estuda a comunicação humana. O profissional avalia e dá os diagnósticos sobre possíveis problemas de fala, audição, escrita e leitura. Seu campo de trabalho é vasto. Atua em diversos locais, como escolas, hospitais, TV, consultórios, onde auxilia atores, cantores e afins.
  • Gestão Ambiental: estuda os impactos ambientais causados pelas atividades humanas e garante o uso racional dos recursos naturais,  orientando como deve ocorrer a exploração do solo, florestas, água, etc.
  • Medicina: o médico é o profissional capacitado para diagnosticar, remediar e curar doenças. Ele exerce sua função com a saúde humana e/ou animal. A Medicina é um campo muito vasto, com 53 especialidades reconhecidas. Porém, se ele não quiser se especializar, fica com título de médico generalista. Para isso, o médico precisa entender bem o funcionamento do corpo: os órgãos, sistemas e aparelhos.
  • Odontologia: o profissional de Odontologia é capacitado para cuidar de problemas bucais. Ele faz cirurgias, faz limpezas e tratamentos. Trata da educação e higiene bucal: o uso do fio dental e instruções para a escovação de forma correta. Ele cuida de toda a parte da boca: gengiva, dentes, língua e afins.

Quais as formações e profissões possíveis para aqueles que gostam de humanas?

Orientação vocacional: as ciências humanas e suas carreiras. A complexidade humana, as relações sociais e a reflexão sobre a condição do homem são alvo dos estudos de humanas.

As ciências humanas ou humanidades são conhecimentos criteriosamente organizados da produção criativa humana, estudada por disciplinas como filosofia, história, direito, antropologia cultural, ciência da religião, arqueologia, teoria da arte, cinema, administração, dança, teoria musical, design, literatura, letras, filologia, entre outras. O ponto comum entre essas ciências é o objetivo de desvendar as complexidades da sociedade humana, do aparelho psíquico e de suas criações, ou seja, têm o ser humano como seu objeto de estudo ou o seu foco.

Gostar de ler é uma característica essencial ao profissional de humanidades. São áreas que exigem o conhecimento de diferentes pontos de vista sobre o mesmo assunto: para que o repertório do estudante seja rico para argumentação, reflexão e pesquisa.

Também, sob esse aspecto, é necessário ter ótimo domínio da linguagem escrita – e muitas vezes em mais de um idioma! Há muita bibliografia indicada em outras línguas e que ainda não foi traduzida para o português.

E você, já sabe quais são as suas habilidades e aptidões?

Selecionamos aqui a descrição de algumas profissões com curadoria e pesquisa do Guia do Estudante, da Abril:

  • Arqueologia é a ciência que estuda as sociedades humanas por meio de objetos que foram produzidos e utilizados no passado. O arqueólogo explora e analisa materiais encontrados embaixo da terra para estudar a sociedade e as características que ajudaram a constituir as sociedades que conhecemos hoje.
  • Direito é a ciência que cuida da aplicação das normas jurídicas vigentes em um país, para organizar as relações entre indivíduos e grupos na sociedade. Para isso, ele analisa as disputas e os conflitos com base no que está estabelecido na Constituição e regulamentado pelas leis, defendendo os interesses do cliente em diversos campos, como penal, civil, previdenciário, trabalhista, tributário e comercial.
  • Filosofia: o filósofo dedica-se a investigar e a questionar com profundidade e rigor metodológico a essência e a natureza do universo, do homem e de fatos. Estuda as grandes correntes do pensamento e a obra dos filósofos. Faz reflexões sobre questões éticas, políticas, metafísicas e epistemológicas, além de buscar compreensão teórica de conceitos, como os de espaço, tempo, verdade, consciência e existência.
  • História é o campo do conhecimento que estuda o passado humano em seus vários aspectos: economia, sociedade, cultura, ideias e cotidiano. O historiador investiga e interpreta criticamente os acontecimentos, buscando resgatar a memória da humanidade e ampliar a compreensão da condição humana. Seu trabalho se baseia, principalmente, na pesquisa de documentos, como manuscritos, impressos, gravações, filmes, objetos e fotos.
  • Pedagogia: a área que trata dos princípios e métodos de ensino, na administração de escolas e na condução dos assuntos educacionais. O pedagogo, que trabalha para garantir e melhorar a qualidade da educação, tem dois grandes campos de atuação: a administração e o magistério, de modo que pode tanto gerenciar e supervisionar o sistema de ensino quanto orientar os alunos e os professores. Em órgãos do governo, estabelece e fiscaliza a legislação de ensino em todo o país. Em escolas, orienta e dirige os professores, com o objetivo de assegurar a qualidade do ensino.
  • Ciências Sociais: o cientista social estuda os fenômenos, as estruturas e as relações que caracterizam as organizações sociais e culturais. Pesquisa costumes e hábitos e investiga as relações entre indivíduos, famílias, grupos e instituições. Desenvolve e utiliza um conjunto variado de técnicas e métodos de pesquisa para o estudo das coletividades humanas e interpreta os problemas da sociedade, da política e da cultura.
  • Geografia: é a ciência que estuda a superfície, o clima e a vegetação do planeta e sua ocupação pelo homem. O geógrafo estuda o solo, o relevo, o clima, a distribuição das águas e a vegetação da Terra. Também analisa a organização das populações e sociedades, sua relação com o ambiente e a ordenação social e econômica de espaços urbanos e rurais. Elabora planos diretores de municípios e diagnósticos para a redução do impacto ambiental em regiões poluídas ou ameaçadas pela construção de grandes obras.
  • Letras: o estudo da língua portuguesa e de idiomas estrangeiros e de suas respectivas literaturas. O bacharel em Letras pesquisa e ensina o português e idiomas estrangeiros e a literatura brasileira e de outros povos. Essa é uma área em que é preciso estudar sempre, a fim de manter o domínio dos idiomas e estar atualizado com as novas expressões idiomáticas.

Quais as formações e profissões possíveis para aqueles que gostam de exatas?

Quais profissões de exatas existem? Na área de exatas, gênios não faltam!

As exatas estão entre as mais antigas das ciências. Desde a antiguidade, o homem utiliza a matemática para resolver seus problemas e procurar soluções para melhorar as questões sociais.

Nos dias de hoje, a área de exatas conheceu uma explosão considerável no que diz respeito à evolução das pesquisas e, consequentemente, provocou o surgimento de novas profissões e subáreas antes inexistentes. Portanto, caso você ainda esteja com dúvidas de qual carreira seguir, o importante é obter o maior número de informações possível!

Além de procurar auxílio em um programa de orientação vocacional, é importante explorar todas as carreiras possíveis. Veja algumas das principais profissões existentes:

  • Astronomia: ciência natural que estuda corpos celestes (como estrelas, planetas, cometas, nebulosas, aglomerados de estrelas, galáxias) e fenômenos que se originam fora da atmosfera da Terra (como a radiação cósmica de fundo em micro-ondas). Preocupada com a evolução, a física, a química e o movimento de objetos celestes, bem como a formação e o desenvolvimento do universo.
  • Ciência da Computação: o curso estuda o desenvolvimento de sistemas para as múltiplas plataformas e a construção de soluções computacionais para problemas da sociedade. Modelar bancos de dados, desenvolver e implementar projetos de software e propor soluções computacionais eficientes e econômicas são apenas algumas de suas atividades. Mas atenção! Este curso é para aqueles que gostam de programação!
  • Estatística: é a ciência que utiliza-se das teorias probabilísticas para explicar a frequência da ocorrência de eventos, tanto em estudos observacionais quanto em experimentos para modelar a aleatoriedade e a incerteza de forma a estimar ou possibilitar a previsão de fenômenos futuros, conforme o caso. Cabe ao estatístico montar bancos de dados para os mais diversos usos, como controle de qualidade da produção de uma indústria, recenseamento populacional e pesquisa eleitoral.
  • Física: é a ciência que estuda a natureza e seus fenômenos em seus aspectos mais gerais. Busca a compreensão científica dos comportamentos naturais e gerais do mundo em nosso torno, desde as partículas elementares até o universo como um todo. É considerada a ciência fundamental, sinônimo de ciência natural: as ciências naturais, como a química e a biologia, têm raízes na física.
  • Nanotecnologia: a ciência que projeta e desenvolve produtos e processos tecnológicos a partir de partículas minúsculas, na escala de nanômetros, como os átomos. É uma área promissora, mas que dá apenas seus primeiros passos, mostrando, contudo, resultados surpreendentes.
  • Química: é a ciência que estuda a composição, estrutura, propriedades da matéria, as mudanças sofridas por ela durante as reações químicas e a sua relação com a energia. A química possui papel fundamental no desenvolvimento tecnológico, pois a utilização dos conceitos e técnicas desta ciência permite a obtenção de novas substâncias, além de preocupar-se com a prevenção de danos e exploração sustentável do meio ambiente.
  • Sistemas de Informação: habilita profissionais altamente qualificados para atuarem no desenvolvimento de produtos e serviços de Sistemas de Informação (TI), organizar os processos de TI nas empresas, analisar e propor o aperfeiçoamento de sistemas existentes e gerenciar equipes de desenvolvimento nos mais diversos níveis. Comparado com as anteriores, espere menos hardware e programação baixo nível.
Compartilhar

Nossos leitores curtem este artigo
Este artigo trouxe a informação que você estava procurando ?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...

Deixe um comentário

avatar