"Feliz quem, como Ulisses, fez uma ótima viagem.",  escreveu Joachim Du Bellay (1522-1560), inspirado por Georges Brassens (1921-1981)!

Visite a Grande Muralha da China, templos budistas, a Cidade Proibida... Pequim, capital da República Popular da China, tem muitos tesouros históricos e culturais para oferecer aos seus hóspedes.

Ainda que o número de turistas possa diminuir um pouco de um ano para outro em questão da poluição do ar, associada à industrialização e superlotação, podemos dizer que a China recebe alguns milhões de turistas todos os dias.

No entanto, podemos dizer que o movimento aumenta consideravelmente nas férias do Dia Nacional: será necessário verificar os períodos de pico para preparar sua viagem para descobrir o Império Médio.

Aqui está um mini guia de viagem para organizar sua visita à China!

Henrique
Henrique
Profe de Chinês
5.00 5.00 (9) R$60/h
1a aula grátis!
Marcello
Marcello
Profe de Chinês
5.00 5.00 (6) R$65/h
1a aula grátis!
Wan lin fernanda
Wan lin fernanda
Profe de Chinês
5.00 5.00 (17) R$60/h
1a aula grátis!
Benjamin
Benjamin
Profe de Chinês
5.00 5.00 (18) R$70/h
1a aula grátis!
Ma
Ma
Profe de Chinês
5.00 5.00 (13) R$75/h
1a aula grátis!
Alexandre
Alexandre
Profe de Chinês
5.00 5.00 (3) R$120/h
1a aula grátis!
York
York
Profe de Chinês
5.00 5.00 (2) R$80/h
1a aula grátis!
Liliana
Liliana
Profe de Chinês
5.00 5.00 (2) R$180/h
1a aula grátis!

Quando é aconselhável visitar Pequim?

Para escolher seus destinos turísticos, geralmente é recomendável pesquisar o clima da região de acordo com o período, o orçamento, o fluxo de turistas e, finalmente, os preços das acomodações de acordo com os distritos onde se deseja ficar.

Em primeiro lugar, você pode pesquisar o clima para definir quando ir.

Sua próxima viagem será a uma das maiores cidades chinesas? Esteja ciente de que em Pequim o clima é rigoroso no inverno e as temperaturas podem ser sufocantes no verão.

Recomendamos que você escolha, se possível, um período em que o fluxo de turistas seja baixo, ou seja, na baixa temporada, por vários motivos:

  • Descubra a história da China imperial e a história do Partido Comunista Chinês, tranquilamente;
  • Visite a Praça Tiananmen (ou Tian Anmen), templos (Templo do Céu, templo de Tianning, mesquita Niu Jie), a Grande Muralha da China, a Cidade Proibida, o mausoléu ou museus de Mao Zedong (Museu Nacional da China, Museu de História da China etc.) sem perder tempo nas filas;
  • Encontre passagens aéreas e voos baratos (de  preferência de baixo custo) até Hong Kong, Nanjing, Cantão ou Chengdu;
  • Saia do que "todo mundo faz" e seja calorosamente recebido.

Ainda existem muitas boas razões para visitar Pequim no inverno ou no início da primavera.

Problema: no inverno, com o clima de Pequim sendo continental e a cidade próxima à Mongólia, Pequim é frequentemente sujeita a ondas de frio durante as quais o termômetro pode cair para -25°C.

No inverno, haverá poucos turistas para visitar os monumentos culturais e os vestígios das dinastias (dinastia Ming, dinastia Qing, etc.), mas nunca é muito agradável visitar um país enquanto está preso em suas roupas de inverno.

No verão, as temperaturas são altas e a atmosfera é pesada pela alta umidade, com uma média máxima de 30,5°C em junho, 31,4°C em julho e 30,3°C em agosto (alguns dias podem atingir 40°C).

A isto deve-se acrescentar a inconveniência relacionada à poluição, mesmo que as autoridades chinesas estejam tentando conter esse flagelo.

Então, quando visitar Pequim?

Ao norte da China, o outono é muito curto, relativamente seco, fresco pela manhã e suave durante o dia. É um bom momento para visitar Pequim, Tianjin, Xangai, Xian, Chengdu, Guilin.

Você também pode escolher a primavera: a cidade sai do freezer após o inverno, as flores florescem, é seco e as temperaturas são amenas (20°C a 25°C em média, em abril e maio).

Evite eventos culturais chineses, como Ano Novo Chinês ou Dia Nacional:

  • Ano Novo Chinês: 24 a 31 de janeiro de 2020, 11 a 18 de fevereiro de 2021;
  • Dia Nacional: 1 a 7 de outubro;
  • Dia dos Mortos: 4 a 7 de abril;
  • Dia do Trabalhador: de 1 a 4 de maio;
  • Festival do Barco-Dragão: sempre em meados de junho;
  • Festival da Lua: meados de setembro.

Esses tipos de evento geram enormes migrações populacionais e os preços podem disparar. Para ajudá-lo ainda mais em sua jornada, que tal fazer um curso de chinês antes de embarcar?

Qual orçamento planejar visitar Pequim?

Lemos na rede que, para dois viajantes com orçamento médio, seriam necessários 40€ por dia e por pessoa para a estadia, 16€ por dia para comer (no restaurante), mais o valor da passagem de avião e mais de €250 para viagens de TGV para o sul da China (Beijing-Xi'An, Xi'An-Shanghai, Shanghai-Guangzhou).

Isso representaria, para uma estadia na China de 15 dias, no mínimo 1.500€ por pessoa.

Diante desses números, vemos que a China não é mais o país asiático barato do passado: o desenvolvimento econômico gera logicamente um aumento no índice de preços ao consumidor (inflação).

Mas com mais detalhes, qual é o custo de uma estadia em Pequim?

Pesquisar opções mais acessíveis permite ir à China sem estourar suas contas.

Começaremos comparando as companhias aéreas para encontrar uma passagem de avião barata : Skyscanner, Decolar... além de comprar com antecedência, existem dias e horários estratégicos que sugerem preços bem acessíveis.

Para fazer uma viagem barata a Pequim, lembre-se de que quanto mais perto você chegar do centro da cidade, mais caro será o alojamento.

Ao preço da passagem e acomodação, devemos acrescentar o orçamento destinado ao lazer (passeios, bares, etc.), viagens e atividades turísticas, além de alimentação.

O único item do orçamento que será realmente barato em Pequim é a comida: a capital chinesa é um restaurante ao ar livre. Existem muitas barracas de rua e  praças de alimentação, mercados noturnos para alimentação a qualquer hora, e tudo a preços baratos.

As ruas Jiumen Xiaochi e Guije são o melhor exemplo. E no que diz respeito ao preço das visitas aos monumentos, é fácil contar entre 20€ e 50€ para o acesso a cada um deles.

Você pode encontrar voos de baixo custo, lugares baratos para comer, albergues baratos para dormir: mas muitas coisas baratas juntas acabam gerando um grande orçamento!

Para encontrar excursões com o menor custo e reduzir sua conta, o comparador de atividades Doyoogo pode ajudá-lo: em viagens à Grande Muralha da China, à Cidade Proibida ou ao Templo do Céu, você pode encontrar ofertas de preços interessantes.

Onde ficar durante uma estadia em Pequim?

Atenção: 21,54!!! Não, não é o preço de uma noite no hotel. Este é o número, em milhões de pessoas, vivendo permanentemente em Pequim.

Como resultado direto dessa superlotação: a pressão e a demanda por moradias são incrivelmente altas e os preços das acomodações em Pequim sobem junto. Para saber onde ficar em Pequim, aqui estão nossas dicas.

Primeiro, habitação.

O preço de uma estadia na China será proporcional ao seu conforto.

Se você é um viajante com um orçamento modesto, precisará ficar fora da rota, fora do centro da cidade, ou desistir do conforto de uma cama aconchegante em um quarto privativo e optar por albergues da juventude ou dormitórios.

As casas de família podem ser encontradas, mas os aluguéis fixados pelos proprietários podem ser exorbitantes (geralmente de 50 a 100€ por noite para duas pessoas).

O hotel é acessível - dependendo do nível de conforto, é claro - de 20€ a 30€ por noite para duas pessoas, mas você não terá a privacidade de uma estadia como em casa, com acesso privado para a cozinha e sala de estar.

Visite as seguintes plataformas para descobrir onde dormir:

  • Airbnb;
  • HomeAway;
  • Booking.

Ficar no centro histórico - perto do Palácio Antigo, da cidade imperial e dos museus - permitirá que você visite os monumentos da cidade, e a acomodação em casa de família pode ajudá-lo a descobrir anedotas e histórias incomuns sobre a rica história da China, mas você deve pagar o preço: de 35€ a mais de 100€ por noite.

Caso contrário, segmente o distrito comercial - o CBD -, localizado da Rua Dawanglu até a Rua Dongdaqiao, de leste a oeste e da Rua Chaoyanglu ao rio Tonghuihe, de norte a sul.

Você está procurando uma estadia sob medida e aventuras pitorescas, um tour de descobertas na China popular? Não hesite em passar suas próximas férias por lá.

Quais são os diferentes distritos de Pequim?

Para descobrir onde dormir em Pequim, teremos como alvo quatro áreas privilegiadas entre os inúmeros distritos da cidade: Shichahai, Dongcheng, Chaoyang e Haidian.

Consideremos que todas essas quatro esferas cobrem uma área abissal de vários milhares de km² e incluem mais de 7 milhões de habitantes...

Shichahai é o centro histórico, onde existem locais considerados Patrimônio Mundial da UNESCO - o Grande Canal de Pequim-Hangzhou, a Cidade Proibida, o Palácio Imperial, a Praça Tiananmen, o Mausoléu de Mao Zedong, o Museu Nacional de China - e três lagos:

  • Lago Qianhai;
  • Lago Houhai;
  • Lago Xihai.

É um distrito muito popular e frequentado, porque muitos moradores vão passear por lá no verão ou patinar no gelo no inverno.

Uma alta concentração de hutongs é ali encontrada, ao lado de um grande número de bares onde sair à noite nos becos: entre a ociosidade e a vida noturna, você verá os locais mais bonitos da capital.

Você quer visitar o Templo do Céu, o Templo de Confúcio e estar perto da Cidade Proibida? Apontar para Dongcheng, perto de muitos museus, incluindo o Museu Nacional da China?

Não passe pela China sem conhecer a Grande Muralha e outros famosos pontos turísticos.

Ao redor da rua Wang Fu Jin, há o coração comercial do bairro e o tráfego é proibido para carros: esse é um argumento que deve atrair os entusiastas de viagens familiares e/ou pessoas com uma forte sensibilidade ecológica!

Em outros lugares, você estará fora de lá, mas os distritos periféricos oferecerão um bom local para descobrir a vida na China como é vivida pelos habitantes locais e será adequado para estadias mais longas (para aprender chinês mandarim, por exemplo). Entretanto, antes de partir, é importante escolher um dos cursos de chinês disponíveis em sua cidade.

Chaoyang e Haidian são de fato duas cidades inteiras, anexadas no território de Pequim: elas seduzem as classes ricas, os estudantes e os expatriados ocidentais porque as infra-estruturas e as habitações são muito modernas.

Gostou? Então matricule-se agora mesmo em um curso de mandarim (ou contrate um professor particular) e comece a planejar sua viagem à China.

Precisando de um professor de Chinês ?

Você curtiu esse artigo?

5,00/5, 1 votes
Loading...

Marcia

Jornalista. Professora. Tradutora. Bailarina. Mãe. Mulher. Dedicada às minhas lutas diárias. Em constante transformação. Escrevo para vencer as inquietações e incertezas da vida.