"Estou seriamente convencido de que um francês que blasfema é um espetáculo mais agradável para Deus do que um inglês que ora" - Heinrich Heine

Brincadeiras à parte, este trocadilho relata a beleza da língua francesa. Orgulhosos de seu país, mal-humorados, sempre em greve, obcecados por queijos, beijos demais para se cumprimentar... há muitos esteriótipos sobre os franceses! Alguns correspondem à realidade, outros exageram indevidamente. Você quer descobrir por si mesmo?

A França abriga gente de todo o mundo, principalmente nas cidades de Paris, Montpellier, Marselha e Lyon. Embora muito já tenhamos ouvido falar sobre o país, existem algumas diferenças às quais você terá que se acostumar se for estudar na França. Descubra nossas dicas para estudar na França!

Ser estudante na França: o nível de idioma exigido

Na França, o francês é o idioma oficial! Portanto, você deve se esforçar em suas aulas de francês desde o início para não se arrepender às vésperas da viagem.

Na sua universidade anfitriã, as aulas serão em francês e você poderá seguir o currículo como qualquer outro aluno matriculado; portanto, o nível A2 / B1 é o mínimo exigido.

Não hesite em ficar hospedado com uma família francesa para intercâmbio ou de passar algumas férias por lá antes de embarcar para um curso universitário.

Além disso, antes de se matricular em uma universidade francesa, você também pode estudar francês em uma das escolas tradicionais no Brasil. Falamos em tradicionais porque quanto mais cultura estiver inserida no curso que você escolher, maior será a sua evolução. Dessa forma, você se sentirá mais confortável desde quando chegar para estudar na sua instituição de ensino. Já existem fatores estressantes suficientes para fazer do idioma mais um problema!

Pode ser que você tenha que fazer um exame de francês para se matricular em algumas universidades, então esteja preparado.

Você também quer saber como ir para a França a partir do Erasmus?

Ricardo
Ricardo
Profe de Francês
5.00 5.00 (50) R$65/h
1a aula grátis!
Giulian
Giulian
Profe de Francês
5.00 5.00 (44) R$60/h
1a aula grátis!
Luisa
Luisa
Profe de Francês
5.00 5.00 (18) R$90/h
1a aula grátis!
Karim
Karim
Profe de Francês
4.98 4.98 (41) R$40/h
1a aula grátis!
Diogo
Diogo
Profe de Francês
5.00 5.00 (27) R$50/h
1a aula grátis!
Marine
Marine
Profe de Francês
5.00 5.00 (20) R$55/h
1a aula grátis!
Natalia
Natalia
Profe de Francês
5.00 5.00 (11) R$60/h
1a aula grátis!
Nidia
Nidia
Profe de Francês
5.00 5.00 (11) R$79/h
1a aula grátis!

Qual é o padrão de vida na França?

Quem está acostumado ao salário mínimo brasileiro certamente vai se surpreender quando chegar à França. Isso porque por lá, ganha-se cerca de 3.200 euros brutos por mês. Mas as diferenças são muito grandes entre salários mais altos e salários mais baixos.

Os salários são mais altos na França. Podemos dizer o mesmo do custo de vida.

Se você precisa arcar com hospedagem e deslocamentos, é bom pensar em se preparar para ter um orçamento de estudante um pouco mais alto do que ele seria aqui no Brasil. Sim, também há uma diferença de custo de vida.

A cortesia dos franceses

A França é conhecida por suas maneiras refinadas, e sua cortesia é expressa em vários gestos e costumes, como apertos de mão firmes, e pronomes de tratamento e expressões que são usadas com muito rigor, como Monsieur, Madame, S'il vous plaît ou Je vous em prie.

No entanto, diz-se que nas províncias a educação é menos formal ou pelo menos não tão requintada quanto nas principais cidades do país, como Paris. De qualquer forma, embora a sociedade francesa tenha evoluído muito, os gestos de cortesia são sempre apreciados, por isso é recomendável que você aborde as pessoas da mesma forma.

Você está interessado em saber como escolher sua universidade francesa?

Adapte-se à cozinha francesa

Durante seus estudos na França, você também terá que se adaptar à culinária. Você vai ter que substituir a feijoada e o mocotó pela quiche lorraine e pelo boeuf bourguignon.

A culinária francesa é caracterizada por sua variedade, resultado da diversidade regional francesa, tanto cultural quanto de matérias-primas, mas também por seu refinamento. A baguete, patê ou vinhos e queijos franceses, com sua grande variedade e alta qualidade, formam a base da culinária francesa.

Como no Brasil, cada região possui especialidades próprias, e será possível experimentar uma grande variedade de pratos durante seus estudos:

  • Aligot;
  • Quenelle;
  • Cassoulet;
  • Fondue de queijo;
  • Ratatouille;
  • Coq au vin;
  • Salade niçoise;
  • Hake al beurre blanc;
  • Quiche Lorraine;
  • Vichyssoise;
  • Galette;
  • Crepes;
  • Tarte Tatin
Os queijos, dentre os quais o fondue são destaque da culinária francesa.

Os pratos mais tradicionais da França geralmente incluem queijo entre seus ingredientes, devido à grande variedade de queijos da culinária francesa. Pão, carne de pato ou ganso e cremes ou purês também estão frequentemente presentes nas mesas da maioria das casas e restaurantes da França. Vamos comer!

Os horários na França

As refeições são geralmente feitas mais ou menos no horário ao qual estamos acostumados; portanto, o almoço é por volta das 12:00 e o jantar por volta das 19:00. No entanto, os horários das aulas são muito parecidos, pois geralmente começam por volta das 9h e o horário do almoço geralmente dura até as 13h.

As lojas também têm um ritmo parecido com o brasileiro. Em geral, o comércio abre das 9:00 às 19:00 (de terça a sábado), enquanto nas cidades maiores abre até mais tarde. Nesse caso, os supermercados abrem em uma programação contínua, até 21:00 ou 22:00.

Quanto à pontualidade, os franceses se parecem um pouco com os brasileiros. Embora alguns provérbios pareçam remeter à sua obsessão pela pontualidade, os franceses nem sempre se destacam por sua pontualidade. As reuniões de trabalho quase nunca começam no horário agendado, mas há ocasiões em que é aconselhável chegar na hora certa, como em uma entrevista de emprego ou em uma reunião de negócios. Portanto, trata-se de conhecer exatamente a margem comumente admitida e aceita. Você a descobrirá uma vez na França!

Viver na França: futebol, um hobby

Durante seus estudos universitários, você verá que os franceses têm muito apreço pelo Paris Saint Germain, e isso só tem aumentado de alguns anos para cá. Algo que eles têm em comum com os brasileiros!

Quanto à liga francesa, pode-se dizer que o jogo que é vivido com mais desejo está entre as duas equipes mais importantes da França: Paris e Marselha. Há algo como o clássico espanhol entre Real Madrid e Barcelona na Espanha,  e o Corinthians e Palmeiras brasileiros. Entre os torcedores, há muita rivalidade.

A paixão pelo futebol não é exclusividade brasileira. Os franceses que o digam.

Portanto, essa é uma boa maneira de se integrar e aproveitar a vida estudantil nos bares.

Leia também nosso artigo sobre os procedimentos para estudar na França.

A estadia na França

Estudar no exterior também é uma oportunidade de dividir um apartamento com estudantes internacionais. Você deve ter  entre €250 e €700 para um quarto em um apartamento compartilhado.

Você também pode solicitar a admissão em uma residência universitária. Por cerca de €300 por mês, você ocupará um quarto no campus e terá direito a refeições e limpeza.

Obviamente, os preços variam dependendo da localização da acomodação na cidade e de sua categoria, mas, em geral, você pode achar um pouco mais caro que no Brasil.

Estudar no exterior: o clima na França

Quando você vai estudar na França, também deve levar em consideração o clima do país. A França tem uma fachada atlântica que, graças à corrente do Golfo, torna o clima úmido, com invernos amenos e verões frescos. No interior, o clima é muito mais continental e se torna mais rigoroso com o aumento da altitude.

Mas é claro que a França é um país grande. O sul, com seu clima mediterrâneo, possui verões quentes e invernos ensolarados e amenos; portanto, em cidades como Montpellier, Marselha ou Nice, você pode desfrutar de temperaturas agradáveis.

Ao norte, predominam os céus mais nublados, enquanto no centro e leste, o clima é muito semelhante ao alemão, com invernos e verões rigorosos, onde se combinam calor e temperatura neutra.

Quanto custam as universidades francesas?

As taxas de inscrição na França são baixas porque o Estado banca a maior parte dos custos de formação disponível em instituições públicas de ensino superior. O custo real dos estudos é o mesmo de qualquer outra parte do mundo: cerca de 10.000 euros por ano. A diferença é que, na França, o Estado cobre a maioria dessas despesas.

Assim, as taxas de inscrição são as seguintes:

  • 170 euros por um ano no ciclo de licenciatura;
  • 243 euros por um ano no ciclo de mestrado.

Por outro lado, as taxas de inscrição em instituições privadas, mesmo em escolas tradicionais, são superiores ao setor público. Em geral, elas ficam entre 3.000 e 10.000 euros por ano. Não hesite em informar-se no site de cada instituição para saber o valor exato das taxas de inscrição para o seu curso.

Para financiar seus estudos, você pode trabalhar ou economizar antes de partir. A bolsa Erasmus também fornece auxílio à mobilidade e você ainda pode solicitar bolsas de instituições inscritas no programa.

Você também pode encontrar um emprego em sua cidade-sede em um bar ou restaurante para sobreviver. Não é necessário visto de trabalho.

O reconhecimento de diplomas na França

Estudar na França permitirá obter um diploma duplo em muitas disciplinas (idiomas, arquitetura, direito ...). Mas é importante se informar em sua universidade brasileira sobre a questão da validação do diploma.

Uma grande preocupação de todo estudante no exterior diz respeito a validação do diploma.

Por outro lado, os estudantes que desejam se matricular em um mestrado ou doutorado devem solicitar a admissão na universidade de sua escolha, porque não existe um sistema de equivalência automática. Para acessar, você precisa obter 240 ECTS e, pelo menos, o PhD 60 ECTC.

Então, você está pronto para trabalhar e estudar francês para preparar sua estadia na França? Precisa se aprimorar no idioma e elaborar a sua candidatura para uma universidade francesa? Acesse a plataforma Superprof e encontre agora mesmo um professor particular para ajudá-lo.

Precisando de um professor de Francês ?

Você curtiu esse artigo?

0,00/5, 0 votes
Loading...

Marcia

Jornalista. Professora. Tradutora. Bailarina. Mãe. Mulher. Dedicada às minhas lutas diárias. Em constante transformação. Escrevo para vencer as inquietações e incertezas da vida.