Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Pianistas: descubram como utilizar o teclado elétrico!

De Fernanda, publicado dia 21/09/2017 Blog > Música > Piano > Como tocar o piano digital

De Ray Charles, passando por Nina Simone até Stevie Wonder, a melodia do piano influenciou muitas gerações. As teclas, os pedais, bem como a expressão no rosto dos artistas ainda permanecem com um enigma não resolvido: será que essa emoção muda em função do tipo de piano utilizado?

Há muitas razões para pianistas profissionais e amadores preferirem os pianos elétricos e digitais aos pianos acústicos, que são muito pesados, volumosos e caros. Mas será que existe a possibilidade de os pianos acústicos desaparecerem gradualmente diante da popularização dos elétricos e digitais?

Este é mais um motivo para aprender o piano elétrico e conhecer mais sobre suas muitas funcionalidades. Quem sabe você não se torna o pianista no século XXI?

Piano elétrico ou digital: uma substituição do piano acústico?

Um piano digital não precisa ser afinado uma vez por ano. No palco, no quarto, no jardim: é muito mais fácil de transportar o seu piano elétrico!

  • Ele é apropriado para quem procura por aula de teclado para iniciantes?
  • Pode substituir o som de um piano acústico?
  • Qual a diferença entre um piano elétrico e um piano acústico?
  • É mais caro do que um piano acústico?
  • É usado pelos produtores de música?

Todas essas questões que se acumulam nos fóruns musicais mostram o interesse do público no piano elétrico.

Sabemos que para estudar as escalas, o movimento das mãos e as diferentes técnicas, é melhor ter um piano em casa. Então o que é melhor: o piano elétrico ou o sintetizador?

Neste contexto – e dado o espaço disponível que você tiver em sua sala – o piano elétrico é uma alternativa ao piano acústico.

Este equipamento musical possui muitos recursos sem as desvantagens usuais do piano tradicional. Funciona graças à tecnologia que reproduz os sons de um piano acústico.

Obviamente, quanto mais funcionalidades o instrumento tiver, mais elevado será seu preço de compra.

Os sintetizadores não serão considerados aqui, pois trata-se de um instrumento mais aconselhado para alunos em estágio avançado, devido às suas funcionalidades e complexidade.

Projetado para substituir o piano acústico, o piano elétrico ou teclado digital é um bom compromisso para estudar, pois:

  1. Ele é menor: ocupa menos espaço, ainda mais se comparado a um piano acústico.
  2. Tem mais mobilidade: de fácil transporte, a maioria dos modelos pesa menos de 20 kg. É ideal para músicos em turnê.
  3. Mais resistente: você terá muito menos riscos e arranhões em seu instrumento.
  4. Possui um som de qualidade: sempre bem afinado, sem efeito de eco ou outro que possa alterar a qualidade do som.
  5. Menos ruído: graças às funções de fone de ouvido ou ajuste de volume, o teclado permite que você toque sem perturbar os vizinhos, a família ou os animais de estimação.
  6. Um baixo custo de manutenção: não requer nenhuma intervenção profissional para garantir o seu funcionamento.
  7. Um banco de vários timbres: sons de pianos e instrumentos de todos os tipos estão disponíveis para o pianista.
  8. Um sequenciador: uma ferramenta que permite gravar, fazer pequenos arranjos e reproduzir múltiplos instrumentos simultaneamente. Ideal para programar acompanhamentos musicais e enriquecer a melodia.
  9. Um metrônomo eletrônico interno: integrado ao piano, permite não perder o ritmo nem tempo.
  10. Um preço mais acessível: muito mais barato do que um piano acústico, você pode comprar um novo modelo de piano digital por menos de mil reais. Mais barato ainda se for um equipamento usado.
  11. Uma gravação mais simples com a capacidade de registrar várias faixas.
  12. Leitura de partitura: graças à sua interface que permite aprender ou decifrar uma música de um arquivo simples.
  13. A transposição de obras: as obras reproduzidas podem ser transpostas mais facilmente para outros instrumentos (trompete, saxofone, …) sem ter de reescrever a partitura ou aprender de cor.

O teclado elétrico é diferente de um teclado virtual?

Você deve estar se perguntando sobre a utilidade desta questão. Porque é óbvio que esses dois teclados são diferentes. A prática de cada instrumento é diferente. Mas para evitar qualquer confusão, é importante especificar os pontos de diferença, mas também os de convergência.

Como esses dois tipos de teclados se assemelham?

Começando pelo seu nome. Eles são teclados, dispostos da mesma maneira. Em ambos os casos, o som reproduzido é puro. As notas são menos longas do que as de um piano tradicional, e o eco (assim como o abafamento de som) é uma opção ao alcance de poucos cliques.

Eles têm o mesmo aspecto, os mesmos sons e oferecem as mesmas possibilidades.

E o qual a diferença entre eles?

De novo: é óbvio. Para tocar no teclado você precisa pressionar uma tecla. O teclado é palpável. Já o teclado virtual, como o nome sugere, é virtual.
O teclado elétrico ou digital é utilizado por músicos, pianistas autênticos. O teclado virtual é perfeito para DJs. Eles têm menos necessidade das noções básicas tais quais teoria musical, ritmos, compassos. Para resumir, não precisa ser músico para usá-lo. Um internauta com o mínimo de senso de ritmo já consegue utilizá-lo.

Você pode não ter adivinhado, mas aqui está a grande diferença. E, logicamente, pode-se deduzir que um pianista iniciante não tem necessariamente interesse em começar pelo teclado virtual. Ao contrário do teclado elétrico que requer treino de dedos, destreza e reflexos normais para o exercício do piano.

Os diferentes métodos de base para aprender o piano elétrico ou digital

Como se tornar um pianista? Um piano acústico precisa ser afinado uma ou várias vezes por ano. O teclado? Nenhuma!

Não queremos decepcioná-lo, mas saiba que não existe um método específico aprender o piano digital ou elétrico. No entanto, existem alguns métodos que podem ajudar os iniciantes.

Você pode aprender a tocar piano do mesmo jeito, tanto num piano digital quanto num piano de cauda.

Aprenda a ler música por meio da teoria musical

Ele tem lá a sua má reputação. O solfejo é muitas vezes negligenciado por estudantes na escola de música, conservatório ou até pelos autodidatas, por ser considerado como chato e acadêmico. No entanto, é uma ferramenta recomendada ou até mesmo indispensável para tocar piano.

Esta linguagem ou teoria musical permite compreender, ler e escrever uma partitura musical.

É um conhecimento que pode ser empregado tanto no piano como em outros instrumentos como violão, saxofone ou violino.

Você pode reproduzir no teclado do seu piano digital – através das teclas brancas – as notas básicas da escala de dó, a saber: dó, ré, mi, fá, sol, lá, si, dó.

Saiba como tocar piano digital de ouvido

A era digital transformou a educação. Com a quantidade de vídeos, tutoriais e sites disponíveis para aprender música on-line, muitos preferem hoje aprender o piano digital de ouvido.

Esta técnica, apesar de mais difícil à primeira vista, permite aprimorar sua audição e seu talento de improvisação. Consiste em aprender a tocar piano ao reproduzir os sons de uma música.

Para fazer isso:

  • Ouça uma música.
  • Divirta-se procurando as teclas no teclado elétrico que reproduzem cada nota da música para reproduzir o som perfeitamente.

Aprenda a tocar o piano elétrico com uma partitura musical

Extremamente práticos – embora sejam considerados como ultrapassados para as novas gerações  – os livros para se iniciar no piano podem ser muito úteis.

A maneira mais fácil de escolher um é:

  • Vá até uma loja de música ou uma grande livraria.
  • Explique ao vendedor exatamente qual gênero musical vai orientar seus estudos do piano.
  • Siga o conselho do vendedor.

Esses livros têm a particularidade de oferecer partituras, com notas explicativas. Assim, para cada nota, você sabe qual é o dedo da mão que deve usar.

Saiba como dominar o piano digital pela internet

Como em qualquer estilo de piano, em 2017 existem referências de qualidade na web para aprender o piano de forma independente, sem precisar investir em aulas particulares. Você também encontra algumas formações com valores de assinatura bem acessíveis.

Desde 2015, os sites de aula de teclado online se multiplicaram. As razões para esse sucesso são variadas:

  • A liberdade de poder se sentar na frente do seu instrumento na hora que você quiser, e não em um horário fixo, sempre no mesmo dia da semana. Tanto na música quanto na vida, ter uma rotina fixa nem sempre é positivo. Tenha cuidado para não espaçar demais suas aulas: seja autônomo e organizado.
  • A qualidade e a diversidade de métodos, com diferentes abordagens. Cada aprendiz de pianista descobrir o seu site mais adequado. Lá ele encontra partituras e uma didática que lhe convêm.
  • Hoje, os sites convidam profissionais de música, pianistas, músicos experientes, diplomados em universidades e institutos de renome. Isso enriquece o material didático e traz mais experiência às suas aulas.
  • Com a multiplicação dos dispositivos, pode-se ter acesso a esses sites em todos os lugares, a qualquer momento. E mesmo com ou sem piano na sua frente (ideal para avançar em teoria musical durante uma longa viagem, por exemplo). Se adicionarmos a isso a interatividade e a atratividade das imagens e vídeos, você vai ter acesso a um material eficaz e atraente.

Em pouco tempo, essa metodologia ganhou muita importância na internet. Os sites evoluíram e estão cada vez mais ricos. Mas fique atento: reserve um bom tempo na hora de escolher suas fontes de ensino. Procure referências, converse com outros músicos, pesquise bastante para ter a certeza de não entrar em nenhuma roubada!

Aprenda a tocar piano digital com aulas particulares

Piano digital, piano de cauda ou sintetizador? Qual é o método mais adequado para aprender música e se tornar pianista?

Independentemente do seu talento, da sua capacidade e da sua motivação para tocar piano, na maioria das vezes é mais recomendado frequentar aulas com um professor particular.

Este profissional pode ser recomendado por um amigo, por um vendedor de loja de piano ou até por meio de um anúncio colado em uma universidade.

Caso você esteja ainda com muitas dúvidas, saiba que a plataforma do Superprof propõe uma grande variedade de profissionais que lecionam o piano no Brasil todo.

Dispostos a dar aulas de piano perto de sua casa, esses professores têm perfis diversificados: sólida experiência, formados em música num conservatório ou são simplesmente pianistas profissionais aposentados.

Graças aos recursos da plataforma, é bastante simples ter uma ideia do perfil do profissional, examinando sua página pessoal antes de entrar em contato com ele.

Em relação aos valores praticados, as aulas custam em média 67 reais. Esse preço varia em função da experiência, da localização e da formação de cada um. Em geral, a primeira aula de teclado ou piano é oferecida gratuitamente para que o aluno possa avaliar a didática do professor, determinar a duração dos estudos e estabelecer metodologia de ensino.

Para aqueles que ainda têm dúvidas, é possível ler os comentários e avaliações deixados por ex-alunos no perfil de cada profissional.

Os pianos elétricos e digitais são perfeitamente adequados para aulas de piano para crianças!

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
avatar