Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Como se tornar um bom professor de língua russa?

De Ana, publicado dia 15/05/2019 Blog > Idiomas > Russo > Quais são os diplomas para se ter proficiência em russo?

São aproximadamente 280 milhões de pessoas falando russo no mundo. E não é de se estranhar que esse número não pare de crescer.

O idioma é uma das línguas mais falada na Europa e ocupa o posto de um dos 10 mais falado no mundo.

Uma das razões para o crescente número de pessoas buscando o russo como segundo idioma é o encantamento com o mundo eslavo.

A outra razão é a busca por ampliar o conhecimento sobre o alfabeto cirílico para descoberta do maior país do mundo, a Rússia.

Imagina uma viagem para Rússia para conhecer o frio da Sibéria ou a movimentada Moscou. É ostentação que se fala, né?

A oportunidade de estar envolvido em tamanha riqueza cultural pode ser a motivação que faz com que os estudantes procurem por aulas de russo.

Isso pode ser a oportunidade para se profissionalizar como professor no idioma.

Continue conosco e saiba quais são os diferentes graus necessários para dar aulas de russo.

Saiba tudo que você precisa para se tornar professor de russo!

Diploma para ensinar russo em uma escola de idiomas?

Normalmente, as vagas para escolas de idiomas exigem que o profissional tenha domínio de língua russa para dar aulas de russo.

Saiba como ser um profissional de russo em escolas de idiomas Muitas vezes, as escolas de idiomas oferecem treinamentos para os seus profissionais.

Entretanto, a dúvida que sempre fica no ar:

O profissional precisa ter um diploma universitário para lecionar em uma escola de idiomas?

Então, um grande número de curso não exige de seus candidatos diploma universitário, pois partem da premissa de que o profissional pode ter fluência no idioma a partir de outras experiências, tais como:

  • Vivência no exterior;
  • Ser a língua materna dos pais do candidato;
  • Que o candidato seja falante nativo de russo;
  • Ser um profissional autodidata;
  • Ter adquirido domínio no idioma através de cursinho.

Além de fluência no idioma, algumas cursos de russo pode exigir de seus candidatos certificado emitido por órgãos internacionais atestando domínio em russo.

E pode acontecer de solicitar ou não diploma de curso superior.

Por isso, possuir uma graduação em Letras pode ser o seu diferencial entre tantos candidatos sem diploma de licenciatura. Fica a dica!

Licenciatura ou bacharelado para dar aulas no Ensino Fundamental II e no Ensino Médio?

Para ensinar russo no Ensino Fundamental II e Ensino Médio, a legislação de ensino exige  que o profissional tenha, no mínimo,  formação em licenciatura.

A licenciatura é uma graduação que normalmente tem duração de três a quatro anos. Quando o estudante opta por essa modalidade de ensino, ele tem contato com disciplinas que se dividem em específicas da língua e as pedagógicas.

As matérias específicas de russo abrangem gramática, cultura, as civilizações, a fonética, as expressões, a escrita e a compreensão oral e escrita russa…

Já as disciplinas pedagógicas são matérias responsáveis pela formação do ponto de vista docente, isto é, para que o estudante de russo se torne um bom professor. São elas:

  • Didática
  • Sociologia da educação
  • Psicologia da educação
  • Prática de aula
  • História da educação
  • Políticas pedagógicas

Aqui mostramos apenas algumas das disciplinas pedagógicas responsáveis pela formação do futuro professor de russo, porém existe muitas outras.

A vantagem de cursar a modalidade licenciatura é que o curso permite a imersão real na língua russa, além de oferecer ao profissional conhecimento avançado da cultura eslava.

Por isso, é muito válido ampliar o seu conhecimento aprendendo outros idiomas da língua eslava. Assim como fazer um intercâmbio nos países russófonos, isso irá melhorar suas habilidades linguísticas.

Aprenda mais sobre a cultura russa nos países russófonos. Quem sabe um intercâmbio da Sibéria possa melhorar suas habilidades linguísticas.

Como prestar vestibular para russo?

Geralmente, a inscrição para concorrer uma vaga nas universidades acontece uma vez ao ano, mas pode acontecer duas vezes em algumas universidades privadas.

O futuro universitário precisa ter terminado o Ensino Médio com o diploma reconhecido pelo MEC para disputar uma das vagas.

Etapas do vestibular:

  • Inscrição
  • Testes de admissão (que ocorrem em duas etapas : prova objetiva e prova discursiva para o curso específico )

Vale ressaltar que o seu futuro profissional depende das suas escolhas. Logo, escolha as melhores instituições de ensino, as que têm o melhor desempenho no curso de Letras (Português/Russo).

Quanto melhor a universidade, mais chances você terá de passar em uma pós ou se tornar um funcionário público no futuro.

Aumente suas chances de ir bem no vestibular dominando outras áreas de conhecimento, como raciocínio lógico, redação e língua portuguesa.

Descubra se é possível como se tornar professor de russo sem ser nativo!

Qual diploma é necessário para ensinar russo na universidade?

Para ensinar russo na universidade, a legislação de ensino exige que o profissional tenha graduação.

Nas universidades privadas exigem, no mínimo, diploma de pós-graduação lato sensu para quem almeja ocupar uma das vagas de professor universitário.

Aprenda como ser o melhor professor de russo na universidade. Se nos permite um conselho, um bom professor de russo domina além do russo outra língua eslava.

Já as universidades públicas solicitam para o cargo de professor universitário o diploma de pós-graduação stricto sensu (mestrado/doutorado).

Existe também a possibilidade do candidato ocupar uma das vagas para cargo de professor substituto, ao qual é exigido, muitas das vezes, apenas diploma de graduação.

É importante reforçar:

O curso de bacharelado não habilita o profissional a dar aulas de russo

O curso que habilita o profissional a dar aulas é o curso de licenciaturas. O bacharelado habilita o profissional a fazer pesquisas em uma área específica.

Se, por ventura, você se encontra nessa situação, ainda dá tempo de fazer um curso de complementação pedagógica para dar aulas.

Campos de atuação do professor universitário de russo

Como mencionado acima, existe a possibilidade de atuar como professor substituto apenas com o diploma de graduação. Mas é muito mais comum que a banca exija do candidato o diploma de pós-graduação.

Que pode ser a popularmente chamada de especialização (lato sensu) ou mestrado e doutorado (stricto sensu).

Muitas vezes, o foco de um profissional com diploma de mestrado ou doutorado acaba sempre se voltando para a candidatura de vagas para professor universitário e pesquisador.

O campo de atuação para quem tem apenas a especialização é um pouco mais reduzido. Enquanto para quem tem mestrado ou doutorado costuma ser um pouco mais amplo, seja na universidade privada ou pública.

As vagas podem ser oferecidas de acordo com cada departamento, porém aqui vai algumas vagas que podem surgir para o cargo de professor universitário:

  • Fonética e fonologia russa
  • Semântica russa
  • Sintaxe russo
  • Estrutura da língua russa
  • Literatura russa
  • Produção de texto em língua russa
  • Cultura e civilização russa …

E podemos dizer, existem outras possibilidades de trabalho dentro das universidades para quem tem título de mestre ou doutor.

Ficou curioso, descubra onde podemos ensinar russo?

Como se especializar para ser um professor universitário de russo

No Brasil, se faz necessário ter diploma de ensino superior para ensinar russo a estudantes universitários, seja aulas de vocabulário, fonética, fonologia, literatura, história da língua, estrutura da língua russa, pesquisa entre outras coisas.

Entretanto, para competir e ter destaque nos concursos públicos é necessário um nível avançado de conhecimento na área de atuação.

A formação continuada permite que o profissional aprofunde o seu conhecimento. Para se destacar como um bom professor de língua russa é necessário estar em constante aprendizado.

Onde conquistar conhecimento avançado em russo?

Mestrado

O mestrado nada mais é do que um curso stricto sensu de duração de 2 anos, em média, que visa aprofundar o conhecimento adquirido na graduação.

O curso tem a finalidade de ampliar o aprendizado sobre um tema de interesse acadêmico, para estimular a reflexão teórica. Ao final do curso, o estudante consegue o diploma de mestre.

O principal objetivo do curso é formar professores da educação e pesquisadores que gostam muito de pesquisar.

O mestrado é ideal para quem:

  • Domina russo e tem conhecimento avançado de inglês
  • Pretende realizar pesquisas em faculdade
  • Dar aulas em universidade
  • Planeja e tem possibilidade  de estudar durante boa parte do dia

Processo seletivo para entrar no mestrado:

Consiste em análise de currículo, prova de conhecimento geral e específico, teste de proficiência em um idioma estrangeiro, entrevista e apresentação de um projeto de pesquisa que visa ampliar o conhecimento.

Vale frisar!

O melhor caminho para conseguir bolsa de estudo e um bom orientador é ter um excelente histórico acadêmico.

Doutorado

O doutorado é um curso que visa oferecer um conhecimento teórico mais aprofundado que o mestrado. O curso tem um duração maior também, tem duração de quatro a cinco anos.

Ele tem como objetivo formar pesquisadores e professores universitários, abordando temas com maior complexidade. Ao final do curso, o pós-graduando obtêm o diploma de doutor.

Processo seletivo para entrar no doutorado:

O processo consiste em análise de currículo, aprovação do projeto de pesquisa e entrevista. Pode acontecer de a banca exigir uma prova de conhecimentos gerais e específicos.

Assim como pode acontecer de a banca exigir domínio em dois idiomas estrangeiro, fique atento ao edital.

Curiosamente, é possível fazer o doutorado sem ter mestrado, apenas com a graduação. Entretanto, o projeto de pesquisa precisa ser muito relevante para ser aceito, pois a maioria das instituições de ensino prefere que o candidato tenha o título de mestre.

Conclusão do curso:

O nome do trabalho final de um pós-graduando chama-se tese. Ao final do curso, o estudante precisa submeter a sua tese a uma banca examinadora.

Sua tese deve conter um ponto de vista inédito e que contribua para o avanço de conhecimento na área.

Nesse dia, o estudante é submetido a várias perguntas por especialistas da banca. Se ele passar na sabatina, recebe o título de doutor.

E aí, preparado para dar aulas de russo na escola de idiomas, ensino médio ou na universidade?

Saiba como obter o diploma certo para dar aulas de russo!

 

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
avatar