Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Mantendo o aprendizado entre os dias de tutoria

De Fernando, publicado dia 26/06/2018 Blog > Aulas particulares > Ter aulas particulares > Como estudar entre duas aulas particulares?

Muitas vezes as aulas particulares podem ser algo não muito empolgante e os resultados podem não ser tão bons por falta de motivação e perseverança.

Aprender uma coisa nova sem alguém incentivando o seu desenvolvimento é quase impossível. É aí que muito do interesse do professor em particular fica claro: ele monitora seu progresso e lhe dá trabalho para a próxima vez que vocês se encontrarem, permitindo que você melhore e dando a você objetivos claros que o ajudarão. motivar.

Mas então, o que fazer entre as aulas particulares que você escolheu fazer?

sem suas anotações, o tutor ficará sem orientação Anote as dúvidas e escreva o que pode ser debatido com seu professor particular

O professor particular: uma fonte de motivação e melhoria

Depois de fazer uma boa aula, você não pode deixar de revisar o que fez. Mas isso pode não ser um hábito!

Obviamente, o seu trabalho exato dependerá do que você aprende. Mas algumas coisas nunca mudam: a base é trabalhar dez ou quinze minutos por dia.

Em geral, o seu “dever de casa”, seja seu professor que o preparou para você ou uma atitude que você mesmo determinou, não levará tanto tempo para fazer.

De fato, seria como ter cerca de duas horas de trabalho pessoal por semana, o que a maioria dos professores particulares jamais ousaria solicitar. É por isso que cabe a você fazer esforços para trabalhar diariamente e ter sucesso em alcançar seus objetivos!

Esta é a principal diferença entre um professor da escola e um professor em particular: o primeiro está lá para fazer você trabalhar, o segundo é usado para corrigi-lo e ajudá-lo, mas sem lidar diretamente em sua melhoria. Ele funciona muito para que você crie essa disciplina e possa colher os frutos com o professor das aulas regulares, muitas vezes.

Por isso é tão importante escolher e encontrar o melhor professor para sua necessidade. Lembre-se disso ao escrever o seu pedido de aula particular: determinar quantas horas por semana você está disposto a investir no seu desenvolvimento.

Criando o hábito de estudar

Se você está pagando por um serviço, certamente quer colher os melhores resultados.  Ter um profissional especializado na sua necessidade ajuda muito no seu aprendizado e também na criação do hábito de valorizar uma rotina de estudos.

Mudar os seus hábitos para incluir alguns minutos de estudo diário pode ser muito positivo e mostra que você está se dedicando. O maior beneficiado dessa atitude é você mesmo e isso pode ser visto com facilidade quando você passar a reagir melhor ao início do seu momento de estudo.

Separar esses minutos em sua agenda e desligar de todas as outras distrações e estímulos externos vai ser a chave para seu trabalho ser recompensado. Você só precisa começar a se organizar e colocar em prática.

as aulas particulares precisam de tarefas Revisar problemas entre as aulas podem ser muito importante

Trabalhe 15 minutos por dia entre cada aula particular

Para trabalhar quinze minutos por dia, em geral, o conselho é trabalhar com o seguinte método: 5 minutos de aquecimento, 5 minutos de trabalho nas antigas sessões do curso e 5 minutos preparando-se para a próxima sessão. Obviamente, se você tiver mais tempo para dedicar, não hesite em aprofundar melhor as duas últimas sequências fornecidas pelo seu professor particular !

Aqui estão três exemplos de aulas particulares e métodos relacionados: o primeiro será baseado em cursos de idiomas, o segundo em aulas de música e o terceiro em reforço escolar.

Para cursos de línguas: retrabalhe a pronúncia, retome o seu vocabulário, trabalhe as sessões antigas e prepare a próxima

No caso de aulas de inglês, espanhol, italiano ou francês, por exemplo, comece por retrabalhar a pronúncia de letras e sílabas por uns bons cinco minutos. Esta é a primeira fase, aquecendo.

Revise o alfabeto escrito, se não for o que você está acostumado, como no caso do russo ou alemão e seus caracteres diferentes dos latinos habitualmente usados.

Tire o seu vocabulário da última lição que você teve, e leia a lista de palavras que você aprendeu em voz alta, realmente aplicando-se à pronúncia. Assim, você se acostuma a essa linguagem sem fornecer nenhum esforço particular de memorização ou escrita.

Na segunda fase, a de trabalhar nas sessões antigas, o ideal é encontrar frases usando o vocabulário de todos os momentos anteriores e treiná-lo para traduzi-las, do português para o idioma de destino e desse idioma para português.

Em geral, traduzir a partir desta língua é mais fácil do que em português: então comece com isso, você pode se colocar no jogo mais gradualmente!

Finalmente, a terceira fase é a preparação do seguinte curso: é hora de copiar e repetir seu novo vocabulário para conhecê-lo perfeitamente na próxima vez, rever a sintaxe e gramática aprendidas na última aula e começar a trabalhar, se aplicável, sobre os materiais do curso que você usará em sua próxima consulta com o seu professor especial de espanhol , inglês ou outra língua estrangeira.

Descubra também como encontrar rapidamente um professor em particular, caso você tenha certa urgência para começar ou retomar as aulas.

Para aulas de música: trabalhe em suas escalas, sua respiração e sua pontuação antes de praticar seu instrumento

Para aulas de música, a operação é essencialmente a mesma.

Comece trabalhando em suas escalas , sua respiração se for um instrumento de sopro ou praticando a leitura de uma partitura ou tablatura, sem necessariamente tocar o instrumento. Este exercício deve levar cerca de cinco minutos.

Então você pode se concentrar no trabalho das antigas sequências, por exemplo, reproduzindo antigas músicas aprendidas ou revisando sequências rítmicas com as quais você sempre lutou.

Esta parte do mínimo de 15 minutos de trabalho diário pode ser encurtada, se você desejar, em favor da terceira e última sequência do seu trabalho: pratique seu instrumento nas melodias, nos ritmos ou na peça inteira que você prepara para a sua reunião a seguir com o seu professor.

Para reforço escolar: unir teoria e prática pode facilitar muito o seu aprendizado

Nas aulas de reforço, seu foco é melhorar sua nota, trazendo suas maiores dificuldades na escola regular para uma aula individualizada e seguindo um plano personalizado para você. E ainda assim podemos usar a ideia dos três momentos de cinco minutos cada.

No primeiro terco do seu estudo diário, foque em definir o tema é reler teoricamente o que você está buscando. Pegue seu material de aula e faça uma boa revisão. Leia e transcreva o que achar mais importante – esse método pode ser uma boa ajuda para o seu desenvolvimento. Depois de copiar os pontos principais e como eles se aplicam naquela disciplina, releia com calma.

A fase dois começa com algum exercício antigo que você sentiu dificuldade anteriormente e pode se sentir mais confortável para realizar agora. Faça com calma, ponto a ponto. Confira o resultado e veja se está dentro do esperado.

E a última etapa envolve trazer as dúvidas do próximo encontro para uma leitura prévia. Podem ser as tarefas passadas pela escola regular ou os temas que serão parte da sua prova que está em vista. A ideia é não deixar para a última hora o que você terá para abordar na aula com o professor particular. Isso é muito válido para criar o hábito de se preparar e não tirar do radar o que deverá ser pesquisado.

A sua dedicação faz toda a diferença ao passar por um processo de aulas individuais ou em grupo focada em um tema específico.

Seus resultados dependem da sua dedicação entre os encontros Leia durante os intervalos das aulas e mantenha o ritno

Por que então aplicar este método de três terços do tempo de trabalho?

O desejo de trabalhar também pode vir sendo trabalhando com o passar do tempo. De fato, estabelecer uma meta de 15 minutos por dia é uma boa maneira de ganhar consistência e um ritmo real de trabalho. Depois de ter adquirido esse ritmo, você poderá intensificá-lo. Este método é ideal para procrastinadores que tendem a adiar o que podem fazer no mesmo dia.

15 minutos por dia está longe de ser insuperável

Primeiro, porque quinze minutos não são intransponíveis, e três vezes cinco minutos é ainda mais fácil de encaixar na sua agenda. Você não vai sentir o peso de trabalhar muito, mas você fez esforços todos os dias, por isso não se esqueça que você já aprendeu e está determinado em ficar cada dia melhor e fazer com que as aulas anteriores tenham ainda melhores resultados.

Pergunta: as aulas particulares gratuitas são eficazes?

Tenha novas ideias entre os encontros Aproveite bem o tempo livre também para estudar

O trabalho diário é uma cura para esquecer

Em segundo lugar, porque tendemos a esquecer de trabalhar em aulasanteriores: por exemplo, você pode ter começado a aprender mandarim há dois meses e uma boa parte da sua turma tem certa dificuldade de nomear  as frutas e legumes que foram apresentadas uma a uma durante a segunda semana de aulas. Trabalhando diariamente, com frases reais e revisando o vocabulário das classes antigas desde o início, você não esquecerá o que você já aprendeu, o que seria, muito importante para o seu desenvolvimento.

Por isso, esperamos que este método de três terços seja útil na sua aprendizagem futura.

Lembre-se de que seu professor particular está sempre presente para ajudá-lo e orientá-lo, mas não pode trabalhar para você: somente uma organização rigorosa e uma boa disciplina permitirão que você aprenda corretamente!

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...

Deixe um comentário

avatar