Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Matemática ensino fundamental: como ser um excelente aluno?

De Glicia, publicado dia 22/10/2018 Blog > Apoio Escolar > Matemática > Como ser bom em exatas e tirar as melhores notas?

A matemática é uma disciplina que demanda diferentes competências do aluno: raciocínio lógico, boas capacidades analíticas, além de um bom nível em interpretação de texto.

Por essas e outras razões, muitos estudantes apresentam muitas dificuldades em aprender matemática. No entanto, apesar de ser uma disciplina exigente, a matemática é também muito instigante, pois ela é a base para diversas ciências e está presente em praticamente tudo que nos cerca.

Por isso, o estudo da matemática no ensino secundário é extremamente importante. Os conceitos aprendidos durante esse período escolar servirão de base para as novas matérias que o aluno aprenderá no ensino médio. Saiba que, se você não aprender os conceitos básicos durante o ensino fundamental, será muito difícil avançar quando você chegar ao ensino médio.

A chave para o sucesso e boas notas é treino! Não há muito segredo, se você não está entendendo a matéria, peça ajuda ao seu professor, explique suas dificuldades e tente reverter a situação antes das provas chegarem. Pratique em casa, com seus amigos, assista aulas online.

Há diferentes maneiras de melhorar seus resultados nas aulas de exatas. Como? É o que iremos te mostrar neste artigo. Se você é daqueles alunos que detestam matemática e acham que nunca vão conseguir entender para que serve o teorema de Pitágoras, não entre em pânico!

Nós separamos algumas dicas preciosas para te ajudar a ser um aluno nota 10. Preparado? Então leia até o final!

Ensino fundamental: novos desafios para os alunos

A chegada ao ensino fundamental é uma etapa marcante na vida estudantil do aluno. Ela marca a saída da educação infantil e além das novas matérias, surgem também os novos desafios, pois os conteúdos estudados tendem a se tornarem mais complexos.

os desafios do ensino fundamental Mudanças de professores, novas matérias e conceitos mais complexos fazem parte da chegada do aluno ao ensino fundamental.

A organização do ensino fundamental no Brasil divide-se basicamente em dois ciclos. O primeiro corresponde aos primeiros cinco anos e é desenvolvido em classes com um único professor regente. O segundo ciclo do ensino fundamental corresponde aos anos finais. Nessa última etapa o trabalho pedagógico é desenvolvido por uma equipe de professores especialistas em diferentes disciplinas e áreas do conhecimento.

Nos primeiros anos, os alunos são estimulados por meio de atividades pedagógicas lúdicas como jogos, leituras, imagens e sons. Já nos anos finais, o objetivo é fazer com que os adolescentes se aprofundem em novos conceitos e iniciam os estudos das matérias que serão a base para a continuidade no ensino médio.

Essa é, sem dúvida algumas,  uma fase delicada e repleta de mudanças, em que crianças e adolescentes começam a buscar sua autonomia. Isso se reflete diretamente no desempenho escolar e por isso é uma questão que deve ser também contemplada em sala de aula.

As aulas de matemática no ensino fundamental

Todo o  conhecimento que uma criança adquire nos primeiros anos de sua escolaridade será levado para os anos seguintes e servirá como base para a aquisição de novas competências.

Isso é especialmente importante para o estudo da matemática, uma disciplina que exige conhecimentos de base, senão as chances de perder o fio da meada são grandes. Se os conceitos de base não foram bem assimilados, será muito difícil para a criança de entender os conteúdos novos.

Conteúdo de matemática do 1° ao 5° ano

A criança começa a ampliar seu  conhecimento sobre os números, ou seja, a ter noção de quantidades. Ela também aprende símbolos e o vocabulário matemático, além de aprender a contar mentalmente os objetos.

aprender novos conceitos de matemática ensino secundário Os anos iniciais do ensino fundamental são para a alfabetização matemática do aluno.

Também nessa fase são introduzidas as noções de calendário e a leitura de mapas e plantas baixas simples. A geometria é introduzida desde os primeiros anos do ensino fundamental:

  • identificar e representar semelhanças e diferenças entre formas geométricas,
  • montar e desmontar embalagens tridimensionais,
  • identificar a diferença entre perímetro e área,
  • identificar os poliedros e compreender a relação entre vértice, face e aresta,
  • etc.

A partir do segundo ano o exercício mental e o raciocínio lógico ganham destaque e são muito importantes. A criança deve aprender e aperfeiçoar a capacidade de contar e realizar cálculos de cabeça. Além disso, é preciso que ela comece a usar as  estratégias adquiridas na série anterior, aplicando-as na resolução de problemas e cálculos.

Conforme os anos vão passando, a intenção é sempre aprofundar as bases dos anos anteriores. Ao final do 5º ano a criança deve estar conseguindo identificar mais símbolos e desenvolver com mais facilidade alguns raciocínios matemáticos.

Conteúdo de matemática do 6° ao 9° ano

Os conhecimentos matemáticos adquiridos durante os primeiros anos da educação de uma criança podem ser considerados como a alfabetização matemática.

Assim com a alfabetização escrita, a alfabetização matemática é primordial para que o aluno consiga desenvolver e adquirir novos conhecimentos nos ciclos seguintes.

Qualquer etapa quebrada ou conhecimento não assimilado pode deixar sequelas que só serão identificadas depois de muito tempo, podendo prejudicar gravemente a progressão da criança.

A partir do 6° ano, os alunos já aprenderam a base dos números decimais, sabem contar na ordem crescente e decrescente, fazer frações, porcentagens, cálculos de subtração, adição, multiplicação e divisão.

Equações binárias e de 2° grau, teorema de Pitágoras, potências, seno e cosseno, estatísticas, probabilidades, etc. O conteúdo de matemática do ensino fundamental é vasto e vai se complexificando à medida que os anos avançam.

As principais dificuldades encontradas em matemática e como resolvê-las

É normal ter dificuldades em matemática, afinal essa é uma disciplina que exige diferentes competências do aluno. No entanto, muitas vezes as dificuldades são decorrentes de falta de atenção ou de pouco treino.

conceitos geométricos para o ensino secundário A introdução à geometria acontece já nos primeiros anos do ensino fundamental.

Progredir em matemática no ensino fundamental é totalmente possível, mesmo que a princípio você encontre algumas dificuldades. No começo tudo parecerá muito vago e abstrato, mas se você desenvolver o hábito de revisar com frequência as matérias novas aprendidas, aos poucos vai perceber uma melhora considerável no seu desempenho escolar.

Tomemos o exemplo do cálculo mental. Conseguir calcular de cabeça é uma questão de treino. Existem algumas estratégias para aprender a calcular mentalmente de forma rápida e precisa e tudo que você necessita é colocá-las em prática.

Em geometria, a principal dificuldade dos estudantes é aprender todas as fórmulas e saber de cabeça alguns conceitos básicos. Por exemplo, é impossível determinar a área de um círculo se você não conhece a fórmula básica A = π . r2, onde π: constante Pi (3,14) e r: raio.

Uma dica é redobrar a atenção nas aulas e nas explicações do professor e se mesmo assim você ainda sentir dificuldade, pedir ajuda. Mas, muitas vezes, para lembrar de uma fórmula, basta abrir o livro didático e dar uma revisada.

Ou, ainda mais simples, basta fazer uma busca no Google. A internet é uma poderosa ferramenta que pode te auxiliar na hora de estudar e aprender matemática, basta saber usá-la. Sites como somatematica.com.br e calculemais.com.br são excelentes para tirar dúvidas e fazer exercícios.

Nossas dicas para tirar o melhor proveito das aulas de matemática na escola e melhorar seu desempenho são:

  • Escute as explicações com atenção e faça anotações,
  • Preste atenção mesmo nas perguntas de seus colegas, pois a dúvida de outra pessoa pode ser a sua também,
  • Anote as dúvidas que forem surgindo para perguntar ao professor depois,
  • Participe da aula, tente responder as perguntas que o professor faz e não tenha medo de falar sobre as suas dificuldades.

Como um professor particular de matemática pode te ajudar?

Diferente do que alguns pais e alunos possam pensar, recorrer a um  professor particular não é de forma alguma uma vergonha. Muito pelo contrário, um professor de matemática poderá ajudar não apenas a melhorar suas notas como também aumentar sua motivação e auto-estima.

melhor desempenho com a ajuda de um professor particular de matemática Um professor particular pode te ajudar a melhorar os resultados em matemática.

A principal vantagem de um professor particular  é que ele oferece acompanhamento personalizado e soluções específicas para ajudar na compreensão de cada aluno, de modo individual.

De fato, diferente das aulas em grupo onde o professor de matemática precisa dar atenção a 30 alunos ou mais, ter aulas particulares permitirá que você tenha um tutor dedicado exclusivamente à sua aprendizagem. Isso irá com certeza permitir que você progresse e obtenha boas notas.

Diferentes plataformas oferecem serviços que permitem entrar em contato com um professor particular. Nessas plataformas você encontrará  professores de diferentes áreas do conhecimento e com perfis variados.

No Superprof, por exemplo, muitos professores em diferentes cidades brasileiras estão dispostos a ajudar os alunos com dificuldades e tornar a matemática muito mais fácil e interessante.

Além disso, a maioria dos professores cadastrados no Superprof oferecem a primeira aula gratuitamente. Assim, você pode testar a pedagogia e a abordagem metodológica de diferentes professores.

Ao fazer uma busca no site, é possível encontrar uma infinidade de perfis, cada um mais interessante que o outro. O mais importante, todavia, é que exista um feeling entre o aluno e o professor. O estudante precisa se sentir seguro e confiar no educador e para que isso aconteça as aulas devem ser interessantes e cativar a atenção.

Através de exercícios, uma boa pedagogia e paciência, o professor particular saberá orientar o aluno para que ele melhore seus resultados em sala de aula.

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
avatar