"O silêncio das atividades mentais que leva à percepção direta da consciência é chamado de yoga." - Yoga Sârasangraha

Uma sessão de yoga funciona basicamente como uma bolha de bem-estar. Entre respiração, meditação, atenção plena ou alinhamento de postura, a prática diária de uma aula de ioga se tornou um ritual para muitos brasileiros, enquanto regiões como a Índia se tornaram centros especializados para a prática eficaz da yoga.

Na realidade, todos os praticantes querem mesmo é combinar corpo e mente através da yoga. São pessoas comuns, como eu e você, que buscam qualidade de vida e equilíbrio. Dos 300 milhões de iogues do mundo, o Brasil está se tornando cada vez mais inserido na cultura de retiro de yoga e outras modalidades correlacionadas, para relaxamento do corpo e da mente.

Esta é a razão pela qual muitos deles recorrem a oficinas de yoga na Índia, país asiático que pode ser considerado a âncora de uma cultura iogue. Mas, considerando mais precisamente, a Índia é um país distante, que às vezes pode parecer até mesmo assustador, especialmente quando se trata de organizar seu retiro de yoga em Toulouse.

Aqui vai uma rápida visão geral do que você precisa saber e/ou planejar para ir a um ashram indiano e desfrutar de relaxantes sessões de yoga!

"A mente não pode ser dominada e conquistada por considerações de qualquer tipo. Portanto, a conquista do espírito é principalmente, e acima de tudo a conquista do prana." - Yogabîja.

A sintonia entre nós e a natureza é conquistada pela meditação.

Fazer yoga em um ashram na Índia é um ótimo projeto, mas não pode ser improvisado, como se fosse qualquer viagem. Trata-se de um passo real, em um país que não se parece com o Brasil. Entre tradição, vida local e gastronomia, é toda uma parte do mundo, é o diferente que espera você!

Falando em termos de organização, a viagem promete exigir algumas operações preparatórias antes de embarcar nessa aventura. Por exemplo, não se esqueça de pensar no visto, que deve custar centenas de euros.

No local, como todos os ashrams são diferentes, é essencial estar bem informado com antecedência sobre o que você deseja fazer lá, em que região quer fazê-lo e se os ashrams de sua seleção o propõem. Você deve saber que um ashram é um lugar de paz, harmonia, mas também precisa pensar nas acomodações, no modelo dos dormitórios.

Ao contrário dos "centros de yoga", que não têm solução de acomodação, os ashrams são lugares na Índia onde você fica dia e noite. Por uma estadia de alguns dias a várias semanas (ou mais, se você quiser fazer um verdadeiro retiro completo de yoga), a prática de yoga não guardará mais segredos para você!

Na Índia, como em toda parte, há épocas em que é melhor abrir-se para aprender, deixar ir e respirar. A alta temporada vai de janeiro a fevereiro, enquanto de maio a setembro, o clima é um pouco menos ameno. Mas a estação das chuvas também é uma oportunidade de desfrutar de um ashram com menos pessoas!

Além disso, costuma-se dizer que outubro é um dos melhores meses para ir à Índia, especialmente para uma prática regular de yoga. O contato com os professores será mais intenso e o ambiente mais calmo. Por fim, muitas vezes, é desnecessário dizer que a passagem de avião não é levada em consideração pelo ashram, mas este último oferece regularmente o transfer de ida e volta para o aeroporto.

Yoga: vida local em um ashram na Índia

Muitas vezes, nos sentimos um pouco perdidos quando pisamos em um ashram pela primeira vez. Nós nos perguntamos como serão os tapetes de yoga, aprendemos técnicas de respiração para não parecermos ridículos, aprendemos tudo com as dietas ayurvédicas, enfim, estamos um pouco estressados.

Pode-se também perguntar como se comportar na frente de outros praticantes. Na realidade, tenha certeza, você não precisa fazer nada, absolutamente nada! Esta é a força dos ahrams e da prática de yoga no local: estamos lá para isso!

E sim, em primeiro lugar, você não precisa ser apaixonado por disciplina para ir a um centro de yoga indiano. A ideia é realmente aproveitar um ambiente propício à prática, mas em nenhum caso é necessário ser profissional. O público às vezes é muito jovem e inexperiente!

Além disso, alguns ashrams oferecem passeios pela região ou trabalhos voluntários no estabelecimento. Portanto, diferentes facetas se combinam, de modo a difundir essa prática, que é muito mais que uma série de posturas, ou uma desintoxicação completa.

No entanto, falando em desintoxicação, vamos falar sobre novas tecnologias! Na maioria dos ashrams indianos, é possível usar seu telefone celular de maneira discreta e geralmente sob regras e condições específicas. E sim, as aulas de yoga são um momento de reorientação, não vamos nos esquecer disso!

A nível de contexto histórico, os ashrams existem há vários milhares de anos antes de nossa era e são originalmente locais de meditação, isolados de toda agitação. Os sábios estavam então sozinhos, sem meios externos de comunicação, o que pode passar longe de uma aula de yoga tradicional no Brasil!

E essa reorientação é uma oportunidade de vincular sua mente e seu corpo. Uma interioridade que não nos força a simpatizar com outros praticantes. No local, mesmo que às vezes haja outros brasileiros, as pessoas entendem e sabem o motivo pelo qual provavelmente chegaram ali: simplesmente relaxe e aproveite os benefícios do yoga individualmente.

Os movimentos da yoga permitem a flexibilidade não só do corpo, mas também da mente.

Observe que a maioria dos ashrams pratica o silêncio durante as refeições, uma boa maneira de encontrar tempo para si mesmo e praticar a atenção plena.

Em relação aos detalhes práticos, geralmente a maioria dos ashrams fala inglês, já que este idioma é um ponto de encontro para todos os iogues do mundo. Estamos falando de universalidade através da prática de yoga, uma certa idéia de compartilhar!

Comemos com frequência culinária ayurvédica, vegetariana e baseada em energia. Quanto à água, é obviamente filtrada, uma vez que o público é principalmente ocidental. E o que dizer da prática em si?

Prática de yoga em um ashram na Índia

É difícil falar sobre o conteúdo de um retiro de yoga em um ashram na Índia, uma vez que estes geralmente são muito diferentes. No entanto, dois pilares estão fundando o ensino: yoga e meditação. Nada poderia ser mais simples, e é isso que você deve esperar antes de embarcar.

A meditação é a arte de acabar, desfrutar do silêncio e reservar um tempo para si mesmo para relaxar, para harmonizar sua mente e seu corpo, e para encontrar uma conexão com o seu eu interior. Os professores estão sempre lá para nos ajudar a fazê-lo da melhor maneira, pontuada por um curso de yoga.

Você contará com a ajuda dos professores nos ashrams de yoga indianos.

Em um ashram, a yoga praticada pode variar: hatha yoga, kundalini, vinyasa yoga, yoga nidra, enfim, uma paleta tão ampla que provavelmente influenciará na escolha do seu ashram. Certifique-se de se educar antes de se inscrever.

O fato é que os cursos oferecidos são acessíveis a todos, independentemente do nível geral, e que o ensino é progressivo. Não importa se você nunca praticou yoga na vida ou se já chegou à terceira idade. Todos são bem-vindos e têm igual chance de evoluir na prática. Portanto, os idosos não ficam de fora, assim como os demais, levando-se em conta, é claro, que cada um segue seu próprio ritmo!

Do ponto de vista prático, a roupa deve obviamente ser o mais confortável possível, enquanto o praticante se adapta às tradições e costumes da Índia! Por exemplo, nenhuma nudez é tolerada, assim como roupas justas (shorts, tops, etc.). Lembre-se de que o foco é no bem-estar, então você deve sentir-se confortável com suas roupas, afinal, ninguém segue para um retiro de yoga com a intenção de sensualizar.

Você já planejou calças e sutiã? Não entre em pânico, geralmente, é possível você ir "à cidade", onde a maioria das lojas oferece calças e sandálias em modelos típicos locais. Alguns ashrams agora têm sua própria loja. Assim, você não precisa se preocupar em adquirir roupas antes de sair do Brasil.

Porque hoje em dia, os retiros de yoga também se tornaram um mercado, onde tudo deve ser planejado, inclusive para quem, em seu dia a dia, normalmente não planeja! É também o outro lado da moeda, uma prática tão bela quanto profunda, valorizada por todos. Mas tenha certeza: em um ashram, a palavra de ordem continua sendo a tradição iogue! Essa não será mudada jamais. A intenção é conectar os praticantes com uma vertente raiz, com o verdadeiro sentido e regras da yoga, sem inventar novas modas ou modelos.

O encontro consigo mesmo ocorre a partir do momento que nos desligamos de outras coisas que, em nossa vida cotidiana, acreditamos ser incapazes de viver sem. É por isso que, para a yoga, a não ser que estejamos falando em aula de yoga online, não importa o quanto o mundo evoluiu em tecnologia.

Os princípios da yoga são os mesmos sempre, desde que ela foi descoberta.

Então, com todos esses elementos, que tipo de ashram você escolherá? Pronto para se reconectar consigo mesmo? Um, dois, três, medite! E... para aquecer os motores, que tal acessar a nossa plataforma Superprof e encontrar um professor de yoga particular?

Precisando de um professor de Yoga ?

Você curtiu esse artigo?

5,00/5 - 1 nota(s)
Loading...

Marcia

Jornalista. Professora. Tradutora. Bailarina. Mãe. Mulher. Dedicada às minhas lutas diárias. Em constante transformação. Quando não há mais nada a dizer, escrevo!!!