Compartilhar

Por que estudar a língua espanhola?

De Fernanda, publicado dia 13/08/2017 Blog > Idiomas > Espanhol > Qual o interesse de aprender espanhol?

O estudo de duas línguas faz parte do currículo de qualquer trajetória escolar. O espanhol é hoje a segunda língua estrangeira mais estudada no Brasil depois de inglês.

Aprender castelhano (por que?) é mais fácil para nós brasileiros em comparação ao inglês ou ao alemão. Isso porque apresenta muitas similaridades com a língua portuguesa. As regras de gramática e vocabulário são muito próximas.

Com um pouco de prática, você pode assimilar rapidamente o espanhol e, dependendo da metodologia de estudos, quem sabe se tornar um verdadeiro bilíngue em pouco tempo! Sim, estudar a língua espanhola é um excelente investimento! Saiba por quê!

Aprender espanhol: vários objetivos

Para fazer um ano de estudos em intercâmbio, é necessário ter noções mínimas para conseguir frequentar seu curso com qualidade. Um bom nível da língua vai te ajudar na hora de enviar sua candidatura à universidade, e principalmente na hora de solicitar uma bolsa de estudos.

Já em relação à vida profissional, como fazer um estágio ou encontrar um trabalho em um país de idioma espanhol, é evidente que dominar a língua vai lhe abrir todas as portas. Você vai arrasar numa entrevista via Skype, que tal?

Os profissionais que já estão no mercado também têm todo o interesse ​​de aprender espanhol, seja para procurar novas oportunidades internacionais, seja para conseguir uma boa promoção. Na verdade, a América hispânica é uma região que apresenta as maiores taxas de crescimento no mundo.

Em uma viagem a turismo, é natural se integrar e se conectar muito mais ao povo local se você é fluente no idioma. Com o espanhol, você tem acesso a mais de 20 países como a Espanha, algumas nações na África, e quase um continente inteiro na América Latina. São tantas culturas diferentes…. Clima, música, dança, costumes, política…. Uma riqueza que você não pode perder!

Por que fazer aulas de espanhol?

Quer melhorar o nível do seu castelhano para prestar o vestibular, fazer uma viagem para Guatemala ou viver na Colômbia?

Onde estudar castelhano? Quais os seus reais interesses em fazer aulas de espanhol?

Claro que, com um computador e acesso à Internet, temos livre acesso a um número ilimitado de materiais de ensino (vídeos, podcasts, livros, exercícios, filmes, música…). O estudante consegue ser bastante autônomo em sua aprendizagem. Aqui estão alguns links que podem ajudá-lo nessa empreitada:

No Youtube, o TioSpanish permite aprender espanhol enquanto se diverte. O YouTube também permite ouvir música em espanhol “con letras” e assistir a filmes com legendas. Recomendamos começar com filmes em português com legendas; em seguida, passe para filmes espanhóis com legendas em espanhol e, finalmente, espanhóis sem legenda nenhuma. Se você tem Netflix, está no paraíso! É só mudar a opção de legendas.

Yabla é outro canal que oferece aulas de espanhol por meio de vídeos de todos os gêneros (conversação, viagens …). Você pode optar por legendas em português ou em espanhol.

Já o Babbel oferece uma metodologia completa (vocabulário e gramática, notícias, jogos educativos….).

Para otimizar o tempo de estudo, é preciso ter equilíbrio entre os níveis de compreensão e de expressão. Quanto mais você aprende, mais precisa praticar os conceitos assimilados para assim incorporar os novos com mais facilidade.

É por isso que esta dicas são recursos complementares àquelas metodologias mais clássicas de ensino, que trabalham todos os aspectos da língua.

Aulas de espanhol em grupo ou aulas particulares?

Fazer aulas em grupo é divertido, mas a diferença de nível dos alunos faz com que haja pouco tempo disponível para cada um se expressar. Nesse sentido, as aulas particulares são mais eficazes.

Sabia que existem aulas especiais “gratuitas”? Você pode por exemplo fazer um combinado de troca: um panamense quer aprender português e um brasileiro quer aprender espanhol para negócios. Ora, ambos entram em acordo e dão aulas do seu idioma ao outro. Um belo negócio!

Este site funciona bem: mylanguageexchange.com

Que fique claro: este tipo de aula é útil especialmente para a prática. O seu interlocutor não tem necessariamente uma metodologia ou um programa de ensino elaborado. Apesar de ser excelente para a prática, ele não vai saber a razão de quando, por exemplo, devemos empregar “por” em vez de “para”. Conhecemos nossa língua materna principalmente pela imitação.

As aulas particulares com um professor qualificado têm sido comprovadas como uma estratégia bastante eficaz.

O professor está lá unicamente para ajudar o aluno a atingir o seu objetivo e, portanto, se adapta às suas necessidades específicas.

Há infinitas maneiras de aprender espanhol (saiba!), tudo isso em função dos objetivos do aluno com a aprendizagem.

Se o aluno precisa prestar um exame, por exemplo, como o vestibular. O professor deve preparar suas aulas com foco na expressão escrita, além de dar conselhos e dicas importantes sobre as últimas tendências dos exames.

Já para uma entrevista de emprego em espanhol (indispensável), por exemplo, é preciso rever o vocabulário do setor profissional em questão, as expressões mais utilizadas e os tratamentos.

Um estudante que pretende viajar durante as férias precisa praticar as conversas habituais, frases úteis, informações básicas, conjugação de verbos, saudações…

O professor acompanha a evolução do aluno ao longo das aulas e adapta seu programa em função disso. Ele propõe um ritmo de trabalho e materiais didáticos de acordo com as especificidades de cada aluno.

Alguns têm mais memória visual, outros auditiva, outros têm o perfil cinestésico.

O que aprender da língua castelhana? Quer viajar e não se perder no meio do caminho? Faça aulas particulares de espanhol!

Veja alguns exemplos de recursos utilizados por professores particulares em suas aulas:

  • Aluno de perfil “visual”: flashcards / regra de gramática, leitura, filmes legendados, bate-papo
  • Aluno de perfil “auditivo”: podcasts, filmes, conversação / regra gramatical, conjugação de verbos
  • Aluno de perfil “cinestésico”: reescrever palavras do vocabulário / fazer exercícios de gramática, escrita (narrativa), bate-papo

O professor de espanhol: assistência personalizada às necessidades de estudantes

Durante as aulas de espanhol, o professor ajuda o aluno a se expressar, corrige seus erros, melhora sua pronúncia, ensinando o vocabulário e gramática necessários.

Ele oferece atividades que irão desenvolver as habilidades almejadas pelo aluno (expressão a compreensão escrita / oral).

Ler um texto e fazer uma apresentação desenvolve a interpretação e a expressão oral, enquanto fazer um ditado desenvolve a compreensão auditiva e expressão escrita.

A dimensão psicológica de aprender espanhol

Existe também uma dimensão psicológica em aprender uma língua. Muitas vezes pensamos de forma binária e fatalista (falar bem ou não falar bem / ser bom ou não em línguas / saber ou não saber).

Esta maneira de pensar é muitas vezes reforçada pela escola (aprender castelhano), que classifica os estudantes e não trabalha o aspecto humano e social da língua.

Na verdade, o professor, na maioria das vezes, tem cerca de 30 alunos na sua frente, de níveis totalmente diferentes, com poucas horas de aula, quase nenhum tempo disponível para investimento pessoal e, para agravar, estudantes pouco motivados.

O resultado disso são anos de estudos e alunos que mal sabem se expressar na língua. Infelizmente, a realidade de muitas salas de aula brasileiras.

O papel do professor é também o de quebrar com certos tabus, como “não tenho boa pronúncia”ou “nunca vou aprender espanhol direito”.

O mais importante na aprendizagem de uma língua espanhola é saber se comunicar com o outro e ter prazer nisso.

Como aprender espanhol?

A língua espanhola é muito difundida no mundo, daí a necessidade de estudar! Mas você sabe como?

Muitas vezes, aprender uma língua parece demorado, chato e difícil. Muitas vezes pensamos na metodologia clássica da escola, as listas de vocabulário e os intermináveis exercícios de gramática. Além disso, como não ficar perdido diante de tantos novos sons, palavras e regras?

Vocabulário e gramática são apenas parte da aprendizagem. É fundamental praticar, falar e escutar, ler e escrever, e assim trabalhar conhecimentos para memorizá-los. Uma palavra que não é usada é uma palavra que é esquecida.

500 palavras são o suficiente para conseguirmos nos virar em uma língua. É o grau de utilização de uma palavra que determina a sua utilidade.

Para muitos, aprender uma língua significa apenas dedicar tempo e esforço. Mas existem maneiras alternativas de lidar com isso mudando pequenas coisas nos hábitos do dia a dia. Por exemplo: ao assistir um filme, que tal colocar o áudio e as legendas em espanhol?

Em vez de ficar à toa durante o trajeto para o trabalho, pode ouvir música cubana duas vezes por semana, ou então utilizar métodos de ensino de áudio. Finalmente, em vez de ir a um bar clássico, você pode experimentar um bar latino e quem sabe conhecer alguns hipanófonos!

2 meses é suficiente para conseguir se comunicar em espanhol: combine 20 minutos por dia de investimento pessoal mais 2 horas por semana de aulas particulares.

Por que fazer aulas online com professor nativo?

Quais as vantagens de aprender com um professor particular de castelhano? Que tal fazer aulas com José?

É mais natural e agradável falar com um professor nativo, especialmente se não falar qualquer língua estrangeira.

Quanto menos José falar em português durante suas aulas de castelhano, mais a Roberta vai aprender a língua. Isso é uma lógica válida em qualquer curso de espanhol online ou presencial. Alguns alunos que já têm nível suficiente até pedem para que o professor fale somente na outra língua.

Além disso, o professor também está lá para compartilhar sua cultura.

O nativo terá o maior prazer em ensinar sobre a história, a arte, os costumes, a gastronomia, os pontos turísticos e todos os demais aspectos de seu povo. Fazer aulas assim é definitivamente mergulhar no outro país!

Também é possível aprender com ele espanhol para fins profissionais!

O estudante precisa ser curioso e ativo durante as aulas: a interação é fundamental para progredir em espanhol.

Hoje em dia fazer aulas online está na moda e também é um jeito mais prático e flexível de aprender. Você e seu professor podem se encontrar de qualquer parte do mundo e em horários alternativos. É uma maneira mais econômica e sustentável, pois não há deslocamentos! Claro, uma aula virtual não substitui as sessões presenciais, mas pode solucionar um problema de falta de tempo e disponibilidade.

Por cerca de 50 reais você consegue fazer uma aula por semana. O professor também pode “acompanhar” o estudante em seus deslocamentos (viagens, congressos, exames em outras cidades), garantindo a continuidade da relação, que é especialmente útil se o aluno pretende continuar seus estudos durante sua viagem.

Essas aulas online de espanhol geralmente ocorrem via Skype (áudio / vídeo) e os materiais de leitura podem ser compartilhados via Google Drive, mas sobretudo via Google Docs. Assim, professor e aluno podem ler e escrever no mesmo documento. O professor adiciona a aula, com exercícios e imagens, e faz as correções. Esta é uma verdadeira economia de tempo!

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (média de5,00 sob 5 de 1 votos)
Loading...

Deixe um comentário

avatar