Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Ensine física com os nossos truques!

De Marcia, publicado dia 25/09/2019 Blog > Apoio Escolar > Física > Torne suas aulas em experimentos científicos

Um professor de física jamais vive em sua zona de conforto! Ele é desafiado, dia após dia, muito mais que quem ensina inglês ou matemática, por exemplo. Isso porque estamos falando de uma matéria considerada difícil pela maioria das pessoas.

Crianças e adolescentes em idade escolar, jovens universitários, adultos já inseridos no mercado de trabalho… o público que pode precisar aprender física é muito amplo. Entretanto, nem todos procuram por um professor por livre e espontânea vontade, porque desejam seguir carreira na área ou simplesmente porque querem se aprofundar em alguma de suas vertentes.

Muitos o fazem por necessidade! Seja para passar no vestibular, acompanhar determinada matéria da faculdade ou como forma de reforço escolar. E você, muito mais que ensinar física, precisa motivar essas pessoas a aprender.

Pensando nisso, preparamos este artigo especialmente para você, professor. Nele, preparamos algumas dicas especiais para você arrasar em suas aulas.

Ajude seus alunos a vencer bloqueios

Como dissemos acima, há mais pessoas estudando física por necessidade que por vontade. Alguns já chegam com a ideia de que não conseguem aprender a matéria, movidos por experiências negativas que tiveram em seu passado de estudantes.

O bom professor dá as chaves para que os alunos vençam seus bloqueios.

Por essa razão, será preciso, antes de mais nada, utilizar algumas técnicas para vencer esse tipo de pensamento. Uma vez confiante de que pode aprender e interessado em estudar, o aluno estará muito mais propenso a assimilar novos conteúdos e praticá-los, sem maiores problemas.

Para isso, entretanto, não basta simplesmente repetir que física não é difícil e que todos podem aprendê-la. Você precisa mostrar isso, na prática.

Uma ideia plausível é buscar apresentar os conteúdos de maneira diferente. No lugar de longas horas de teoria, você pode complementar alguns tópicos com experiências em sala de aula. Algumas teorias podem ser associadas a história de seus descobridores e as atividades práticas certamente farão com que fixem os conteúdos mais facilmente.

Além disso, você precisa acreditar no seu potencial como professor e na capacidade de aprendizado dos seus alunos. À medida que você inova em suas aulas, fica evidente que está fazendo um trabalho completo, a fim de vencer bloqueios e promover a disseminação do conhecimento.

Entretanto, você precisa acreditar também que o seu aluno pode aprender, por mais que ele lhe diga que já tentou inúmeras vezes, sem sucesso. Acredite que com você será diferente, porque você vai ajudá-lo a vencer essa crença.

Pode ser que esse trabalho de mudança de mentalidade seja mais árduo do que ensinar física, em si, mas ao final certamente tudo valerá a pena.

Para despertar interesse pela física, você pode mostrar o quanto ela se aplica ao nosso dia a dia. Mostre que o fato de o avião, mesmo tão pesado, se manter suspenso no ar, se deve a determinadas leis da física. Assim, poderão entender que ela está por toda parte, até mesmo naquela viagem de férias com a família.

Outro ponto muito importante no aprendizado é a imagem do professor. Não estamos dizendo que você precisa ser permissivo demais durante suas aulas só para criar uma boa impressão, mas algumas atitudes fazem toda a diferença na forma como seus alunos vão encarar suas aulas.

Manter uma boa postura, vestir-se de maneira adequada, mostrar opinião formada e senso crítico e ser apaixonado pela física são alguns aspectos que fazem toda a diferença na forma como seus alunos aprenderão seus ensinamentos.

Dê aulas de física online

Se você é professor de física, lecionar em escolas convencionais não é o único caminho profissional disponível para sua carreira. É claro que essa é uma escolha válida e uma experiência rica em aprendizado para você também. Mas, caso sinta que as coisas não vêm fluindo, ou precise complementar sua renda, você pode dar aulas de física online.

As aulas online só diferem das presenciais por um detalhe: o espaço físico onde você e o aluno se encontram não será o mesmo. Entretanto, vocês estarão interagindo “ao vivo”, sem nenhum prejuízo quanto à solução de dúvidas e comentários, por exemplo.

As aulas online seriam uma alternativa aos cursos presenciais.

As vantagens de ensinar por esse canal são muitas: a webcam vence distâncias, já que você pode dar aulas para alunos de outras cidades, Estados ou até mesmo países – basta que ambos tenham um computador conectado à internet.

Outro ponto importante é o tempo. Sabemos que hoje em dia, as pessoas vivem rotinas cheias de compromissos e, muitas vezes, sobra pouco tempo para estudar física para aquela prova da faculdade ou um concurso público. É nessa hora que a webcam chega para salvá-las. As aulas online não dependem de horas de deslocamento pelo trânsito caótico das grandes cidades. Basta que o aluno se conecte, de onde estiver, no horário alinhado com o professor.

Aliás, o aluno até se concentra mais na aula, sabendo que não precisará enfrentar o trânsito, a chuva ou o transporte público para voltar para casa ao final.

Entretanto, se você pensar em dar aulas online, é importante se preparar. Primeiro, você precisará providenciar todo o equipamento necessário, como um computador, webcam, headphones e uma boa conexão com a internet, já que de nada adianta a qualidade dos seus conhecimentos e didática se você precisa gerenciar uma rede que cai a todo momento, um computador que trava ou um microfone que falha. Além de perder tempo tentando solucionar esses percalços, a concentração do aluno acaba sendo prejudicada.

O próximo passo é escolher o programa que irá utilizar para ministrar suas aulas. Alguns professores utilizam o Skype; outros, o Hangouts. O importante é optar por uma plataforma que permita o compartilhamento de tela e o uso da câmera, aspectos que são essenciais quando se fala em aulas online.

Para conseguir alunos, você pode anunciar seus serviços em sites e plataformas voltadas ao seu púbico, como é o caso do Superprof. Já que suas aulas são online, as distâncias geográficas não serão empecilhos para admitir novos alunos. Assim, quanto maior for o alcance dos seus anúncios, melhor.

E, por último, mas não menos importante: cuide da sua imagem também via webcam. Afinal, ainda que à distância, trata-se de um momento de trabalho e a sua postura precisa ser condizente com a de quem ministra um curso particular, em uma sala de aula.

A física pode ser divertida

Outro grande desafio para o professor de física é tornar a matéria mais “leve” para seus alunos. Isso sem perder o limite entre as brincadeiras e o “levar a matéria a sério”. Encontrar o equilíbrio entre essas duas vertentes é uma forma de conquistar seus alunos, que passarão a se interessar pela física e enxergá-la de maneira diferente.

A física associada a eventos do dia a dia torna o aprendizado mais fácil e agradável.

Se os seus alunos não parecem motivados, você não precisa entrar nessa mesma “vibe” e acreditar que não está sendo um bom professor. Sempre é tempo de se reinventar e trabalhar para tornar suas aulas mais agradáveis.

O primeiro passo para isso é a empatia. Você precisa se colocar no lugar do aluno para entender como ele se sente. Ainda que a física nunca tenha sido um problema para você, lembre-se de como se sentia nas aulas de matemática ou biologia. Assim, será mais fácil compreender como o seu aluno se sente e dar a ele o suporte necessário para que ele supere seus medos e limitações.

Além disso, você pode sair um pouco da teoria. Não que ela não seja importante, ou não deva ser abordada e enfatizada. Mas que tal mostrar que ela realmente funciona a partir de um experimento simples? Assim, o seu aluno não vai se esquecer do tópico abordado e ainda vai se sentir mais motivado a frequentar suas aulas, que deixarão de ser “aquela coisa chata na qual o professor só fala e o aluno só escuta”.

Para complementar o aprendizado, você pode levar seus alunos a museus e planetários. As atividades extra classe permite momentos de descontração e interação, além de configurar uma forma de aprendizado que dificilmente será esquecida posteriormente.

O laboratório da escola na qual você trabalha também será um ótimo lugar para levar seus alunos. Você pode preparar uma aula especial para que eles observem determinados itens disponíveis ou testem misturas de substâncias. Assim, você confirma as teorias ensinadas e ainda motiva a turma a gostar de física.

Outro aspecto que não deve ficar fora da sua aula é a tecnologia. Seja em aulas escolares ou particulares, o uso do computador, aplicativos, imagens e programas específicos tornam a aula muito mais “viva” e funcional. Entenda que o aluno de hoje não é o mesmo de antigamente. Ele está o tempo todo conectado, gosta de utilizar o celular e sabe de todas as tendências tecnológicas. E você, como professor, pode aliar esse interesse ao aprendizado da sua matéria.

Viu só como tudo o que você precisa para atrair e motivar alunos é buscar um diferencial para suas aulas?

Um bom professor de física é aquele que busca apresentar a matéria sob novas perspectivas.

Esperamos que nossas dicas tenham sido úteis para você e que você volte em breve para contar sobre os resultados positivos.

E você? Tem mais alguma ideia para tornar as aulas de física mais agradáveis? Deixe seu comentário abaixo e compartilhe conosco.

 

 

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
avatar