"A sorte sorri para os ousados" - Erasmus de Roterdão

Quase  350.000 estudantes internacionais  foram estudar ou fazer um estágio no exterior graças ao programa Erasmus no período 2017-2018, e a França é um dos destinos que merece destaque.

As universidades europeias permitem muitas trocas internacionais, mas antes de você passar uma longa estadia, é importante se preparar.

Estas são as etapas a seguir para ir à França para fazer seu segundo ou terceiro ano de universidade, obter um diploma duplo ou fazer um doutorado. Descubra nossas dicas para estudar na França!

Os requisitos para estudar na França

O estudante brasileiro precisa de um visto para permanecer em continente europeu pelo tempo do curso, além de outros documentos. Além disso, você deve comprovar que tem recursos para se manter no país e contar com um seguro saúde completo.

Com relação ao seguro médico, não hesite em consultar sua agência de seguros para estudantes. Você também pode entrar em contato com o Seguro Social para solicitar o Cartão Europeu de Saúde (TSE), para que suas despesas com saúde sejam reembolsadas na França.

Qualquer brasileiro pode ser preparar para estudar na França.

O TSE garante que você terá a mesma atenção que os nacionais do país para o qual viaja, mas há países onde você deve pagar parte da consulta ou tratamento, nos sistemas de co-pagamento. Nesse caso, você terá que pagar o custo que reivindicar no hospital.

Ricardo
Ricardo
Profe de Francês
5.00 5.00 (50) R$65/h
1a aula grátis!
Giulian
Giulian
Profe de Francês
5.00 5.00 (44) R$60/h
1a aula grátis!
Luisa
Luisa
Profe de Francês
5.00 5.00 (18) R$90/h
1a aula grátis!
Karim
Karim
Profe de Francês
4.98 4.98 (41) R$40/h
1a aula grátis!
Diogo
Diogo
Profe de Francês
5.00 5.00 (27) R$50/h
1a aula grátis!
Marine
Marine
Profe de Francês
5.00 5.00 (20) R$55/h
1a aula grátis!
Natalia
Natalia
Profe de Francês
5.00 5.00 (11) R$60/h
1a aula grátis!
Nidia
Nidia
Profe de Francês
5.00 5.00 (11) R$79/h
1a aula grátis!

Estude na França graças ao Erasmus +

Se você decidir realizar parte de seus estudos na França, poderá se beneficiar do programa de intercâmbio e da bolsa Erasmus. As bolsas Erasmus são divididas em três grupos básicos: o primeiro concede 400 euros por mês, o segundo 350 e o terceiro 300. Pode ainda haver acréscimos de 100 euros se forem estagiários ou profissionais e 200 euros se você tiver uma deficiência maior que 33%.

No caso da Espanha, é importante ressaltar que as contribuições podem ocorrer de três maneiras diferentes: as instituições comunitárias, o governo da Espanha e algumas comunidades autônomas que, por meio da ajuda, podem aumentar esses valores . De fato, existem territórios na Espanha nos quais o valor pode chegar a 600 ou 700 euros, enquanto em outros territórios pode ser deixado em pouco mais de 300, por isso é muito importante consultar cada caso especificamente.

Além disso, lembre-se de que as taxas de matrícula na França são baixas porque o Estado cobre a maioria das despesas das formações acessíveis em instituições públicas de ensino superior.

Assim, as taxas de inscrição são as seguintes:

  • 170 euros por um ano no ciclo de Licenciatura;
  • 243 euros por um ano no ciclo Master.

Para se inscrever no programa Erasmus, vá para o departamento de relações internacionais da sua universidade (se houver, ou converse com o tutor do seu curso). Em geral, os documentos devem ser enviados em março e é necessário incluir:

  • Uma carta de motivação;
  • Uma carta de recomendação de dois professores;
  • Uma fotocópia das suas notas.

Você também terá de preencher um contrato de estudo (Learning Agreement), detalhando todos os assuntos que vai estudar no exterior e créditos ECTS correspondente. É essencial poder validar seu diploma universitário quando você voltar.

Para estadias superiores a três meses, autorização de residência

Se você quiser ficar na França por mais de três meses, precisa solicitar uma autorização de residência. Ao contrário dos vistos, as autorizações de residência são emitidas apenas na França. Você deverá solicitá-la pessoalmente na prefeitura da cidade que escolher ou no escritório direcionado a assuntos com estrangeiros. Se a prefeitura não está perto de seu local de residência, você também pode aplicar através do escritório do governo municipal local.

Estudar na França não é só aula: você pode fazer do país, o seu lar durante os estudos.

Para se inscrever, você precisará obter um visto de longa duração antes de sua chegada na França.

Para obter sua autorização de residência, você deverá apresentar vários documentos, que dependerão do tipo de autorização de residência para a qual você quer aplicar. Na maioria dos casos, o seguinte deve ser incluído:

  • Original e cópia do seu passaporte com um visto de longa duração válido;
  • Certidão de nascimento ou casamento;
  • Original e cópia do comprovante de residência (comprovante de endereço, conta de luz ou comprovante de aluguel);
  • Os alunos devem apresentar comprovação de renda, bem como matrícula em uma instituição educacional reconhecida pelo Ministério da Educação da França;
  • Atestado médico emitido pela IMO;
  • Seguro saúde;
  • Três fotografias 3X4.

Se algum documento não estiver escrito em francês, você deverá enviar uma tradução juramentada do documento.

Após a entrega de todos os documentos, você receberá um recibo temporário do pedido de autorização de residência. Isso tem a função de ser seu documento temporário de permanência legal na França até que sua permissão seja concedida (ou não). Todo o processo pode durar de algumas semanas a alguns meses.

Se você deseja residir na França como estudante por mais tempo que o período estipulado, será necessário demonstrar, em caso de controle, que você ainda está matriculado na universidade e que possui os recursos e seguro médico necessários.

Você pode trabalhar em período parcial durante o ano letivo e em período integral nos dias de folga ou férias. Você precisará de solvência financeira suficiente para o período do estudo e deve estar matriculado em uma instituição educacional francesa reconhecida.

Descubra também nosso artigo sobre os costumes que você deve conhecer sobre a França para estudar lá.

Vá para a França sem deixar pendências

Uma estadia lingüística, seja para estudos ou trabalho, deve ser preparada com antecedência,  porque estudar na França significa passar um tempo longe das suas burocracias aqui no Brasil.

Se você ainda mora com seus pais, certamente eles cuidarão da parte administrativa, que não o afetará no dia-a-dia. No entanto, se você mora sozinho ou em um apartamento compartilhado, por exemplo, terá que organizar alguns pontos muito específicos para ir tranquilamente à França.

Você terá ainda que organizar uma mudança, bem como encontrar uma solução de hospedagem para quando você chegar à França. Isso significa que os provedores de eletricidade, água, gás ou internet aqui no Brasil precisam saber que você deseja rescindir seus contratos.

Se você sair por dois meses, no entanto, pode não estar interessado em finalizar todos os seus contratos, para não precisar recontratar tudo quando voltar. Cabe a você decidir qual solução é melhor para você, especialmente do ponto de vista financeiro, levando sempre em conta o tempo de permanência.

Cuidados de saúde para estudar na França

Entre os procedimentos para estudar na França, alguns são mais importantes que outros. A saúde é um pilar de nossa vida cotidiana e, se você estiver na França ou na Espanha, poderá se beneficiar dos cuidados médicos.

E para isso, precisará do TSE que é o Cartão Europeu de Saúde, obtido através da solicitação na Segurança Social. Este cartão de saúde europeu é válido por dois anos e permitirá que você tenha assistência médica como os franceses.

O teste de idioma é necessário para estudar na França

Para estudar na França, geralmente é conveniente ter uma prova de que você fala o idioma do país, pois isso o ajudará nos procedimentos de admissão. No entanto, algumas universidades podem solicitar que você  justifique um  certo nível em francês, ou mesmo a prova de que você fala o idioma de Voltaire fluentemente. Para fazer isso, você pode fazer um exame de francês como DELF.

Você pode obter um diploma de francês como língua estrangeira antes de estudar no exterior.

Estes são os diplomas oficiais concedidos pelo Ministério da Educação da França para certificar as competências em língua francesa de candidatos estrangeiros. Eles consistem em 4 diplomas independentes, que correspondem aos seis níveis do Quadro Europeu Comum de Referência para as Línguas (CECR). Em cada nível são avaliadas as 4 competências: compreensão e expressão oral e compreensão e expressão escrita.

Você pode fazer os testes em um dos 1186 centros de exames combinados distribuídos por 173 países. Aqui no Brasil, basta fazer um curso de francês e se inscrever para o teste.

Serviços na França

Viver em outro país também implica em certas burocracias.

Abra uma conta bancária

Primeiro, se você deseja abrir uma conta bancária na França, qualquer que seja o motivo, saiba que é possível. E se você está acostumado com acesso online, não sentirá grandes diferenças com os bancos franceses.

Por fim, para abrir uma conta bancária na França, você deve enviar alguns documentos, como:

  • Documento de identidade ou passaporte;
  • Comprovante de endereço;
  • Formulário online do banco escolhido.

O Banque Postale é um dos mais escolhidos pelos alunos. Na maioria dos casos, você receberá um cartão de crédito ou débito.

Fazer compras

Os supermercados franceses são totalmente clássicos, então você não terá problemas. Lidl e Leader Price costumam ser os preferidos dos alunos. Por outro lado, o onipresente Carrefour nasceu na França, e você pode encontrá-lo em quase todos os cantos. Normalmente, os supermercados fecham por volta das 20h.

Morando na França, você pode fazer compras até no Carrefour.

Para obter preços baixos, não hesite em visitar o Dia, Lidl ou Leader Price, onde você encontrará tudo o que precisa, a um preço acessível. Outro supermercado adorado pelos franceses é Auchan.

Em resumo, além de queijo e vinho, croissants e cultura, a vida estudantil na França também é sinônimo de responsabilidades, processos administrativos e pequenos detalhes que, quando conhecidos, dão um significado mais natural ao seu ano universitário. Assim, sobra tempo para se preocupar com o essencial: estudar!

Então, quando começa sua aventura na França? Já está frequentando suas aulas de francês para se preparar?

Precisando de um professor de Francês ?

Você curtiu esse artigo?

0,00/5, 0 votes
Loading...

Marcia

Jornalista. Professora. Tradutora. Bailarina. Mãe. Mulher. Dedicada às minhas lutas diárias. Em constante transformação. Escrevo para vencer as inquietações e incertezas da vida.