Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Dicas para estudar para o ENEM

De Marcia, publicado dia 25/10/2019 Blog > Apoio Escolar > ENEM > Estudando para o Exame Nacional do Ensino Médio

Além das provas e dos estudos cotidianos, quando chega ao terceiro ano do Ensino Médio, o estudante passa a ter uma nova preocupação: o ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio). Trata-se de uma prova que visa avaliar toda a matéria aprendida nos três anos do Ensino Médio.

Embora seu principal objetivo seja avaliar o nível de ensino nas escolas, os pontos são contados como extra no vestibular de algumas importantes universidades. Além disso, a prova pode ser prestada por pessoas que já concluíram os estudos há algum tempo e desejam apenas aproveitar os pontos para a faculdade.

Isso significa que, se o aluno obtiver uma boa pontuação, ficará mais fácil ingressar em uma universidade pública de qualidade. Por essa razão, estudantes que vão fazer a prova buscam dicas, auxílio, conselhos ou qualquer outra coisa que os faça obter melhor aproveitamento dos estudos.

Pensando nisso, preparamos este artigo. Esperamos que ele possa ajudar você a obter uma boa nota no ENEM. Não, não faremos nenhuma mágica ou feitiço, apenas daremos dicas para a sua preparação.

Se é exatamente disso que você precisa, continue lendo e não deixe de colocar nossas dicas em prática.

Otimize seu tempo de estudo para o ENEM

Muitos alunos estudam sozinhos para o ENEM, e não há nenhum problema nisso. Entretanto, estudar por si mesmo requer disciplina e organização. Se você não conseguir cumprir esses dois quesitos, provavelmente suas tentativas resultarão mais em cansaço do que em resultados para a preparação para a prova.

Estudar para o ENEM demanda preparação.

Primeiramente, é preciso levar em conta que você terá que estudar uma grande quantidade de matéria. Isso significa que o ideal é começar a pensar na prova logo no início do ano em que vai prestá-la. Há estudantes que deixam para pegar nos livros apenas nas últimas semanas, e se assustam com o quanto precisam estudar em tão pouco tempo.

Você pode se organizar desde o início do ano, reservando algumas horas de alguns dias da semana para os estudos. Com a aproximação do “grande dia”, esse tempo de estudo precisa ser gradativamente ampliado.

Além disso, é importante manter o foco. Ter acesso a provas anteriores e simulados ajuda você a ter uma ideia das matérias mais cobradas no exame, e assim você se prepara para obter bons resultados. Você pode ainda conversar com seus professores sobre quais os principais tópicos para estudar com o foco certo.

Um ponto fundamental também diz respeito ao planejamento. Você precisa planejar seus estudos. Tente estabelecer um cronograma, reservando dias específicos para cada matéria. Assim, fica mais fácil não deixar nada para trás. E não se iluda! Por mais que você tenha facilidade em determinado assunto, isso não significa que pode deixar de estudá-lo. Você pode reservar um tempo maior para as matérias que considera mais difíceis, mas não deve se esquecer das mais fáceis.

Uma vez feito o cronograma, é necessário comprometimento. Trata-se de uma responsabilidade assumida com você mesmo e, se você honra a sua palavra com os outros, por que não o faria consigo mesmo?

Procure cumprir com seus horários estabelecidos, faça fichas de revisão, converse com seus professores e procure por sites que oferecem material de estudos focados no ENEM.

Estudando para o ENEM sozinho

Embora muitos estudantes optem por fazer cursinhos pré-vestibular, não há nenhum problema em estudar sozinho para a prova do ENEM. Isso não significa que você terá menores chances, apenas que precisará de uma boa dose de dedicação para fluir nos estudos.

Raciocine comigo: tentar decorar todo o conteúdo estudado durante três anos para dois únicos dias de provas só trará frustrações a você, estudante. Portanto, o ideal é entender a matéria como um todo, e buscar focar nos itens que costumam ser mais cobrados na prova.

Uma dica de ouro: tome cuidado com a interpretação de texto! Além de ser uma matéria cobrada em toda prova de português, seja ela ENEM, vestibular ou concurso público, trata-se de algo que pode atrapalhar o seu desempenho também em outras matérias. Afinal, questões com enunciados longos são comuns em todas as matérias e, se não souber interpretá-las, você pode acabar errando itens que saberia responder.

Guerras e eras, geopolítica mundia, meio-ambiente, gráficos e porcentagem são apenas alguns exemplos de matérias que costumam cair no exame.

Para a redação, fique atento à temas que são atemporais, ao mesmo tempo que podem ser linkados com a atualidade. Bullying, água, desmatamento, questões políticas são bons exemplos do que pode ser cobrado nessa parte. Se você tiver um bom conhecimento prévio, seu texto será rico em argumentos. Essa questão, aliada a uma boa estrutura, é o que garante uma boa pontuação.

Você pode se valer da tecnologia para se preparar para o ENEM.

Além disso, quem estuda sozinho pode contar com a ajuda da tecnologia. Existem hoje alguns sites específicos que visam preparar os estudantes para o ENEM. Eles podem ser de conteúdo geral ou por matéria e, mais uma vez, cabe a você focar em suas maiores dificuldades.

Também, você pode realizar simulados online ou se cadastrar no portal “a hora do ENEM” do MEC (Ministério da Educação e Cultura).

As matérias que sempre caem no ENEM

Não se engane! A prova do ENEM não é fácil! Entretanto, isso não significa que se trata de um teste impossível de passar. Há pessoas que fazem anos de cursinho para tentar o vestibular em uma universidade pública. Outras, optam por utilizar os resultados do exame do Ensino Médio como uma forma de obter maior pontuação.

O fato de você ter tirado boas notas durante todos os anos do Ensino Médio pode não ser a garantia de uma boa pontuação. Para estar realmente preparado para o ENEM, você precisa estudar de forma mais direcionada, abordando de forma destacada os conteúdos que costumam cair e praticando resolver o modelo de prova.

Fazer as provas anteriores ajuda você a ter uma ideia geral de como será no dia. Assim, fica mais fácil organizar-se, dentro do tempo de prova, para não precisar correr nos últimos instantes.

A prova é dividida em partes: Ciências da natureza (Biologia, química e física), Ciências humanas (Geografia, história, sociologia e filosofia), Linguagens (Português, literatura, língua estrangeira – existe hoje a possibilidade de escolher entre inglês e espanhol, conhecimentos referentes à Educação Física, artes, e tecnologias da informação e comunicação), Matemática e Redação.

Cada uma dessas áreas é cobrada em 45 questões, somando 180 no total, além da redação. Esta, será no modelo de texto argumentativo-dissertativo. Você pode praticar, escrevendo nesse modelo sobre temas da atualidade.

Outra dica importante diz respeito à prova de idiomas: escolher o espanhol, acreditando que “é igual ao português” ou o inglês porque você já estuda desde cedo não isenta você da necessidade de estudar essas matérias.

O ideal é que você estude de tudo um pouco e não passe muito tempo sem contato com determinada matéria.

Estudando para passar no ENEM

Uma pergunta muito comum entre os candidatos é sobre o que cai, afinal, no ENEM. Todos sabemos que a prova abrange toda a matéria do Ensino Médio, mas seria humanamente impossível ter tamanha quantidade de assuntos “na ponta do lápis”.

Você pode estudar para o ENEM sozinho ou em grupos de amigos.

Além de pesquisar na internet e perguntar aos seus professores sobre os assuntos mais cobrados, você pode continuar lendo este artigo e tirar algumas das suas principais dúvidas.

Fazer simulados e resolver provas anteriores ajuda você a ter uma ideia desses conteúdos. Além disso, temos algumas dicas práticas:

  • Para a prova de português, estude a norma culta, pratique interpretação de texto, conheça os gêneros textuais e refaça provas anteriores;
  • Para a prova de exatas, foque em ecologia, porcentagem, energia, física e química orgânica, leia os enunciados com atenção, descanse antes da prova e resolva sempre as questões que julgar mais fáceis primeiro;
  • Para a prova de redação, conheça os critérios de avaliação e organize-se durante o período da prova, para que não falte tempo para passar a limpo, por exemplo.

Um professor particular para o ENEM

Há pessoas que rendem melhor nos estudos em aulas particulares. E você pode contratar um professor para ajudá-lo na preparação para o ENEM. Trata-se de um profissional que vai lhe fornecer um direcionamento para os estudos, dar dicas e promover a assimilação de todo o conteúdo necessário.

Além disso, ele atua como uma espécie de motivador, buscando sempre encorajar o aluno a se preparar e acreditar que seus esforços trarão resultados.

Existem algumas empresas de cursinhos pré-vestibular que oferecem opções específicas para preparação para o ENEM. Há pessoas que preferem estudar em uma sala com outros alunos e há quem prefira as aulas particulares: trata-se de uma questão de perfil.

Dentre as vantagens de contratar um professor particular estão o foco em você, o respeito ao seu ritmo de aprendizado, o acompanhamento, a motivação e o foco no ENEM.

O professor particular atua como motivador.

O professor particular vai atender você de maneira personalizada e dedicada, sempre buscando solucionar suas dificuldades, mantê-lo motivado e confiante e estabelecer um canal de comunicação direto com você e suas necessidades.

A boa notícia é que você pode encontrá-lo a partir da indicação de um amigo, em suas redes sociais ou mesmo a partir de uma plataforma específica que conecta professores e alunos, como o Superprof.

Se você se preparar adequadamente, o seu desempenho no ENEM será certo, e assim você dará alguns passos rumo à sua sonhada carreira.

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
avatar