Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Qual seria a estrutura Ideal para um bom curso?

De Joseane, publicado dia 30/10/2017 Blog > Aulas particulares > Reforço escolar > Astúcias para dar uma boa aula de Acompanhamento Escolar

como organizar o curso de apoio escolar

Na busca por dicas de como organizar seu curso particular de reforço escolar, você vai encontrar mil e um conselhos de como montar A AULA .

Mas será que existe mesmo esse dito método  ideal?

Vamos partir do princípio que exista mesmo esse planejamento dos milagres.  como será que ele seria? Por onde começar? como alcança-lo?

Bom. Nós não temos a resposta para todas essas perguntas. Por razões óbvias. Não acreditamos que exista realmente uma estrutura perfeita para um curso de acompanhamento escolar. Embora você tenha o poder de estruturar um bom curso de reforço escolar, não existe um método ideal para uma classe particular, simplesmente porque provavelmente  os alunos que você vai encontrar para dar aula particular serão todos diferentes. Cada um deles terá sua  dificuldade própria , seu objetivo específico, sua própria maneira  de aprender e assimilar o conteúdo, sua forma de memorizar, trabalhar o assunto ,adquirir o conhecimento. Acho que você já entendeu…

Além disso, as razões pelas quais pais e alunos buscam aula de reforço podem ser as mais variadas possíveis: entre ajuda para fazer a  lição de casa para crianças do ensino fundamental, tutoria sobre uma matéria específica, acompanhamento em casa , ensino à distância, aulas de recuperação para uma ou mais matérias, assimilação de um conteúdo específico , preparação para provas semestrais e até mesmo para o vestibular que exige uma atenção suplementar. É, meus amigos… não é fácil não, mas você é um superprofessor, vai tirar de letra !

Isso dito, estamos de acordo com o fato de que cada curso requer diferentes habilidades e consequentemente um maneira diferente de abordar o  conteúdo.

Entre aulas de português, aula de matemática, aulas de história e geográfica e tantas outras, o tutor terá que se virar nos trinta para adaptar o conteúdo das suas aulas de acordo com as necessidades e expectativas específicas do  seu aluno. Por conseguinte, talvez esse só quer aumentar o conhecimento de um assunto específico , ou manter um controle acompanhado de seu aprendizado ou, mais seriamente, ele quer gabaritar a prova de química no vestibular? Calma, você só tem que fazer o seu melhor… O resto será apenas consequência.

Você deve ta ficando preocupado né? Vamos fazer assim : Para facilitar, poderíamos dizer que para cada aluno existe um método corresponde de acordo com os objetivos específicos dele.

Isso significa que para cada caso específico e para cada  tipo de curso existem  técnicas que o ajudarão a otimizar sua aula , facilitando o aprendizado do seu  aluno para o grande benefício de todos e para o seu sucesso como professor particular.Você Continua motivado? Então vamos que vamos!

Identificar a necessidade de cada Aluno

Estamos sendo repetitivos né? Pois é! é de propósito. Esse será com a maior certeza o seu maior recurso. Tenha em mente que como professor de reforço escolar, seu sucesso e o bom resultado de seu aluno vai depender dessa triagem. Você precisa ter claro desde o início qual é o objetivo que o seu aluno quer atingir. É aquela história né… se você não sabe para onde  você está indo, como  você saberá que chegou lá? hehehe- eu adoro essa máxima.

Então, como você identifica a necessidade do seu aluno? mistério….  Perguntando! Não existe segredo. Essa é a única forma de você descobrir e evitar frustrações ao longo da sua experiência. Comece, por exemplo, fazendo perguntas simples  sobre o que ele está estudando no momento atual, os assuntos que ele viu na aula, os que ele já domina e o que precisa melhorar. Prossiga perguntando se ele terá que fazer uma prova nos próximos dias ou semanas, se ele está preparado ou se sabe como se preparar? Será que será necessário recorrer a material extra com dicionários, livros suplementares, muitas vezes o aluno só precisa de uma visão diferente para compreender um determinado assunto. Seja simples e certeiro na sua entrevista.

Muitas vezes o aluno só precisa de uma visão diferente sobre o assunto

É essencial criar uma relação de confiança com o aluno de maneira e desenvolver com ele o aspecto  “comunicação” . Somente se sentindo em total confiança, o estudante, principalmente se se tratar de uma criança,  conseguirá dizer o que está indo bem e principalmente o que não está indo bem com suas aulas. Reforçando uma vez mais  a máxima de que o trabalho do professor vai muito além do conteúdo do curso, fica a dica.

É claro que a aula de apoio escolar não é uma simples troca de boas práticas  entre professor e seu aluno; Mas é um ponto essencial que não deve ser negligenciado.  Assim como o papel dos pais também contribui para o sucesso educacional e acadêmico da criança. Assim sendo, não somente você deve perguntar ao aluno sobre suas aulas, mas também discutir com os pais quais são as condições de trabalho, a motivação e a capacidade de concentração do aluno. Tentando, dentro de suas possibilidades, aliviar a possível pressão dos pais sobre o estudante.

Este primeiro contato se revela, portanto, crucial para otimizar o seu curso de tutoria. Isso mostrará ao aluno e aos pais deste se for o caso, que você está interessado no sucesso de todos. Identificando as  necessidades de seu aluno, suas expectativas, e motivação, assim como as deficiências deste, te ajudará a preparar uma aula bem direcionada e de acordo com o que deve ser um bom curso de reforço escolar.

A partir desta primeira observação, você enquanto professor particular poderá então começar a construir um programa personalizado para seu aluno.

 

Crie um programa de aula sobre medida

A esta altura você já entendeu! Para que a sua aula de reforço escolar em casa seja bem-sucedido, ela deve ser planejada de acordo com a especificidade de cada um de seus alunos. O professor, que muitas vezes já é titular da área ou  está em formação, conhece muito bem os programas escolares.

Assim, você vai precisar somente preparar seu material de apoio e o adaptar às necessidades e expectativas do aluno, claro, levando em consideração suas dificuldades. Tenha em mente que cada aluno tem sua própria maneira de aprender e trabalhar: se aquele velho método que você usa não está dando certo, não hesite em tentar outro e mais outro até que o aluno possa entender seu curso. Lembre-se que muitas vezes é só questão de mudar a maneira de apresentar o conteúdo. Seja flexível com você mesmo e deixe sua criatividade aflorar.

É importante adaptar o curso à necessidade do aluno Um curso sobre medida para garantir bons resultados

Desenvolver a motivação do aluno

Muitas vezes (para não dizer todas as vezes), o desejo pelas aulas não parte do próprio aluno e sim da decisão dos pais . Portanto, é imperativo ajudar o aluno a encontrar a motivação necessária para seguir e obter bons resultados com as aulas particulares em casa. Para tanto, faça dessa ferramenta poderosa e milagreira chamada comunicação  a sua aliada principal, juntamente com seu poder de observação, para o bom desenvolvimento das atividades da classe de suporte. A comunicação ajudará a criar a proximidade necessária entre o professor e o aluno com o objetivo de desenvolver neste último aquela vontade de prestar atenção em você.

O passo seguinte é trabalhar no material  suporte. Claro, os cursos e os livros do aluno são um excelente terreno para começar. Mas tavez voce precisará de recursos variados para prender a atenção do seu aluno.

Talvez seu aluno  precise de mais ferramentas visuais como mapas, gráficos, maquetes? Auditivos? música, leitura em voz alta? Desafios como exercícios e quizzes ou até mesmo jogos educativos online? A você de perceber como seu aluno aprende e focar nisso.  Não é segredo pra ninguém que a  melhor maneira de aprender algo é fazê-lo sem perceber. O professor particular deve ser um malabarista do saber e utilizar todos os recursos necessários para desenvolver no seu aluno a vontade de aprender.

Reforçar a aprendizagem- desafie o seu aluno

Durante o tempo em que o aluno está trabalhando no curso ou fazendo os exercícios, o professor não deve hesitar em lhe fazer perguntas, para se certificar que ele esta entendendo o assunto ou até mesmo para ampliar o conhecimento e compreensão de determinado ponto. Não deixe de interferir quando conveniente para ter certeza que o aluno está  acompanhando a sua linha de raciocínio. Essa interação fortalece a aprendizagem, e é imprescindível para o desenrolar positivo do curso e para atender o objetivo final de todos os envolvidos. Se você perceber que há pontos em que o aluno bloqueia, você deve falar sobre isso com cuidado para não deixá-lo ainda mais confuso. Depois de avaliar as razões do bloqueio e somente depois, você pode explicar por que sua resposta não funciona e quais soluções estão disponíveis para ele. Ao entender um problema em profundidade, indo além do simples “não é a boa resposta” ou “está errado, deve começar de novo”, o aluno desenvolve suas próprias habilidades para resolver um problema.

Avalie o progresso do aluno

Para ter certeza que o seu curso foi bem assimilado pelo seu aluno é preciso avaliar o nível do mesmo: seja antes, durante ou após um capítulo, ambos professor  e  aluno devem estar atentos ao progresso deste último. Prepare mini-testes para seu estudante, ou peça para ele repetir ou explicar alguns conceitos ou definições precisas. Fazendo isso ele vai perceber o que ele sabe, o que ele aprendeu. E para o professor, é a oportunidade de ver o que foi compreendido e o que deve ser trabalhado em prioridade.

 

Reconheça e recompense o esforço do aluno

É saudável e importante que o aluno se sinta recompensado pelo seu bom trabalho

Enquanto em uma aula tradicional, o estudante é apenas mais um  entre os seus colegas de classe,  o professor nem sempre tem a oportunidade de apontar quando ele é bem sucedido. No entanto, durante a aula particular de apoio escolar o aluno tem seu professor apenas para ele. Como recompensar um aluno por seu progresso acadêmico?  Quando queremos, nós podemos! Mesmo que os esforços sejam mínimos, mesmo que o progresso seja pequeno, mas constante, se o investimento do aluno for notável, se ele obteve progresso em suas notas, se ele for motivado para trabalhar e melhorar, o professor deve reconhecer. Um presente é sempre bem vindo não é mesmo? Porém,  O melhor reconhecimento é incentivar o aluno, apontando suas qualidades, sendo respeitoso, mostrando que ele está no caminho certo para ter sucesso.

 

 

 

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...

Deixe um comentário

avatar