Estudar para uma prova importante é sempre um estresse, mas se essa prova é o Enem, que acontece apenas uma vez ao ano e pode significar grandes mudanças na vida dos candidatos, o nível de pressão é ainda maior! Mas isso não pode ser um problema para os alunos, que precisam entender as complexidades do exame e superar essa ansiedade.

A preparação para o exame é a única maneira de garantir o seu melhor no dia do teste e buscar um resultado satisfatório. Por isso, aqui estão dicas essenciais para quem quer ter sucesso nessa prova, sabendo que o planejamento vai além da sala de aula!

O bom aluno consegue se organizar para não se sentir sobrecarregado

Qual a história do ENEM ?

O Exame Nacional do Ensino Médio foi criado em 1998 com o objetivo de avaliar os estudantes de todo o país. Nos últimos anos, a prova passou a ser um vestibular integrado com nota que serviria para o ingresso em universidades públicas e privadas brasileiras. Com uma única prova anual que garante pontuação aceita em diversas instituições, essa é uma das avaliações mais importantes para a vida do estudante.

Com provas totalizando 180 questões e uma redação em dois domingos consecutivos, a estrutura é baseada em 5 pilares:

  • Redação/produção de texto,
  • Linguagens, Códigos e suas Tecnologias,
  • Ciências Humanas e suas Tecnologias,
  • Ciências da Natureza e suas Tecnologias,
  • Matemática e suas Tecnologias.

No primeiro dia, os alunos têm 4 horas e meia para realizar a redação e as duas primeiras provas, na ordem apontada acima. No segundo, são 4h de duração para as duas provas restantes.

O gabarito é liberado no mesmo dia da prova, mas resultados são disponibilizados cerca de 2 meses depois pelo mesmo sistema em que o aluno realizou sua inscrição, a Página do Participante. Em 2019, 5 milhões de pessoas se inscreveram para prestar o Exame.

O cálculo das notas é uma etapa que exige certa atenção dos alunos: A TRI (Teoria de Resposta ao Item) é um algoritmo usado para corrigir e dar nota às questões da prova para legitimar o conhecimento dos alunos e minimizar o acerto baseado no acaso (o popular "chute").  Esse cálculo consegue traduzir um padrão de erros e acertos de cada candidato, demonstrando se ele sabia - e receberá o ponto inteiro daquela questão - ou se foi apenas sorte - não recebendo a pontuação cheia.  Por isso, a nota final não é apenas um produto do volume de acertos, mas do nível de dificuldade do que foi determiado como correto. Existem três graus de questões: fácil, médio e difícil. E isso só é definido após a resolução de todos os cartões resposta entregues na prova, com as questões mais acertadas sendo consideradas mais fáceis e tendo uma pontuação mais baixa em proporção às mais difíceis e com menos acertos.

Não é um sistema simples, mas funciona para que as notas sejam diferentes entre os milhões de inscritos e possam ser mais adequadas do que apenas um critério baseado em erros e acertos simples.

Aulas coletivas ou particulares: qual o seu método preferido para estudar para o Enem?

Como estudar de forma eficaz para o Exame Nacional?

O melhor método de estudo depende também do aluno. Cada um tem um estilo que pode ser potencializado com as melhores ferramentas. E isso vale muito para o Enem.

A melhor maneira de estudar para o Enem pode ser diferente para cada um e isso pode ser o diferencial da sua nota. Entre as opções mais comuns estão as aulas coletivas, aulas particulares, cursos online e estudar de maneira autodidata.

Para as aulas em cursos pré-vestibulares ou colégios, as turmas são maiores e isso pode ser uma questão para quem tem dificuldade em prestar atenção ou para acompanhar alguns temas. Um bom curso preparatório traz material didático e professores especialistas no assunto, complementando seus conhecimentos com a troca de ideias em sala de aula. As aulas coletivas costumam ser mais baratas que as individuais.

Quem escolhe estudar com um professor particular tem a exclusividade e a customização de curso como diferencial. Nesse caso, o seu tutor saberá as suas maiores dificuldades com maior detalhes e pode apoiar o seu aprendizado de perto. Busque sempre pesquisar mais sobre o professor e os seus resultados nos anos anteriores, assim poderá ter uma noção do que ele pode ajudar com mais intensidade.

Nos cursos online a maior diferença é a facilidade de não precisar se deslocar para o local da aula - que pode ser individual ou coletiva, por vídeoconferência ao vivo ou gravada. Isso ajuda muito pessoas que moram longe dos professores que escolheram, para quem tem uma rotina muito atribulada ou têm horários livres pouco habituais.

Estudar sozinho sempre é uma possibilidade, mas isso traz também algumas dificuldades: a falta de curadoria pode trazer certa perda de tempo por parte do aluno, que deve selecionar as questões, realizar e conferir, muitas vezes sem a noção completa das razões pelas quais aquela resolução foi ou não bem sucedida.

Avalie com calma o seu conhecimento e veja qual a melhor maneira de se dedicar aos estudos para o Enem.

Como você organiza os seus estudos?

Como se preparar para o Enem?

Prestar o Enem é uma tarefa que vai além do estudo. Você precisa também se planejar para realizar a prova, um desafio para pessoas que não estão preparadas para o modelo de avaliação. Serão dois dias de realização de um exame para o qual você se preparou durante todo o ano, então essa gestão do tempo também é essencial.

A sua preparação para prestar o Enem precisa de uma organização de emoções e horários.  Realizar simulados com as edições de anos anteriores e usando um tempo similar do oficial pode ajudar muito quem vai realizar a prova pela primeira vez ou quem não conseguiu sucesso em outros anos.

Para que você possa praticar, é interessante criar um ambiente similar ao do dia da prova: caneta preta de corpo transparente, tempo cronometrado e espaço limitado. Além disso, tente também organizar sua rotina pré prova, como ida ao banheiro antes de começar, boa alimentação e hidratação para durante o exercício.

As provas podem ser encontradas na internet, assim como os gabaritos e até mesmo algumas resoluções de questões. Tente fazer a avaliação real de vários anos para comparar o seu aprendizado durante o ano e se adaptar ao estilo dos enunciados e criar uma boa estratégia de prova. Para a redação, um dos elementos mais desafiadores do Enem, além de testar e ler provas dos anos anteriores, tente buscar com seus professores possíveis temáticas e correções para o que você mesmo tentou produzir - sempre lembrando do tempo, material entregue e do número de linhas.

 

O bom resultado na prova pode abrir as portas do ensino superior ou técnico

Para que serve a nota do ENEM e como usá-la?

O resultado do Enem é um dos momentos mais esperados pelos estudantes e também precisa de bastante atenção. Isso acontece já que os usos da nota são variados e podem deixar algumas pessoas bastante confusas. Aqui vão alguns pontos chave sobre o que você precisa saber sobre o resultado do Enem:

  • Acesso a bolsas do ProUni: O Programa Universidade para Todos ( ProUni) oferece bolsas parciais (50%) ou integrais (100%) para alunos ingressantes em universidades privadas de todo o país e um dos critérios é a nota do Enem.
  • Acesso ao financiamento do FIES: O Financiamento Estudantil (FIES) é um programa do governo federal para que o aluno financie seus estudos e pague gradualmente. Para isso, o candidato deve conquistar mais do que 450 pontos na prova e atender a uma série de critérios.
  • Acesso à universidade: Pelo Sistema Unificado de Seleção (SISU), o aluno pode se aplicar para até duas opções de cursos entre as dezenas de instituições de ensino superior públicas participantes. O cadastro é integrado à nota e seleciona os alunos com os melhores resultados de acordo com os inscritos. Além disso, muitas universidades privadas aceitam a nota do Enem como meio de entrada para seus processos seletivos.
  • Acesso a cursos técnicos: O Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (SISUTEC) faz parte do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (PRONATEC) e usa a nota do aluno para o ingresso em cursos técnicos de instituições cadastradas na plataforma.
  • Acesso a universidades no exterior: Algumas universidades portuguesas estão aceitando as notas do Enem para a entrada de alunos brasileiros. É preciso pesquisar com calma sobre o Enem Portugal, já que o programa traz regras específicas para cada processo e universidade conveniada, mas já é uma oportunidades a mais para os interessados.

Agora que você já está em dia com seus aprendizados sobre o Enem, hora de colocar o planejamento em prática e estudar muito para a prova! Essa prova é muito importante e sua dedicação faz toda a diferença no resultado.

Já organizou o seu cronograma e encontrou os melhores professores particulares para acompanhar a sua jornada? O que não faltam são opções no Superprof!

Precisando de um professor de Preparação para vestibular ?

Você curtiu esse artigo?

5,00/5 - 1 nota(s)
Loading...

Ligia

Jornalista e especialista em educação e comunicação digital. Apaixonada por aprender, gosta de conhecer novos lugares, ler, escrever e entender como as coisas funcionam.