Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Como se tornar um treinador de esportes particular?

Blog > Esporte > Personal trainer > Entenda tudo o que você precisa para ser personal trainer

Você ama esportes e sempre sonhou em trabalhar nessa área? Tornar-se personal trainer faz parte dos sonhos que você deseja realizar profissionalmente?

Mas você sabe qual a formação necessária e o que precisa fazer para entrar nesse mercado?

Universidade é fundamental O personal trainer precisa de uma formação para atuar.

Muitas pessoas desejam exercer a profissão, mas não sabem exatamente por onde começar. Como o primeiro passo para chegar a um objetivo é entender o caminho a ser percorrido até ele, preparamos abaixo um especial com as medidas necessárias para tornar-se coach esportivo.

Você tem preferências?

Um personal trainer é responsável por desenvolver treinamentos personalizados de acordo com as necessidades e objetivos do aluno. Entretanto, existem também diversas modalidades nas quais ele pode se especializar.

Além do mais, ele precisa ter noções básicas de nutrição já que, embora não seja autorizado a elaborar uma dieta alimentar para o aluno, deve fornecer dicas para o desenvolvimento de hábitos saudáveis.

Como você pode ver, um coach esportivo é um profissional versátil que desempenha diversas funções, como:

Dar aulas

Ao tornar-se coach esportivo, você tem diversas opções de lugares onde as aulas podem ser ministradas. Você pode ser admitido em uma academia, associar-se a um clube esportivo ou deslocar-se até residências e empresas, de acordo com a demanda do aluno.

Aulas que acontecem fora de locais específicos devem ser analisadas: o ambiente escolhido pelo aluno deve contar com o espaço necessário para a realização dos movimentos, sem que isso o coloque em risco. Se não, ainda resta a possibilidade de optar por um parque ou outro espaço ao ar livre.

Há empresas que oferecem a atividade física aos seus funcionários em horários de intervalo ou pela manhã. Para isso, normalmente contratam um personal trainer.

É importante lembrar que a maioria das pessoas que opta por treinar com um profissional personalizado tem resultados positivos. Sendo assim, e com todas as opções que citamos, tenha certeza de que trabalho não vai faltar.

Personal trainer e suas vertentes O profissional de Educação Física pode dar aulas em academias.

Caso opte por especializar-se em uma modalidade específica, você ainda pode associar-se a um clube esportivo ou a estúdios focados na área.

Assumir sua missão

Mais que uma profissão onde se trabalha pelo salário, oferecer aulas fitness representa uma verdadeira missão para muitos profissionais. Você não deve visar somente os lucros, mas sim o bem-estar do aluno. O restante chega como consequência de um trabalho bem feito.

Além disso, clareza na hora das negociações é fundamental: você deve conversar com seus potenciais alunos, expor suas especializações e sua linha de trabalho e alinhar objetivos junto a eles, sempre usando de transparência e sinceridade.

Dependendo da modalidade escolhida, pode ser que você precise lidar com atletas profissionais ou então com pessoas que apenas querem adotar um estilo mais saudável de vida. Entender o perfil do seu público é fundamental para o sucesso na profissão.

Em qualquer situação, as premissas básicas do bom coach esportivo são:

  • Definir metas e caminhos para alcançá-las com cada aluno;
  • Disponibilizar ferramentas de contato online e estar presente no ambiente virtual, contribuindo sempre com postagens relevantes em blogs pessoais e redes sociais;
  • Nunca deixar de lado os momentos de alongamentos, aquecimentos e relaxamentos em cada aula. Eles são importantes para evitar lesões e dores musculares fortes após o treino;
  • Fazer um acompanhamento dos alunos, mensurando sempre seus níveis de progresso, de modo a manter o treinamento ou modificá-lo em busca de melhores resultados;
  • Ter a certeza de ter escolhido a profissão certa;
  • Manter uma tabela de preços coerente com a sua região de atuação e o seu público. Alguns instrutores, inclusive, oferecem uma aula experimental gratuita para que os alunos conheçam o seu trabalho antes de fechar o pacote. Essa medida é eficaz e costuma atrair alunos e aumentar os níveis de satisfação de quem opta por contratá-lo.

Sabe qual a formação necessária para se tornar coach esportivo?

Para chegar os níveis de especialização que citamos no tópico acima, será necessário frequentar alguns cursos e dedicar-se aos estudos.

Valide seu know-how

A profissão de personal trainer não é reconhecida em nossa legislação. Por isso, não há um curso específico que você possa frequentar e sair pronto para exercê-la. O que há são formações que permitem obter o know-how necessário para as demandas da profissão.

Seus alunos precisam conhecer sua formação e habilidades, já que estão confiando parte da sua saúde e dos seus objetivos com o corpo a você. Assuntos como esse costumam ser delicados e, caso algo dê errado, o que está em jogo vai muito além da sua reputação profissional.

A formação superior em Educação Física é fundamental: por maior que seja a versatilidade do profissional, ele precisa, obrigatoriamente, ter um diploma reconhecido em Educação Física. Durante a carreira, será necessário frequentar ainda outros cursos de atualização para manter-se por dentro das tendências do mercado fitness.

Caso a sua intenção seja especializar-se em determinada modalidade, estudos específicos sobre o assunto em questão também serão necessários.

Obtenha experiência

Embora teoricamente a formação em Educação Física seja o único diploma exigido para o personal trainer, não basta sair da universidade já a procura de alunos para atuar na profissão. Uma experiência prévia é sempre bem-vinda ou até mesmo necessária.

Alguns recém-formados optam por trabalhar em escolas convencionais, como professores de Educação Física. Com isso, ganham uma vivência na área dos exercícios físicos antes de partir para esse ramo mais específico.

Enquanto isso, há os que acabam tomando gosto por essa vertente e optam por prestar concursos e permanecer na área da educação. E há também aqueles que descobrem sua verdadeira vocação para o treinamento personalizado e continuam um trabalho de maturação profissional para poder atuar na área.

Licenças e registros profissionais

Além da formação e experiência necessárias para exercer a profissão, o personal trainer ainda precisa ser licenciado pelo Conselho de Educação Física da sua região. Como dissemos, não existe texto legal que regulamente a profissão, mas suas atividades podem ser consideradas correlatas à de um professor de Educação Física.

Por tratar-se de um profissional autônomo, alguns coach esportivos optam por registrar-se como MEI (Microempreendedor individual) e, dessa forma, garantir seus direitos trabalhistas. Outra medida importante é contar com um seguro, já que trabalhar com o público pressupõe um risco contínuo de envolver-se em processos judiciais.

Cursos livres

Falamos até agora da formação obrigatória para tornar-se personal trainer. Entretanto, existem diversos outros cursos livres que podem ser feitos para agregar conhecimentos e potencializar a qualidade dos serviços prestados pelo profissional.

Quer ensinar uma modalidade? O coach esportivo pode especializar-se em uma modalidade.

Além da possibilidade de especializar-se em uma modalidade, como yoga, pilates ou dança de salão, ainda há a possibilidade de adquirir conhecimentos básicos em nutrição e dietética ou mesmo em marketing pessoal para comunicar-se melhor com seus alunos.

Essas medidas, além de ajudar a valorizar financeiramente o seu trabalho, ainda garantem maiores níveis de satisfação ao aluno que, além de motivar-se com os resultados, ainda indicará seus serviços para amigos e familiares.

É importante lembrar também que atuar como personal trainer é sinônimo de viver em constante evolução profissional, uma vez que o próprio contato com o universo da profissão leva a especializações e atualizações contínuas.

É possível ser personal trainer sem diploma?

Pode ser que, a essa hora, você esteja se perguntando se o diploma universitário é o único caminho para tornar-se personal trainer. A resposta é: teoricamente não.

Como a profissão não regulamentada, não é possível pressupor um diploma necessário para exercê-la. Na prática, entretanto, não é bem assim que funciona.

Só é possível tornar-se professor particular sem formação em Educação Física em modalidades específicas. Você certamente conhece alguém que não era necessariamente do ramo de esportes e fez um curso de zumba, por exemplo.

Entretanto, quando falamos em treinamento com peso para alcançar objetivos, o melhor caminho é mesmo a formação em Educação Física.

Atuar nesse mercado sem graduação também pode representar uma barreira: além de ter a credibilidade junto aos alunos comprometida, você ainda corre o risco de sofrer processos e não conseguir “se defender” caso algo dê errado em uma das suas aulas.

Além da formação, do que mais preciso para ser coach esportivo?

Por essas razões que citamos acima, a maioria das pessoas que desejam seguir essa carreira tomam o caminho da formação universitária, mas será que os itens aprendidos na faculdade são mesmo suficientes para tornar-se um bom profissional?

Seja você mesmo Mais que uma formação, a profissão exige empatia e humanidade.

Atuar como coach esportivo também exige algumas habilidades pessoais, que são questão de conduta, tais como:

  • Empatia – Você precisa entender os anseios e inseguranças pelos quais o aluno passa;
  • Simpatia – Após um dia estressante de trabalho, ninguém merece receber um treinador mau humorado. Trabalhar com o público também pressupõe estar sempre “de bem com a vida”;
  • Tolerância – Nem todas as pessoas têm facilidade para executar corretamente os exercícios, emagrecer ou ganhar massa muscular. Compreenda.
  • Positividade – Você precisa acreditar no seu trabalho e no potencial do seu aluno. Caso contrário, ele também se desmotivará;
  • Seriedade – Ser tolerante não é sinônimo de deixar que cada um faça o que bem entender. Cobrar resultados e dedicação também são questões que fazem parte do seu trabalho;
  • Dedicação – Oferecer um acompanhamento e suporte aos seus alunos fará com que se sintam mais seguros e confiantes;

Resumindo: ser personal trainer pressupõe, além de uma boa formação e experiência, uma dose de entrega, altruísmo e dedicação ao outro. E então? Está mesmo disposto?

 

 

 

 

 

 

 

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...

Deixe um comentário

avatar