Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Lugares para cursos do idioma dos árabes

De Camila, publicado dia 25/10/2018 Blog > Idiomas > Árabe > Onde aprender árabe?

Mesmo apresentando vários elos com a língua portuguesa, o árabe, até então, é, infelizmente, uma língua pouco ensinada no território brasileiro.

Vários aspectos da cultura árabe também estão presentes no nosso dia-a-dia sem que, muitas vezes, nós nos demos conta.

Quer um exemplo bem corriqueiro?

Quem nunca pediu um quibe ou uma esfirra em uma lanchonete? Pois bem, ambas especiarias são originárias da cozinha árabe.

O período de imigração mais intensa dos povos árabes ao Brasil aconteceu no século XX. A maioria dos imigrantes eram provenientes do Líbano, mas muitos sírios também vieram se instalar em nossas terras. Em uma quantidade menos importante, vieram ainda imigrantes palestinos e jordanianos.

Levando todo esse movimento migratório em consideração, dá para imaginar o grande número de brasileiros com um pedacinho do DNA proveniente do mundo árabe!

Segundo estudos recentes do Itamaraty, existem entre 7 e 10 milhões de pessoas no Brasil com descendência libanesa! Isso sem contar com os descendentes das outras nações de língua e cultura árabe!

E mesmo assim, quase ninguém fala árabe…

Se você não faz parte deste grupo, é daqueles que adora um desafio e por isso decidiu aprender o idioma do Oriente Médio, então te damos uma mãozinha nesta missão, apresentando alguns locais onde pode encontrar cursos de árabe para aprendizes em nível iniciante, intermediário e avançado!

Confira ainda um mini-guia sobre como aprender árabe!

Uma língua pouco praticada no Brasil

Você sabia que Michel Temer foi o primeiro no posto de chefe de estado brasileiro a ter descendência de árabes?

Um pouco de história

Segundo fontes históricas, os primeiros imigrantes originários de países árabes chegaram ao Brasil ainda no período colonial, trazidos por Dom Pedro II.

Ao que parece, o Imperador teria ficado encantado com a cultura e a cordialidade do povo do Oriente Médio após realizar uma visita diplomática à região, o que o levou a atrair alguns locais a se mudarem para terras brasileiras.

Outro motivo que levou povos árabes a imigrarem para o Brasil foram os constantes conflitos que se passaram durante séculos em várias regiões, como Palestina, Marrocos, Egito e Iraque. Isso sem contar com os libaneses e sírios cristãos, que se viram obrigados a deixar seus países de origem devido à violenta dominação e perseguição por parte dos turcos de fé islâmica.

Muitos libaneses imigraram para o Brasil entre os séculos XIX e XX. A cultura libanesa – principalmente através da gastronomia – está super presente na cultura brasileira.

Dê uma espiada nos sites mais adequados para aprender árabe online.

Curiosidade interessante: no século XIX, os imigrantes quase não conheciam o Brasil (ou nem mesmo sabiam da sua existência). Ao se lançarem na aventura migratória, eles se dirigiam “às Américas”. Muitos pensavam estar indo para os Estados Unidos. Sendo assim, dá para imaginar a cara de muitos ao se darem conta que estavam desembarcando em terras tupiniquins, em plena parte sul do continente, e não no norte, como o esperado.

Muitos imigrantes vieram ao Brasil atraídos pela fartura de terras e a possibilidade de um trabalho próspero nos campos e nas plantações de, dentre outros, café. Este não foi o caso, no entanto, dos sírio-libaneses, já que a maioria dos imigrantes desta nacionalidade começou a trabalhar em território brasileiro como mascates, tornando-se, com o passar do tempo, reputados varejistas e industriais.

Segundo o site Wikipedia, “a Guerra Civil no Líbano, entre os anos de 1974 e 1991, formou uma nova corrente migratória em direção ao Brasil, agora incluindo um número considerável de muçulmanos. Por volta de 2015, significante numero de imigrantes sírios chegaram ao Brasil, com destaque para as regiões Sudeste e Centro-Oeste, devido principalmente à Guerra Civil Síria e ao Estado Islâmico“.

E por que o árabe não é um idioma muito disseminado no Brasil?

Com base nas observações históricas, podemos, é claro, questionar a ausência da língua árabe dentro do território brasileiro. Com tantos imigrantes, muitos poderia pensar que ele deveria ser um idioma mais presente dentro da nossa cultura.

E mesmo quem deseja aprendê-lo enfrenta dificuldades para encontrar um bom tutor ou um bom curso, já que a oferta é significantemente menor que a dos cursos de inglês, espanhol, francês ou italiano.

Um dos motivos para tal é que a procura por aulas de árabe também é pequena se comparada com outros idiomas estrangeiros mais populares em nosso território, mesmo com o interesse que o árabe vem gerando devido ao contexto geopolítico atual.

Outra razão para o baixo número de arabófonos no Brasil é a distância entre o português e o árabe em geral. Mesmo que a língua portuguesa tenha sido influenciada, em parte, pelo idioma do Oriente Médio, estudar esse último não é tarefa fácil para os lusófonos.

Lusófonos possuem muita dificuldade em se tornar arabófonos. Aprender árabe pode se tornar um verdadeiro quebra-cabeça para quem fala português.

Aprender árabe demanda muita dedicação, motivação e, principalmente, paciência dos estudantes, pois ela leva muito mais tempo a ser aprendida que o inglês ou francês.

Por ser uma língua semítica, a maneira de pensar, falar e escrever em árabe se distancia muito do português, italiano ou espanhol, línguas indo-europeias.

Isso sem contar que a escrita em árabe exclui as vogais das palavras e a leitura acontece da direita para a esquerda, ou seja, completamente diferente do que estamos acostumados com a maioria das línguas do Ocidente.

Outra variante muito importante para brasileiros conseguirem dominar o idioma do Egito e do Marrocos de maneira bilíngue, segundo especialistas no ensino do árabe, é o fato de existir uma necessidade real de imersão do aprendiz em um país arabófono.

Isso porque, como poucos falam a língua no Brasil, existe uma carência nas possibilidades de prática pelo aluno. E, como sabemos muito bem, sem prática não há progresso.

Ficou curioso e quer saber mais sobre o assunto? Então confira uma matéria sobre o ensino do idioma árabe no Brasil (Folha de S. Paulo) clicando aqui!

Agora que estamos conscientes desta ausência na educação dos brasileiros, vamos olhar para os diferentes lugares onde é possível descobrir o árabe em algumas partes do território nacional.

Fique por dentro também de quais livros de árabe ter ao seu lado durante as aulas do idioma.

Aprenda árabe com um professor em particular

Fazer aulas de árabe com um professor particular é uma alternativa acessível a todos. Sendo assim, é claro que não poderíamos deixá-la passar em branco nesta matéria!

Antes de mais nada, esta é uma opção muito mais susceptível a estar disponível em todo o território brasileiro.

Ao fazer aulas particulares em árabe, você se livra da restrição de ter que deslocar até uma escola em um local específico.

E você sabia que você pode encontrar vários professores de árabe aqui mesmo no Superprof.com.br, por exemplo? Desta forma, não há necessidade nem de sair de casa para fazer um teste de nivelamento ou conhecer o seu futuro tutor da língua falada no Oriente Médio.

É preciso apenas encontrar a pessoa certa, não muito longe de você, seja em São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília ou Recife.

Mas quais são os benefícios reais dessa solução?

Em termos de preços, ao escolher aulas particulares de árabe ou aulas de árabe online, você economiza em taxas destinadas a escolas particulares de idiomas.

Para aqueles que não se interessam em voltar a uma sala de aula, fazer sessões de aprendizado face a face oferece, então, vários benefícios. Um deles é o fato da relação professor / aluno ser muito menos formal do que a vivenciada em um escola com uma turma grande.

Com um professor de árabe que ensina os fundamentos da língua na casa do aluno, essa hierarquia desaparece imediatamente. Professores e alunos se dirigem uns aos outros em um espírito totalmente focado no árabe e em seu aprendizado.

Alunos com dificuldade de aprendizado se beneficiam com a presença de um professor particular. Um professor particular pode se concentrar melhor nas dificuldades dos seus alunos na hora do aprendizado do idioma árabe.

Finalmente, esse modo de descobrir assimilar gradualmente a língua árabe permite que o aluno aprenda muito mais rapidamente do que através de aulas em grupo em uma escola de línguas. O professor, durante as sessões de 1 hora de ensino – ou mais, dependendo do desejo do aprendiz – concentra-se apenas no pupilo que se encontra na sua frente.

A função do professor particular também é o de trabalhar nos bloqueios e pontos fracos do aluno, tentando saná-los gradualmente. Com a atenção exclusivamente dedicada a um único aprendiz, tal tarefa se torna muito mais eficaz, tanto da parte do tutor quanto da parte do pupilo.

Conheça ainda instituições em outros países para se aprender árabe.

Para aprender árabe em um instituto particular

Um alternativa às aulas particulares de árabe são, obviamente, cursos em escolas privadas de idiomas que ofereçam o ensino da língua da Jordânia.

Tais instituições oferecem, em sua maioria, tanto sessões de aprendizado em grupo quanto individuais.

Integrar uma escola de idioma também permite ao aluno ter aulas com professores credenciados que seguem uma metodologia comprovadamente eficaz.

Se você não tem paciência para procurar um professor particular qualificado ou prefere apostar suas fichas em uma instituição especializada no ensino de idiomas, então vale a pena se lançar em uma busca online por escolas que se encontram perto de você.

Como?

Basta colocar as palavras chaves “aula de árabe” seguidas do nome da cidade na qual você se encontra e averiguar as respostas que o Google (ou qualquer outra ferramenta de busca online) te apresentar.

Vale lembrar que suas chances de encontrar uma escola que ensine tal idioma ainda pouco difundido no Brasil aumentam se você se encontra em uma grande cidade como São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília ou Recife.

Cabe a cada aprendiz de árabe escolher qual o melhor método para o seu aprendizado. Fazer um curso de árabe online possui vários pontos positivos e negativos.

E saiba que o lugar certo para qual é a melhor maneira de se aprender árabe!

E por que não aprender árabe online?

Para completar este inventário das diferentes soluções disponíveis para se aprender árabe em território brasileiro, por que não considerar a opção de se fazer um curso online?

Associações, universidades, faculdades e institutos privados não têm o monopólio do ensino da língua. Surfando aqui e ali na internet, você perceberá que outros métodos estão disponíveis e se encontram totalmente ao seu alcance.

Basta digitar “aprender árabe online” ou “aulas de árabe online” para encontrar vários vídeos com aulas para todos os níveis, assim como sites que oferecem cursos a distância.

E então, o que você está esperando para começar a fazer aulas de árabe?

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
avatar