Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Como aprender a conjugar verbos em espanhol

De Marcia, publicado dia 10/02/2019 Blog > Idiomas > Espanhol > Medidas para melhorar a sua conjugação espanhola

Aprender espanhol, especialmente no que diz respeito à conjugação verbal é comparável ao aprendizado musical: aprendemos todos os tempos da conjugação espanhola assim como revisamos as notas para não perder o ritmo.

Atualmente, algumas escolas oferecem o espanhol como parte da grade curricular do Ensino Médio. O espaço de línguas estrangeiras que antes era somente do inglês, agora divide espaço com o espanhol. Isso porque, com a necessidade praticamente indiscutível do inglês, o espanhol se torna um diferencial.

Além disso, muitas pessoas já frequentam aulas convencionais do idioma. E há quem opte até mesmo por viajar para a Espanha (ou para algum país da América Latina) para fazer um intercâmbio.

E, ainda que você consiga “se virar” no idioma, as aulas ajudam você a falar e escrever corretamente.

Conjugação espanhola: quais as principais dificuldades?

Sabendo que há verbos regulares e irregulares, fica mais fácil não cometer erros em tempos e controlar o uso do subjuntivo. A conjugação espanhola pode ser considerada relativamente difícil, se comparada com a inglesa.

Não é suficiente pegar o radical de um verbo em português e adicionar um “i” em algum lugar. Português e espanhol são línguas irmãs derivadas do latim vulgar, certamente, mas não são gêmeas…

Linguagens derivadas do latim Diferente do inglês, o espanhol é parecido com o português.

Por que a conjugação espanhola seria difícil? Porque a gramática espanhola tem muitas irregularidades e muitos falsos cognatos para nos confundir.

Em exercícios de espanhol de nível iniciante, qualquer aluno começará discernindo os verbos:

  • O primeiro grupo (verbos terminados em “ar”) hablar (falar), cocinar (cozinhar) quedar (ficar), aconsejar (aconselhar),  levantar  (elevar),  mejorar (melhorar),  empezar  (iniciar),  almorzar (almoçar) etc;
  • Do segundo grupo (verbos terminados em “er”): conocer  (conhecer),  pertenecer (pertencer),  hacer  (fazer), etc.;
  • Do terceiro grupo (verbos terminados em “ir”): ir (ir), conducir (dirigir),  dirigir (dirgir), morir (morrer), decidir (decidir), etc.

A primeira grande dificuldade em aprender a gramática espanhola está na aprendizagem dos modos e tempos verbais (presente indicativo, futuro simples, pretérito imperfeito do indicativo, subjuntivo, passado simples, passado composto, dentre outros).

Em seguida, passamos a diferenciar os verbos “ser” e “estar”, que apresentam as mesmas aplicações do português. Em inglês ou francês, por exemplo, esses dois são agrupados em um único verbo.

Devemos então aprender uma lista de verbos irregulares mais comuns (ditongo, por exemplo): ir, haber, hacer, salir, oir, venir, decir, dar, pensar, poner, pedir, poder, etc.

Uma boa prática entre uma aula de espanhol e outra é ler bons livros de literatura espanhola, sempre com um dicionário português-espanhol ao lado. Esse aprendizado de espanhol permite três coisas:

  • Enriquecer seu vocabulário espanhol;
  • Conhecer a todos os verbos mais comuns;
  • Estender seus conhecimentos de cultura geral para o mundo hispânico.

Mas então, onde verdadeiramente aprender a conjugação, beneficiando-se da experiência de um professor de espanhol? Na escola de idiomas, é claro!

Revisando os tempos verbais espanhóis para progredir

Fazer aulas de espanhol pode ser um verdadeiro sacrifício financeiro para as famílias de baixa renda. E sim, quando o salário líquido mensal é apenas o suficiente para atender as despesas básicas (aluguel, contas, alimentação), fazer cursos consequentemente acaba ficando para segundo plano.

Uma boa referência no Brasil para aprender a falar espanhol é o Instituto Cervantes. E ele também está presente em outros países, inclusive na Europa.

Mas e se não houver uma escola como essa em sua cidade, como proceder? Além das escolas de idiomas convencionais, há ainda a opção de fazer um curso online. Podemos afirmar até que há certa variedade de centros de idiomas espalhados pelo Brasil, onde você pode optar por matricular-se em um curso de espanhol.

Com o acompanhamento de um professor, nativo ou experiente, você certamente aprenderá a elaborar tabelas de conjugação e completá-las corretamente. Nosso conselho é aprender dez novos verbos a cada dois dias e depois revisá-los no dia seguinte.

Fazer aulas ajuda a revisar os tempos espanhóis e entender melhor as regras gramaticais, muito mais do que simplesmente tentar decorá-las. Por exemplo, para diferenciar o presente do subjuntivo do presente do indicativo (“yo hablo” se torna “yo hable”, “como” se torna “coma”, etc.).

Aprender o espanhol Estudar espanhol diariamente faz toda a diferença no aprendizado.

Costuma-se dizer que nós, brasileiros, pensamos que sabemos espanhol. Mas não estudar verdadeiramente o idioma pode nos levar a fazer “muita besteira”, especialmente no que diz respeito às conjugações verbais.

A terminação da primeira pessoa do singular dos verbos irregulares caer, decir, estar, hacer, ir, poner, saber, tener  por exemplo, deriva de “o” ou “a” no subjuntivo:

  • Caigo no indicativo se torna caiga  no subjuntivo (caer);
  • Digo se torna diga (decir);
  • Soy se torna sea (ser).

Outra particularidade da língua espanhola, que normalmente é abordada nas aulas do idioma: o passado simples e o subjuntivo são muito mais utilizados na língua de Cervantes do que na nossa língua materna portuguesa.

Lembre-se: usamos o subjuntivo em espanhol, entre outros, para:

  • Expressar uma hipótese (quizá, quizás, tal vez e acaso  = “talvez”);
  • Expressar s finalidade:  para que  + subjuntivo “ustedes  leen la prensa española para que mejoren el nivel de língua española”  (“você lê a imprensa espanhola para melhorar o seu nível de espanhol”);
  • Para expressar um arrependimento:  qué pena que não puedas quedar mas tiempo (Que pena que você não pode ficar mais tempo);
  • Para desejar algo: Que descanses bien. (Que descanse bem);
  • Evocar a possibilidade:  É possível que aprendas rápido. (É possível que você aprenda rapidamente).

Quer se beneficiar de um acompanhamento regular real para saber todos os tempos verbais do espanhol na ponta da língua? Pergunte a um dos nossos professores particulares do Superprof!

Aulas em casa para memorizar mais verbos

Existem professores de espanhol de diversas localidades cadastrados em nosso site. Para trabalhar conjugação com falantes nativos de espanhol, eis o Santo Graal de um curso para aprender uma língua estrangeira: aprendemos a sentença verbal, vemos os verbos em todos os modos e nos deparamos com muitos exemplos de irregularidades nos verbos abordados.

Com um professor particular, cada aluno pode progredir em seu próprio ritmo e nível.

O melhor a fazer é começar com um teste de espanhol para situar as competências linguísticas na escala do Quadro Europeu Comum de Referência para as Línguas (QECR): A1, A2, B1, B2, C1, C2.

O resultado servirá como uma base para o professor construir sua sequência de lições e se adaptar ao nível de seu aluno.

Além disso, fazer um curso particular é uma oportunidade única de rever cada verbo no infinitivo e conjugá-lo em todas as variações possíveis (se cursos de atualização ou iniciação forem necessários).

O verbo haber, por exemplo, um verbo auxiliar e irregular, possibilitará a construção de muitas sentenças. Aqui está sua conjugação nos momentos mais comuns:

  • Presente: he, has, ha, hemos, habéis, han;
  • Passado composto: he habido, has habido, he habido, hemos habido, habéis habido, han habido;
  • Passado simples: hube, hubiste, hubo, hubimos, hubisteis, hubieron;
  • Futuro simples: habré, habrás, habrá, habremos, habréis, habrán;
  • Presente do subjuntivo: haya, hayas, haya, hayamos, hayáis, hayan;
  • Subjuntivo imperfeito: hubiera, hubieras, hubiera, hubiéramos, hubierais, hubieran.

Um professor particular tem uma abordagem mais personalizada e também poderá mostrar como todos os verbos espanhóis sofrem modificações para cada pessoa no singular ou no plural: você pode se basear nisso para criar suas folhas de revisão. E por que não afixá-las na parede para ajudar na memorização?

Desta forma, um simples olhar para um verbo entre uma e outra aula semanal permite uma dose de reforço, sem que você precise alterar profundamente sua rotina para isso.

Mergulhe “de cabeça” para progredir na conjugação verbal

Fazer uma viagem ao exterior é, na verdade, um ótimo momento para focar em seus objetivos. Por exemplo, você já pensou em tomar aulas para aprender espanhol na Espanha ou na América Latina?

Intercâmbio e seus benefícios Uma ida à Espanha ou América Latina tem tudo para fazer você progredir no aprendizado.

Estar imerso no ambiente linguístico e cultural é um método surpreendente para aprender espanhol rapidamente , especialmente para um aluno que fala português.

Se, como eu, você tem um forte gosto pela cultura latina, pelas viagens, pelo aprendizado de idiomas, então saiba que aprender espanhol em um país de língua espanhola é a melhor das imersões.

Embora os cursos muitas vezes sejam caros, estamos falando de um investimento que realmente vale a pena, pois tornar-se bilíngue ou trilíngue (português – inglês – espanhol) significa estar apto a se comunicar com mais de a metade do planeta.

E então a jornada sempre abre novas oportunidades, algumas até mesmo inesperadas.  Aquele estágio na empresa dos seus sonhos, uma promoção, um curso universitário no exterior, uma chance de viagem ou até mesmo um freela em tradução podem estar à sua espera, bastando apenas que você seja fluente no idioma para aproveitar essas possibilidades.

Por que não oferecer um curso de espanhol para o seu filho? Ele crescerá em conhecimento e seus resultados acadêmicos vão literalmente brilhar! E você mesmo já pensou em estudar? Costumamos pensar que cursos de idiomas são somente para os jovens quando, na realidade, não existe limite de idade para aprender.

Aprendizado e conquistas Estudar um novo idioma traz benefícios em todos os sentidos.

Entre agora mesmo em nossa plataforma Superprof e comece a pesquisar por um professor perto de você para começar suas aulas de espanhol. Seu currículo, seu cérebro e até mesmo a sua vida social certamente vão agradecer quando começarem a chegar os resultados dessa atitude.

 

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
avatar