Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Aprender matemática pode ser divertido

De Marcia, publicado dia 06/09/2018 Blog > Apoio Escolar > Matemática > Quais as melhores ferramentas para lidar com números?

O que nos separa dos nossos objetivos, afinal? Por que, muitas vezes antes de tentar, nos podamos de fazer algo que realmente queremos? A resposta é simples: temos medo de tentar, não conseguir e ficar desapontados.

É isso que acontece com muitas pessoas quando o assunto é estudar matemática. Mas será que vale a pena abrir mão até mesmo da tentativa em nome de um pressuposto de que não se vai conseguir? Quando deixamos de tentar, esse “não” se torna uma certeza. Se persistirmos, quem sabe o cenário não muda?

Ensine seus filhos e aprenda Jogos de matemática podem envolver a família toda em um único objetivo.

Portanto, se você acha que é tarde demais para aprender matemática, não perca as esperanças: muitas vezes o aprendizado não acontece somente na escola, ele faz parte da vida, do dia a dia. Prova disso são as ferramentas, aplicativos e jogos relacionados a matemática que estão disponíveis na rede. Acredite: eles podem te ensinar muito!

É fácil aprender matemática?

Sejamos sinceros: aprender matemática, diferente de algumas outras matérias, como inglês ou história, pode não ser tão fácil. Muitas vezes, não basta decorar as fórmulas e saber todas as tabuadas para resolver qualquer problema que apareça. A real matemática engloba todo um conjunto de habilidades.

  • É necessário saber interpretar um problema e reconhecer as ferramentas necessárias para solucioná-lo;
  • Em seguida, é preciso ter em mente as fórmulas necessárias;
  • Por fim, basta fazer o link entre essas duas questões para colocar a solução em prática.

E não se engane! Essa sequência funciona para todas as vertentes da matemática, até mesmo para os cálculos mentais. Na trigonometria, na aritmética, na geometria e até mesmo nas quatro operações básicas (adição, subtração, multiplicação e divisão), um raciocínio lógico se faz necessário.

É claro que nem todas as pessoas encontrarão facilidade para desenvolvê-lo “logo de cara”. O segredo aqui está em descobrir quais são os seus pontos fortes e fracos e focar naquilo que você é melhor. Assim, não se corre o risco de desanimar e perder a chance de aprender coisas novas.

As aulas particulares (ou mesmo em grupos) podem ser cruciais na hora de identificar e trabalhar essas habilidades. Entretanto, antes de começar a frequentar um curso de matemática, é importante conhecer o seu nível. Partir do ponto certo permite melhor capacidade de acompanhar e aproveitar as aulas oferecidas.

  • Você sente que precisa rever o básico, como se fosse um verdadeiro iniciante? Nível básico!
  • Você já possui uma boa base, mas precisa desenvolver-se ainda em alguns aspectos? Nível intermediário!
  • Você quer se preparar para exames específicos ou mesmo cursar uma faculdade no tema? Nível avançado!

De qualquer forma, podemos dizer que existem metodologias simplificadas para aprender matemática. Você pode até mesmo escolher estudar sozinho, desde que sinta que tem foco e disciplina suficientes para levar as aulas adiante.

Uma atividade descontraída pode surtir efeitos muito melhores que uma aula maçante, onde o professor faz questão de relembrar, a todo momento, o quanto não é fácil aprender.

Métodos para aprender matemática se divertindo

Aprender a contar em tabelas de ábaco coloridas não é o suficiente para dizer-se conhecedor da matemática. Trata-se de um mecanismo que permite criar gatilhos mentais para memorizar técnicas diferenciadas de contagem. E é nesse aspecto que precisamos focar.  Entretanto, para aprender matemática de forma descontraída, podemos tomar três caminhos:

Base de aprendizado Quem aprendeu a contar em um ábaco de contas coloridas já se divertiu com os números.

  • Procurar ajuda de um professor de matemática qualificado e conhecedor de tais técnicas;
  • Trabalhar lado a lado com o profissional escolhido, a partir da criação de cartas de revisão e outros truques e dicas;
  • Encontrar uma maneira de exercitar esse aspecto criativo, de modo a desenvolver uma metodologia a cada vez melhor para os estudos.

A criatividade é capaz de aprimorar o raciocínio lógico e a capacidade de buscar soluções. Entretanto, ela não “vem no pacote” quando nascemos: será necessário cultivá-la e exercitá-la.

Algumas pessoas iniciam esse trabalho desde a primeira infância, normalmente com a ajuda de adultos responsáveis. Se você não tem um jogo de tabuleiro em casa, por exemplo, pode improvisar as peças com pedaços de madeira ou borracha e adesivos. Eis uma maneira de ser criativo.

Entretanto, é importante buscar esses meios divertidos de aprender se eles realmente parecem atraentes. Nem todas as pessoas preferem aprender dessa forma: há aqueles mais conservadores, que se sentem mais a vontade ao utilizar os métodos convencionais, e não há nada de errado nisso!

Essa questão costuma estar relacionada à capacidade de aprendizagem, ao perfil e até mesmo à autoconfiança. Mas devemos admitir que, quando as coisas ganham leveza, elas realmente soam mais divertidas e simples. E isso é válido até mesmo para a matemática.

E é bem provável que todos nós já tenhamos experimentado tais metodologias. Você jogou Banco Imobiliário na infância? Se sim, podemos dizer que já teve contato com a matemática de maneira mais descontraída.

E hoje existem ainda os jogos online, que podem ser utilizados tanto para ajudar os filhos nas lições da escola quanto para aprender um pouco mais ou mesmo relembrar o que ficou perdido. E há ferramentas para todos os gostos: desde cálculos até jogos de memória.

Isso sem contar a vantagem de que podem nos acompanhar naquela viagem de final de semana ou mesmo durante o recesso escolar. Brincar com um desses jogos é algo muito mais atraente que simplesmente meter a cara nos livros do semestre passado.

Aprenda jogando com a matemática

Os jogos parecem ser a ferramenta perfeita para aprender matemática: divertidos, práticos e acessíveis, não importa onde você esteja e que horas são. Resumindo: não há mais desculpas para não aprender matemática.

É devido a isso que despertam até mesmo o interesse pedagógico: alguns professores já pensam em utilizá-los como parte complementar das suas aulas. Trata-se de uma associação natural e benéfica, visto que existem ferramentas de todos os níveis, que podem ajudar desde crianças pequenas até estudantes universitários, passando por ensino médio e fundamental.

Os principais jogos se baseiam em simetria, lógica, formas geométricas, problemas, quebra-cabeças e muitos outros recursos. Alguns contam com ferramentas de suporte, como foco em aprender números primos a partir de charadas e quebra-cabeças ou mesmo a oportunidade de interagir com outros jogadores, de diversas partes do mundo.

A lógica, a leitura, o pensamento, o cálculo, a memória, a perspicácia, o raciocínio… tudo isso pode ser desenvolvido a partir de jogos de matemática. Trata-se de ferramentas educativas, que estimulam verdadeiras ginásticas cerebrais para solucionar charadas e problemas.

Mantenha a atenção A distração nas aulas pode ser atenuada quando usamos ferramentas divertidas.

E eles ainda contam com a vantagem de reduzir os níveis de distração, tão comuns em aulas convencionais ou durante um período em que o aluno se disponha a dedicar-se aos estudos. É claro que a capacidade de concentração varia de uma pessoa a outra, mas ela se torna muito mais efetiva quando contamos com ferramentas divertidas.

Principais jogos de matemática disponíveis

A partir do seu computador, tablet ou smartphone, você pode ter acesso a diversos jogos de matemática. As possibilidades ficam entre sites, aplicativos e outras ferramentas. Além disso, eles podem se classificar em diversas modalidades. Para você ter uma ideia, e começar a escolher a sua ferramenta ideal, listamos alguns dos principais.

Os grandes clássicos

Xadrez, sudoku ou mesmo jogos baseados em aritmética básica são bons exemplos de construção de bases para o aprendizado da matemática.

Jogue no jornal O Sudoku é um bom exemplo de jogo clássico de matemática.

Trata-se de exercícios simples, com regras claras, que apenas exigem do jogador alguma disponibilidade de tempo e determinação para dedicar-se à prática.

As operações básicas

Crianças precisam, antes de mais nada, aprender a contar. Para isso existem os jogos didáticos, que permitem a interação e ainda oferecem exercícios com as operações matemáticas básicas. Tais ferramentas estão disponíveis em diversos canais, apresentadas em várias formas. Cabe a cada um escolher as que lhe parecem mais atraentes para colocar o aprendizado em prática.

Os jogos para “feras”

As ferramentas que citamos até agora podem parecer fracas para quem está pensando em ingressar em uma universidade. Para essas pessoas, o ideal é buscar ferramentas com conteúdo mais complexo e elaborado. Dessa forma, é possível desenvolver, não só as habilidades básicas como também as metodologias e bases que farão parte da grade curricular do ensino superior. Existem até mesmo opções que não permitem o avanço de módulo enquanto o anterior não é concluído.

As ferramentas para curiosos

Existem pessoas que, definitivamente, parecem ser movidas a desafio: não podem tomar conhecimento de um enigma que não sossegam enquanto não conseguem solucioná-lo. Se você se identificou com essa descrição, pode ter certeza que será possível encontrar, na rede, o combustível necessário para alimentar sua curiosidade. Para você, jogos que contêm charadas, enigmas e muitos desafios são o ideal.

Os desafios individuais

Se o que você quer é desafiar a si mesmo e testar sua capacidade e habilidade desenvolvidas, procure por jogos que permitam avançar de fase e interagir com outras pessoas. Dessa forma, você poderá ainda convidar seus amigos para partidas emocionantes e desafiadoras. Sua agilidade e capacidade de raciocínio serão colocadas em cheque a todo momento.

Com tantas ferramentas, podemos dizer que aprender matemática nunca foi tão fácil quanto o é hoje em dia. Sendo assim, temos a certeza de que você encontrará na rede a ferramenta ideal, seja para ajudar seus filhos com os deveres de casa ou para despertar em você o verdadeiro gosto pelos números. Que tal começar a procurar agora mesmo? Mãos a obra!

 

 

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...

Deixe um comentário

avatar