Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Formações e profissões ligadas ao mundo das letras

De Camila, publicado dia 31/07/2017 Blog > Apoio Escolar > Português > Panorama sobre aprendizado do idioma do Brasil

“Curiosamente, enquanto a literatura perdia seu prestígio no ensino […] ela se adaptou aos novos tempos. A edição e a circulação de obras literárias ganhou um grande impulso com a informatização […] os escritores premiados saíram de seus gabinetes para se tornar “celebridades” midiáticas […] E tudo isso continua ocorrendo como se o conceito de literatura não tivesse sofrido nenhum abalo teórico, como se todos soubessem tacitamente o que é literatura.”- Leyla Perrone-Moisés (O ensino da literatura)

Leyla Perrone-Moisés – escritora, professora e crítica literária brasileira – publicou vários livros, artigos e estudos com reflexões sobre a atual crise da Literatura como disciplina escolar e universitária. Atualmente professora da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade Federal de São Paulo, ela utiliza os documentos oficiais do MEC sobre o ensino da Língua Portuguesa, fazendo uma leitura crítica sobre o assunto.

A docente da USP não a única com um parecer analítico diante o aprendizado e a dedicação às letras. O que se ensina quando se ensina literatura? O que ler? Tais perguntas são comumente colocadas na mesa. Não é a toa que autores e pesquisadores como Rita Jover-Faleiros e Vincent Jouve escreveram livros que tentam responder à estas questões.

A reflexão sobre o ensino da literatura e o trabalho com a Língua Portuguesa são atuais, pois os amantes do idioma encontram, ainda, resistência em um sistema de ensino (infelizmente) ainda precário e um mercado de trabalho fechado e preconceituoso.

A dedicação ao mundo das letras não é escolha fácil. Algumas pessoas ainda ficam na dúvida sobre se dedicar ou não ao mundo das letras.

Para levantar o ânimo de quem se encaixa no perfil citado acima, Superprof mostra um pouco do panorama dentro do conteúdo escolar e das possibilidades profissionais ligadas ao universo das letras.

Língua Portuguesa no Ensino Fundamental I

Existe um padrão de ensino do português a ser seguido pelas escolas no ensino fundamental. Ele é estabelecido pelo MEC, o Ministério da Educação, que rege todo o conteúdo do sistema de Ensino Básico do país.

Ensino Fundamental

O aprendizado da língua portuguesa é muito importante no período de alfabetização, assim como nos anos subsequentes. É nessa fase que as bases do idioma são solidificadas, servindo como suporte para todo o resto do processo de aprendizagem do aluno. Se o pupilo não assimila bem a matéria nessa época, dificuldades na aquisição de conhecimento o acompanharão durante toda a vida escolar.

Ensino Fundamental I (1º. ao  5º. ano)

Nesta fase, a criança precisa aprender a importância da linguagem na participação social assim como nas atividades discursivas e na textualidade.

O domínio da língua tem estreita relação com a possibilidade de plena participação social. Assim, um projeto educativo comprometido com a democratização social e cultural atribui à escola a função e a responsabilidade de garantir a todos os seus alunos o acesso aos saberes lingüísticos necessários para o exercício da cidadania

Ensino e aprendizagem

É possível aprender, tanto sobre a linguagem verbal quanto sobre as práticas sociais nas quais ela se realiza, por meio da troca interpessoal.

Desde o início do Ensino Fundamental I é imprescindível que se ofereça aos alunos a possibilidade de perguntar sobre a linguagem (e sobre todas as coisas) e de obter respostas.

Durante toda a escolaridade, a aprendizagem dos alunos depende muito da intervenção pedagógica do professor. Nesta parte do Ensino Fundamental ela é ainda mais importante.

Objetivos

O objetivo do ensino do português no Ensino Fundamental I é que as crianças adquiram as capacidades de:

  • Compreender o sentido nas mensagens orais e escritas;
  • Ler textos dos gêneros previstos para esta fase;
  • Utilizar a linguagem oral com eficácia;
  • Participar de diferentes situações de comunicação oral;
  • Produzir textos escritos coesos e coerentes, etc.

Conteúdos gerais

O aluno deve desenvolver:

  • Respeito diante de colocações de outras pessoas, tanto no que se refere às idéias quanto ao modo de falar;
  • Reconhecimento da necessidade da língua escrita (a partir de organiza- ção coletiva e com ajuda) para planejar e realizar tarefas concretas;
  • Valorização da leitura como fonte de fruição estética e entretenimento, dentre outros.

Língua Portuguesa no Ensino Fundamental II

Cada matéria de cada fase da Educação Básica possui um documento chamado de “Parâmetros Curriculares Nacionais”. Seu objetivo é contribuir no processo de revisão e elaboração de propostas didádicas. A estrutura do Ensino Fundamental II também encontra-se neste documento.

Ensino Fundamental II (6º. ao  9º. ano)

Os alunos do Ensino Fundamental II (o que eles estudam em português?), idealmente, possuem entre 11 e 15 anos. Trata-se de uma fase da vida em que o desenvolvimento do jovem é marcado pelo processo de (re)constituição da identidade, na qual ocorrem transformações corporais, afetivo-emocionais, cognitivas e socioculturais.

A adolescência é uma fase de mudanças para o estudante. Os adolescentes passam por transformações que influenciam no aprendizado da língua.

Ensino e aprendizagem

A adolescência implica a ampliação de formas de raciocínio, organização e representação de observações e opiniões, assim como o desenvolvimento da capacidade de investigação, levantamento de hipóteses, abstração, análise e síntese na direção de um raciocínio cada vez mais formal.

O acesso a textos escritos mais complexos, com padrões lingüísticos mais distanciados daqueles da oralidade e com sistemas de referência distantes do senso comum e das atividades da vida diária, impõe ao adolescente a necessidade de percepção da diversidade da nossa língua e dos valores constituídos em torno das formas de expressão, sejam elas oral ou escrita.

A mediação do professor é muito importante neste período de aprendizagem, pois ela cumpre o papel fundamental de organizar ações que possibilitem aos alunos o contato crítico e reflexivo com o diferente, articulados ao conhecimento dos recursos discursivos e linguísticos.

Objetivos

A escola deve tentar organizar, durante o Ensino Fundamental II, um conjunto de atividades que possibilite ao aluno desenvolver o domínio da expressão oral e escrita em situações de uso da linguagem.

Conteúdos gerais

O conteúdo de Língua Portuguesa transmitido durante o período do Ensino Fundamental II é vasto e complexo. Dentro dele encontramos desenvolvimento e assimilação dos conceitos e procedimentos subjacentes às práticas de linguagem. O processo de transmissão de conhecimentos ligados aos valores e atitudes subjacentes às práticas de linguagem são igualmente abordados.

10 movimentos literários de 1600 a 2017

Tão vasta quanto as definições da palavra “literatura” são as manifestações históricas ligadas a ela desde a aparição da escrita. A literatura brasileira é dividida em movimentos literários, cada qual com características e estilos próprios. No Brasil, elas aparecem, obviamente, a partir de 1500.

Abaixo encontramos os 10 principais deles, de 1600 até os dias de hoje:

  1.  Barroco
  2. Arcadismo
  3. Romantismo
  4. Realismo
  5. Naturalismo
  6. Parnasianismo
  7. Simbolismo
  8. Pré-Modernismo
  9. Modernismo
  10. Tendências Contemporâneas

O curso certo para quem ama escrever

Você gosta de escrever, ama ler e quer trabalhar com algo em que possa colocar essas paixões em prática. Mesmo porque você não se imagina fazendo outra coisa da sua vida profissional. Por isso fizemos uma seleção de formações do ensino superior que podem cair como uma luva caso você ainda esteja indeciso(a).

Trabalhar como jornalista exige um domínio da língua portuguesa. O jornalista tem um estreito contato com a escrita.

Jornalismo

O jornalista, além de ser o responsável pela redação das matérias, também possui como responsabilidades a busca, a investigação e a transmissão de informações.

Ao participar ativamente do processo de produção de notícias, o profissional do jornalismo pode atuar em diversas áreas, exercendo funções distintas.

O trabalho jornalístico exige alta postura ética, senso de responsabilidade e compromisso com a verdade. Além disso, o profissional de jornalismo deve ter uma escrita impecável, clara e direta, além de dominar certas características redacionais típicas do meio em que trabalha.

Comunicação Social

Esta é uma formação que apresenta ao aluno um grande leque de habilitações e, consequentemente, de campos de atuação profissional. As mais comuns são cinema, jornalismo, produção editorial, publicidade e propaganda, rádio, televisão e internet, e relações públicas.

O principal diferencial deste curso é que ele oferece uma base teórica mais ampla em teorias da comunicação, ciências humanas e políticas, sociologia e língua portuguesa.

Editoração

Editoração é o tipo de estudo perfeito se você deseja trabalhar com publicação de livros, colunas de jornal, artigos para revista ou sites. O profissional desta área ocupa-se de todas as etapas dos processos de edição e publicação de obras escritas.

Biblioteconomia

O bibliotecário é considerado um profissional da informação. Durante a faculdade, o aluno se prepara para se tornar responsável por gerir informações através de técnicas de organização, classificação e catalogação.

Além de livros, o bibliotecário se ocupa também da organização de revistas, jornais, documentos, fotos, imagens, vídeos e materiais digitais. Ele atua, igualmente, na conservação e preservação destes materiais para que resistam ao tempo e ao uso.

Direito

A formação em direito exige muita leitura e muita escrita. Um advogado precisa conhecer as regras gramaticais da língua portuguesa e saber se comunicar de maneira clara e objetiva, pois a boa comunicação, tanto na linguagem falada como escrita, é uma qualidade indispensável na área.

O estudante que opta pelo curso de direito pode escolher por seguir dois tipos de carreiras diferentes: a jurídica ou a da advocacia. As duas opções  oferecem diversas profissões e especializações.

Independentemente da carreira pela qual o bacharel em direito optar, suas ações possuem grande impacto na vida de outras pessoas e é preciso ter senso de justiça e um entendimento correto da aplicação das leis vigentes.

Encontre um bom curso de portugues aqui no Superprof!

Português para estrangeiros

Dominar uma segunda – ou terceira – língua de maneira impecável é tarefa árdua e complicada. Tornar-se realmente fluente em uma outra língua que não seja o seu idioma nativo requer paciência, tempo e dedicação.

Existem, porém, hábitos que o estudante pode adquirir que o auxiliarão em um avanço rápido rumo à fluência da língua.

Imersão na cultura brasileira

Se você é gringo e quer aprender a falar português rapidamente, então a melhor saída é praticá-lo. Para tal, nada melhor do que entrar de cabeça na experiência e fazer uma imersão cultural no Brasil. Passando um tempo no nosso querido país, você vai ser obrigado a falar, ler, escutar e escrever na língua que herdamos de Portugal.

Aulas particulares de português

Caso você queira avançar ainda mais rapidamente na fluência do português e de maneira personalizada, a melhor pedida é procurar uma aula particular. Além disso, a prática de maneira independente também é muito importante. Não adianta contratar um professor particular e só praticar a língua durante 1 ou 2 horas por semana. É preciso dedicação e exercício.

Quanto tempo para aprender a língua?

Pesquisa feita em 2012 pelo jornal Folha de São Paulo constatou que estrangeiros podem levar até 18 meses para aprender o idioma falado no Brasil. Contudo, o tempo de aprendizado varia de acordo com a língua nativa do estudante.

Vale ressaltar que esse tempo é uma média feita entre estrangeiros que moram no Brasil. Sendo assim, o período calculado na pesquisa não pode ser tomado como regra para todos que começam a aprender a língua. Principalmente se não residirem em terras brasileiras.

Crianças têm mais facilidade que adultos?

Muitos falam que crianças têm mais facilidade para aprender língua e isso é verdade. Se você é estrangeiro e vive em uma família bilíngue na qual alguém fala português constantemente dentro de casa, então sua criança será, com certeza, bilíngue.

Carreiras a seguir no mundo das letras

Subestimado por muitos, o mundo das letras merece seu devido reconhecimento. Corajosos e apaixonados são aqueles que optam por uma formação superior na área da língua portuguesa, mesmo com tantas visões negativas sobre as carreiras a seguir após o diploma em mãos.

Notícia boa é que muitas portas podem ser abertas no mundo profissional ao término desses cursos e não só apenas a carreira de escritor.

Áreas ligadas à escrita

Jornalista, tradutor, corretor de textos, escritor… O universo das letras pode ser maior do que você imagina!

Estudo de línguas

Outra vocação presente entre os amantes das letras é para com o estudo de línguas estrangeiras. Através dele, o aluno se tornará um profissional capacitado para atuar como tradutor, intérprete ou professor de idiomas. Ele pode ainda optar por se dedicar ao setor do turismo internacional.

Ser tradutor ou intérprete permite ao profissional contato diário com diferentes línguas. Trabalhar com tradução é uma boa opção para quem ama línguas.

Profissões ligadas aos livros

Se seu sonho é trabalhar sempre rodeado de publicações, então saiba que existem algumas áreas de atuação que podem entrar no topo da sua lista.

São elas:

  • Bibliotecário;
  • Redator de jornal ou revista;
  • Editor de livros;
  • Advogado ou jurista, dentre outras.
Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...

Deixe um comentário

avatar