Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Como se tornar professor de violino em casa?

De Fernanda, publicado dia 20/11/2018 Blog > Música > Violino > Como dar aulas particulares de violino?

“Eu seguro o fluxo do rio como um violino.” Paul Eluard (1895-1952)

Encontrar um professor para fazer aulas de música não é, à primeira vista, a coisa mais difícil: na internet, há muitos anúncios de aulas particulares ou em escolas de música.

Entre todos nossos professores registrados no Superprof, centenas deles estão dispostos a dar aulas particulares em casa deste instrumento de cordas. Mas o “mercado” do curso de violino não se limita aos nossos cursos: tutoriais no facebook, universidades, instituições públicas de ensino…

Um curso em casa custa em média 70 reais líquidos por hora no Brasil. Mas quais são as condições para se tornar um professor de violino?

Veja como dar aulas em casa desse belo instrumento de quarteto de cordas.

Formação e diploma: obrigatório para se tornar um professor de violino?

Quando se pensa na carreira de professor de música em escolas ou universidades, uma formação de nível superior em música ou pedagogia sempre é exigida: isso acontece até em muitos conservatórios, onde não existe lei que exija um diploma mínimo.

No entanto, para dar aulas particulares, não há necessidade real de uma formação, porque a profissão não é regulamentada: qualquer um pode, a partir dos 16 anos, dar aulas, desde que não atrapalhe sua vida escolar (entre 16 e 18 anos).

Onde aprender violino? Ser professor de violino: uma profissão não regulamentada?
Yeahh! Finalmente obtive minha formação musical!

No entanto, você deve ter um certo nível para ensinar o violino a um nível iniciante. É por isso que é aconselhável que um professor deva ter pelo menos três anos de experiência (de teoria e prática) a mais do que seu aprendiz.

Mas três anos de experiência são suficientes? Posso afirmar que já sou professor violinista depois de apenas três anos? Certamente não.

Pessoalmente, tenho tocado música desde os 8 anos de idade. Eu tive aulas de piano, aulas de bateria e toco jazz cigano na guitarra. No entanto, esses vinte e cinco anos de prática instrumental não me tornam um professor de música, longe disso!

Ensinar o violino não é saber tocar violino, mas saber ensinar música e se adaptar ao nível do aprendiz. E isso, acredite: é muito mais difícil do que a prática em si.

A outra maneira real de dar aulas de violino é seguir uma formação em alguma instituição pública de ensino voltada para a música, como o Theatro Municipal.

Além de focar o desenvolvimento de habilidades e competências da performance instrumental, os cursos em instituições como essa também oferecem as disciplinas como Teoria e Percepção, Harmonia, Contraponto, Análise Musical e História da Música, garantindo assim uma formação musical plena e profunda. Os alunos também são conduzidos à experiência da prática em conjunto por meio das aulas.

No entanto, para dar aulas particulares de violino em casa, você precisa ser, acima de tudo, um verdadeiro pedagogo: saber como se colocar no nível do aluno é mais importante do que a validação de um ou outro diploma de (pós) graduação.

No entanto, para atrair alunos dos mais diversos perfis, é fundamental ter uma cultura musical muito boa.

Como explicar simplesmente a teoria musical, a história da música, como transmitir os segredos de uma boa interpretação musical harmônica, suave, alta em nuances (o famoso “feeling” e o “swing“) se o aluno tiver uma melhor nível do que seu professor?

Como fazer um anúncio para dar aulas de violino?

Seja qual for a sua formação musical, é fato: você vai embarcar na melhor aventura da vida: a carreira de educador!

Como escrever seu anúncio?

Neste mundo em que a iniciativa privada é supervalorizada, há muitas atividades profissionais nas quais você precisa saber como se vender para preencher sua agenda.

Como dar aulas particulares? Cuide para que o seu texto de apresentação seja convincente e atraente. Um bom anúncio é um dos segredos do sucesso!

Aprender a tocar violino não é uma exceção: para dar cursos de instrumentos de cordas – como violino, violoncelo, viola, contrabaixo – você deve se destacar na concorrência acirrada, sujeita à crueldade das “leis do mercado”.

Para começar a dar aulas particulares de violino, vamos tratar da redação do seu anúncio.

Defina desde o início o objetivo: “professor com grande experiência dá aulas de violino em casa”, e adicione o curso de formação musical (conservatório, instituição pública de ensino, universidade, pedagogia, experiência solo ou concerto em grupo música, uma orquestra sinfônica, etc.).

Além disso, é necessário descrever seu programa educacional. Por exemplo, descreva o conteúdo de um curso típico especificando que ele oferece conteúdos para todos os níveis:

  • Solfejo e ritmo
  • Curso de musicalização,
  • Aulas de violino e outros instrumentos (aulas de violoncelo, flauta, guitarra, piano, percussão, viola, acordeão, saxofone, trompete, trombone de slides, etc.),
  • Diferentes técnicas (dedilhado, mão esquerda e direita, posicionamento do arco, vibrato, pizzicato),
  • Trabalho na precisão dos sons e da musicalidade,
  • Cursos de todos os estilos de música, aperfeiçoamento e iniciação musical,
  • Preparação para exames, etc.

A descrição do conteúdo pode fazer toda a diferença na hora de chamar a atenção dos seus futuros alunos.

Você também pode indicar que sua primeira aula é gratuita e que você se desloca até a residência do estudante. São bons diferenciais.

Onde colocar seu anúncio?

Ao se lançar como professor independente, vai ser preciso divulgar seus serviços como um professor particular na internet e na vida real: na vizinhança, na família, entre amigos… E assim se tornar o embaixador de sua própria atividade musical.

Os lugares para postar um anúncio são muitos: anúncios de sites para particulares – Olx, Mercado Livre, etc. -, e plataformas que conectam professores e alunos, como o Superprof. Por fim, não descarte o famoso boca a boca!

Converse com amigos, familiares, empresas locais, converse com seu cabeleireiro, médico, encanador, carteiro, babá, etc. : você pode dar um cartão de visita ou um anúncio para todos os interlocutores privados da vida cotidiana.

Existem muitas soluções e poucas funcionarão: mas você precisa experimentar todas elas.

Você pode colocar um anúncio em escolas – escolas, faculdades, instituições – e universidades para encontrar um número máximo de alunos, ou se candidatar para um cargo de professor em uma escola de música.

Dar aulas particulares de violino com Supeprof

Quer ensinar o violino aos nossos alunos? A plataforma Superprof está esperando por seus futuros professores! Contamos com centenas de professores de violino nas maiores cidades do Brasil.

Aprender sozinho e praticar música como autodidata não é incompatível com o ensino: por que não transmitir quando sabemos fazer?

Se você, como eu, tem o prazer de ensinar o que sabe aos outros, crie um perfil bem otimizado e espere por seus alunos, como o pescador que joga sua vara enquanto aguarda a melhor fisgada!

A prática do violino tem algo vantajoso em relação a uma bateria ou a um baixo: o instrumento é fácil de transportar! Coloque seu violino no estojo e já está pronto!

Compre um violino e aprenda teoria musical

Você terá que pedir ao aluno que compre um violino e um metrônomo. Para começar, você não precisa de um Stradivarius ou de um instrumento de alta qualidade: um instrumento intermediário será suficiente.

E por que não comprar um instrumento com um preço bem acessível?

Porque comprar o instrumento mais barato pode dar ao aluno a impressão de ter um objeto desvalorizado, e pode desmotivá-lo ainda mais se o violino emitir um som ruim.

Onde aprender teoria musical? Ler as partituras: um exercício tedioso!
Ensinar a ler as notas no tempo certo: a melhor metodologia para assustar os estudantes?

Um curso pode começar – tudo depende da didática do professor de violino – por exercícios de teoria musical para saber como interpretar uma peça de música no violino:

  • As partituras,
  • Respeitar o ritmo
  • Conhecer a clave do sol e a chave de fá
  • Estudar as escalas (escala menor, escala maior),
  • Ler as notas (como reconhecer o sustenido, bemol…),
  • Entenda intervalos (tons e semitons),
  • Ritmo, etc.

Em seguida, o trabalho incide sobre a exploração de todos os estilos musicais: clássica, música tradicional irlandesa, jazz, cigano, mpb, etc.

As qualidades de um bom professor particular

Independentemente do nível e do objetivo do aluno, sempre será necessário:

  • Ser sorridente e seguro de si mesmo,
  • Chegar na hora na casa do aluno,
  • Incentivar o aprendiz quando superar dificuldades e emitir belas notas,
  • Evitar julgar ou criticar pelos seus erros e vícios,
  • Ser simpático: uma aula não é uma inquisição,
  • Respeitar o aluno e sua família,
  • Ensinar de forma dinâmica e estimule o gosto pelo tocar,
  • Ensaiar com o aluno e respeite o seu ritmo (vá mais devagar se for necessário),
  • Alternar entre acompanhamento e autonomia no instrumento.

Esta é uma das grandes dificuldades da profissão de educador: a metodologia ideal é uma combinação de vários elementos, e temos sempre que pesar entre teoria e apoio personalizado. Nas aulas de violino, mostramos como fazer, depois deixamos o aluno praticar e depois orientamos.

Ser professor em casa ainda é um dos seus maiores objetivos profissionais ou pessoais? Você seguiu todos os nossos conselhos? Então saiba que você já fez a maior parte do trabalho!

E você, sabe quanto custa uma aula de violino?

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
avatar