Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Dicas para a sua viagem marroquina

De Marcia, publicado dia 27/08/2019 Blog > Idiomas > Árabe > Visite o Marrocos sem problemas com as nossas dicas

“Na primeira viagem descobrimos; na segunda, nos apaixonamos.”-  provérbio Tuareg

O Marrocos é um dos países mais ricos da África, especialmente do Norte da África. Da costa atlântica ao deserto, o Marrocos é famoso por seus souks, chás de hortelã e muitos outros clichês, que vão do hammam à medina.

Podemos dizer que você tem muito a aprender com esse país, em todas as instâncias, incluindo a culinária! Você sabia, por exemplo, que o Marrocos é um dos países produtores e exportadores de açafrão, com mais de 2 toneladas exportadas por ano? Uma delícia para todos os seus pratos, não é mesmo?

Então, se você quer fazer trekking no Sul do Marrocos, passear de camelo no deserto berbere, ou visitar as mais belas mesquitas do país, aqui estão todas as nossas dicas para uma viagem inesquecível ao Marrocos.

Qual a melhor época para visitar o Marrocos?

Pensando em fazer curso de árabe online?

Se o descanso é o objetivo de sua estadia turística marroquina, é melhor visitar cidades onde o windsurf e as palmeiras são reais, especialmente ao Norte de Marrocos, onde as estações são mais amenas: Casablanca, Fez ou Rabat seriam destinos de primeira escolha. Aqui você pode fazer as seguintes atividades:

  • Andar na medina local;
  • Ir em excursão aos arredores, incluindo o deserto, a cidade de Meknes ou Chefchaouen;
  • Passear em um camelo no Berbers.

No Sul do Marrocos, as estâncias balneárias são numerosas e permitem desfrutar de um clima ideal para o verão. Por exemplo, Agadir é um dos destinos mais populares do Marrocos, com 300 dias de sol por ano e pouca chuva! Isso significa que você pode ir para lá o ano todo sem nenhum problema. O mesmo vale para Essaouira, onde você pode:

  • Surfar de julho a setembro;
  • Aproveitar as praias e relaxar;
  • Preparar uma viagem para o Sul do Marrocos.

Vamos então distinguir sete grandes espaços no Marrocos:

  • As planícies do Atlântico Norte, em Tânger ou Tetuão;
  • As planícies de Doukkala até Souss, em Agadir;
  • Os platôs interiores, em Marrakech;
  • A costa do Mediterrâneo e o Rif, em Oujda;
  • O Médio e Alto Atlas, em Ifrane;
  • O Anti Atlas e os vales pré-saarianos, em Ouarzazate;
  • O domínio sahariano, em Dakhla.

O Marrocos apresenta grande variedade de climas, e é importante escolher o melhor período para visitar o país.

O Marrocos experimenta vários tipos de influências climáticas, o que explica as diferenças no clima: oceânico, mediterrâneo, montanhoso, continental e desértico.

Agora, que orçamento planejar para descobrir o país das palmeiras?

Que orçamento planejar para visitar o Marrocos?

O dinheiro está sempre no centro do planejamento de uma viagem ao Magrebe: entre transporte, alimentação, estadia… a conta pode ficar bem salgada. É por isso que damos aqui algumas indicações de preços médios, para você ter uma ideia.

Em relação ao transporte, você tem que pensar em:

  • Suas passagens de avião para ir para o Marrocos;
  • Transporte no local, mesmo que transporte público;
  • Deslocamentos internos, incluindo táxi;
  • Eventualmente, outros meios de transporte durante a estadia, como a bicicleta.

Nas cidades, se locomover de táxi é econômico desde que você conheça as taxas. Sempre peça ao motorista para ligar o taxímetro. Se ele se recusar, não vá com ele. Os táxis são oficiais e devem respeitar a tarifa atual, que normalmente é de 2 Dh no embarque (3 se for à noite ou em frente ao hotel) e entre 4 e 8 Dh por quilômetro. Certifique-se de que você tem dinheiro para pagar o preço. Em caso de problemas, não hesite em anotar o número do táxi e indicar que à polícia turística: tudo se resolverá então como em um passe de mágica!

Que tal fazer um curso de arabe sp?

Antes de ir ao Marrocos, planeje o quanto vai gastar.

Não é aconselhável alugar um carro no Marrocos, mesmo que todas as principais empresas de aluguel estejam presentes no país. Os contratos de seguro são bastante vagos e a direção é complicada. Será que vale a pena?

Além disso, se você preferir organizar tudo sozinho, saiba que a rede de ônibus é bem desenvolvida no Marrocos e conecta desde as principais cidades até os cantões mais remotos.

Três grandes empresas fornecem a maioria dos serviços de transporte:

  • CTM;
  • Supratours;
  • SATAs.

Em termos de alojamento, o custo dos hotéis no Marrocos varia de acordo com a sua localização, a sua posição e o período em que você se hospeda. As grandes cadeias de hotéis como Ibis ou Sofitel estão presentes, mas há muitas outras opções disponíveis em todo o país a diferentes preços. Por exemplo, o Swani Hotel em Meknes custa apenas R$25 por noite em quarto duplo. Em Casablanca, a média é de cerca de R$250 por noite, em Tânger você pode encontrar R$200 por noite em quarto duplo.

Se você quiser ficar em uma casa de família no Marrocos, você pode recorrer ao Airbnb e optar por ficar em um quarto privativo com uma família marroquina. Considere entre R$150 e R$350 pela estadia.

Se você não tem dinheiro suficiente, aqui está um exemplo de um orçamento para mochileiros em uma viagem em casal:

Sem contar as passagens aéreas, é possível gastar menos de R$1.500 para um casal que passa uma semana no Marrocos.

Considere em média para dois:

  • R$270 por noite para acomodação;
  • R$50 por dia para alimentação;
  • R$20 por dia para transporte;
  • Muitas atividades gratuitas.

Este orçamento é válido para a maioria das cidades do Marrocos, mas pode ser que não seja possível visitar o deserto no Sul do país.

E que tal fazer um curso de árabe antes de embarcar?

Quer fazer um curso de arabe?

Como se hospedar no Marrocos durante uma viagem?

Estamos falando de despesas, mas você sabia que a estadia representa geralmente 30% do total gasto durante uma viagem? É por isso que é melhor escolher de acordo com o que você deseja: concentre-se no conforto ou reserve seu dinheiro para atividades diferenciadas.

Se você tiver vontade e dinheiro, pode experimentar se hospedar em um riad.

A vantagem do Marrocos é que trata-se de um país com muitas facetas, onde é possível se hospedar tanto no estilo “europeu”, em cadeias de hotéis convencionais, quanto em esquemas mais diferenciados, como em uma tenda no deserto. Original, não é mesmo? Aqui está um resumo das acomodações disponíveis no Marrocos:

  • Acampamentos marroquinos;
  • Albergues da juventude;
  • Quartos de hotel;
  • Apartamentos privativos, incluindo riads;
  • Casas de família.

É muito fácil acampar no Marrocos. Muitos parques de camping estão disponíveis em todo o país. Em árabe, você pode usar a palavra  moukhayyem, que significa acampar, se você quiser acampar em partes mais remotas do Marrocos. Um parque de camping custa em geral 10 a 20 Dh por pessoa ao qual se deve adicionar 10 a 20 Dh (menos de R$10) para montar uma tenda.

Os albergues não são comuns no Marrocos. Há uma dúzia oficialmente listada pela rede Hostelling International. Eles estão nas principais cidades: Casablanca, Rabat, Fez, Meknes, Essaouira, Marrakech, Ouarzazate, Tetouan, Asni, Azrou, Chefchaouen e Laayoune. As taxas variam entre R$30 e R$70 para uma cama em dormitório.

Viajar para o Marrocos também pode significar ficar em hotéis resort ou hotéis mais simples. Você encontrará uma variedade de tarifas, de acordo com a gama de hotéis que você escolher. Geralmente, os hotéis solicitarão que você insira seu passaporte e número de visto no registro no momento da chegada. Um imposto promocional turístico e um imposto turístico comum também serão solicitados, os dois acumulados raramente excedem 35 Dh (cerca de R$18).

O esquema homestay é muito popular no Marrocos: com taxas que variam de  R$125 a R$250 por dia por pessoa, dependendo do nível de conforto escolhido e do número de noites, trata-se de uma opção econômica, ideal para uma viagem em circuito, por exemplo.

Top 10 coisas para saber antes de visitar Marrocos!

1. Estude árabe!!!

2. O Marrocos acolheu milhões de turistas apenas em 2018, e observou-se um aumento considerável em relação ao ano anterior. Mas ir de férias ao Marrocos, assim como para qualquer outro destino, envolve conhecer costumes locais, seguir regras, providenciar documentos e respeitar hábitos de vida diferentes dos seus;

3. Entre outros, o Reino do Marrocos é um país muçulmano e, se você vai a Tetouan, Chefchaouen ou ao deserto do Saara, será necessário respeitar os costumes. Planeje roupas sóbrias e cobertas. Embora as cidades de Fez e Marrakech estejam acostumadas com turistas e aceitem a moda ocidental, é melhor tentar se misturar à paisagem para não atrair a atenção;

4. Sexta-feira é o dia dedicado à oração pelos muçulmanos. As lojas podem ajustar seus horários ou até mesmo não abrir. Além disso, não é recomendado sair durante o Ramadã (maio-junho), porque tudo funciona em câmera lenta nas cidades;

5. Visitar o Marrocos também é aprender a barganhar no mercado e em outros lugares. Marroquinos são considerados muito acolhedores, mas não seja ingênuo. Seus cálidos gestos e sua simpatia só existem para um propósito: fazer você comprar óleo de argan, um par de chinelos ou uma panela tajine;

6. Aconselhamos que você observe algumas regras de higiene, como não beber água da torneira ou recusar cubos de gelo em suas bebidas em um restaurante. Pode fazer mal à digestão!

Alguns hábitos de higiene, como não beber água da torneira são importantes para a sua saúde.

7. Nunca tire fotos sem a autorização das pessoas, pois há uma crença no país que diz que a foto rouba parte da alma de quem nela aparece;

8. O trânsito marroquino pode ser considerado caótico para nossos padrões. Portanto, dirigir por lá pode não ser uma boa ideia;

9. Planeje o quanto deseja (e pode) gastar na viagem com antecedência. Afinal, nada pior do que ficar sem dinheiro bem na hora daquele passeio que você sempre sonhou fazer;

10. Por fim, adote uma postura positiva e aberta, evitando falar sobre determinados temas (não constranja ninguém pelo caminho) e mostrando-se um bom turista.

Esperamos que nossas dicas tenham ajudado você a planejar a sua viagem ao Marrocos. E… já sabe! Para aprender um pouco de árabe, não deixe de acessar a nossa plataforma e contratar um de nossos professores particulares.

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
avatar